O fim do CPM está próximo!

O confronto está prestes a explodir, desta vez, no CPM (Colégio Tiradentes da Polícia Militar). Tudo por conta da nova gestão adotada pela recém-promovida "TêCê" Fátima Escaliante, que aprendeu seus "valores de comando" na cartilha escrita (e distribuída) por seu "compadre"... O leitor sabe muito bem de quem estamos falando.
Acontece que entramos em março e as aulas ainda não foram reiniciadas no CPM. Pior ainda, não existe nem a previsão de quando isso acontecerá! Situação inferior a isso, só o estado de sucateamento e degeneração a qual está sendo submetido o Tiradentes. Na maior parte dos Estados vizinhos, nossas coirmãs detêm Colégios Militares que, indiscutivelmente, são referências em qualidade de ensino. O que não é o nosso caso! Ano passado, como exemplo, um dos finalistas do "Soletrando" (quadro do programa televisivo global "Caldeirão do Huck", que consiste em aferição da capacidade intelectual de alunos de diferentes escolas de vários Estados da Federação – via concurso de soletração de palavras, o popular DITADO) foi oriundo de Colégio Militar. O antepenúltimo programa foi vencido por uma jovem do Colégio Militar de Pernambuco. Também não é o caso do nosso Tiradentes, infelizmente!
Nosso Colégio Militar é motivo de vergonha. Aqui, em nossa Briosa, o atual comando não leva a sério a educação dos jovens filhos de seus componentes, mas preocupam-se em oprimir os pais dos alunos e fazer disso uma vitrine para o que muitos – nos bastidores – já apelidaram jocosamente de "Operação Mãos Limpas", que certamente aplicará uma reprimenda nos "criminosos inescrupulosos que se apropriaram dos recursos da bolsa-escola". Mas, apropriar-se dos recursos do SENASP para usar como verba de custeio, pode!
Os mais prejudicados com isso são os alunos que farão o terceiro ano do ensino médio, que até novembro deverão ter concluído o seu ano letivo, sob pena de serem prejudicados no PSS-UFAL. A comandante do Tiradentes parece não se importar muito com isso, pois seu COMPADRE já lhe deu carta branca para atuar como queira, pois a mesma "trata-se de uma das melhores oficialas da Polícia Militar de Alagoas" (sic).
Em contrapartida, como os servidores militares do colégio estão sem função, na prática, estão sendo submetidos a atividades em caráter de desvio de função. Isso por determinação do P1 – Cap. Ursulino, que a TC trouxe a tiracolo da unidade em que fez parte, o BPESC – com aval da respectiva comandante. A maioria está servindo como FAXINEIRO, em serviços de limpeza diárias, que tem o objetivo de, além da subutilização dos servidores capacitados e que querem trabalhar, humilhá-los. Outros estão sendo empregados como SERVENTES DE PEDREIRO em uma reforma "maquiadora" do prédio; que tem problemas estruturais como a maior parte das Unidades da PMAL.
Aqueles que reclamam, são destratados e desconsiderados pela comandante, são transferidos ou ameaçados de responderem Procedimento Disciplinar. A grande parte dos militares daquela Unidade está preferindo tirar P.O. (o que é indubitavelmente mais útil à sociedade) a ser humilhada lavando o chão; que hoje está sujo, e que amanha será novamente sujo pela "reforma".
A revolta está patente e o reinado de terror implantado nos últimos meses (tendo como personagens principais a Comandante e o P1), parece ter chegado para ficar na Unidade Escola.
A coisa promete ter desdobramentos (e piorar) depois do carnaval, quando um grupo de pais de alunos, promete realizar uma manifestação nada pacífica em frente ao Colégio, com a participação da imprensa, bem como denunciarem o caso ao MPE. Os militares estão igualmente revoltados. A quarta-feira (de cinzas) promete trazer – antagonicamente falando – mais "chamas" para o caso. E quem sobreviver ao carnaval (no Estado de 30 homicídios por fim de semana), verá!

2 comentários :

João de Deus disse...

Meus filhos estudam no Tiradentes... Bem, vão estudar assim que começarem as aulas... Dona Fátima, a senhora tem a qualificação necessária exigida pelo MEC para exercer a função de Diretora de Colégio? Lembre-se: para o MEC, não tem essa de antiguidade não, o que conta é a qualificação necessária. Eu mesmo vou estar lá na porta do CPM cobrando providências quanto a isso.

Anônimo disse...

Tenho um filho no Tiradentes e sei como o colegio mudou depois da chegada da coronel Fatima. Aquela escola estava que era um lixo só e a coronel colocou ordem nada casa. Não conheço a coronel Fatima de perto mas o trabalho dela marcou pra melhor. Por isso, acho que voces deviam visitar o CPM antes de falarem dela. Gosto do site de voces mas dessa vez vocês erraram feio!!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver