Colônia de Férias dos Bandidos

Eu ainda não sei o que os nossos comandantes andam pensando quando tomam certas atitudes. Sinceramente a nossa PMAL está totalmente desestruturada na região do sertão alagoano. Uma região já reconhecida como um ponto crítico no tocante aos crimes de mando, políticos, roubos de carga, roubo de gado, tráfico de droga e uma enorme quantidade de plantações de maconha, mas apesar de todos esses enormes problemas nossa administração ainda não acordou para a necessidade de reestruturação de nossas unidades do sertão, mais especificamente nas áreas do 9º e 7º BPM (Delmiro Gouveia e Santana do Ipanema).
Não faz muito tempo, por volta daquela região, houve o roubo de uma grande quantidade de armas de uma unidade da PMPE por um bando extremamente organizado (seriam os novos cangaceiros?) que sequestrou a família de um capitão de nossa coirmã e obrigou o mesmo a recolher todo o armamento e entregar ao bando.
Saliento que em muitas ações delituosas que o correm no sertão, são praticadas por bandos de quadrilhas fortemente armadas e que detém um bom conhecimento do bioma da caatinga (vide o exemplo da quadrilha do Marcos Capeta, que assolou a região) e enquanto as outras PPMM já contam com unidades especializadas para o combate desses bandos na região da caatinga, a PMAL está marcando passo, esperando não sei o quê...
Várias monografias de CAO já foram feitas e eu próprio já fiz um projeto para a instalação de uma unidade da PMAL especializada em caatinga (Pelotão ou Companhia) e apesar de todo esse esforço, nem o comando da PMAL e nem a SEDS se mobilizou e se atentou para essa necessidade.
Pois bem, hoje nossas unidades do interior sobrevivem com um número limitado de PMs (não muito diferente do restante da corporação) e chega ao cúmulo de muitas cidades do sertão terem apenas 02 PMs de serviço e em muitos casos não tem sequer uma viatura. Ora, o que impediria que um grupo fortemente armado, com cerca de uns 24 homens (tal qual aconteceu em Pernambuco) invadir uma cidade dessas? E eu até já imagino o modus operandi: os mesmos fechariam as entradas e assaltaria todos os estabelecimentos comerciais, em especial os bancos.
Será que teríamos condições de dar um combate à altura de um bando como esses? Tudo bem, tudo bem, vindo isso a acontecer pediremos reforço à sede do BPM, recomendariam alguns... Mas como pedir um reforço se nas sedes dessas unidades não entram mais do que 18 homens por dia? E, detalhe: esse efetivo é totalizado contando o plantão, telefonistas, cozinheiros, o pessoal "apto com restrição". É, meus caros, não se trata de estar aqui agourando, pois o que estamos revelando é uma tragédia anunciada, que dá sem muito esforço já dá para saber o final...
É mais que urgente a implantação de uma unidade especializada em combate na caatinga, e devemos nos espelhar em nossas coirmãs (PMPE, PMBA e PMSE) que já criaram as suas unidades e hoje "colhem os frutos" do combate a criminalidade nessa região; só citando o fato que hoje o CIOSAC da PMPE é uma unidade de referencia dessa coirmã e que aonde chega no sertão é altamente respeitada, sobrando vários elogios as diversas situações em que suas guarnições foram empregadas.
Ao invés de se pensar em diminuir nosso efetivo previsto, para, com a "mesquinhez" de diminuir gastos e promoções por tempo de serviço, isso para satisfazer governantes, deveríamos sentar e aproveitar nosso grande efetivo previsto, realizando desdobramentos e criando novas unidades especializadas. Porque com 16 mil homens isso é possível, e deve ser feito, e assim fica muito mais fácil dar segurança a sociedade alagoana. Ou vamos esperar que os bandidos de Pernambuco, Bahia e Sergipe atravessem (com mais frequência) as nossas divisas?
A lógica racional seria fechar nossas divisas, combatendo o crime que vem de fora para atuar dentro do nosso Estado, em especial, na nossa capital. Será tão difícil ver isso? Quantas vezes mais teremos de ouviu falar que a maioria dos maiores bandidos que são presos em nossas terras são de outros Estados? Façam uma pesquisa nos jornais e qualquer um verá que é verdade...
OBS: ...e foram prometidas viaturas novas para o interior e até agora nada. Continuo tentando trabalhar com uma verdadeira lata velha... Dá uma vontade de tirar umas fotos e mandar para o Luciano Huck, pra ver se ele tem pena e manda para o Programa Lata Velha...

7 comentários :

Anônimo disse...

dada ladrao e lulu malvadeza: destruindo a pMAL como nunca se fez!!!

Tenente Stive disse...

Se a gente fosse dizer que os novos soldados iriam trabalhar sem condições de serviço já no primeiro serviço, e se nós fôssemos convocar a imprensa abertamente, iríamos alertar ao comando que certamente iria "dar um jeitinho" para camuflar a falta de extrutura da PMAL. Nesse sentido, preferimos enviar várias cartas, vários e-mails, assim como dar alguns telefonemas para alguns repórteres alertando sobre a falta de extrutura e o resultado foi uma primeira página em destaque na Gazeta de Alagoas, bem como a cobertura da imprensa televisiva, a quem agradecemos pela brilhante matéria, motivo pelo qual damo-lhes os parabéns. Ah, só mais uma coisa: o movimento "convocação da RESERVA TÉCNICA" pode ter acabado, mas as suas lideranças estão bem atuantes, e a estes novos e aguerridos soldados, estendemos os parabéns e o nosso muito obrigado por ter nos dado atenção em várias opotunidades, onde foi decidido que eles não sairiam às ruas sem os equipamentos de proteção e o armamento, o que de fato foi cumprido. Isso, meus amigos, é só o começo.

A polícia tem, mas tá faltando disse...

"Policiais prontos, mas sem coletes e sem arma para trabalhar"

veja em: http://celiogomes.blogsdagazetaweb.com/2011/04/21/a-policia-tem-mas-ta-faltando/

Sócio da ASSOMAL disse...

Enquanto isso, o Fragoso faz a média:

A diretoria da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal) deseja aos oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar que estejam unidos em coração com seus entes queridos. E que todos possam tanto dar como também receber vibrações positivas nesta páscoa, como: a esperança, o amor, a paz e alegria.

Fragoso, a "vibração positiva" que eu quero receber é o reajuste levando em consideração as datas-bases vencidas e o resíduo dos 7%.

MAJ CHEIROSO disse...

essa viatura foi a qui o aspirante perdeu o dedo no capotamento quem estava dirigindo foi um soldado que não tinha a CNH,o caso foi abafado pela MAJ C. FEDOU....

Cabo Êta, o que entrega mesmo! Sem boquinha! disse...

Vamos dar nome aos bois?

O MAJOR Cicero Pereira, foi quem acobertou. O mesmo que negociou seu posto de major por implantar o TCO na PMAL. TCO que nao serve de nada, e ainda mais: usurpa o poder da policia civil de policia judiciaria e desmoraliza a PM fazendo seus membros lavrarem documentos judiciais com erros gramaticais em em papeis sebosos com campos esdruxulos. Eu encano mermo, entrego tudo! Sou Cabo, o Cabo Eta!

AMIGO DESSE CABO ÊTA DA LINGUA DE SERPENTE disse...

cabo ÊTA, tu tem uma liga de serpente e foi o Cico fedou que queria que o aspira assumisse que estava dirigindo a viatura e que o pai do aspira ficou brabo e disse ao filho que falaçe a verdade que foi o soldado que não tinha CNH

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver