DIGNIDADE!

Estamos presenciando várias ações de repressão aos movimentos reivindicatórios das forças de segurança estaduais. Um ataque vindo de todos os lados, dignos dos anos mais obscuros da repressão e do regime de exclusão que dominou o Brasil durante as décadas de 60, 70 e 80. Quase todos os dias, o Governo do Estado usa os meios de comunicação para tentar suprimir qualquer voz que venha se colocar contra o ridículo aumento dado ao Funcionalismo Publico Estadual.
No âmbito da Secretária de Defesa Social, qualquer voz que se levante contra o sistema (tão bem explorado e mostrado no filme Tropa de Elite 2) é passível de perseguição, prisão e assedio moral por parte dos gestores da pasta. São ameaças ostensivas, com abertura de procedimentos apuratórios, transferências, prisões e qualquer outro meio coercitivo para enfraquecer os movimentos reivindicatórios.
O major BM Burity foi um dos primeiros, pois ao reclamar por melhorias para sua instituição, foi prontamente preso, sem que o Governo atacasse o principal problema denunciado pelo oficial: a falta de estrutura do Corpo de Bombeiros de Alagoas. Sai muito mais barato mandar prender o major, do que investir seriamente nos Bombeiros.
Depois foi a manifestação dos policiais em frente à Secretária de Gestão Pública, que resultou na abertura de inquéritos para apurar a manifestação e possivelmente prender seus lideres, para que assim sirvam de lição para qualquer militar que queira solicitar melhorias nas condições de trabalho e melhor remuneração por parte do governo.
Já nos últimos dias, com os Policiais Civis deflagrando sua greve, o Secretário da SEDS, através do Twitter já anunciou suas medidas repressivas, com o apoio do judiciário alagoano, que parece estar com "muita amizade" com o poder executivo, pois qualquer greve de Funcionário Público Estadual está sendo julgada como ilegal (2012 com certeza terá um aumento do repasse de verbas para o poder judiciário).
Se nós, como Funcionários Públicos, não podemos fazer greve, como então conseguiremos pressionar o governo a respeitar nossas datas bases? A greve é um direito garantido em nossa Carta Magna, mas aqui nas ALADROAS, a Constituição é moldável para que sirva a interesses, e com isso ajudar a quem está no poder e com o cheque na mão.
Onde quero chegar com isso? Se nós não podemos reivindicar de maneira ostensiva, vamos partir para a tática de minar nossos "inimigos" com pequenas ações. Temos de deflagrar urgentemente o Movimento "POLÍCIA LEGAL" aqui no Estado; só assim, pressionaremos o governo a sentar à mesa para negociar. Querem maior pressão do que uma polícia que está engessada pela falta de investimentos sérios na área da segurança? Isso com certeza abalaria o Governo Estadual, sem contar que levaria à queda de toda a estrutura amadora implantada hoje na Secretaria de Defesa Social, que hoje está mais preocupada em favorecer as amizades, do que em buscar uma solução com toda a estrutura. Para que quebremos esse paradigma necessitamos de um Secretario e um Comandante Geral aberto ao diálogo, que queira fazer uma gestão de coalizão com TODOS os integrantes da pasta, e não apenas com seus "AMIGOS".
Por outro lado, precisamos fortalecer nossos movimentos através da participação de todos. Façam o que puderem, façam comentários nos sites de noticias, criem blogs, façam reuniões, participem de associações e quem puder repassar informações, REPASSEM. Para os militares que têm acesso à internet, repassem o endereço deste blog, imprimam nossas postagens e coloquem em seus alojamentos e quadros murais de suas unidades, façam as informações chegarem aos seus companheiros de caserna, isso já foi uma sugestão dada por um leitor. Façam isso e deixem o nosso movimento crescer. DIGNIDADE!  Só assim conseguiremos dar um basta nessa situação.

7 comentários :

Uma Policial disse...

Continuem assim, companheiros... Destemidos... Odiados por poucos e querido por muitos! Saibam que eu me somo aos demais companheiros que os vêm como um referencial nos quadros da PMAL. Militares que sem sobra de dúvidas vieram para acrescentar com essa legião de vários companheiros, brilhantes, aguerridos, que querem o bem não só da classe a que pertence mais também para toda a corporação de militares do Estado.

CORONEL MIZZUNO disse...

O CORONEL QUE PEGOU O DINHEIRO DO EXTRA O SUPERMERCADO,BOTOU OS NOVOS POLICIAIS TODOS DE SERVIÇO NAS RUA DE MACEIÓ TODOS DESARMADO E SEM COLETE SÓ COM O BASTÃO É A NOSSA SEGURANÇA PUBLICA A EMPRESA FILMOU OS PPMM

OIÃO disse...

Policiais prontos, mas sem coletes e sem arma para trabalhar
|
Não começou bem o primeiro dia de trabalho para um grupo de novos soldados da Polícia Militar de Alagoas. Durante algumas horas, cerca de 70 PMs ficaram no pátio do quartel-geral, à espera de armas e coletes para, finalmente, sair às ruas no essencial policiamento ostensivo. Depois da incerteza, surgiram os revólveres – meio velhinhos, na verdade já deveriam ter sido substituídos.

Quanto aos coletes, a demora foi ainda maior, atrasando bastante o início do trabalho. O jeito foi buscar o material em algum batalhão, embora não se saiba exatamente de onde e nem se a situação está normalizada. O Comando de Policiamento da Capital diz que sim. Esse é o quadro na PM.

Na Polícia Civil, agentes devolveram coletes porque estão com o prazo de validade vencido, ou seja, não protegem o policial – como informa a Gazetaweb. O gesto foi de policiais da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic).

Ficamos, assim, com dois cenários distintos. No primeiro, o governo garante “investimentos fortes” na infraestrutura da segurança, o que inclui, essencialmente, viaturas, armas e equipamentos. Mas, no segundo cenário, policiais não recebem aquilo que é considerado básico para sua missão. E agora? Como se vê, uma versão elimina a outra.

Anônimo disse...

Boa idéia! FAZER COMO EM SRGIPE! POLÍCIA LEGAL, EU APROVO!

Anônimo disse...

Parabens pra os recruts estao mostrando que com eles tem boquinha nao, e os antigao cade vao acochambrar eh? cade os antigaoooo?

BPM DE RIO LARGO disse...

BOMBA,BOMBA SOLDADOS QUE AGORA É CABO QUE TRABALHOU NA CASA DE UM CORONEL FAZENDO SERVIÇO DE PEDREIRO E OUTRAS COISAS DE GRAÇA E O MESMO BOTAVA ELE NUA ESCALA SO DE FACHADA E QUE O SUB COMANTE O CAPITÃO A QUELE QUE ESTAVA BEBADO QUE A PF PRENDEU LEMBRA DESSE, SABIA DE TUDO E AINDA ELE PEGAR O ALMOÇO DOS PPMM NO BPM ASSIM É MUITO BOM FAZER CASA COM DESVIU DE FUNÇÃO A OUVIDORIA JÁ TEM CONHECIMENTO DO FATO.PARACE QUE FOI O CABO M....

Jenésio, o Pecador disse...

É por essas e outras que o Estado está nesse desmando. E o Sr Teotonio Filho não dá a mínima para as necessidades básicas do servidor. Governador, sempre se fala em Direitos Humanos em seu governo; então, cadê a base dos Direitos Humanos? Cadê a dignidade da pessoa (servidor) humana? Quem ama Alagoas nunca mais vota no senhor.
Felizmente!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver