Líderes militares vão processar o Coronel Luciano

A Assessoria do Movimento Unificado das Associações Militares informa:
As lideranças militares em Alagoas pretendem ingressar na Justiça [Militar] com uma ação contra o Comandante Geral da Polícia Militar, coronel Luciano Silva, por calúnia e difamação. A decisão foi tomada após declarações dele à imprensa "responsabilizando" os presidentes das associações militares pelo atentado ocorrido a um prédio da PM.
As associações irão se reunir com o corpo jurídico para discutir os detalhes. Cada entidade irá entrar com um processo por calúnia, difamação "pelas acusações infundadas e sem provas".
"A mobilização é grande e foge do nosso controle. Não podemos prever que uma coisa dessa possa acontecer. Devido a toda situação que estamos passando, especialmente após a gargalhada do governador, os ânimos estão acirrados. Não mandamos ninguém depredar nenhum órgão público", afirmou o major Wellington Fragoso, presidente da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal).
Os líderes de classe acreditam ainda que o episódio está sendo usado para desvirtuar a atenção dos problemas dos servidores para um ato de um grupo isolado contra órgãos públicos. "Esse tipo de ato não é legal e não compactuamos com ações dessa natureza, pois quebra o estado democrático de direito. Fazemos manifestações pacíficas e atos isolados devem ser apurados. O comandante geral deve primeiro apurar o caso antes de qualquer acusação. Nesse momento tem que haver equilíbrio de todos", acrescentou o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (ASSMAL), sargento Teobaldo de Almeida.
"Não podemos ser responsabilizados pelo ato sem apuração. Fomos acusados prematuramente antes mesmo de terem sido realizados os levantamentos do crime. No entanto, o maior responsável pelos atos dos últimos dias é o Governo de Alagoas", afirmou o presidente da Associação de Praças, cabo Wagner Simas.
Eles informaram que todo movimento é planejado para seguir de forma pacífica e ordeira. "Estão nos imputando a culpa que não temos. Esta é uma luta justa. O Governo fica alheio e não busca resolver os problemas com cada categoria. Assim, ele tende a se agravar, já que, a insatisfação é de quase cem por cento", disse coronel José Campos, presidente da Associação dos Oficiais da Reserva.
Na próxima quarta-feira (25), os policiais e bombeiros militares devem participar de uma assembleia geral para discutir os novos rumos das mobilizações.
Nós que compomos a BEF, assim como a maioria dos policiais militares (que, como nós, repudia os atos desse comandante), assinamos em baixo.

13 comentários :

Sócio da ASSOMAL disse...

Líderes militares rebatem acusações do Comando da PM
O comando responsabilizou os líderes militares pelo atentado a um prédio da PM


As lideranças militares em Alagoas pretendem ingressar na justiça uma ação contra o comandante geral da Polícia Militar por calúnia e difamação após suas declarações à imprensa responsabilizando os presidentes de associações militares pelo atentado ocorrido a um prédio da PM.

As associações irão se reunir com o corpo jurídico para discutir os detalhes. Cada entidade irá entrar com um processo por calúnia e difamação pelas acusações infundadas e sem provas.

Para maiores informações, clique: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000408

Caça às Bruxas disse...

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 095 DE 20 DE MAIO DE 2011

Portaria de Inquérito Policial Militar

PORTARIA nº 035 - IPM-CG/CORREG, de 20 de maio de 2011: O COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições e considerando o que prescreve o Art. 10, letra “b”, do CPPM, RESOLVE designar o Oficial abaixo para, através de IPM, apurar suposta prática de crime militar por Integrante(s) desta Corporação, conforme demonstra documento em anexo.

Oficial Designado: Ten Cel QOC Mat. 76213 JOSÉ BISPO DOS SANTOS FILHO
Documentos Anexos:
Mem. Nº 150/11GCG/ASS, Parte nº 173/2011, Parte nº 172/2011, Relatório do Centro de Gerenciamento de Crises, Direitos Humanos e Policia Comunitária e demais documentos.

Em consequência, o Encarregado pelo IPM compareça à Corregedoria no prazo de 48 (quarenta e oito) horas, para o recebimento da Portaria e demais documentos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
cabo LOSO disse...

Vejam que vai apurar o caso """""O COMEDOR DE DIAMANTES""""

CORONEGAY LULU disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
SOLDADO DO 8ªBATALHÃO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Pessoá, vamu cum carma, num apelen tantu assim nao, dexe o coitadin du bonfa, sao coisas du passado...

SOLDADO DO 8ªBATALHÃO disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Uma Policial disse...

Este é um bom espaço para (que cada um que faz comentários) propor, sugerir, trazer ideias, mas ninguém fala nada nesse sentido, muito pelo contrário, apenas avacalha. Todos nós sabemos que é fácil criticar e apontar os defeitos ou erros, mas também é fácil termos ideias (construtivas) e apresentá-las aqui. Assim sendo, eu proponho que se formos - de fato - fazer aquartelamento, que isso seja feito pelos intatos, e que isso seja feito dessa forma: depois que for declarado pelas associações o aquartelamento, o pessoal dos inativos devem esperar a mudança de turno das principais unidades da capital (1º, 4º e 5º BPM, juntamente com o BPRp e o BPE), montar barracas na frente da Unidade obstruindo a entrada dos militares que eventualmente queiram sair para trabalhar; estando à frente da Unidade, é só levar cadeiras, mesas, água e lanche, baralho ou dominó (para quem queira jogar), e se for o caso as esposas com as suas panelas. Feito isso, com a paralisação das Unidades da Capital, é só esperar que o Governador chame para "negociar". Duvido que ele fique uns 2 dias sem fazer tal negociação. Ah, enquanto isso, caso venha o BOPE, será que os militares das Unidades "fechadas" vão deixar que os bons velhinhos sejam MASSACRADOS POR UM COISA QUE É BENÉFICA PARA ELES também?
No mais, a outra ideia que trago, e essa até seria uma ação de repercussão internacional, é que os militares (policiais civis e bombeiros também), peguem as viaturas e estacionem na pista do aeroporto e não saiam de lá, até que o governo chame as lideranças para "negociar".
Viu só como podemos fazer coisas construtivas aqui, ao invés de ficar escrevendo um monte de coisas ridículas sobre pessoas que eu nem conheço?
Gente, é difícil suportar todas essas situações que nos oprimem, mas fazer coisas que não nos edificam não nos leva a lugar nenhum, ainda mais quando somos perseguidos; por outro lado é doloroso vermos fortunas sendo gastas com propaganda em detrimento do bem estar do povo, em especial do servidor público, mas como eu disse lá no início "é fácil criticar e apontar os defeitos ou erros, mas também é fácil termos ideias (construtivas) e apresentá-las aqui".

Anônimo disse...

Sigam os cardeais que ganham menos que os delegados e reprimem praças que lutam pelo direito de todos; Sigam os cardeais que entendem o sacrificio do governador em atender aos reclamos da segurança pública e sabem que o importante não é o salário e sim a dignidade do excesso de trabalho com a escassez do salário; Sigam os cardeais que silenciam a tudo e nada enxergam pois sabem que Alagoas está falida, mesmo com o aumento dos deputados e dos cargos comissionados, dos GPPMs em ruinas e do palácio glamuroso, do CMT odiado por suas tropa, despresado pelo governo mais resoluto em suas idéias ultrapassadas; Sigam os cardeais que atendem os anseios da tropa e não hesitam em punir aqueles que brigam por melhores salários; Sigam os cardeais que estão cansados de tanto trabalharem e se recusam a ir pra casa, pois estão encasatelados em assessorias militares, cargos burocráticos e de comando e são subservientes aos poderosos de plantão; Sigam os cardeais que sabiamente baixam a cabeça e não enxergam o caos ao seu redor; Sigam os cardeais que comandam uma tropa de Brancaleone (se souberem o que é isso); Sigam os cardeais................

Sócio da ASSOMAL disse...

"Quem fez calúnias vai responder judicialmente", rebate Fragoso

Em entrevista à reportagem do Cadaminuto, o major Fragoso afirmou que os líderes das associações militares responderão na Justiça as acusações feitas à categoria sobre o atentando à bomba, ocorrido no prédio da Corregedoria da Polícia Militar, na última sexta-feira (20).

Para Fragoso, o ocorrido foi um fato isolado e cabe a própria Polícia Militar investigar e apontar os envolvidos. "Não podem caluniar e dizer que os líderes das associações estão envolvidos. A obrigação deles é abrir um inquérito policial e investigar, pois só assim eles (comando da PM) poderão afirmar o que aconteceu", colocou Fragoso.

Segundo o major, a categoria não descarta a possibilidade do atentado ter sido provocado por pessoas com o único intuito de incriminar os grevistas, e dar uma ‘conotação diferente’ para a sociedade.
Para maiores infor~mações, clique: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000413

Pergunta desse associado: será que finalmente agora o Fragoso resolveu vestir a camisa de “Presidente de Associação"?

Cabo Êta disse...

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 097 DE 24 DE MAIO DE 2011, pág. 11

Portaria nº 018- IPM - CG/CORREG, de 28 de fevereiro de 2011
ENCARREGADO: 1º TEN QOC PM, MAT. 98256 – JOSÉ CEZAR PASSOS CALDAS
ESCRIVÃO: 3º SGT PM, MAT. 77522 – SANDOVAL CAVALCANTE DOS SANTOS
INDICIADOS:
1º SGT PM, MAT. 81848 – JOSÉ HELENO DA SILVA SANTOS;
CB PM, MAT. 78009 – WAGNER SIMAS FILHO;
SD PM, MAT. 95569 – AGENÁRIO VELAMES DE ALMEIDA.
OFENDIDA: POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS
MOTIVO: Indícios de crime militar

RESOLVE:
Concordar com o relatório do Oficial encarregado do IPM;
Determinar à Corregedoria que remeta os autos do IPM à Auditoria da Justiça Militar, reservando cópias dos autos, para acervo e controle do órgão;
Publicar esta Solução em BGO.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver