A Rainha da Briosa‏

Seguindo a filosofia de que a PMAL deve ser gerida tal “como se fosse uma empresa privada", almejando resultados, "nosso" Rolando Lero alagoano acabou com os Batalhões Rodoviários, de Trânsito e Cia Fazendária, pois em sua "vasta experiência" na parte operacional, vislumbrou que essas unidades não eram tão essenciais à diminuição dos números da violência.
Então nosso "profeta mor" decidiu, na base de sua caneta, que essas unidades não mais deveriam existir, e que todo o efetivo deslocado para suas bases no interior (em especial o BPRv e Fazendária) deveria ser deslocado para os BPMs mais próximos. Só que faltou combinar com os Comandantes das Unidades extintas, que sorrateiramente retiraram uma parte do efetivo antes deslocado e o transferiram para a sede. Isso sem contar os peixes, que ao verem que não mais fariam parte dos "Batalhões de Ouro", mexeram seu pauzinho e logo foram transferidos.
Onde antes havia um Posto Fiscal ou um Posto Rodoviário, e nesses locais trabalhavam 04 policiais (sabiamente na época da transferência para os BPMs), tiveram reduzidos seus integrantes para apenas 02 ou 03 policiais. Sem contar as viaturas locadas do BPRv, que foram recolhidas para a sede do Batalhão Rodoviário e em seu lugar foram colocadas viaturas "mais antigas". E a grande sacada operacional do Dadá foi por água abaixo. Os BPMs que já tinham deficiência de efetivo, tiveram que agora se desdobrar para suprir a demanda do Policiamento Rodoviário e Fazendário, que passaram a ser de responsabilidade das unidades de áreas.
Nesse aspecto, se fôssemos uma empresa privada, nosso Rolando Lero já estaria demitido, pois transformou um serviço que já estava sendo mal executado, em um serviço que atualmente vêm sendo pessimamente executado e, quiçá, nem vem sendo executado. Nossas rodovias estaduais ficaram ainda mais deficientes em sua segurança e policiamento, graças ao "achismo" ("acho que assim vai ficar melhor") do Dadá. No outro lado, a arrecadação do Estado teve uma queda, pois muitos fiscais fazendários recusam-se a trabalhar quando na falta do policiamento nos postos fiscais, sendo este fato até motivo de reuniões entre o comando e o Secretário da Fazenda, onde o secretario cobrou o retorno do policiamento nos postos.
Dadá está aplicando na PM o que ele diz que aprendeu nos anos que passou na Gazeta, e gerindo da forma que ele geriu essa empresa privada, poderemos vislumbrar rapidamente que a PMAL vai quebrar em pouco tempo. O engraçado é que o Dário gosta de falar aos quatro cantos que recebeu propostas de empresas particulares para trabalhar, mas sem contudo aceitar nenhuma proposta dessas. Bem, isso é o que ele diz. Se de fato tais propostas ocorreram, talvez isso tenha ocorrido porque essas empresas foram ingênuas, mas se as propostas não se concretizaram, foi porque logo descobriram que ele foi um dos principais responsáveis por levar a Gazeta à falência.
Essa é a forma que a PMAL vêm sendo gerida, de forma amadora, sem projetos a longo prazo, sendo conduzida para que alguns poucos possam fazer seu pé de meia, e que depois da saída desses pseudogestores, teremos uma instituição semifalida, tal como uma empresa privada (desejo maior do Rolando Lero alagoano).
Em tempo, não poderia deixar de falar sobre: a queda da nossa Rainha da Briosa que (reina assim como a Rainha da Inglaterra, mas não manda) já não era sem tempo. Quem será a próxima rainha que teremos no comando da PMAL? Afinal, enquanto Dadá for secretário, não teremos um comandante verdadeiro, só rainhas inglesas, que ocuparão o trono sem serem independentes.

10 comentários :

Anônimo disse...

Oia a carinha do LULU MALDADE kakakakakakaka

Anônimo disse...

O Batalhão Rodoviário estava efetuando o policiamento ostensivo de transito normalmente, como qualquer outra unidade. É so ver o resultado dos dois ultimos meses, 10 armas apreendidas.

Anônimo disse...

A questao principal do fim do BPRv, principalmente no interior, era os pedidos de liberaçao de apadriados do Batalhao da area, pois nem sempre eram aceitos, com isso, o Batalhao da area, perdia seus padrinhos.

Anônimo disse...

Lulú, acabei de receber uma noticia tão triste... A animadíssima Lacraia faleceu hoje às 5 da manhã. Que Deus a tenha! Não sei a causa, ela estava dodói. Aproveita a ocasião, Lulú, e morre também!! Garanto que não vai fazer nenhuma falta, ao contrario da Lacraia que até as crianças gostavam.

Anônimo disse...

Ei lulu, tá já é um coroa, mas tá com carinha de 20...

TÔ SABENDO DO BABADO disse...

VC QUIZ DIZER "COM UM CARINHA DE 20", NÃO FOI?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

SARGTº LINDOMAR disse...

Pessoal, aqui não tem moderação, mas vamos manter o respeito pelas nossas autoridades, pois senão elas vão mooooorrer de raiva; uuuuiiii...

Anônimo disse...

Sargento Lindomar,

Respespeito nao se pede e nem se exige: se conquista e se merece.

Agora a pergunt: Qual respeito merece uma autoridade que nao se respeita e nem respeita seus semelhantes?

cabo loso disse...

operação rosa púrpura
cuidado! tem gente da PM/2, do tigre, da PM/2 do CVC e das delegacias, visitando as Lan House para descobrir quem está postando no BEF. Gente, usem a cabeça, peçam a alguém, que não saiba o que está fazendo, postar os comentários para voce...

cabo loso disse...

Palácio República do Sururu (palácio de vidro)
O Dada já começou a queimar o Lulu, semana q ue vem já deve sair no blog do Ricardo. O protetor do Dada já falou com o Téo, mas tudo indica que o próximo comandante é da máfia cor de rosa (Dimas).
Como já tem gente chamando o governador de Téo Lessa, foram avizar a ele que tem muita gente reclamando do governo pela quantidade de gente que veste rosa no governo.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver