Até inglês viu!

Muitos sites de Alagoas estão dando destaque ao que o site da revista inglesa de economia The Economist, uma das mais importantes do mundo, publicou na edição de quinta-feira (09). A reportagem aponta Alagoas como a capital mais violenta e pobre do país. Mas o que quase ninguém sabe, é como essa matéria foi criada.
Pois bem, iremos revelar agora o desfecho em torno desse texto. Estava eu passeando pela orla, quando resolvi tomar uma água de coco. Um turista francês também resolveu fazer o mesmo, ocasião em que começamos a falar sobre o calor e as benesses da hidratação com a água de coco. Conversa vai, conversa vem, resolvi perguntar de onde o "amigo" era. "Sou francês de nascimento", ele disse, "mas cresci na Inglaterra, onde moro atualmente, porém eu morei por oito anos em Portugal, onde aprendi a falar português".
Conversamos sobre muitos assuntos, em especial sobre as políticas de governo inerentes à segurança pública existentes no Brasil, à exemplo do que está acontecendo no Rio de Janeiro, sempre dando ênfase ao nosso pequeno Estado, Alagoas.
A certa altura da conversa, nosso amigo, Xavierre Franco, já tinha dito que trabalhava com economia (mas não falou nada sobre ser escritor ou colunista de nenhuma revista), momento em que – com muita propriedade que lhe era peculiar – refletiu sobre a consequência reflexa decorrente dos descasos dos governos para com a segurança da população.
Depois de mais algum tempo de conversa, forneci-lhe o meu telefone, bem como o meu endereção de e-mail, e me coloquei à disposição para fazer alguma indicação caso nosso visitante precisasse de qualquer referência turística.
Passados dois dias, eis que eu recebo um e-mail do nosso amigo agradecendo a hospitalidade e convidando-me a visitar o link da revista The Economist, pois ele havia escrito um texto com base na nossa conversa. Para minha surpresa, embora sendo de cunho econômico, o texto apresentado traduz – sob o ponto de vista externo e com detalhes que não haviam sido revelados na nossa conversa – exatamente a nossa realidade, a realidade de um povo sofredor, quase entregue à própria sorte.
Sem mais delongas, vamos ao texto.
Assassinatos no Brasil: A Violência continua, mas em diferentes lugares
O caminho de Maceió, capital do Estado de Alagoas, para seu aeroporto, passa por luxuosas concessionárias e lojas que vendem piscina sob medida. No meio disso, famílias indigentes vivem em barracos de lona. Até mesmo para a média do nordeste brasileiro, Alagoas possui uma taxa alarmante de pobreza e de extrema desigualdade. Com 107 assassinatos por 100 mil pessoas, Maceió também é a capital mais violenta do Brasil, assim como, com 60 assassinatos por 100 mil habitantes, Alagoas também é o Estado mais violento do país (veja a tabela). É um lugar de açúcar e gado, onde os cortadores de cana acertam as contas com punhos, facas e os que são poderosos saem impune usando assassinos contratados.
Sol brilhando o ano inteiro, lindas praias e recifes de corais fazem com que o turismo ofereça a Alagoas uma melhor chance de desenvolvimento. Mas o status de capital brasileira do crime põe tudo isso em risco. Funcionários estaduais tentam desesperadamente revelar que os alagoanos estão matando uns aos outros assim como os estrangeiros, em qualquer lugar, e não há nas favelas nenhum traço de beleza [pontos turísticos]. Vítimas e assassinos são muitas vezes indistinguíveis: "Desempregados, analfabetos, jovens viciados em drogas (crack)", diz Jardel Aderico, Secretário Estadual da Paz (Sepaz), cujo título do cargo representa uma aspiração.
A taxa de homicídios no Brasil praticamente não variou na última década, ficando em torno de 26 assassinatos por 100 mil habitantes. Mas a geografia do crimes mudou, observa Júlio Jacobo Waiselfisz do Instituto Sandari, um instituto de pesquisa sediado em são Paulo. Em 1998 São Paulo e Rio de Janeiro tinham taxas de violência acima da média; Alagoas não. Um policiamento melhor e o crescimento econômico fizeram com que a taxa de homicídios fosse reduzida em 2/3 em São Paulo e 2/5 no Rio ao longo da década. Os criminosos foram espremidos para fora de suas antigas fortalezas e seguiram o trajeto do dinheiro nos novos polos de desenvolvimento industrial e turístico. A exploração ilegal de madeira e grilagem de terras, juntamente com as novas rotas de trafico de armas e drogas, instauraram o crime na Amazônia. E Alagoas, com um governo endividado e uma força policial fraca, corrupta e, muitas vezes em greve, é às vezes quase um Estado sem lei.
Mas as coisas começam a melhorar em Alagoas. O Banco Mundial, que em 2009 emprestou ao Estado 195 milhões de dólares para estabilizar as finanças e melhorar a administração, afirma que as metas do empréstimo foram alcançadas. Alagoas está trabalhando em um plano para erradicar a pobreza extrema. O governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB/AL), recentemente reeleito para um segundo mandato, comprou novos carros e armas para a polícia, e acabou com a prática de indicação de chefes de polícia de acordo com suas ligações políticas. O secretário Aderico espera que o projeto "lições de paz" nas escolas venha criar uma geração de alagoanos menos violentos.
Mas em curto prazo, as melhores chances do Estado mover-se para baixo no ranking de assassinatos é com a subida de outro Estado. Os políticos locais [no Brasil] querem dividir o Pará, um grande Estado amazônico, em três. Se eles tiverem sucesso, o mapa da violência brasileira vai mudar mais uma vez. Marabá, que provavelmente irá se tornar a capital do Pará, sul, herdará o titulo de capital dos assassinatos poupando Maceió desta vergonha.

20 comentários :

R LESS MARKETING disse...

O governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB/AL)...comprou novos carros e armas para a polícia, e acabou com a prática de indicação de chefes de polícia de acordo com suas ligações políticas.(penúltimo paragrafo) - ACABOU INDICAÇÕES DE CHEFES DE POLÍTICA POR POLÍTICOS ? POLÍTICA DOS OUTROS, SO SE FOR ! PALHAÇADA E AINDA DIZER QUE ESSE CARA TA ALHEIO - CONVERSA PRA BOI DORMIR - ESSE INGLES AI BEBEU MUITO WHISKY, E SEM RED BU

Cabo Êta disse...

Pensamento do dia:

"Ninguém é tão feio como na identidade,
tão bonito como no Orkut,
tão feliz como no Facebook,
tão simpático como no Twitter,
tão ausente como no Skype,
tão ocupado como no MSN,
tão bom como no Curriculum Vitae,
nem mais fofoqueiro que o Briosa em Foco!"

Anônimo disse...

Existem muitas palavras para classificar o comportamento do DADA (insistindo em tapar o sol com a peneira) em relacao a isto, mas uma delas vem bem a calhar:

RIDICULO.

Anônimo disse...

Sou Sd 2002 no 11 bpm e gostaria de falar algo que acontece agora: O Ten Sanshes toda vez que entra de serviço faz questao de fazer blitz para dar furadas. Ninguem gosta de trabalhar com ele, além das furadas só fala mal da PM porque ele é de sergipe e aqui só tem policial besta. to vendo a hora de algum pm meter a mão na cara do safado.

SOLDADO QUE ESSE GAY QUIS NEGOCIAR UMA PARTE DE SERVIÇO disse...

PESSOAL MAIS ANTIGO VOCÊS LEMBRA QUE ROUBARO UM CARO DE UMA SENHORA QUANDO A SENHORA IA PASSANDO NO QUARTEL GERAL VIU O CARRO DELA A MESMA PLACA ESTACIONADO NO PATIO DO QUARTEL GERAL QUANDO DESCOBRI ESTAVA COM O CAPITÃO BONFIM O ... ELE FOI PRESO OU NÃO

Jenésio, o Pecador disse...

Aos poucos as coisas vão sendo reveladas, para desgraça dos maus, para alegrias dos bons, para deixar o Povo de Deus aterrorizado!

Cabo Êta disse...

Alguém sabe dizer como é que ficou a situação do TC Thúlio, que estava com um carro roubado sob sua posse (caracterizando o crime de receptação) e o dono foi recuperar o veículo na porta do BOPE? Precisamos saber o desfecho dessa situação, que segundo se comenta à boca-miúda, "parece" que foi "abafada"!

Radio Patrulha disse...

Os oficiais da Radio Patrulha estão "torando aço", com receio de que os praças façam alguma gravação e envie para vocês, pois muitos sempre fazem as recomendações na preleção antes do serviço, dando orientações e dizendo coisas mais ou menos assim: "ninguém está gravando isso não, não é? Se depois essa p... vazar no Briosa em Foco eu vou saber que foi de um de vocês".

Meu irmão, vocês estão de parabéns por tudo que vocês tem feito. Tenham certeza de que mais da metade das coisas erradas que a gente era acostumado a ver e ouvir foi reduzido.

Assim que tiver algum material interessantes eu envio para vocês divulgarem para geral. Um forte a todos e um bjo pra Ana (e outras fems mais que possam existir entre vocês). Se cuida, galera!

CAPITÃO QUE DEIXO DE SER GAY POR FALTA DE ESPAÇO disse...

SD QUE NÃO QUIS NEGOCIAR NA SALA DO CAP BONFA ELE É AMIGO DO SECRETARIO ELE PODE TUDO

Cabo Êta disse...

Número de mortes cresce 10% este ano ante 2010, conforme IML

Instituto Médico Legal registrou 27 assassinatos no último final de semana

A pedra no sapato do governo do Estado não para de aumentar. O índice de homicídios registrados no Instituto Médico Legal (IML) de Maceió, este ano, avança mais de 10% em relação ao ano passado. De 1º de janeiro a 13 de junho, foram 809 assassinatos (até as 8h da manhã de ontem) contra 731 casos neste mesmo período de 2010. Isso sem contar os dados do IML de Arapiraca, que recebe os corpos de quase metade dos municípios alagoanos.

A matemática é sinistra, mas exata. Contradiz discursos sobre a redução da violência no Estado. É como uma pedra no sapato, que se tenta esconder, mas não para de machucar. Em artigo publicado na Gazeta do último domingo, o secretário de Defesa Social, Dário César, apontava que o governo deve chegar ao fim do mandato com uma curva descendente de homicídios. Mas, diante dos números em plena evolução dos últimos cinco anos, a assertiva do secretário está mais para torcida do que para previsão.

no último final de semana, o IML registrou um novo recorde sanguinário. Foram 27 assassinatos de sexta-feira até a madrugada de segunda. Entre os mortos, a esmagadora maioria era de jovens e adolescentes.

Fonte: http://gazetaweb.globo.com/v2/noticias/texto_completo.php?c=234583

Anônimo disse...

Muito bom RADIOPATRULHA!

Vamos gravar esses canalhas e publicar aqui, aqui nao tem boquinha nao,é pau na moleira!!!!!

Amanda disse...

A PAIXÃO DE CRISTO ENCENADA EM ALAGOAS
Gente, essa é uma história verídica!

Aconteceu numa cidadezinha Chamada Arapiraca, lá nos confins de Alagoas onde o Judas perdeu as Botas.

O dono do circo, em passagem pela cidade, sabendo quão religiosa era sua comunidade, resolveu encenar a PAIXÃO DE CRISTO na Sexta-Feira Santa.

O elenco foi escolhido dentre os moradores locais e, no papel principal - de Jesus Cristo – colocaram o cara mais 'gato' da cidade.

Os ensaios iam de vento em popa quando, às vésperas do evento, o dono do circo soube que 'Jesus' estava de caso com sua mulher.

Furioso, o corno deu-se conta que não podia fazer escândalo pois iria por a perder todo o trabalho e o investimento que fizera pra montar a peça.
Pensou, pensou...

Na véspera do espetáculo, comunicou ao elenco que iria participar fazendo o papel do CENTURIÃO !!!

- Mas como? - reclamaram todos
- Você não ensaiou!

- Não é preciso ensaiar, porque centurião não fala!
(Mesmo sem gostar, o elenco teve que aceitar; afinal,o cara era o dono do show).

Chegou o grande dia.
A cidade em peso compareceu.
No momento mais solene, a platéia chorosa em profundo silêncio...
Jesus carregando a cruz.... e o 'centurião' começa a dar-lhe chicotadas. De verdade.

-Oxente, cabra, tá machucando!
Reclamou 'Jesus', em voz baixa.

- É pra dar mais veracidade à cena, devolveu o 'centurião'.

E tome mais chicotada... lept, lept, o chicote comendo solto no lombo do infeliz.

Até que 'Jesus' que já reclamara bastante, enfureceu-se de vez, largou a cruz no chão, puxou uma PEIXEIRA e partiu pra cima do 'centurião':

- 'Vem, desgraçado! Vem cá que eu vou te ensinar a não bater num indefeso'!

O 'centurião' correndo, 'Jesus' com a peixeira correndo atrás, e a platéia em delírio gritando:

'É isso aí! Fura ele, 'Jesus'!
Fura, que aqui é ALAGOAS, não é Jerusalém!

Arapiraquense com muita honra disse...

Sinceramente, creio que essa AMANDA ai nao conhece Arapiraca pra dizer que é dos cafundé dos judas, se manca garota, vá conhecer o interior do Estado que mais se desenvolve, procure ler, saiba que Arapiraca ficou entre as 10 cidades que mais se desevolveu no país nos últimos quatro anos. O que vc falou é puro preconceito, ou inveja, pois vc deve ser dessas pessoas que gosta de menosprezar os outros só porque mora na capital do Estado, que capital???? a mais violenta do país??? Sinceramente nao gostei da sua piada. Já conhecia, vc apenas mudou o nome da cidade e colocou o nome de nossa e aguerrida Arapiraca, sempre forte, cidade promissora e varonil. Cuidado com suas palavras e preconceitos.

Seu Madruga disse...

Deixa de ser frustrado, seu frustrado. A menina só reproduziu uma piada que está circulando por aí, exatamente como ela colocou, o que não é nada de mais! Você deveria se envergonhar, primeiramente por ter tratado a moça mal, e depois porque é arapiraquense...

Arapiraquense com muita honra disse...

Resposta ao Seu Madruga
Frustrado??de que otário????? Não tennho vergonha de ser alagoano nao, e melhor ainda, em ser arapiraquense, terra de bravos e povo forte e altaneiro. Voce deve ser mais um idiota que so escreve bobagens no BEF, se manca otário. Vá conhecer a cidade que mais cresce em Alagoas, Arapiraca, acho que vc nunca saiu de Maceió.

Amanda disse...

Gente, não foi minha intenção onfender ninguém aqui. Eu só reproduzi em forma de comentário um e-mail que recebi. Eu não imaginei que as pessoas fossem se sentir ofendidas ou que viessem a brigar por causa disso. Além do mais, a parte que diz que "ALAGOAS, não é Jerusalém", por causa dos constantes homicídios é bem pior! Isso, sim, deveria deixar a todos chateados. Eu não imaginava que as pessoas fossem ficar tão sensibilizadas assim com o meu comentário!

Anônimo disse...

OS ARAPIRAQUENSES SÃO MUITO SENSÍVEIS, UUI

Gilmar Batinga disse...

Pedido de Desculpas:

Quero aproveitar a discussão que se formou em torno do comentário da Amanda pra fazer um pedido de desculpas ao honrado arapiraquense.

De vez em quando é comum a gente se soltar e compartilhar com as demais pessoas algumas situações que julgamos ser engraçadas, sendo comum fazermos isso através de fatos, fotos, piadas ou charges, é claro.

Nesse sentido, de vez em quando, também, é comum compartilharmos alguns pequenos filmes com algumas gozações, mas não é nada pessoal.

Eu não sabia, mas parece que algumas pessoas andaram se sentindo extremamente ofendidas com uma inofensiva piada e por essa razão resolvi me manifestar em relação a essas críticas.

Em razão disso, recomendo que de hoje em diante as pessoas somente coloquem aqui situações que de fato tenham a ver com a matéria, ou então, que contenham fotos de paisagens, monumentos e locais históricos ou bíblicos.

Espero com isso poder apagar a má impressão que ficou causada em relação ao honrado arapiraquense.

Aproveitando a oportunidade, segue o link da Praça Ceci Cunha, onde um morador local (arapiraquense, claro) cuida com muito carinho do belo jardim: http://2.bp.blogspot.com/-dPRjHcL1pqw/TflueI5_LFI/AAAAAAAAAOM/rjSWQon86Xg/s1600/arapiraquense.jpg

Arapiraquense com muita honra disse...

Resposta ao Gilmar Batinga

Que piada mais sem graça Batinga, coitada da pura e digna senhora arapiraquense, (e que bela senhora, hein????), tu num presta mesmo, KKKKKKKKK!!!!Mas mesmo assim, foi menos ofensiva a honra e dignidade do povo arapiraquense, que os comentários e piadas mais sem graça, as da Amanda, que foi rude e cruel com nossa terra. Há piadas e piadas. E temos que ser defensores de nossa terra, de nossa cultura, por isso que este Estado nao vai a frente, porque o seu proprio povo desvaloriza sua terra, é o contrário dos pernambucanos que se orgulham do seu Estado, usam camisas com a bandeira de Pernambuco, usam adesivos em seus automóveis enaltecendo sua terra e aqui, uma grande maioria que nao vale o que o gato enterra, so critica nosso torrão, nossa terra, vamos valorizar mais nossa querida Alagoas. Tenho dito.

Anônimo disse...

aquilo é um traveco, arapiraquense. leia o texto com mais atenção, companheiro, pois foi dito "onde UM morador local", e não "uma moradora"... se liga aê

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver