A DITADURA DE ALAGOAS

A considerar as ações do atual governo no tocante aos servidores públicos e a inação governamental de políticas públicas, qualquer semelhança de Alagoas com o Brasil da ditadura, ou com quaisquer republiquetas ditatoriais espalhadas pelo mundo, não é uma comparação de todo exagerada.
O Brasil ditatorial perseguia, torturava e matava pessoas por crimes que o Brasil democrático, em tese, não pune mais. Vinte e cinco anos depois do fim da ditadura militar, o Estado de Alagoas, federado à República, instala um claro regime de perseguição, difamação e punição por "crimes" que só são considerados crimes onde o sistema político é comandado com mão de ferro. Pessoas têm sido criminalizadas e rotuladas pelo fato de participar de mobilizações coletivas , de reclamar do governo ou de políticos tradicionais e violentos, contra os quais nada se deve dizer, a não ser o corriqueiro "boca fechada não entra mosquito".
Aqui, os sindicatos não podem mais anunciar greve, ou então ela será decretada ilegal antes de deflagrada. O STF diz o contrário, mas, por aqui, a Suprema Corte é um belo prédio localizado em Brasília, no qual trabalham figuras altivas vestidas de preto. Dentro desse cenário, quero me referir em especial aos policiais e bombeiros militares. Não raramente, esse seguimento tem sido perseguido e punido, pasmem leitores, pelo "crime de opinião" (tendo como episódio mais recente o caso do Capitão Marcelo Ronaldson). O maior pecado que um sistema democrático pode cometer é punir pessoas por suas opiniões. Falo pecado porque na democracia a liberdade de opinião e de expressão é sagrada.
Não importa a qual regime jurídico esteja sujeito o cidadão. O Brasil não pode punir quem quer que seja pelo fato de expressar ideias e opiniões, salvo se carregarem conteúdo discriminatório ou fizerem apologia a atividades ilícitas. Recordo do desabafo do filho de Carlos Marighella, em emocionante depoimento no qual disse que o pai, assim como tantos outros brasileiros, foi perseguido, marginalizado e morto pelo "crime de opinião" e por discordar de um sistema repressor que não contemplava a liberdade.
Nesse instante, Alagoas, em parte, repete tudo isso. A desculpa de regime diferenciado dos militares estaduais não cola. A Constituição não veda a esses servidores a liberdade de expressão. Em sentido estrito, veda-lhes somente a filiação partidária, a sindicalização e a greve. Observam-se, além dos já citados, outros exemplos de intolerância e impaciência oficial. Vejam que o governo levou a campanha salarial dos servidores para o campo político, numa questão que deveria ser de ordem legal e técnica.
As lideranças do movimento foram acusadas de interesses políticos e politiqueiros, de estarem a serviço de grupos políticos rivais, de serem "vândalos", entre outras heresias. E, para mostrar o quanto o governo, além do discurso, está disposto a usar a força, o governador bateu com mão-de-ferro o martelo, aliás, nem precisava de martelo, impondo que acima de 7% de reposição há o impossível – como se essa palavra existisse para o governo. Caso algumas categorias dos servidores "insistam" em recusar o acordo de ontem, o índice será "reduzido" (a quanto?). Em resumo, todos estão no paredão, e sem muita conversa porque o dedo do governo é nervoso. A cada discurso populista do governador, o aparelho repressor fica evidente. Ele sabe que tem a força. Por falar nisso, merecem destaques as declarações do secretário de defesa, sobre não "abrir mão" das punições aos "vândalos". De quebra, sobrará paulada para os faltosos, os dirigentes de classe, os presentes ao ato. Talvez até cassem algumas bruxas e lhes ateiem fogo na Praça Deodoro, local das manifestações. Esse arroubo do secretário de "não abrir mão das punições", estando disposto a deixar o cargo se ninguém for punido, é traduzido como a fulminação do direito a ampla defesa. O tribunal de exceção está montado.
No regime posto em 1964, os comunistas eram todos culpados e a punição era tão natural que nem precisa de processo ou tribunal. O secretário diz não olvidar das punições por serem previstas em lei. Esquece o distinto senhor que o governo de Alagoas é avesso ao cumprimento de leis quando elas lhes "atrapalham" os planos nunca revelados nos palanques eleitorais. Elemento de prova dessa afirmação: o governo não cumpriu com a lei garantidora do reajuste dos militares.
Alagoas tem imensa lista de semelhanças com regimes fechados. O IDH é um dos piores do mundo. A população é desestimulada a participar das discussões políticas, exatamente como se faz na Coréia do Norte. A educação carece de projeto político adequado, e a cada dia mais mostra sua ineficiência. A infraestrutura é sofrível. Perde para todos os estados do Nordeste. As estradas se parecem com vias de países agrícolas. A capital alagoana é um caos de vias ruins, mal sinalizadas, sem ciclovias ou vias alternativas; o sistema de transportes é um pesadelo de ônibus superlotados e desconfortáveis, o trânsito é caótico e não há planejamento nem para se tapar buracos. Na saúde, muitas pessoas morrem nas filas de espera de cirurgias e exames. Em Alagoas, os moradores de rua se proliferam; aqui se criou uma nova forma de êxodo: das casas e dos campos para as ruas. Os semáforos são locais de revoadas de pedintes, lugares onde pobres esfarrapados podem arrumar algum alimento.
Alagoas tem a sua cortina de ferro. Atrás dela, a população simples não percebe que o governo e seus "aliados" estão mais a fim de manter privilégios e blindar a imagem do chefe do Executivo do que de tirar a população empobrecida da situação humilhante em que vive. Aqui, na terra dos marechais, a onda mesmo é ser de ferro. Quem for fraco que se quebre. Aliás, devemos rebatizar Alagoas e chama-la de "Terra dos Coronéis". Não demora muito, e o governador vai aparecer enfiado em uma farda verde-canavial (afinal, ele é usineiro e parece um coronel durão), como se veste Fidel Castro em suas aparições públicas. Teremos uma Cuba sem revolução, mas com os mesmos problemas daquele pequeno país que, quando poderia ter aberto as portas à democracia, errou ao fechar-se como uma concha e perseguir o próprio povo em nome da revolução. Aqui, se faz o mesmo em nome do "interesse público", que, no fim das contas, nunca se vê alcançado.
Como lá, o governo de cá usa a mídia para divulgar suas "proezas" públicas. Como lá, o Judiciário rende-se aos "encantos" do ditador, e com ele solidariza-se. Como lá, o Legislativo é mero referendum das vontades do chefe. Alagoas ainda não tirou o pé de 1964.
Parece que a luta de uma geração inteira, que tem como um dos símbolos o "Menestrel das Alagoas", de nada valeu. Triste ironia da história, esta que em Alagoas estacionou nos engenhos de cana e nos pobres explorados sem passado, sem presente, e sem futuro.

31 comentários :

Briosa em Foco disse...

Estamos sabendo do incansável emprenho que Dário, o César, e seu ex-amigo, o Luciano, tem dedicado a nos localizar. Nós adimiramos tamanho esforço, mas enquanto não nos localizam, vamos colocando uma postagem aqui, outra ali, uma hoje, outra também, mais uma amanhã... E assim, "dias sim, 'outro também', vamos vivendo sem nenhum arranhão, da 'caridade' de quem nos detesta".

Meus caros, desistam! Somos mais de 10 (podemos ser onze, ou quem sabe 19, ou até mesmo mais...), e não repetimos o mesmo procedimento em relação a postagem anterior, o que torna praticamente impossível saber onde vamos estar, a que horas vamos estar, ou - o que é melhor - quem é que vai postar. Para que você(s) tenha(m) uma idéia do nosso modus operandi, às vezes um pega a informação, outro elaborta o texto, outro faz a postagem, outro corrige os erros da publicação, outro escreve no Twitter... E ninguém se prende a nenhuma função.

Por fim, queremos alertar sobre um "simples" detalhe: "descobrir quem somos só irá nos transformar em mártires", algo que vai ficar marcado para sempre na história da Briosa.

Anônimo disse...

jogo de perguntas e respostas:

obs.: acerto vale 10
erro vale: -10

1 - Qual é o significado de Bagunça?

2 - Quanto ganha um policial militar em Alagoas?

3 - Qual o melhor governo que Alagoas já teve?

4 - Entre o RDPMAL e a Constituição Federal, qual tem maior importancia?

5 - Quem é o atual Comandante da PMAL?

6 - Em qual viatura é transportada a CT e MT nos batalhões fudidos?

7 - Para que serve o PO a pé?

8 - Para que serve a base comunitária?

9 - Para que serve a SDS?

10 - O que é a PMAL?

Anônimo disse...

a cada dia que passa tenho vergonha de ser. alagoano(alagoas terra da opressaõ e do chicote)minha indignação.

Anônimo disse...

Parabéns,companheiros do "Briosa em foco".Essas palavras vem a calhar nessa situação pela qual passa todo o povo alagoano.

Anônimo disse...

Agora somos todos criminosos?

tenha vergonha coronel luciano! O senhor gasta gasolina mermo, celular e carro de graca, agora eu sou PM, venha me prender, me prenda, descubra quem sou eu, seboso! seboso!

Cade, ja desconbiu? decrete a minha prisao, seboso.... uuuuuuuuu manga dele, nem pode uuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu


Sai dade seboso, desmoralizado. Tu eh um desmoralizado LUCIANO ate coro de "LUCIANO VIADO" os policia fizeram na porta do teu quartel, tu tem moral pra nada?

R LESS MARKETING - O SEU SUCESSO É O NOSSO SUCESSO disse...

Parabéns pela matéria. Minhas palavras desde o início da votação da PEC 300 tem sido POLÍTICA x POLICIA (QUAL O INTERESSE?) e a partir da organização da classe dos servidores massacrados pelo atual governo que fatos de opressão e perseguição são evidenciados. Passando a adotar o slogan: ABAIXO A DITADUTA! NÃO A OPRESSÃO! Passei a adotar um postura de "oposição" aos PRESIDENTES DE ASSOCIAÇÕES, pois estava a quase 05 anos com a promessa de adotarmos uma postura que nossos pedidos fossem atendidos e como sempre, acabava em PIZZA (diziam a más línguas que davam um cala boca e abafa o movimento)MAS EU NUNCA ACREDITEI NI$$O...POIS BEM, com o episódio da PEC 300 constatei que o amadorismos era evidente entre os líderes e por isso deveria me PORTAR COMO OPOSIÇÃO, pois como associado desejo que uma certa pressão possa contribuir para o processo de democratização de todo esse sistema. Desde o anuncio do Governador do mísero PERCENTUAL DADO (foi o - VALE BESTA - em homenagem aos transferidos que se humilham em bestas - lotação para chegar ao destino) E O TOM FOI SE MODIFICANDO, MINHAS NOITES PASSARAM A SER MAIS LONGAS - PASSEI A FICAR MAIS ANSIOSO E AGITADO - O ESPÍRITO HAVIA CONSUMIDO TODA INSEGURANÇA QUE SE INSTALOU EM NOSSO ESTADO - E COMO CONSEQÜÊNCIA ACABEI PARTICIPANDO DAS REDES SOCIAIS SEMPRE EXPRESSANDO MINHA INDIGNAÇÃO - Mas meu desejo é que quando tudo isso se normalizar NÃO DEIXEMOS DE ESTÁ UNIDOS NAS REDES SOCIAIS - VAMOS SEMPRE ESTAR UNIDOS EM TODA E QUALQUER IRREGULARIDADE E ARBITRARIEDADE. O QUE ANTES ERA UM FANTASMA HOJE ESTÁ MATERIALIZADO EM : DITADURA! NÃO A OPRESSÃO, ABAIXO A DITADURA, VAMOS LUTAR, VAMOS COMBATE-LA, AVANTE REVOLUCIONÁRIOS VIRTUAIS MILITARES (MESMO NÃO ESTANDO PRESENTES NOSSO PAPEL É FUNDAMENTAL) ESTAMOS TODOS JUNTOS NESSE MOMENTO E NÃO VAMOS DESISTIR.

Anônimo disse...

PARABÉNS PELO TEXTO, MUITO BEM ELABORADO. IMAGINO QUE QUEM O ESCREVEU SEJA JORNALISTA.
O EMPENHO QUE ELES TEM PRA DESCOBRIR QUEM SÃO OS EDITORES DESTE BLOG SERIA MUITO BEM UTILIZADO PRA DESCOBRIR REDES CRIMINOSAS NA NET. SOU DE 2006, TENHO POUCO TEMPO NA BRIOSA, MAS ESTOU TÃO DECEPCIONADO COM A PM, QUE FAREI O MÁXIMO PARA CAIR FORA, FAZER CONCURSO ONDE SEJA MAIS VALORIZADO. AQUI MILITAR É SINÔNIMO DE ESCRAVO. DIGA-SE DE PASSAGEM, MUITO MAIS OS PRAÇAS.
USAR O RDPMAL PARA EMBASAR OS CAPRICHOS QUE OS CHEFES COMETEM É LEGITMO, MAS USÁ-LO PARA GARANTIR OS POUCOS DIREITOS QUE TEMOS, É ILUSÃO!
ONTEM PASSAMOS 7 HORAS A MAIS DO NOSSO EXPEDIENTE DE "PRONTIDÃO" SÓ PARA NÃO COMPARECERMOS À MANIFESTAÇÃO. FIQUEI PRESO SEM TER COMETIDO NENHUMA IRREGULARIDADE.
INFELIZMENTE ISSO VAI ACONTECER SEMPRE, ENQUANTO ACEITARMOS ESSES ABUSOS COM MEDO DE CONSEQUÊNCIAS MAIORES.

Anônimo disse...

Esse comando é mediocre
Esse secretario é um imoral.
Inidoneo, vassalo, aproveitador, nojento.

O comandante geral, é arrogante, opressor, covarde, recalcado e está só.

Ambos cairão breve

To doido, sou dispensado por problema mental. disse...

Dário Cesar respeite o trabalhador militar seu CALHORDA!
Babao de ovo que so pensa em dinheiro, carro e gasolina.
Ah, e agora, viajar com o dinheiro do povo, seu CALHORDA

CALHORDA, vc nao tem dignidade pra me dar um bom dia!

As putas dos cabarés do centro teem mais dignidade do que toda esta cupula da secretaria dele

Capitão Herculano disse...

Esse FDP desmoralizado só vai sussegar quando morrer um nessas manifestacoes.

e vcs tb da imprensa covarde blindam o governo nao repassando estas informacoes para a imprensa nacional, omissos!

INDOUTO disse...

Na lida do nosso dia a dia militar, assim como de qualquer pessoa uma hora ou outra a vida vai nos perguntar de que lado estamos, contudo é preciso coragem para decidir-se, e assim fazer valer o nosso caráter e todos os princípios que carregamos conosco ao longo da vida. Não sou o LULA mas, companheiros chegou a nossa vez de mudar o que parecia imutável fazer da polícia uma instituição digna, admirável e prazerosa para aqueles que a compõe, pois ela é NOSSA bem como de toda a sociedade, assim não pertencendo a quatro ou cinco pessoas tiranas e insanas.

"As tantas rosas que os poderosos matem nunca conseguirão deter a primavera".

Ernesto Che

Anônimo disse...

Esses Políticos de Alagoas!!!!







Quase no fim de uma entrevista coletiva, um repórter fez a seguinte
Pergunta aos três políticos presentes :

"- Senhores, se vocês fossem solteiros, com quem os senhores gostariam
de se casar? "

O primeiro a responder foi o Fernando Collor:
" - Eu me casaria com a minha atual esposa, pois a amo muito! "

Então, um bêbado, lá no fundo, batendo palmas, grita:
" - Isso mesmo, muito bom, casou pelo amor, é isso ai, muito bom! "

Logo após, o Ronaldo Lessa deu a sua resposta:
" - Eu me casaria com o Paulo Zulu, pois ele é muito lindo! "

O bêbado, mais uma vez:
"- Uiiiiiiiiiiiiiii. Muito bem, é isso ai, casou pela beleza, valeu!! Muito bom!"

E então, o Governador Téo Vilela, demagogo como sempre, deu a
sua resposta:
" - Eu me casaria com Alagoas, meu coração pertence a esse Estado! "

O bêbado, aprontando um baita estardalhaço, respondeu lá de trás:

" - É isso aí, muito bom, isso que é homem honrado: FUDEU, TEM QUE
CASAR ...!!! "

Anônimo disse...

Mais uma coisa que não existiu e que esse coronelzinho vai ter que provar, pois eu estava lá e não vi nenhuma ofensa por parte do capitão. O que ele indagou foi, + ou -, o seguinte: os PMs é que deveriam escolher, por voto, o comandante da PMAL... Nada mais justo.

Sócio da ASSOMAL disse...

Entidades sindicais apóiam capitão PM Marcelo

Líderes pedem revogação de prisão e afirmam que atitude de comandante foi arbitrária
Após a prisão do capitão PM Marcelo Ronaldson durante manifestação ocorrida na noite de ontem (01), onde declarou seu posicionamento a favor da participação dos militares na escolha do comandante geral da Polícia Militar, sindicalistas e associações militares realizaram um protesto nesta quinta-feira (02) em frente ao Quartel do Comando Geral (QCG) em solidariedade ao oficial.

“Estamos inconformados com a atitude do comandante-geral. Como o senhor se sustenta no comando punindo os trabalhadores de sua base? Ninguém deve punir as pessoas pelo fato de colocarem de forma legítima sua indignação. O comando sequer chama as associações para manter um diálogo”, disse o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Izac Jackson.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, CLIQUE: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000422

Sócio da ASSOMAL disse...

Militares realizam “buzinaço” pelas ruas do Centro

Policiais e bombeiros militares realizaram - na tarde desta quinta-feira, 02 - um buzinaço pelas ruas de Maceió. O protesto foi motivado pela prisão do Capitão PM Marcelo Ronaldson, detido na noite de ontem por defender a criação de uma lista tríplice para a indicação do comando da PM.

Nesta manhã, mais uma prisão foi decretada. Desta vez, o militar, vítima da arbitrariedade do comando da PM, foi o sargento Elias Barbosa, que recebeu voz de prisão por observar a manifestação dos sindicalistas e líderes de associações em frente ao Quartel Geral. Ele foi solto nesta tarde.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, CLIQUE: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000423

Sócio da ASSOMAL disse...

Líderes militares dizem que não aceitam mais proposta de 7%

Eles afirmam que o comandante geral da PM não irá revogar a prisão do capitão Marcelo

Após realizarem um buzinaço que, inclusive, fechou durante quinze minutos trecho da Rua Cincinato Pinto, onde fica o Palácio República dos Palmares, as lideranças que representam os militares anunciaram que não aceitam a proposta de 7% integral ofertada pelo governo do Estado. Eles decidiram isto depois que o comandante geral da PM, coronel Luciano Antonio da Silva, avisou que o capitão Marcelo Ronaldson não será solto nesta quinta-feira (2).

O oficial está recolhido na Academia da Polícia Militar desde a noite de quarta-feira (1º), depois do protesto dos servidores públicos, quando opinou, em discurso, que o comando da PM deveria ser indicado por uma lista tríplice. O dia inteiro foi de protesto contra a determinação do comando, mas a prisão não foi revogada. O sargento Elias Barboza também ficou detido por ter se aproximado dos manifestantes e conversado com alguns deles. Elias estava fardado.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, CLIQUE: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000424

Anônimo disse...

Vocês são verdadeiros heróis.Parabéns.Quanto aos ditadores:Dário, Luciano,Barenco, o dia deles está chegando.Vão cair junto com o governo.E falando nisso, Nõno chegou hoje da Europa foi fazer turismo.Dando entrevista na rádio PAN(programa França Moura)disse que conheceu diversos lugares e que tinha trazido um chaveirinho contra mal olhado para CIÇO Almeida que é um cara legal.E que a quebra das janelas da Assembleia e do palácio, para o governo não era nada porque ele colocava outras com o dinheiro que é do povo.Disse que o governo não está preocupado com greve de servidor e sim em trazer indústria para Alagoas.E mole?Não podemos deixar o governo gargalhar novamente.Ele continua brincando com os servidores e com o povo alagoano.Vamos fortalecer nossa luta!!!!!!!!

Anônimo disse...

O desabafo de uma perita

Perita Oficial Criminal
03. jun, 2011 às 19:39 #
Quem acha que a questão é apenas linguística ou semântica não tem condições de estar à frente de uma pasta tão importante como a Defesa Social. A questão vai além das designações e nomenclaturas, ela fere mortalmente a democracia conquistada com tanta luta e tantas mortes. Mas, a pior morte é a morte em vida. Esse governo está conseguindo matar a Perícia no coração dos peritos. Estamos chegando à conclusão que tanto faz ser um bom profissional ou não, pois qualquer um (qualificado ou não) pode se apropriar daquilo que não lhe pertence. Há que haver um pertencimento à classe para lutar e dar o seu sangue se necessário pela causa da Perícia. Não é alguém que não construiu sua vida na instituição que vai saber o que nos aflige e o que nos trará orgulho. Só quem tem dignidade profissional entenderá o que estamos sentindo agora.
Estava começando a achar que Alagoas estava mudando e que talvez, num futuro não tão distante, estaríamos paripasso com os outros órgãos de perícia do Brasil, porém vemos que a realidade é bem diferente, damos um passo à frente e dois ou mais para trás. Tenho vergonha de ser desse estado. Aqui as palavras se perdem no vento e a lei tem a interpretação que mais convier a quem está no poder. Que pena! Eu tinha muito orgulho de ser perita oficial criminal do estado de Alagoas.

R LESS MARKETING disse...

Bombeiros invadem quartel central e complicam tráfego no Rio
Manifestantes liberaram duas faixas da Praça da República, no Centro.

Mais de dois mil funcionários do Corpo de Bombeiros invadiram o quartel central da corporação, na Praça da República, na noite desta sexta-feira (3), de acordo com a Polícia Militar. Eles foram às ruas para reivindicar aumento de salário e melhores condições de trabalho. Devido à manifestação, o trânsito segue intenso em algumas ruas do Centro do Rio



ISSO É EM TODO PAÍS - MAS O DIFERENCIAL É QUE AQUI VIVEMOS SOB UMA DITADURA DOS HOMENS DE PRETO - VAMOS LUTAR - ESSA BATALHA NÃO PODE PARAR -

R LESS MARKETING disse...

OS BOMBEIROS MILITARES DO RIO ESTÃO EM CONFRONTO POR MELHORES CONDIÇÕES - SERVIDORES DE ALAGOAS ESSA SEMANA DEVEMOS ESTÁ MAIS QUE UNIDOS - ASSEMBLÉIA GERAL URGENTE NA PRAÇA DEODORO - É A NOSSA HORA !!!!!!

Sócio da ASSOMAL disse...

Capitão PM Marcelo teve sua liberação antecipada após pressão

O oficial tinha sua saída prevista para sábado, mas com a pressão de colegas e simpatizantes ele foi solto

Preso na última quarta-feira (01) após a participação no protesto dos servidores públicos, no Centro de Maceió, onde fez declarações em voz alta durante e defendeu a criação de uma lista tríplice para a indicação do comando da Polícia Militar, o capitão PM Marcelo Ronaldson que também é diretor de gestão política da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal), teve sua liberação antecipada para a noite desta sexta-feira (03).

O oficial estava recolhido na Academia da Polícia Militar e teria que cumprir às 72 horas, mas após pressão de colegas de trabalho e dos militantes do movimento dos servidores, ele foi solto.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, CLIQUE: http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000425

Anônimo disse...

Combate,destaque o fato de estarmos muito proximos dos corredores da seds e do qcg, vemos a fragilidade do sistema in loco, infiltrados.

BRASIL!!!

Anônimo disse...

Caros amigos, sou eu o PM Alerta; Pertenço ao BPRp, tenho orgulho do serviço que faço como todo PM. Quando Thomás Nonô disse que iria deixar de ser vice para ser PM, dei gargalhadas, piores qua as do Téo Balela, pois o máximo que ele conseguiria na PMAL era fazer companhia ao Bruno Salustiano. Mas o desânimo, a indignação e o sentimento de fracasso tomam conta de nossa tropa, estamos presentes nas ruas, mas somos apenas uma carcaças sugada, pois o profissional guerreiro, esse já era, esse foi embora quando os Coronéis Luciano, Gilmar e Jordânio chegaram ao comando geral, CPC e BPRp. O BPRp, hoje, não passa de um batalhão de área piorado, pois além de sermos escalados em operações extras na madrugada, que a tropa de serviço poderia fazê-lo, temos o PO, que só veio para mostrar que o mau emprego do combatente acarreta o mau serviço ao povo, e a dispensa médica, que o idiota do Jordânio, que não manda nem na mulher, essa é do Pinheiro, insiste em colocar um efetivo considerável, que poderia ser disponibilizado em sete viaturas por turno e os praças teriam uma escala de 12 X 48, mas esse tapado junto com os tapados criados à imagem e semelhança do governador, insiste em sacrificar-nos à exaustão, com escalas ridículas, sem falar na prontidão sem noção para sabotar a manifestação do 01/06.

Anônimo disse...

Caros amigos, sou eu o PM Alerta; Por falar em gargalhadas, estava assistindo na tv à cabo uma reprise de O Grande Ditador de Chaplin de 1940, uma sátira a Hitler, em que o próprio disse que o único capaz de imitá-lo era Chaplin. O enredo é simples, conta que o ditador de um país fictício morrera e seus militares, opressores para não saírem do poder encontraram um barbeiro que era o sósia perfeito, parece com uma realidade que conhecemos, só que após assistir tanta injustiça o fantoche resolveu fazer o seguinte discurso libertador:

Anônimo disse...

Caros amigos, sou eu o PM Alerta este é o discurso de O Grande Ditador de Chaplin.
“Sinto muito, mas não pretendo ser um imperador. Não é esse o meu ofício. Não pretendo governar ou conquistar quem quer que seja. Gostaria de ajudar - se possível - judeus, o gentio ... negros ... brancos.Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo - não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar ou desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover todas as nossas necessidades.
O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma do homem ... levantou no mundo as muralhas do ódio ... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas duas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
A aviação e o rádio aproximaram-se muito mais. A próxima natureza dessas coisas é um apelo eloqüente à bondade do homem ... um apelo à fraternidade universal ... à união de todos nós. Neste mesmo instante a minha voz chega a milhões de pessoas pelo mundo afora ... milhões de desesperados, homens, mulheres, criancinhas ... vítimas de um sistema que tortura seres humanos e encarcera inocentes. Aos que me podem ouvir eu digo: "Não desespereis!" A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia ... da amargura de homens que temem o avanço do progresso humano. Os homens que odeiam desaparecerão, os ditadores sucumbem e o poder que do povo arrebataram há de retornar ao povo. E assim, enquanto morrem os homens, a liberdade nunca perecerá.
Soldados! Não vos entregueis a esses brutais ... que vos desprezam ... que vos escravizam ... que arregimentam as vossas vidas ... que ditam os vossos atos, as vossas idéias e os vossos sentimentos! Que vos fazem marchar no mesmo passo, que vos submetem a uma alimentação regrada, que vos tratam como um gado humano e que vos utilizam como bucha para canhão! Não sois máquina! Homens é que sois! E com o amor da humanidade em vossas almas! Não odieis! Só odeiam os que não se fazem amar ... os que não se fazem amar e os inumanos.
Soldados! Não batalheis pela escravidão! lutai pela liberdade! No décimo sétimo capítulo de São Lucas é escrito que o Reino de Deus está dentro do homem - não de um só homem ou um grupo de homens, mas dos homens todos! Estás em vós! Vós, o povo, tendes o poder - o poder de criar máquinas. O poder de criar felicidade! Vós, o povo, tendes o poder de tornar esta vida livre e bela ... de fazê-la uma aventura maravilhosa. Portanto - em nome da democracia - usemos desse poder, unamo-nos todos nós. Lutemos por um mundo novo ... um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.
É pela promessa de tais coisas que desalmados têm subido ao poder. Mas, só mistificam! Não cumprem o que prometem. Jamais o cumprirão! Os ditadores liberam-se, porém escravizam o povo. Lutemos agora para libertar o mundo, abater as fronteiras nacionais, dar fim à ganância, ao ódio e à prepotência. Lutemos por um mundo de razão, um mundo em que a ciência e o progresso conduzam à ventura de todos nós. Soldados, em nome da democracia, unamo-nos.
O sol vai rompendo as nuvens que se dispersam! Estamos saindo da treva para a luz! Vamos entrando num mundo novo - um mundo melhor, em que os homens estarão acima da cobiça, do ódio e da brutalidade! A alma do homem ganhou asas e afinal começa a voar. Voa para o arco-íris, para a luz da esperança.

Anônimo disse...

Sei que a questão financeira é fundamental e urgente, mas vamos usar nossas forças nesta luta, para conseguir uma gestão humana dos recursos pessoais. Humanização da tropa, luta pelos nossos reais direitos e pela reformulação do RDPMAL.

Uma Policial disse...

Interessante!

Militares discutem novas estratégias disse...

Presidente da Assmal critica punições impostas pelo comando da corporação e diz que postura tem atrapalhado negociações

Policiais militares se reuniram, na manhã de ontem, na Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas, no Trapiche da Barra, para discutir as novas estratégias de mobilização da categoria, que permanece em greve. Na ocasião, o presidente da associação, sargento Teobaldo de Almeida, CRITICOU A POSTURA DO COMANDO DA CORPORAÇÃO DE PUNIR OS MILITARES QUE PARTICIPAM DE MANIFESTAÇÕES contra o governo do Estado. O capitão Marcelo Ronaldson, acusado de descumprir o regulamento da corporação, continua detido na Academia de Polícia Militar e só deve ser liberado no início da noite de hoje, quando se completam 72 horas da detenção.

“Nós estamos reunidos para definir a data da assembleia da categoria, que seria na segunda-feira, mas poderá ser transferida para a quarta. Queremos adiar a assembleia por causa das ações que estão sendo impostas pelo comando. Os militares que estão participando das manifestações estão sendo punidos”, afirmou o sargento.

R LESS MARKETING disse...

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, criticou fortemente e se disse "profundamente preocupada" pela interrupção durante 24 horas do serviço de internet e de algumas redes de comunicação celular em boa parte da Síria, foco de fortes protestos antigovernamentais, conforme afirmou em comunicado publicado neste sábado. "Condenamos todo e qualquer impedimento do direito de livre expressão, reunião e associação", disse.


ISSO ACONTECERÁ EM BREVE AQUI - VAMOS DERRUBAR A DITADURA !!!!

Anônimo disse...

A "dita dura" que existe é meu pau no cú de voces. Ou melhor! O do Ronaldinho Lessa no cú do Cap Marcelo. Aiiiiiiii assim ele gosta!

O Observador disse...

Dário César se cala sobre ‘polêmicas’ na área da segurança pública

Secretário evitou falar sobre as mobilizações das associações de classe da PM e não quis comentar sobre as sindicâncias contra PM's

| Janaina Ribeiro

O secretário de Estado da Defesa Social, coronel Dário César, preferiu não se pronunciar a respeito das polêmicas envolvendo a área da segurança pública em Alagoas. Ele não quis comentar a continuidade das mobilizações das associações classistas da PM que reivindicam reajuste salarial, não falou sobre a nomeação do coronel PM Roberto Liberato para o cargo de perito-chefe e nem deu detalhes sobre as sindicâncias que apuram o envolvimento de militares em invasões a prédios públicos.

“Tudo o que eu tinha a falar a respeito desses assuntos, já foi dito. Prefiro me reservar para evitar polêmicas. Às vezes, o que falo, acaba tendo uma conotação ruim. Então, é melhor que eu me resguarde”, disse ele, durante inauguração da base de Polícia Comunitária no Conjunto Selma Bandeira.

Quando questionado sobre o reajuste para praças e oficiais, que pedem 7% de aumento salarial, a correção dos quinquênios e a garantia de que não haja punição para os participantes dos atos públicos contra o governo do Estado, Dário César foi direto: “Reajuste salarial é um assunto das Secretarias de Administração e da Fazenda. Entretanto, só queria que as pessoas entendessem que há coisas que podem ser feitas e outras que não podem”, limitou-se a dizer.

Sobre a a nomeação do coronel PM Roberto Liberato para o cargo de perito-chefe, Dário César também não polemizou: “Não quero falar sobre esse assunto agora. Hoje eu só falo sobre polícia comunitária”, declarou ele.

O oficial da PM foi nomeado recentemente para o cargo, que, legamente, só deveria ser ocupado por um perito de carreira. Sua indicação para a função provocou a reação em outros gestores da área de perícia que, indignados com o fato, entregaram seus cargos de forma coletiva. O governador Toeotonio Vilela Filho, responsável pela nomeação, não deu explicações técnicas e profissionais sobre a sua escolha e, por conta disso, entidades nacionais se manifestaram, na semana passada, e fizeram críticas a respeito do assunto, alegando que o Executivo estava fazendo ‘militarização’ na perícia do Estado.

Sindicâncias contra os sindicalistas

O secretário de Estado da Defesa Social também evitou se posicionar sobre o andamento das sindicâncias. “Elas estão acontecendo, mas não tenho detalhes. É preciso deixar claro que não é o Dário César quem pode punir um militar. As regras existem e precisam ser respeitas. Aquele que as infringiu, vai responder pelos atos praticados”, resumiu o coronel.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver