Os três patetas e as suas reviravoltas

A vida dá muitas voltas. E nessas voltas, muitas coisas surpreendentes acontecem...
Esses três patetas ("quem será?"), para quem não tinha previsão de ser promovido por tão cedo, se deram bem nos 04 anos do Governo Teotônio Vilela. Em suas benesses, ganharam todos eles promoções caídas do céu (ou seriam do Téo?), fizeram a alegria de seus amigos, assumiram o comando de tudo na briosa e – de quebra – ainda tomaram conta da secretaria mais importante do Estado, algo que nenhum vidente, por mais "eficaz" que fosse, seria capaz de ter adivinhado.
Digam vocês: qual foi o tenente-coronel que sabia, 06 meses antes, que seria promovido a coronel, e que depois da promoção imediatamente assumiria o comando da corporação?
Por estes motivos, este comando foi privilegiado. Aliás, podemos até afirmar com convicção que esses patetas foram os mais privilegiados na história da PMAL. Eles tinham de ter tudo projetado para quando assumissem, mas não tinham, não fizeram nada e das promessas que foram feitas nenhuma foi cumprida. E para completar, são os responsáveis diretos pelos altos índices de criminalidade que assolam o Estado, motivo de críticas até mesmo internacionalmente.
Quem me dera, quando chegar meu tempo, 06 meses antes, ficar sabendo de minha promoção, pois assim teria tempo de me preparar para assumir tão difícil tarefa.
Mas como já foi dito anteriormente, "o cão não morde a mão que lhe alimenta", ou vocês alguma vez tiveram a ilusão de que esse comando iria contra os interesses do governo, em detrimento dos interesses da tropa? Vocês acham que os 03 patetas se importam se o salário ficou defasado, se a escala está apertada, ou se o armamento é obsoleto, se faltam coletes ou se a sua viatura está um lixo? Eles não se importam com essas coisas, e se antes nunca se mobilizaram para fazer nenhuma reclamação ao secretario da SEDS anterior ou ao governador, agora que são a "bola da vez" tentam a todo custo sufocar que se insurge por melhorias.
Em 04 anos, graças à omissão desses 03 patetas, nosso salário foi corroído pela inflação, perdemos o poder de compra, vimos a maioria dos colegas receberem suas promoções sempre atrasadas, perdemos dinheiro, perdemos diárias as quais tínhamos direito e não me foram pagas, e quando as requeremos foram negadas...
Bom, mas não adianta ficar reclamando. Temos de aguentar, pois esse governo ainda via durar mais 04 anos. Se é que nos resta sonhar com alguma coisa, a esperança é que a gestão desses três patetas dure apenas mais um pouco. Até lá, pelo jeito (infelizmente, por falta de vontade política e não de opção), continuaremos comandados por quem passou um governo inteiro perseguindo e se omitindo para dar uma melhor condição para todos os seus subordinados.

4 comentários :

Jenésio, o Pecador disse...

Quem será? Quem será? Quem será?
Dadá, Lulu, Dimá KKK
Para desepero do Povo de Deus!

Assessoria BEF disse...

Como o comandante do 6º BPM não levou em consideração as nossas recomendações no que se refere ao trato com a tropa, resolvemos disponibilizar para todos o aperto que ele deu, e ainda continua dando, no efetivo do 6º BPM. Para ouvir o aperto clique aqui. Esperamos que as ações do comandante do 6º BPM mude, ou então divulgaremos outras situações, cada vez piores.

Renato disse...

Amigos, continuem postando nesse blog, as suas postagens tem relevância de grande valia para nós. Infelizmente quem mostra a cara sofre essas consequências, por isso compreendo que vocês se resguardem, bem como compreendo que os nossos colegas que conhecem este espaço sejam receosos de deixar algum comentário, pois todos nós sabemos como a covardia e a perseguição rola solta no nosso meio. Mas, mesmo com toda pressão que vocês devam sofrer, pelo receio de serem descobertos, não desistam, continue postando essas informações maravilhosas, abraço.

Assessoria BEF disse...

Defesa Social vai implementar em agosto decreto do primeiro dia do governo Vilela (2007)

A Secretaria de Defesa Social deve implantar em agosto as Regiões Integradas de Segurança Pública, com a definição de responsabilidades e atribuições para PM, PC, Bombeiros e Perícia-Geral.

Mais uma nova iniciativa? Eis o problema: o programa foi criado pelo governador Teotônio Vilela Filho em decreto de 1º de janeiro de 2007 – o início da primeira gestão do atual chefe do Executivo Estadual.
Por razões que a própria razão desconhece, só agora o trabalho de preparação para o funcionamento do programa está sendo concluído – o que deve acontecer esta semana.

O que está sendo projetado? As instituições que formam a Defesa Social vão ter definidos os responsáveis – com nome, e sobrenome e função – por cada uma das regiões criadas: um delegado, um oficial PM, um oficial bombeiro e um integrante da criminalística. Eles vão elaborar, a cada mês, um relatório único das ocorrências no local.

Em tese, isso vai racionalizar a distribuição dos efetivos e ajudar a definir estratégias localizadas de combate e prevenção à criminalidade.

Difícil é entender porque foi preciso esperar mais de quatro anos entre decreto e execução.

Fonte: Blog do Ricardo Mota

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver