A RP agoniza

Enquanto o Estado continua inaugurando as suas Bases Comunitárias, os batalhões agonizam e nada é feito. Dezenas de e-mails continuam chegando até nós, como forma de denúncia, revelando-nos que agora não dá mais para esconder a total falência da Segurança Pública em Alagoas. Desta vez, mostramos a realidade do mais operacional batalhão da Capital, a temida RP, isto mesmo: o Batalhão que deveria ser a "menina dos olhos verdes" da PMAL padece na UTI das necessidades, e não é de hoje.
No quesito viaturas, atualmente a Radio Patrulha conta com 36 motos funcionando a todo vapor. Porém, existem duas viaturas baixadas e, além destas, uma outra encontra-se na NISSAN para reparos. Pois foi atingida por uma enxurrada no Bairro de Jacarecica quando o vistoriador do BPM retornava de uma missão no Município de Paripueira; missão esta que se resumia a deixar em sua residência um PM que saiu de serviço à 1:00h da madrugada do famigerado P.O. daquela unidade. Mas é na questão estrutural que a Radio Patrulha encontra-se em PETIÇÃO DE MISÉRIA.
Por ser uma unidade que conta com uma gama enorme de equipamentos de combate, no que tange a armamentos, deveria ser uma das mais bem guardadas unidades de toda nossa Briosa, certo? – Errado! Muito provavelmente (e eu novamente aposto as minhas tão batalhadas duas divisas nisso) algum barraco ou uma casa simples na beira da Lagoa Mundaú é mais bem "trancado" do que a Base do Raio. Vale ainda ressaltar que neste prédio já funcionou, na década de 80-90, uma das agências do Produban, o Banco do Estado de Alagoas. O Banco faliu, mas a falência restou como "herança" para o quartel da RP.
Viram com atenção as duas fotos anteriores? Elas mostram um dos frágeis e desprotegidos portões de acesso ao Corpo da Guarda, na Rua Princesa Isabel. Portões estes que dão acesso à reserva de armamentos da principal unidade operacional da PMAL (sim, a reserva fica no térreo, próximo ao portão de acesso das viaturas de serviço). A porta de entrada do BPM, que através de um vão dá acesso à escadaria dos andares superiores (1º Andar: rancho, alojamentos, dojô – 2º Andar: salas de instrução, comando da unidade, PAA, sargenteação, P1, P2, alojamento dos Oficiais), aos banheiros do batalhão, a reserva de armamento) e através de outro vão, ao portão da retaguarda, e a garagem da base. Onde não existe sequer um cadeado para trancá-lo.
É bom frisar que a "guarda" está seguindo as novas diretrizes do experimentado Comando da Capital, capitaneado pelo arbitrário coronel Gilmar Batinga, que bem ao seu estilo pouco educado, anda dizendo que "agora que chegou a coronel fechado, faz o que bem entender" (sic). Assim, contrariando a tudo que o Gilmar aprendeu nos cursos que que fez, sua "recomendação" é que Corpo da Guarda tenha apenas com dois homens (isto mesmo, apenas dois) para um turno de 24 horas. E para entrar nessa escala "mais benéfica", têm de, via de regra, possuir alguma restrição que impossibilite o "agraciado" de ir para rua "combater o mal". Não preciso dizer o que acontece quando um dos membros da guarda, "aptos com restrição", "baixa" de vez.
O batalhão funciona ao lado de um terreno baldio, via de acesso (subida e descida) de uma das mais violentas áreas da Capital: a Favela do Vale do Reginaldo, área de tráfico constante de entorpecentes, via de fuga e esconderijo para alguns dos mais perigosos bandidos da cidade. Mas nem isto parece tocar o comando daquela unidade operacional, que faz vistas grossas a esta fragilidade de se adentrar pela porta da frente da "Casa do Pitbull".
Se os problemas apresentados no acesso frontal parecem estarrecedores, observem a imagens ao lado: este é o portão da retaguarda. Ele dá acesso á Rua Abelardo Cardoso, área escura e eminentemente residencial. Sua única proteção no portão de zinco, corroído e prestes a cair consiste numa escora de madeira (tal qual nas fotos acima) para apoiar seu fecho, e só. O detalhe estarrecedor fica por conta de uma pequena portinhola, quadrada onde a qualquer hora basta empurrar para transpor o braço para a parte de dentro, empurrando (ou puxando) a madeira, e destrancar a porta. Imaginem a "dificuldade" que bandos de malfeitores, dos quais extremamente armados ou não, a altas horas, teriam para realizar uma invasão a uma unidade que conta com "esta segurança toda".
Para encerrar a parte que toca as portas dessa "fortaleza", vejamos o portão de acesso á garagem. Corrediça, dá acesso a todas as viaturas da unidade, ao lado temos uma mesa, onde ficam guardadas as chaves dos automóveis e motos. Sua tranca se resume a um cordão e um gancho (confiram na foto), amarrados, que "fecham" o portão por dentro. Realmente, é impressionante.
O mofo e as infiltrações são uma constante. Como se pode aferir nas próximas imagens. Elas mostram os banheiros das praças (os oficiais tem banheiro próprio) local infestado de escorpiões e baratas oriundas do terreno baldio que de estacionamento passou a depósito de lixo da comunidade vizinha (cabras, burros, carroças de catadores de lixo podem ser vistas ao lado em comunhão com os veículos lá estacionados); a sujeira e o odor de urina e fezes são insuportáveis e este se propaga em direção ao Corpo da Guarda e reserva de armamentos. Não raro, PMs daquele Batalhão de Bravos sofrem com infecções urinárias adquiridas com o uso destas pocilgas em forma de mictórios. UMA IMUNDÍCIE DE DAR DÓ.
Se vocês acharam que os banheiros eram sujos, observem – então – a situação dos alojamentos. Este é o alojamento que atende a cabos, soldados, e alguns terceiros-sargentos (obrigados a conviver em ciclos diferentes dos seus pares, violando a legislação castrense, porque seus alojamentos não os comportam). Por serem mais recrutas, e somente por este motivo, ocupam o espaço destinado ao círculo diferente dos seus. O alojamento de cabos e soldados consiste num vão empoeirado, com paredes em blocos de cimento à mostra, abafado e sem ventiladores, cujo amontoado de armários enferrujados só não é pior do que a existência de três colchões podres, fedidos, os quais não tem a menor condição higiênica.
Não existem camas no alojamento, e os armários que sobram são fragmentos de madeiras que os próprios policiais recolhem das ruas e as utilizaram como matéria prima para fazer caixas artesanais, visando guardar seus equipamentos e roupas civis.
O teto da unidade está prestes a desabar. O comandante da RP, TC Jordânio, insensível a tudo isto, tem, além do conhecimento de toda esta situação, total responsabilidade objetiva nestas irregularidades, pois se alegar desconhecer estará assumindo a sua incompetência em não servir para comandar; mas se sabe, e não toma providencias, inclusive no tocante a intervenção do batalhão por não ter a mínima estrutura para operar, é omisso. Para a lei, é indiferente: responderá por ação ou omissão.
Três Bases Comunitárias foram inauguradas em menos de um mês, pelo incompetente secretário Dário, o César, única e exclusivamente no intuito de autopromoção, como é do seu feitio. Enquanto isso, os quase 390 policiais que fazem parte daquela unidade especializada são submetidos a condições desumanas, às quais nem sequer os condenados a penas de reclusão, impostas a eles pelo Estado, estão submetidos. Onde estão os Diretos Humanos que não viram ainda esta arbitrariedade? Essa pergunta é mais revoltante ainda quando sabemos que a PMAL tem um Centro de Gerenciamento de Crises e Direitos Humanos que é referência nacional.
Aviso: já entramos em contato com o Ministério Público e estas imagens e reportagem serão enviadas ainda hoje, para que as providências cabíveis sejam tomadas pelo Poder Público no tocante a interdição imediata desta e de outras unidades até que o governo estadual, por meio da SEDS, oferte condições dignas de trabalho para os profissionais de segurança pública desta unidade da federação. Aproveitamos o ensejo para autorizar, de antemão, a qualquer meio de comunicação que queira reproduzir total ou parcialmente as imagens e texto desta reportagem; que fiquem à vontade – fazemos apenas o pedido de citar a fonte.
Em tempo: Os policiais da RP, segundo as fontes que contribuíram com essa reportagem, estão sendo ameaçados pelos Oficiais de Serviço quase que diariamente. Entretanto, há que se fazer uma ressalva. Assim como falamos das "mazelas" da polícia, devemos dar importância aos que se destacam de forma positiva, razão pela qual devemos excetuar alguns que não coadunam com este tipo de "pressão" e supressão de direitos, muito embora ainda sejam poucos. Pelo exposto, segundo informes, são merecedores de elogio os tenentes: Danilva, Hibson, Assunção, Vicente; profissionais qualificados, que agem de forma contrária a alguns oficiais que ameaçam verbalmente a tropa, no tocante às gravações e imagens que porventura venham parar aqui.
Senhores, esta é a resposta da tropa a estas "ameaças"; nós somos apenas os porta-vozes. Não nos dobraremos a estas ou nenhuma outra irregularidade, e não aceitaremos pressões de nenhum tipo. Convidamos aos PMs de outras unidades em igual situação para que não se omitam! Denunciem! Registrem as irregularidades de seus batalhões através de imagens, vídeos, áudios e nos enviem.
Estamos denunciando estas ocorrências e deficiências, mesmo com o sacrifício de nossa própria condição militar para tornar a PMAL cada dia melhor para nós; a sua omissão ajuda a falência de nossa segunda casa, a sua participação força nossos superiores a nos tratar com mais respeito, urbanidade e dignidade. Faça a sua parte: reaja contra o sistema opressor, LUTE PELOS SEUS DIREITOS!

23 comentários :

Eu Mesmo disse...

É de dar dó a situação de minha amada RP, realmente ta um lixo aquilo lá!!!

Bravo Papa Eco disse...

Enfim eles criaram coragem...parabéns pitbulls!!!

Anônimo disse...

a situação é feia na RP, e ainda tem que mostrar serviço diante de tanto descaso.
até quando vai ficar essa situação?

Anônimo disse...

Além deles... "o homem de gelo' vai ler isso aqui e vai dar aperto pra caramba - mesmo tendo levado rasteira para Cel FULL - preparem-se os praças... mas a voz não deve calar, assim espero.

Anônimo disse...

O ICE MAN não vai gostar disso, vai colocar todo mundo de P.O. eterno!!!

R LESS MARKETING disse...

O que fazer para inibir todo e qualquer ato ou situação arbitraria ou constrangedora ? TRÊS soluções: MINISTÉRIO PÚBLICO - DIRETOS HUMANOS - E PÔR A BOCA NO TROMBONE (IMPRENSA)- COMPLICADO É SAIR DE NOSSAS CASA LIMPINHAS E CHEIROSAS E TER QUE CONVIVER EM AMBIENTE DE RATOS E BARATAS - IMPRENSA E MINISTÉRIO PÚBLICO.

Anônimo disse...

Vamos respeitar esse alojamento é um NOJO! é imoral querer punir alguem com um batalhao neste estado. O cara na sua casa toda limpinha chega da goto e chega numa sujeira dessa

Sd PM Raio 01 disse...

Ele quase acabou com o BPE e agora quer acabar com a RP. Eu lembro dos recrutas do BPE disputando com a gente da RP quem chegava primeiro na ocorrencia, chegaram a ganhar da gente num mês, na apreensão de armas de fogo, mas esse coronel conseguiu acabar com essa disposição da tropa e ta fazendo o mesmo na nossa amada RP.

Vcs sabem o que é um biodigestor? É um gestor de merda!! É isso que "esses" oficiais são!!!

Mas acima de tudo no meu sangue, ao invés de glóbulos brancos e vermelhos, correm raios e pitbulls!!!

Sd PM Raio 01 disse...

A gente usava esses colchões velhos como travesseiro pra 6, 3 pra lá e 3 pra cá, parecia uma mesa de jantar!!!

Uma Policial disse...

Na minha unidade as coisas não diferem, até parece que essas situações são tradições na PM. Até quando?

Anônimo disse...

NossA! Uma policia, vc sabia que eu BABO quando vc faz comentarios?

Nossa! Continue comentando, SUA LINDA!

E quanto aquele batalhao de erri pe:

Nivel UM, UM LIXO.

Tumara que interditem ele logo!

E a Uma Policial:

Um beijo, sua POLICIAL LINDA!

Uma Policial disse...

Assim eu fico encabulada, hihihi. Mas em todo caso, obrigada :)

Sócio da ASSOMAL disse...

Comissão sobre PEC 300 será instalada na semana que vem, diz Maia

O presidente da Câmara, Marco Maia, disse há pouco que será instalada na semana que vem uma comissão especial para analisar propostas relacionadas a profissionais das áreas de segurança pública. Entre elas, as PECs 300/08 e 446/09, que criam um piso salarial nacional para os policiais dos estados; e 308/04, que cria as polícias penitenciárias federal e estaduais. O dia previsto para a instalação ainda será definido.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, ACESSE:
http://www.assomal.com.br/noticia.php?id=00000000435

Anônimo disse...

Pronto pessoal mais um motivo pra o governador gargalhar... pq é isso que eles vão fazer, eles não necessitam passar o dia nesse local, então não estão nem aí... espero que o ministério público e a imprensa contribuam para que seja feito algo para melhoria desse batalhão, vamos a luta!!!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Assessoria BEF disse...

Não queremos tomar a decisão de fazer a moderação dos comentários, pois entendemos que dessa forma essa ação poderia soar como algo “tendencioso”, onde para muitos somente seria publicado as coisas que nos interessassem! Não é essa a nossa intenção. Contudo, se continuarem havendo comentários depreciativos em termos vulgares, conforme estão ocorrendo em muitas postagens, teremos de restringir a publicação à censura, ou excluir definitivamente a possibilidade de permitir comentários!

Atenciosamente, Assessoria da BEF.

Anônimo disse...

A base da RP é tão esquecida que se um mala quiser invadir pela madrugada é a coisa mais fácil do mundo... Como o resto do estado não tem PMs suficientes para a própria proteção... Isso é uma vergonha.

Anônimo disse...

Primeiramente quero dar os parabéns pela matéria postada. Em seguida, manifesto meus sinceros sentimentos para com a classe militar de forma geral, tendo em vista que a mesma encontra-se nas mãos de "monstros" políticos. Infelizmente na rp estão mais preocupados com as viaturas que com os valentes guerreiros que todo dia colocam em risco suas vidas com equipamentos vencidos, outros que caíram em desuso, viaturas quebradas e sem ar condicionado. Porém, pode surgir a pergunta: E pra que ar condicionado? Quando chove é impossível dirigir pois os vidros ficam embaçados. Se ligar o desembaraçador o temperatura dentro da viatura sobe muito, que nos casos das blêizer são altas. Além da constante ameaça de colidir e ser obrigado a pagar o prejuízo. Um exemplo é a antena de uma blizer que teve de ser para pelos vários condutores, para um determinado praça não ser punido por um tenente. É triste mais é verdade..... por isso é bom e se faz preciso que os policiais com a ajuda de todos busquem melhoras através das constantes manifestações e lutas da classe.

PM disse...

Infelizmente é uma grande realidade, deixei meu suor neste ilustre BPM, digo ilustre porque aprendi que o "suor polpa sangue", mas os nossos comandantes querem só estatus. A RP só sobrevive, devido aos Praças que carregam este PIANO para que as grandes estrelas da PMAL TOQUEM... Força Guerreiros, mas não esqueçam de ter sabedoria e lutar pelo seus direitos!!! Abraços

Proverbio X disse...

Ae mano, o certo eh que eu teria ate nojo de pisar num ambiente desse.

Jesus é o caminho a verdade e a vida morou?

Anônimo disse...

Só para informar aos maus informados que as verbas destinadas para as construções das Bases e de todos os equipamentos das mesmas, não são do governo do estado e sim do governo federal

Anônimo disse...

...policia militar de alagoas, instituição organizada que desorganiza qualquer instituição organizada...

Anônimo disse...

..perdemos até o interesse de trabalhar com um gorvernador desse, e ums coronéis chupa ovo, cmt, zé boneca,só quer arrombar com o praça pequeno, agora começaram com a onda de quando o pm for dispensado pelo médico tem que tirar extras para cubrir os dias que ficou afastado, isso pq o ministério público não tem conhecimento das osadias desse cmt. zé boneca, chupa ovo,.. quando for pra reserva aí vem babá os praças atrás de votos e dá um de bomzinho, inocente do pau oco camboio de filhos da p......

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver