Tropa "Nova"

Faz 60 dias que entraram na PMAL pouco mais de 500 recrutas que iniciaram o Curso de Formação de Soldados em 2010. Com isso o efetivo passou a cerca de 7.500 policiais. Desse número temos pouco mais 1.000 policiais das turmas de 2002 e 2006. O restante compõe a "velha guarda" da PM.
A prometida "renovação" não aconteceu. A maioria dos militares tem mais de 40 anos de idade. Esse pessoal, às voltas com os problemas de coluna vertebral, estresse, pressão arterial, cardiopatias, fatores psicológicos e psiquiátricos, opressão no trabalho, problemas de ordem familiar e financeira, além de outros, todos próprios da idade madura e dos tempos modernos, enfrentam escalas de serviço extenuantes, como as hercúleas 12 x 36, muitas vezes no horário noturno, sem direito a lazer, a educação física e à companhia da família. É essa gente cansada quem tem segurado a barra da segurança no Estado de Alagoas. Esse é um dos cruciais motivos que faz essa "segurança" tão insegura.
A PM, e consequentemente o Estado a que ela serve, depois de passadas várias gerações de direitos fundamentais (em verdade "verdadeira" ainda estamos a caminho da quarta geração e já se fala a doutrina em quinta geração dos direitos fundamentais do homem), se dá ao luxo impune de empregar servidores públicos sem que sequer saibam a sua carga horária. A Administração Pública, com sua força suprema sobre o administrado não pode, ao menos neste País, ter uma discricionariedade tão elástica, totalmente autônoma e sem previsão e limite legal.
E ainda há tanto mais a considerar, caros amigos da BEF, senão o que dizer do tiro mortal na isonomia, se uma mesma polícia, com a tarefa constitucional e universal de manter a ordem pública e a modalidade ostensiva de policiar, consegue, sem ao menos incomodar o Mistério Público, OAB e as várias comissões de direitos humanos, tratar os iguais tão desigualmente ao lhes impor escalas diferenciadas, umas de 24 x 48, outras 12 x 36 e outras ainda de 24 x 72 horas de descanso. O policial de 24 x 48 e, pior ainda, o de 12 x 36, por acaso não recebem os mesmos salários e executam as mesmas funções dos que trabalham 24 x 72 horas?
Imagine (somente imagine) se na Procuradoria Geral do Estado, que referendou esdrúxula discriminação inconstitucional, determinado procurador trabalhe as regulares 30 horas semanais, enquanto um outro colega seu, com a mesma formação, o mesmo salário e as mesmas atribuições do cargo fosse forçado a trabalhar 40 ou 60 horas por semana – com o devido direito de ficar calado sem poder reclamar. Isso seria possível? Seria leitores? Seria possível? Claro que não seria possível, porque um bem intencionado procurador logo gritaria que estava sendo discriminado por tratamento desigual entre os iguais.
E por que na PM pode? Por que na PM pode, leitores? Volto a perguntar: na PM pode? Não deveria, mas assim é feito. Mas, como os "militares são militares", todos deixam que eles sejam oprimidos... "Eles aguentam"!
De outro canto, não há estímulo profissional nem seleção de perfis. Não pode o militar aos 40 anos ou mais desempenhar funções que exijam a força física, os reflexos e a disposição de um militar jovem de uns 25 anos. Não dá! Um simples jogo de bola pode facilmente demonstrar as diferenças entre as idades.
Ponha-se de um lado atletas com até 25 anos de idade, e do outro atletas com mais de 40. Isso, por 90 minutos de jogo. Quem você acha que tem chances de maior desempenho e de terminar a partida em melhores condições físicas? O tempo cobra do homem o seu tributo. Por que o governo e o comando da PM não enxergam isso?
O governo, alimentado com as ilações oriundas do comando – que tem lá seus objetivos recônditos – se torna insensível a essa realidade social tão clara: a tarefa de policiar exige vigor físico, e este não é igual em todas as etapas da vida; definha-se como uma vela acesa pelo combustível do tempo.
A ideia do soldado eternamente jovem foi pregada por Hitler na Alemanha Nazista, quando dizia que o jovem militar alemão tinha que ser alto, forte, destemido e sempre cultivar a obediência. Mas isso já tem mais de 60 anos, e aqueles jovens não existem mais. O Comandante Geral, Coronel Luciano Silva, que tem formação acadêmica em história, certamente estudou a bibliografia do Führer, mas parece que não aprendeu que a história é volátil.
Hoje os tempos são outros, e mesmo na impossibilidade de a maior parte da tropa da PM (com todas as situações já citadas) fazer a contento o PO e o serviço motorizado, principalmente dentro das escalas "justas e técnicas", melhor dizer estafantes, o comando continua afirmando que o efetivo é suficiente, passando para a população uma ideia distorcida, na qual é transmitida uma falsa sensação de segurança, endossando o discurso governista.
Diante do exposto, perguntamos: quando é que – de fato – a renovação da base da PM acontecerá? Com a resposta, sua excelência, o comandante que para comandar pode ter qualquer idade!

6 comentários :

Cabo Montana disse...

Comandante Monteiro,
Não esqueçamos de lembrar que a ideia de Dário, o César "reinventada" de que os soldados de 2010 deveriam manter-se 2 anos na atividade fim já começa a ser burlada covardemente, veja a transferencia de 6 deles para comporem o efetivo da segunda seção.

Uma Policial disse...

A PM de Alagoas é um caso à parte entre as demais Polícias Militares. Aqui, o que prevalece são interesses mesquinhos. Os bons projetos que são apresentado ficam em detrimento de projetos que atendem tanto ao interesse do político "da vez" quanto ao "pai da ideia", ainda que seja prejudicial para toda uma coletividade. Como já foi dito em outra ocasião, "tomaram de assalto a Polícia Militar", mas que está sendo roubado somos todos nós. Essa coisa de condicionar o acesso do cidadão à qualquer idade limite é uma afronta à Constituição, que estabelece que a idade limite é de 65 anos para todos os cargos públicos. Além do mais, como pode a PM estipular em mesmo edital para o CFO que os candidatos civis tenham limite de idade e os militares (da PMAL) tenham uma "tabela diferenciada"? Como disse anteriormente, tomaram a PMAL de assalto para satisfazerem aos seus interesses. É preciso uma investigação rigorosa por parte do MP em relação a tudo que a Corporação faz. Para finalizar, outro dia todos os computadores da Briosa onde estavam contidas as informações da licitações dos últimos anos "deram pane" e os arquivos foram "perdidos", o que nos faz concluir que ainda que a tropa seja renovada, com certeza ainda iremos continuar com velhos costumes por muito tempo.

Cabo Êta disse...

A placa do seu carro mostrada por quem está lhe ultrapassando no outro carro - URGENTE, ASSALTO!

UM ALERTA PARA TODOS - NOVA FORMA DE ROUBO

A imaginação dos marginais não tem limites...

Esperam num estacionamento, e depois de você sair do carro, eles tiram sua placa, assim não tocam o alarme e ficam à espera de seu retorno. Depois, seguem você, na ultrapassagem mostram a sua placa pela janela, como se ela tivesse caído do carro. Talvez você fique um pouco espantado por ver a placa do seu carro ali na mão do passageiro do carro do lado mas, sem desconfiar e porque acha que ela caiu, resolve parar para recebê-la de volta e agradecer a quem tão "generosamente" deseja devolvê-la porque você nem reparou que tinha caído... Parar é tudo o que eles querem que você faça e aí já é tarde demais e terá sorte se não for violentamente tratado, raptado, ferido ou morto (que ironia: seria ótimo se fosse apenas um assalto). Não pare, seja por que motivo for. Uma placa não é nada, comparada com a sua integridade física.

Pense no que poderá acontecer antes de agir. Os criminosos são espertos e podem ser extremamente violentos quando querem conseguir alguma coisa.

Thiago disse...

Vocês deveriam fazer umas matérias sobre o que acontece no BPE, pois lá a coisa está feia.

Assessoria BEF disse...

Companheiro, você pode contribuir conosco enviando as suas informações para o nosso e-mail (briosaemfoco@hotmail.com). Não compactue com os velhos costumes, mostre que as novas tropas não carregam os velhos costumes. Estaremos esperando o seu contato.

Marco Antônio disse...

Comandante Monteiro,
Não esqueçamos de lembrar que a ideia de Dário, o César "reinventada" de que os soldados de 2010 deveriam manter-se 2 anos na atividade fim já começa a ser burlada covardemente, veja a transferencia de 6 deles para comporem o efetivo da segunda seção.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver