A raposa no galinheiro

Perdoe-me amigo, mas antes que eu me esqueça, antes que tudo se acabe...
Eu preciso dizer a verdade!
Há alguns anos atrás eu estava lotado em uma das áreas do CPA, mais precisamente no litoral norte do Estado, onde presenciei inúmeras coisas que ocorrem "longe dos olhares" do comando. Foi justamente nessa ocasião que tomei conhecimento sobre um episódio que me impressionou bastante.
A situação foi a seguinte: o Subcomandante do 6º BPM ao assumir a função de Comandante da Unidade, isso nas férias do ocupante do cargo, não aceitou as pressões políticas para liberar um veículo que fora apreendido por uma das guarnições daquela unidade. Mostrando-se com uma envergadura moral assim como uma coragem ímpar, ainda mais por não fazer parte de nenhum grupo que costuma(va) agir com notória "veemência" por aquelas bandas, eis que o nosso valoroso combatente não cedeu nem mesmo às ameaças de morte que sofreu do Comandante da Unidade muito menos dos políticos locais.
Vejam só a quem ponto nós chegamos: o Comandante da Unidade (Albuquerque) queria que o veículo de um "a favor" dele fosse liberado, e porque não foi, o mesmo foi à casa do seu Subcomandante (Hermelindo) e o ameaçou. Essa situação até que veio à tona devido ao risco de morte que este oficial estava correndo, mas o desfecho não foi o que todos previam, porque nada do que foi "vislumbrado" aconteceu.
Pois bem, passaram-se os anos, o caso foi de certa forma esquecido, e o Hermelindo depois de passar por algumas OPMs acabou sendo designado para ser Comandante em uma Unidade justamente do CPA-III. Desta vez, a Unidade foi o 2º BPM. Tudo ia bem, até que em agosto de 2010 três veículos foram apreendidos em conformidade com a legislação em vigor, porém, desta feita, o nosso valoroso combatente cedeu aos pedidos do Chefe da SMTT local (Célio Duarte) e em troca de favor político fez o que no passado ele combateu, ou seja, liberou os veículos apreendidos.
Segundo o Termo de Declaração do Sargento Lemos, a respeito do fato, "como ele [Hermelindo] era o Comandante da Unidade e o responsável pelos veículos apreendidos, por consequência ele também poderia liberar após o licenciamento". Contudo, não foi bem assim que aconteceu, pois os veículos foram liberados sem as respectivas notificações conforme as provas que apresentamos (as quais são de conhecimento da nossa Corregedoria), atendendo aos pedidos de ninguém menos que o "Dr. Mano" (o ex-governador).
Vejam as provas que acostamos a esta denúncia:
A propósito, para reforçar que o nosso ex-valoroso combatente também é farinha ruim, vejam só que informação interessante está contida no site do TJAL (clique aqui). Esta situação, que pode ser confirmada através de uma simples consulta, revela-nos que o TC Hermelindo, para ser promovido judicialmente, constituiu como causídico "simplesmente" o irmão do Major Rutemberg. Razão pela qual nós podemos concluir que o mesmo era conhecedor da situação troncha do "seu parêa". Diante disso, deduzimos o seguinte: caso o "Dr. Rutemberg" estivesse constituído como o advogado do Ermelindo na ação que resultou na sua promoção, isto seria percebido pela douta PGE...
Agora vem a parte irônica desta matéria, cuja denúncia revela-nos tráfico de influência, favorecimento pessoal e até mesmo prevaricação: "o TC Ermelindo (que liberou mais de um veículo apreendido) é comandante de qual unidade mesmo?"

18 comentários :

Anônimo disse...

VCS ESTÃO DE BRINCADEIRA?

CBMAL disse...

CBMAL e SESI oferecem curso aos pais de alunos do Projeto Bombeiro Mirim

Por José Augusto

O Projeto Bombeiro Mirim, desenvolvido pelo Corpo de Bombeiros, além de beneficiar alunos de duas escolas públicas de comunidades carentes, foi ampliado para proporcionar também conhecimento aos pais dos alunos. Para isso, firmou uma parceria com o SESI e trouxe um curso de aproveitamento de alimentos que começou nesta terça-feira, 02, e tem sua conclusão na quinta-feira, 04. O objetivo é ensinar dicas de como se comportar na cozinha, tomando certos cuidados, desde a higiene pessoal até a concretização com os pratos.

Esse curso proporciona um maior aproveitamento dos alimentos, antes desprezados na cozinha, como é o caso das cascas da banana e os talos de algumas hortaliças, ricos em fibras, vitaminas e minerais. O desperdício dos alimentos é bem comum nas cozinhas. Com essas aulas, os participantes aprenderão passo a passo de como lidar com essas valiosas fontes de nutrição que devem ser levadas à mesa sem nenhum constrangimento.
Maria Helena, mãe da Alane que é participante do Projeto Bombeiro Mirim, participa do curso e
demonstra bastante empolgação com as novas descobertas. “Nunca comi casca de banana e adorei”, disse Helena. A mesma enfatizou que a partir de hoje não joga mais a casca da banana no lixo, que a partir de agora essa iguaria apetitosa fará parte de sua mesa.

Ambas instituições, SESI e Corpo de Bombeiros, têm comprometimento social com toda a sociedade em geral, com ênfase nas comunidades mais carentes, sempre desenvolvendo projetos que visam proporcionar a essas pessoas um melhor aparato dentro da sociedade. As pessoas que participam de cursos como esse, sentem-se mais humanas, mais valorizadas, já que esse é mais um projeto de inclusão social.

Os pais ficaram surpresos ao começar a aula aprendendo como lavar as mãos e perceberam que um ato corriqueiro e que parecia ser simples, nem sempre era feito da forma adequada. A descontaminação dos alimentos também foi pauta na aula e ajudou a desmistificar algumas atitudes na cozinha. Para Genilda Maria da Silva, assistente de cozinha do SESI, as pessoas jogam os alimentos fora, porque não conhecem sua utilidade. Quando passam a conhecer, jogam apenas se quiser, mas que a tendência é aproveitar.

Apesar da turma ser composta, em sua maioria, por mulheres, os homens não deixaram a desejar ao ajudar a professora na preparação das receitas. Sempre voluntários pra ajudar e sem preconceito de ir à cozinha. A professora, Mariana Cristine Santos, que é nutricionista, com muita desenvoltura, passava todas as informações que eram assimiladas com descontração por todos.

O Corpo de Bombeiros sempre proporciona cursos ou eventos que têm a participação da comunidade, voltados à área social. O Projeto Golfinho, o Seminário de Proteção Contra Incêndio, eventos onde pessoas são atendidas pelos profissionais de saúde da corporação, são algumas ações. O Bombeiro Mirim é um dos mais importantes projetos, ele ocupa a criança com aulas voltadas a salvamento, primeiros-socorros, além de ensinar boas maneiras, empregando o tempo delas em atividades que evitam a ociosidade. Isso impedirá que esses pequenos aprendizes sejam inclusos no mundo da criminalidade e dará a opção para que não participem de atividades que ofendam os preceitos moral e ético.

Anônimo disse...

Boba da peste e agora irmao do ciusso?

Uma Policial disse...

Por "acaso" é o BPTran?

Anônimo disse...

Jesus amado, e agora irmao do ciusso fedo?

Cb que está recebendo instruções do ciço fedô na RP disse...

E pensar que esse cidadão posa como decente, probo...
Como dito na matéria, uma tremenda fainha ruim!
A propósito, tem alguma coisa do irmão dele, o "ciço fedô"?

Jenésio, o Pecador disse...

Meu Deus do céu: se o comandante Ermefeio estivesse à frente da "Operação Cavalo de Aço" das duas uma: i) ou ele não iria apreender nada, ou ii) haveria a apreensão e logo depois a liberação. Essas coisas cada vez mais tem deixado o Povo de Deus horrorizado! O pior é que a Corregedoria não fez e não fará nada em relação ao caso.

Assessoria BEF disse...

Operação Cavalo de Aço apreende 28 motocicletas irregulares em São Miguel

Sessenta agentes participaram da ação; 15 mandados de busca foram cumpridos

Gazetaweb

Batizada de “Operação Cavalo de Aço”, uma ação da Polícia Civil apreendeu 28 motos irregulares no município de São Miguel dos Campos nesta quarta-feira (3). Os veículos, segundo a polícia, eram utilizados para a prática de assaltos e de assassinatos na região. Os agentes cumpriram 15 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Hélio Pinheiro, da Comarca de São Miguel dos Campos.

O delegado Mário Jorge, da 6ª Delegacia Regional, afirmou que 60 agentes participaram da operação, após um trabalho de investigação que durou mais de 30 dias. “A polícia constatou que as motocicletas se tornaram o principal veículo usado para a prática de assaltos em São Miguel. Após investigação, nós solicitamos os mandados à Justiça e apreendemos os veículos”, informou à Gazetaweb.

As motos apreendidas foram encaminhadas, inicialmente, para a Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, mas, parte delas, serão levadas para o Departamento Estadual de Transito (Detran), em Maceió. Foram apreendidas motos sem placas, as chamadas motos de “estouro” e motos com o emplacamento atrasado.

A operação foi coordenada pela Delegacia Regional de São Miguel dos Campos, mas contou com o apoio de agentes da Divisão Especial de Investigações e Capturas (Deic), da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículo, além de integrantes da Asfixia, da Guarda Municipal e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT).

Anônimo disse...

Companheiros, vamos mostrar quem na verdade tem competência para administrar a ASSMAL, estes que estão na atual diretoria não merecem nossa confiança, preste bem atenção no que eles fazem (tudo errado),só pensam neles (diretoria) o resto para eles é resto! somos sócio merecemos respeito, dignidade Já, é preciso nos juntarmos numa corrente forte para derrotarmos os injustos, desonestos, falsos amigos. PAU NELES.
ASSMAL - 2012 - Chapa Honestidade e Transparência. ST PAIVA - SGT TORRES.

Anônimo disse...

Esse MILITARISMO seboso e nojento não presta.

Anônimo disse...

pmal pexte!

Anônimo disse...

Vai dar em nada pra esse saburica!

Sócio da ASSOMAL disse...

Militares pedem aos deputados desaprovação de projeto

O documento tende a mudar a estrutura da PM


Representantes de associações militares de Alagoas participaram nesta quarta-feira (03) de uma reunião com deputados estaduais, pedindo apoio para que um projeto, elaborado pelo Comando da Polícia Militar junto com a Secretaria de Defesa Social, propondo alterações na corporação, inclusive junto a promoções, não seja aprovado na Casa.

Segundo o presidente da Associação dos Oficiais da Polícia Militar (Assomal), major Fragoso o projeto foi elaborado e enviado à Assembleia Legislativa \"às escuras\", já que havia um entendimento para que as associações tivessem acesso a todos os projetos de lei voltados para os militares, para que eles avaliassem se seriam prejudiciais à categoria.

PARA MAIORES INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI

Anônimo disse...

A lampada de Alah desse Coronel nao consegue se manter acessa... esse vai arder no marmore do inferno, inchalah!

Anônimo disse...

site seboso da porra! claro é do taradinho ivon.

Chaves disse...

E agora, quem poderá nos ajudar?

Gerson Fernandes disse...

Esse TC é muito ridículo. Ainda bem que ele não está mais no CFAP.

Josefina disse...

Esse TC, ha dois anos, no carnaval em certa cidade, queria deixar a quarnição de reforço à disposição dele no dia de folga e em outro interior com se a gente nao tivesse cumprindo a escala extra de carnaval,nos dois dias, publicada em bgo da corporação. Certo Oficial contrariado com a atitude do CMT nos deu o recado mas ainda bem que OFICIAIS CORRETOS desta Corporação - Oficial de vergonha + CPI interviram por nós e pudemos tirar nossa folga após 24h de trabalho!!
E ele esquece que foi praça e que pedia favores pra estudar...nunca deu macete ele.
hunm

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver