Coisas da Caserna

Briosos Leitores,
Ao analisarmos com um pouco de atenção o BGO nº 174, de 15 de setembro de 2011, que foi publicado às vésperas do feriado, constatamos na página 14 a seguinte anotação: "Formulário de Adesão do Plano de Saúde AMIL". E então, analisando com a devida atenção sobre o que se tratava, um pouco acima, de acordo com a NP nº 311/11, da Diretoria de Ensino, percebemos que a referida NP faz menção a um CURSO FORA DA CORPORAÇÃO – no BATALHÃO ESCOLA DE PRONTO EMPREGO – BEPE / 2011/2012.
Diante disso, concluímos o seguinte:
Qualquer um candidato que nunca prestou serviço à Força Nacional, ao passar em todas as fases eliminatórias, diante da obrigatoriedade de, no ato da mobilização, apresentar o Contrato de Adesão do Plano de Saúde AMIL, poderia achar que se trata de mais uma maracutaia, pois a falta de esclarecimentos sobre esse ponto induz a isso.
A nosso ver, o governo ou a corporação ao estabelecer que alguém faça a adesão a um Plano de Saúde específico sem dar opções, nem ao menos prestar esclarecimentos, é algo muito "estranho". Portanto, fiquem atentos a qualquer situação não ou mal esclarecida.
Não sei por que, mas quando nos deparamos com essa informação do Plano da AMIL, o nosso pensamento foi tão fértil quanto o do candidato desavisado – que logo imagina que deva se tratar de mais um "arrumadinho". Além do mais, bastou fazer menção à área da saúde, tal situação nos remeteu logo a uma pessoa: Liberato, o coronel que (sabe-se lá como) "atua" como médico em vários hospitais (clique aqui)! Não estamos dizendo que ele tem participação em "arrumadinhos", quer dizer, ainda não sabemos, mas que a sua vinculação a vários hospitais trata-se de um "esquema", disso não tenham dúvidas. Até mesmo porque, se o Coronel Liberato tinha que cumprir com as obrigações dentro da Polícia Militar, como é que o mesmo tinha tampo para dar plantão em tantos hospitais simultaneamente?
E depois ainda dizem que somos "fofoqueiros"...

11 comentários :

Anônimo disse...

É muita sacanagem, essa cupula de escrotos! Até quando esses abusos vão acontecer! Muitas vezes tenho vergonha da acomodação e da falta de força dos meus companheiros! Nós estamos aceitando essas coisas calados! É uma pena, a grande maioria abaixa a cabeça!
Eu faço a minha parte!

Anônimo disse...

QUEM É O OFICIAL CORRETOR DESSE PLANO DE SAÚDE?

Anônimo disse...

NOBRES COMPANHEIRO DO BRIOSA, ESTIVE NA FORÇA NACIONAL ENTRE 2009/2010. ESSE PLANO "AMIL" É O PLANO DE SAÚDE QUE O MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DISPONIBILIZA AOS INTEGRANTES DA FORÇA NACIONAL. QUANDO ELE ENTRA NA FN ELE FAZ A ADESÃO DO PLANO GRATUITAMENTE, E QUANDO ELE SAI TEM QUE ENCERRAR ESSA ADESÃO. VLW PELA OBSERVAÇÃO E PELA ATITUDE EM TENTAR DESCUBRIR MAIS UMA DE TANTAS OUTRAS FRAUDES EM NOSSA CORPORAÇÃO, MAS ESSE PLANO NÃO É DISPONIBILIZADO A TODOS OS MILITARES, APENAS PARA OS QUE ESTÃO MOBILIZADOS NA FORÇA!

Briosa em Foco disse...

Agradecemos a contribuição informativa e o esclarecimento.

Anônimo disse...

Viu, muita pressa pra acusar não é?? hehehe...Tá vendo aí, quando for acusar alguém tenha certeza, não seja irresponsável. Ao fazer uma denúncia, não diga: eu acho, ouvi dizer disseram, parece... Ou coisa assim, tenha provas documentadas, porque até as provas supostamente oculares, não são confiáveis, tem muita gente que mente só para prejudicar uma pessoa...
Companheiros, este site poderia ser uma boa "arma de justiça" nas mãos certas, seja mais inteligente e correto consigo mesmo.
Um abraço!!!

Anônimo disse...

amil é o plano que a força usa,realmente.e é imposto mesmo.quem não quiser volte...e quem diabos volta?são 6 mil contos no bolso!

Anônimo disse...

EU MESMO TENHO O AMIL E VÓS DIGO QUE É MUIIITTTOOOO BOMMMMMM RECOMENDO E SOU PRAÇA VIU!!!!, SAÚDE SEMPRE VALE A PENA.

Sd PM 2010 disse...

O pedido foi ajuizado pela Associação Beneficente Antonio Mendes Filho (Abamf) contra Estado do Rio Grande do Sul, sob a alegação de que as viaturas de policiamento ostensivo enquadram-se na categoria veículos de emergência. Defendeu, no entanto, que o comando apenas exige habilitação para conduzir veículos, sem observar se o candidato a motorista possui o treinamento previsto pelo Código de Trânsito Brasileiro (inciso IV do artigo 145). Ressaltou que essa omissão é responsável pelo elevado índice de acidentes de trânsito envolvendo policiais militares.
Para a Juíza Denize Sassi, considerando que os as viaturas são veículos de emergência, se faz necessária a realização de curso com a finalidade de evitar acidentes e, portanto, está presente a verossimilhança do direito alegado. Ressaltou que também está configurado o perigo de dano irreparável ou de difícil reparação, em razão dos altos índices de acidentes envolvendo PMS. Dessa forma, concluiu estarem presentes os requisitos para a concessão da liminar.
Despacho :
Recebo a presente ação como ordinária. Retifique-se os cadastros e a autuação. Trata-se de pedido de antecipação de tutela em ação ordinária movida pela ASSOCIAÇAO BENEFICIENTE ANTONIO MENDES FILHO ABAMF contra o ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, onde a parte autora requerer: I.seja impedido que os policiais militares que não preencham os requisitos previstos no inc. IV do art. 145 do CTB realizem atividade de policiamento ostensivo na condução de veículo de emergência; II.seja providenciado a imediata realização de curso de condução de veículo de emergência em situação de risco, sob pena de aplicação de multa diária; Alega a parte autora que as viaturas empregadas no policiamento ostensivo estão incluídas no termo veículo de emergência, de acordo com o inc. VII do art. 29, do CTB, sendo necessário para conduzir o veículo aprovação em curso especializado e em curso de treinamento de prática veicular em situação de risco, nos termos da normatização do CONTRAN. Aduz que os condutores de veículos de emergência da Brigada Militar não são sujeitos a uma formação contínua para exercer essa função. Afirma que na prática o Comandante apenas exige que o policial comprove habilitação para conduzir o veículo, sem observar se o candidato a motorista preenche os requisitos exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro. Ressalta que a referida omissão da Administração Pública é responsável pelo elevado índice de acidentes de trânsito envolvendo Policiais Militares. Requer o deferimento da antecipação de tutela e o benefício da AJG. Instruiu os pedidos com documentos, fls. 09/16 e fls. 20/33. DECIDO. Como é consabido, para a obtenção da tutela pretendida, necessária prova inequívoca e verossimilhança de alegações (artigo 273, caput, do Código de Processo Civil), somadas a fundado receio de dano irreparável ou de difícil reparação (inciso I), ou a abuso de direito/propósito protelatório do réu (inciso II). De acordo com o art. 145, IV, do CTB, para conduzir veículo de emergência é necessário ser aprovado em curso especializado - curso de treinamento de prática veicular em situação de risco - nos termos da normatização do CONTRAN. Desse modo, considerando ser os veículos de policiamento ostensivo, veículos de emergência, de acordo com o art. 29, VII, do CTB, se faz necessário que os Policiais Militares que conduzem as referidas viaturas tenham/façam curso de treinamento de prática veicular em situação de risco, a fim de coibir eventuais acidentes. Destarte, verifico presente a

Sd PM 2010 disse...

verossimilhança do direito alegado. Por outro lado, presente o dano irreparável ou de difícil reparação, visto os altos índices de acidentes envolvendo viaturas da Polícia Militar. Ante o exposto, defiro a antecipação de tutela requerida nos seguintes termos: determino ao requerido que somente permita os policiais militares que preencham os requisitos previstos no inc. IV do art. 145 do CTB a realizarem atividade de policiamento ostensivo na condução de veículo de emergência, até o julgamento final da lide. Oficie-se ao Comando Geral da Brigada Militar. Defiro o benefício da AJG a parte autora, eis que se trata de associação filantrópica. Cite-se e intime-se.
Proc. 11000086488 (Santa Maria)
Autor: Mariane Souza de Quadros

Anônimo disse...

QUE DEUS ABENÇÕE VC E SUA FAMÍLIA, AMÉM!

Soberano Deus e Eterno Pai! Entro em sua presença nesta hora, para pedir que abençoe essa pessoa que está orando comigo, nas áreas: física, financeira, espiritual, conjugal, sentimental e familiar. Pai! Se por algum motivo, o inimigo estiver tramando algo, para atrapalhar os planos e sonhos dessa pessoa que é tão importante pra ti e para mim! Nessa hora seja desfeito todo mal, em nome do Senhor Jesus. Envia anjos ao redor da vida dela, e faz dela mais que vencedora... Para que o nome do Senhor seja glorificado através dessa oração. E se você crê! Estará concordando, enviando esta oração a todas as pessoas que você sentir a vontade em seu coração, inclusive para mim, e assim todos nós seremos abençoados, em nome do Senhor Jesus. Recebi essa mensagem e lembrei de você! Deus te abençoe poderosamente em nome de Jesus, amém. Você crê? Quando Deus tira algo de seu alcance, Ele não está punindo-o, mas apenas abrindo suas mãos para receber algo melhor. Concentre-se nesta frase... "A vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a sua Graça não irá protegê-lo". Alguma coisa boa vai acontecer com você hoje, algo que você tem esperado ouvir. Por favor, não quebre! Apenas 27 palavras. Deus, nosso Pai, CAMINHE pela minha casa e leve embora todas as minhas preocupações e doenças, e POR FAVOR, vigia e cura a minha família em nome de Jesus... AMEM! Esta oração é muito poderosa. Este é um teste. Será que Deus está em primeiro lugar na sua vida? Se assim for, pare o que estiver fazendo, e envie para todos os seus contatos. Observe o que ele faz!

cão! disse...

AMÉM!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver