Futuros policiais estão "apenas a capinar"

Reproduzimos abaixo o e-mail em nome de "Líder Comunitário", alertando que os alunos ("precários") do CFP estão há semanas sem aula, e como forma de ocupação estão tendo de passar o dia capinando. Uma situação, que na visão do autor do e-mail e de um deputado, conforme será demonstrado e comentado por este blog, apenas tem ensinado os alunos a "capinar":
Exmo. Senhor Diretor Chefe de Redação
Senhor Diretor,
Venho por meio desta, expor uma reportagem que foi publicada no dia 24 de agosto pelo site Gazetaweb, onde o deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT), durante sessão ordinária do dia 24 de agosto do corrente ano, utilizou a tribuna da Casa de Tavares Bastos para criticar o fato de que existem 97 praças, que já se encontram prontos e ansiosos para realizarem o trabalho de patrulhamento nas ruas da cidade e por meio de irresponsabilidade do governo a formatura dos mesmos só está prevista para acontecer no final do ano. Enquanto a data não chega os policiais são obrigados há passar o dia todo capinando mato e realizando trabalhos de garis dentro do quartel! Nós, representantes comunitários, ficamos surpresos com tamanha irresponsabilidade e fomos atrás das informações visando comprovar a veracidade da informação para que possamos assim solicitar ao governador a formatura imediata dos policiais militares, visando obter como consequência positiva mais policial nas ruas e minimizar o principal problema da segurança pública do nosso Estado que se dá pelo gigantesco déficit da Policia Militar. Além de comprovar a informação, descobrimos diversas irregularidades que estão sendo aplicadas contra os 97 policiais, uma vez que os mesmos se encontram prontos e confinados no CFAP não tendo mais instrução, estão sendo penalizados e humilhados diariamente por oficiais daquela unidade e obrigados a exercer atividade que não condiz com a profissão que conseguiram por meio de concurso público, uma vez que os mesmos foram aprovados para serem policiais militares, onde a atividade fim é desenvolver o policiamento ostensivo e manter a ordem publica e não é isso que vem acontecendo, já que os mesmos vêm desenvolvendo atividades que estão relacionadas a serviços gerais, como, lavar banheiro, capinar mato, recolher lixo, lavar salas, lavar panos, podar árvore, limpar alojamento de oficiais entre outras, e o que é mais agravante são as punições que ainda continuam sendo aplicadas, mesmo já tendo sido denunciados ao ministério público, OAB e direitos humanos por estarem indo de encontro à constituição federal e o regulamento da própria corporação. O sentimento dos policiais é de revolta e indignação! Uma vez que os mesmos já deveriam estar nas ruas combatendo a violência e estão sendo obrigados a realizar serviço de gari! Por este motivo solicitamos a realização de uma matéria em caráter emergencial solicitando uma resposta convincente das autoridades competentes.
Confira abaixo a reportagem da Gazeta web, que foi publicada no dia 24 de agosto d 2011
Deputado diz que 97 futuros policiais estão "apenas a capinar"
Ronaldo Medeiros critica comando da Polícia Militar devido à demora para formatura, prevista apenas para dezembro
Gazetaweb ­– com Bruno Soriano
O deputado estadual Ronaldo Medeiros (PT), durante sessão ordinária desta quarta-feira (24) na Assembleia Legislativa de Alagoas, utilizou a tribuna da Casa de Tavares Bastos para criticar o fato de, segundo ele, 97 praças aguardarem ansiosamente a formatura para então seguirem ao trabalho de patrulhamento nas ruas da cidade. A solenidade, de acordo com o parlamentar, está prevista apenas para dezembro. Até lá, conforme Medeiros, os futuros policiais militares exercerão apenas uma atividade diária: capinar.
"São quase cem homens que já poderiam estar servindo à população alagoana, visto que já concluíram o curso de formação. Eles estão há mais de dois meses apenas arrancando mato, já que o Comando da PM diz que a formatura deverá ocorrer somente no final do ano", comentou o deputado, que também criticou o fato de, segundo ele, as cooperativas não terem sido contempladas no processo de licitação do transporte intermunicipal de passageiros em Alagoas.
Em aparte ao discurso do petista – segundo ele, cada praça estaria a receber apenas R$ 600 mensais pelo serviço –, o deputado Edival Gaia Filho, líder do Governo na Assembleia Legislativa, disse que iria se inteirar da situação para trazer uma resposta ao colega parlamentar já na sessão desta quinta-feira (25).
Nota de esclarecimento: Respeitamos a indignação de quem se vê à mercê da violência vigente em nosso cotidiano, a qual se prevalece da falta de policiais nas ruas. Sabemos das irregularidades que tem ocorrido no CFAP, e quem acompanha a nossa página há algum tempo sabe que nós temos denunciado as irregularidades da Unidade Escola. No caso específico dos alunos que estão sob judice, os mesmos não estão tendo aulas porque – segundo chegou ao nosso conhecimento – "não houveram monitores interessados em ministrar as suas aulas", e como a PM tem que cumprir a ordem judicial e colocá-los em algum curso, o qual tem cumprir certa carga horária para ter validade, eis a razão dos alunos estarem apenas capinando, bem como eis a razão da formatura estar prevista para dezembro. Queremos deixar claro que não estamos defendendo que os mesmos devam ficar nessa situação, a de terem de ficar fazendo faxinas em lugar de terem instruções policiais, haja vista não estarem nas salas de aula. Mas seria de uma irresponsabilidade muito grande por nas ruas alunos que, mesmo tendo aulas regularmente já são mal formados, imaginam então quem nem sequer tem noção do que vem a ser a atividade policial. Especificamente sobre este ponto, observamos que há muito tempo, bem dizer depois que foram extintos os Cursos de Formação de Cabos, assim como os Cursos de Formação de Sargentos, que a formação no CFAP tem deixado completamente a desejar. Se já naquela época (dos CFCb e CFSgt) as formações apresentavam alguma deficiência, o que ocasionalmente comprometia a formação, quem dirá nos dias de hoje, e ainda mais diante do caso apresentado. Ainda sobre o emprego dos alunos em atividades de faxina, desde que os mesmos não sejam utilizados em serviços pessoais, tais quais limpar alojamentos de oficiais, ou dos sargentos, todo resto é lícito, pois tem previsão legal na Lei nº 6.399, de 15 de agosto de 2003. Portanto, dizer que aluno não possa fazer a faxina dos banheiros e das salas de aula que eles mesmos usam, quiçá de certas áreas da Unidade de Ensino, é um equívoco. Repetimos: o que não pode ocorrer é o emprego dos alunos em serviços pessoais, ou empregá-los nas atividades de faxina em detrimento das instruções. Para finalizar, ressaltamos – como já dissemos em outras ocasiões – que não fazemos oposição ou denunciamos as coisas erradas apenas por fazer, muito menos fazemos sem embasamento, como o faz aqueles que sem conhecer a legislação castrense, muito menos quanto ganha um Soldado de 3ª Classe (o que no caso é R$ 964,42 bruto | R$ 858,33 líquido), fica por aí dizendo as coisas na base da emoção engabelando a sociedade. OBS: Esta carapuça vai para todos os deputados, os quais podem fazer alguma coisa em prol da PM, e a segurança pública em si, mas ficam do alto de suas hipocrisias agindo com oportunismo nos anseios da população, que clama por segurança e reivindica aumento de efetivo das forças públicas, mas que ignoram que o grande problema reside, de fato, nas políticas públicas que eles não adotam.
Agradecemos a confiança do leitor, atenciosamente,
Assessoria do Blog Briosa em Foco

12 comentários :

Anônimo disse...

gostaria de informar que dos 3 pelotões em formação no CFAP apenas 1 não terminou as instruções, restam apenas terminar 4 matérias de 20 horas que inclusive já estão em andamento.

Caro redator, o problema é que depois que acabam as instruções da carga horária de cada Pel independente de quantos meses restam para a formatura, NEM UM instrutor mais será contratado para dar aulas, ou seja, o conhecimento policial dos alunos que já concluiram as matérias NÃO VAI AUMENTAR! se a formatura for dia 31 de Dezembro, daqui pra lá os alunos vão se apresentar todos os dias para capinar e ficar sentados em sala NUM EXERCÍCIO DE PACIÊNCIA SEM FIM, e ainda serem punidos pelos mais diversos motivos.ão terminou as instruções, restam apenas terminar 4 matérias de 20 horas que inclusive já estão em andamento.

Caro redator, o problema é que depois que acabam as instruções da carga horária de cada Pel independente de quantos meses restam para a formatura, NEM UM instrutor mais será contratado para dar aulas, ou seja, o conhecimento policial dos alunos que já concluiram as matérias NÃO VAI AUMENTAR! se a formatura for dia 31 de Dezembro, daqui pra lá os alunos vão se apresentar todos os dias para capinar e ficar sentados em sala NUM EXERCÍCIO DE PACIÊNCIA SEM FIM, e ainda serem punidos pelos mais diversos motivos.

Anônimo disse...

Caros amigos do Briosa Em Foco... não sei se os senhores já tiveram conhecimento, mas os Soldados 2010 (formados em abril deste ano) não estão recebendo os vencimentos referente as férias que conforme o estatuto devem ser "pago até a data de início do período de repouso", mas até o momento... nem antes e nem depois do gozo de férias estão recebendo o que acredito que seja nosso direito.

TÍTULO IV
DOS DIREITOS E PRERROGATIVAS, DEVERES E OBRIGAÇÕES E ÉTICA DOS MILITARES

CAPÍTULO I
DOS DIREITOS E PRERROGATIVAS

Art. 30. Os direitos e prerrogativas dos militares são constituídos pelas honras, dignidade e distinção devida aos graus hierárquicos e cargos exercidos.

§ 1º São direitos e prerrogativas dos militares:

XV - férias anuais remuneradas com vantagem, de pelo menos, um terço a mais do que a remuneração normal;


TÍTULO IX

DOS AFASTAMENTOS TEMPORÁRIOS, DAS LICENÇAS E DAS RECOMPENSAS

CAPÍTULO I
DOS AFASTAMENTOS TEMPORÁRIOS

Art. 89. São considerados afastamentos temporários os seguintes: Férias, Núpcias, Luto, Instalação e Trânsito.

SEÇÃO I
DAS FÉRIAS

Art. 90. O período de férias anual é um afastamento temporário do serviço, obrigatoriamente concedido aos militares para descanso, a partir do último mês do ano a que se
refere e usufruído no ano seguinte.

§ 1º Os policiais militares têm direito por ano de serviço, ao gozo de trinta (30)
dias de férias remuneradas com pelo menos 1/3 (um terço) a mais da remuneração correspondente
ao período e paga até a data do início do período de repouso.

Anônimo disse...

O brevê que ganhei quando terminei o curso de 2006 foi de Curso de Formação de Gari. Arrancavá-mos mato com as mãos, lavavá-mos banheiros fétidos com o mínimo de material de higiene, vassouras quebradas, panos imundos, etc. E sobre paciência, nem se fala.... Essa turma pegou o "boi" esses ar condicionados das salas foram pagos com nossas taxas escolares, que eram arrancadas todos os meses.

Anônimo disse...

A Equipe do BEF:
Sempre acompanho as postagens do BEF e concordo com muita coisa postada aqui.
À título de conhecimento próprio, e considerando que foi citada a Lei nº 6.399, de 15 de agosto de 2003, dando amparo a utilização de efetivo na realização da limpeza (não que eu considere que ninguém possa fazer limpeza do seu local de trabalho) gostaria de saber dos companheiros onde está evidenciado tal afirmação,nesta LOB (art, inciso).
Se isso volta a virar moda, vão nos obrigar novamente a fazer os faxinões e vão retirar a empresa que presta serviço de limpeza no QCG e na CORREG.

Não seria desvio de função?
Se não é atividade meio " Importante para o bom andamento da corporação. Envolve o assentamento funcional dos policiais militares, aquisição de meios necessários, como compra e manutenção de mobiliário, viaturas, materiais de expediente, entre outras atividades imprescindíveis para o bom desempenho da atividade fim (o policiamento ostensivo), Sendo os PMS empregados sempre que necessário em operações (isso é quase todo fim de semana)..
Atividade fim é que não é neh?


Grande abraço
e obrigado pela atenção.

Anônimo disse...

o que ocorre é que os oficiais da pm são muito burros e não sabem fazer um contrato de prestação de serviço de limpeza

Anônimo disse...

Boa tarde caros senhores do briosaemfoco.

A verdadeira situação é a seguinte (falo com propriedade, e conhecimento de quem faz parte do sistema):
- Existem 3 pelotões no CFP.
- 2 pelotões já terminaram todas as matérias.
- 1 pelotão restante, está em fase final de conclusão de matérias (cerca de 4 matérias) o que deve acabar em no máximo 2 semanas.

Levando em conta, que até o final de setembro, todos os pelotões concluirão todas as matérias, não restando mais nenhuma carga horária a cumprir, fica a pergunta: PORQUE ADIAR A FORMATURA?

Se pode-se formar em setembro, porque formar em novembro/dezembro?

Se na última turma de 500 alunos, levou-se 7 meses para fazer uma formatura... Porque demorar 9 , 10 meses, numa de 90 alunos?

Ninguém aguentar mais as arbitrariedades, as punições exdrúxulas que acontece naquela unidade escola. E o pior: Concluir o curso (ser "legalmente" um Policial formado), e ficar recebendo como aluno-de-soldado.

Ass.: conhecedor do sistema.

Anônimo disse...

Essa é nossa policia, fomos treinados a executar serviços braçais nada que requisite competência intelectual.BOF estão equivocados os 3 pelotões não são do CFAP e sim do CFO
(CURSO DE FAXINA OSTENSIVA)

Anônimo disse...

Praça do VINCO:
Pelo menos eles estão aprendendo uma profissão e se deixarem de ser PULIÇA vão encontrar emprego... E eu que passei vários meses CFP e só aprendi a fazer vinco (até aqui tudo bem, aprendi a fazer vinco e poderia trabalhar em uma lavanderia que lava e "engoma" caso saia da PMAL), mas eu aprendi a fazer VINCO em calça jeans (não riam, não, viu, população, é isso mesmo que vcs leram: vinco em calça jeans) e foi tanta tortura psicológica que quando eu ia abordar algum mala que não tinha vinco na calça eu tocava-lhe o sarrafo. É isso o que nós aprendemos lá no CFAP e quando saímos ficamos loucos pra fazer o mesmo com a população... O que aprendemos pomos em prática, kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Sou sd 2006 e tbm saí com o brevê do CURSO VASSOURA PERSEGUIDORA!!
Instruções valiosas para a execução do bom serviço policial militar, que é bom, nada!!
Pouco se aproveita do que foi passado no curso. Tudo teoria. Muito "serviços gerais".

Anônimo disse...

Dia desses estive no CFAP e na APM\SAM, para me apresentar mais mais uma escala de serviço, e fiquei surpresa ao ver o igual tratamento dado aos alunos de oficiais e alunos de praça..
Equanto a praça tira o quarto de hora em pé, com aquele lindo capacete e tudo mais, o aluno de oficial tira um quarto de hora sentadinho, na sobra, e nas vistas de um oficial superior que se amostrava alisando seu lindo carrão na frente da cadete.

Anônimo disse...

Vão se acustumando, pois depois de formados boa parte desse efetivo vai trabalhar no serviço braçal. Nossa PMAL prefere tirar alguns policias da rua para ficarem fazendo o tal trabalho braçal. TODAS AS PRAÇAS estão sujeitas a serem: PEDREIRO, GARÇOM, GARI, FAXINEIRO, CONZINHEIRO... NÃO DESMERECENDO A NENHUMA CATEGORIA CITADA. O fato é que mais uma vez quem perde é o Povão que clama por policias na rua!

Anônimo disse...

CFAP deveria mudar para CFAPN (Curso de Formação e Aperfeiçoamento de Porra Nenhuma)...kkkkkkkkkkkkk
A única coisa que aprendi foi a ser truculento e tosco com a população, a não ter paciência, a tirar a paciência e a mexer com o psicológico da população quando os abordava nas madrugadas, me envergonho disso e hoje, graças a Deus, não sou mais esse verme que me ensinaram a ser.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver