Relato do Soldado Fábio Souza

Amigos, o relato a seguir não é o primeiro caso e com certeza não será o último. Apenas para efeito de exemplificação ao que será apresentado, citamos como referência de casos anteriores o episódio do Sd Fabiano Pituba, o do Cb Romão, e agora, mais recentemente, o do Sd Fábio Souza! O Fábio Souza, para quem não o conhece, é do 4º BPM, é formado em 2006, sempre foi um policial exemplar e um bom companheiro; sempre abnegado e zeloso com o seu serviço, o que foi motivo de reconhecimento até pela PM... O Pituba, para quem não sabe o que lhe aconteceu, quase morreu, e quando eu digo quase é por que foi por pouco mesmo; o Romão, coitado, quase teve sua perna amputada (clique aqui), e ainda está internado no HGE. Meus caros, vocês sabem o que estes policiais têm em comum? Rsposta: o abandono que todos eles sofrem, o qual é resultante do descaso da PM para com os seus integrantes! Agora, como será revelado, ou melhor, como o próprio Fábio irá descrever, todos tomarão conhecimento do grande problema que ocorre coma o sistema de saúde do policial militar, ao qual todos nós estamos expostos. Espero que todos leiam este relato até o fim, e que divulguem para quantas pessoas puder, pois isso tem que acabar! Vejamos:
Relato dos fatos
01/04/2011 – Dia do acidente:
– Fui atendido no HUE e orientado pelo ortopedista de plantão a fazer uma ressonância magnética do joelho lesionado;
– Do HUE me dirigi ao CHPM, onde fui atendido pela médica plantonista (não especialista em ortopedia) que me deu 07 dias de dispensa.
06/04/2011 – Retorno ao CHPM:
– Fui atendido por um médico ortopedista da PM, que me prescreveu anti-inflamatórios e uso de gelo no local lesionado e me deu 30 dias de dispensa. Na ocasião mencionei ao referido médico a necessidade de realizar o enxame de ressonância, mas o mesmo não solicitou.
 25/04/2011 – Retorno ao CHPM:
– Apenas consulta e mais uma vez comentei sobre a necessidade de realizar a ressonância, porém o médico que me atendeu não era ortopedista e me deu 15 dias de dispensa.
 26/04/2011 – Atendimento com médico do P.S.F.:
– Relatei minha situação ao referido médico do P.S.F. (clínico geral) que fez uma solicitação da ressonância magnética do joelho lesionado pelo SUS. Como não havia previsão de realizá-la tentaria fazer com recursos próprios. O mesmo receitou medicamento para dores.
11/05/2011 – Retorno ao CHPM:
– Fui atendido pelo mesmo médico ortopedista da PM, que me consultara. O mesmo me deu 30 dias de despensa.
19/05/2011 – Realização da ressonância:
– Realizai o exame particular na Santa Casa com recursos próprios.
25/05/2011 – Retorno ao CHPM:
– Nessa ocasião fui atendido pelo mesmo médico ortopedista da PM, que me consultara. Apresentei a ressonância para o mesmo avaliar, mas apenas me encaminhou para fazer vinte sessões de fisioterapia, mas não mencionou no encaminhamento que eu estava como menisco lesionado e me orientou a procurar três ortopedistas especialistas em cirurgia de joelho e me deu 30 dias de despensa.
*Observações:
1ª - Foi deixada uma fotocópia da ressonância no meu prontuário do CHPM.
2ª- Os três especialistas indicados atendem por convênio ou consultas particulares.
31/05/2011 – Consulta particular com ortopedista especialista em cirurgia de joelho:
– Procurei um dos ortopedistas especialistas em cirurgia de joelho (Dr. Sérgio Canuto) que realizou um exame no local lesionado e apresentado a ressonância magnética. O mesmo me encaminhou para fazer fisioterapia, mesmo depois das sessões haveria necessidade de cirurgia.  Prescreveu medicação e me deu 90 dias de despensa.
02/06/2011 – Entrevista com fisioterapeuta:
– Apenas avaliação e entrevista.
22/06/2011 – Retorno ao CHPM:
– Realização de consulta com o mesmo ortopedista da PM, que me atendera. O mesmo me deu 30 dias de despensa.
28/06/2011 – Retorno da Consulta particular com ortopedista especialista em cirurgia de joelho:
– O mesmo diagnosticou recuperação mínima do movimento do joelho lesionado, me orientando a continuar nas sessões de fisioterapia.
27/07/2011 – Retorno ao CHPM:
– Realização de consulta com o mesmo ortopedista da PM, que me atendera. O mesmo me deu 30 dias de despensa.
09/08/2011 – Retorno da Consulta particular com ortopedista especialista em cirurgia de joelho:
– O médico (Dr. Sérgio Canuto) diagnosticou recuperação parcial do movimento do joelho lesionado, me incentivou a continuar nas sessões de fisioterapia. O mesmo prescreveu um relatório, onde explica a necessidade da realização da cirurgia e me orientando a procurar os meios legais para realização da mesma e para que eu não seja prejudicado financeiramente, pois me acidentei em serviço. Na ocasião foi me dado atestado de90 dias.
24/08/2011 – Retorno ao CHPM:
– Realização de consulta com o mesmo ortopedista da PM, que me atendera. Na ocasião apresentei os relatórios feitos pelo médico (Dr. Sérgio Canuto), que fora um dos sugeridos pelo mesmo médico da PM e que explicava a necessidade da realização de cirurgia. Já no outro relatório apresentava o material, despesas e o valor da cirurgia. Quando questionado em qual setor entregaria e que arcaria com as despesas: CHPM ou Diretoria de Finanças da Instituição. O mesmo ortopedista da PM ficara calado. Questionado se deveria procurar a Diretoria de Finanças da Instituição respondeu de forma afirmativa. O mesmo me deu 30 dias de despensa.
22/09/2011 - Retorno ao CHPM:
– Ainda a se realizar.
 09/08/2011 – Retorno da Consulta particular com ortopedista especialista em cirurgia de joelho:
– Ainda a se realizar.
Observações finais:
1ª) Desde a data atual nunca fui procurado pelo serviço social da instituição.
2ª) Não fora disponibilizado transporte (ambulância) para me conduzir até as sessões de fisioterapia. Sabendo que o CHPM conta dois destes automóveis e que só agora tomei conhecimento que tinha direito, bastando para isso uma simples solicitação de um dos médicos que me atenderam.
3ª) Não me disponibilizaram de forma acautelada muletas, nem custearam nenhum medicamento.
4ª) Mencionei a todos os médicos da instituição que me atenderam que meu problema fora adquirido "em serviço", fato tratado de forma irrelevante os quais relatei até a presente data.
Maceió (AL) – setembro de 2011

13 comentários :

Anônimo disse...

Se formos depender e esperar pela PMAL estamos FU....
InstitiuçãoZINHA falida e ridícula.
Pago plano de saúde para os meus filho e eu e minha esposa não temos pois o dinheiro não dá, ou seja, estou perdido nessa PMAL sebosa.

Anônimo disse...

O cel Lampiano fica louca com essas dispensas todas... Não sei como não teve um ataque de PITI, kkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

fique esperando pela PM que tem futuro....(caixão)
direito temos mas....onde eles estão....só Deus sabe
não espere não meu amigo........

Anônimo disse...

é foda!!
Fico eu pensando na minha situação!!

CHPM só mudou de nome...porque continua o mesmo lixoo!!

Anônimo disse...

Não podemos dizer apenas "não espere nada meu amigo" não estou criticando ninguém, mas com certeza é gasto milhoes de dinheiro no CHPM, sem falar que os médicos que lá estão passaram em concurso público disputadissimo e ganham muito bem pra trabalhar no seu oficio: medicina! Deveriam agir como tais...Sem falar quem com o dinheiro que é gasto no CHPM, daria para a PM pagar Plano de saúde para todo mundo...Não podemos apenas nos calar...temos que apreender a procurar nossos direitos!

Anônimo disse...

O amigo logo acima fez uma excelente colocação, PROCURE OS SEUS DIREITOS! Van Dame, vc é do bem, não vacile! Vc talvez não saiba mas tem gente querendo te ajudar!

ASCOM da PMAL disse...

Alunos do Cepa protestam contra violência e suspensão de atividades

por Gilca Cinara e Teresa Cristina

Agressões e assaltos dentro do Centro de Educação e Pesquisas Aplicadas (Cepa) estão gerando medo e evasão escolar nas 11 unidades que compõe o maior complexo educacional de Alagoas. Na manhã desta quinta-feira (08), cerca de 60 alunos da Escola Estadual Silveira Camerino realizaram uma passeata em protesto contra a insegurança e o desmonte nas atividades educacionais.

Os alunos utilizaram faixas e cartazes para chamar a atenção das autoridades para os atos de violência que vem ocorrendo nas dependências do Complexo. De acordo com o professor e organizador da passeata, Luiz Carlos dos Santos, policiamento no local é insuficiente para garantir a segurança de alunos e professores que estão sendo vítimas assaltos seguidas de agressão, que ocorrem todos os dias.

Devido à onda violência alguns alunos já pediram transferência para outras unidades escolares. Além da violência, outro fato que vem preocupando os professores do Cepa é retirada das atividades extras do alunos, como o fechamento da Escola de Artes, da biblioteca e o Instituto de Línguas, que segundo o professor, está funcionando apenas a noite.

Luiz Carlos relatou para a reportagem do CadaMinuto que o carro de som que seria utilizado no protesto foi impedido de entrar na unidade por determinação da 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), responsável pela coordenação do Cepa. “Eles quem omitir a lamentável situação a qual o Cepa se encontra”, afirmou o educador.

Anônimo disse...

Força Fábio, tem muita gente no 4 BPM querendo te ajudar e não sabe como, vc é um excelente profissional, e esperamos a sua melhora...

Briosa em Foco disse...

O Comandante Geral tem cometido improbidade administrativa adoidado, e nós estamos juntando a documentação inerente para darmos uma "lapada caprichada".

Teve o caso o TC Sampaio, que foi fazer curso fora com gordas diárias, só que esse curso tem aqui em AL, o que comprova que houve improbidade.

Teve agora do caso do Mário da Hora, que vai a São Paulo gastar dinheiro público a serviço particular da corja lobista do Conselho (?) Nacional de Comandantes Gerais. Seria bom que a PGE, o MP Federal e Estadual, a OAB e o CONSEG apurar essas coisas, bem como a imprensa.

Em meio a tudo isso, tem o caso do tenente Teles, que exerce o jornalismo para babar o comando, aliás, ele baba literalmente... E está afastado do serviço para ficar à disposição de um desembargador, mas nunca aparece no TJ nem mesmo para mostrar que está vivo.

Tudo isso, claro, não esquecendo que tem o caso dos "mensalinhos" das unidades, que o comando sabe, mas não quer ver nem acabar...

É por isso que nas próximas postagens iremos abordar de forma mais contundente essas situações nada "profícuas", que há muito tempo são um câncer na PMAL.

Anônimo disse...

Há mais de um ano e meio lesionei o ligamento cruzado anterior do joelho direito no famigerado JOGOS INTERNOS DA PMAL. Na ocasiao, nao havia de plantao no ginasio de esportes uma ambulancia e nem medicos da PM. Tive de ir na ermergencia da unimed para ser atendido e diagnosticado. A oficial do meu bpm que estava no local, fez a parte do meu machucado, mas nao providenciou em tempo hábil o ATESTADO DE ORIGEM. Fiz a cirurgia pelo plano de saude e tive de custear os remedios, moletas e condução para consultas medicas e fisioterapia. FICA O RELATO

Anônimo disse...

Caros amigos!
Sofri do mesmo mal que nosso companheiro, fui baleado em serviço, recebi visita do CMT GERAL da PM, CMT do CPC e do CMT do meu BPM, não me ajudaram em nada, pedirão que eu não falasse com impressa e no momento que reclamei que nós policiais deveriamos ter um atendimento médico melhor o nosso querido Cmt Geral Cel. Dalmo Sena disse que o HGE ainda é o melhor lugar para esse tipo de trauma, deu vontade de mardar ele levar a mãe dele pra lá quando fosse preciso, mas não podemos. Companheiro peça ajuda em outro lugar, pois a polícia não fará nada por vc. Sucesso e melhoras.

Anônimo disse...

Não sei porque vcs chamam "isso" de hospital, eu tenho muitos outros nomes pra essa porcaria: hospício, fábrica de desvios, local de rebaixamento e humilhação para com os praças, calvário, último passo antes do cemitério, etc...

Anônimo disse...

Vamos levar esse blog a fazer parte e conhecimento das maiores midias deste país quem sabe até da globo, vamos pedir ao Pedro Bial para fazer um levantamento desas reportagem, digo deste blog da BEF para que essAS DENÚNCIAS SEJAM APURADAS O MAIS RÁPIDO POSSIVEL NÃO PODEMOS CONTINUAR ASSIM COMO ESCRAVOS EM PLENO SÉCULO 21.oNDE ESTÁ O mINISTÉRIO pÚBLICO, ONDE ESTÁ A oab DESTE ESTADO E ONDE ESTÁ OS DIREITOS HUMANOS, ONDE ESTÁ A jUSTIÇA DESTE ESTADO?

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver