A bola da vez


Quem viu essas declareções do Coronel Luciano quando da sua posse, jamais poderia imaginar que ele faria tudo que fez, passando longe do que disse, e que a sua queda seria tão deprimente como está sendo.
Ontem recebemos um e-mail dando conta que mais um policial está sendo perseguido com diversos procedimentos instaurados por ordem do Coronel Luciano com uma única finalidade, a qual é a finalidade de praxe: expulsar dos quadros da corporação todos aqueles que se levantam contra o sistema opressivo.
Vejam, logo abaixo, a quantidade de processos instaurados contra o Soldado EDUARDO ÍTALO BASTOS DE OLIVEIRA, que recentemente foi humilhado ao ser excluído do CFCP 2001, Turma-C (BGO, nº 225 de 02 de dezembro de 2011, página 29 a 31).
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 176 DE 20 DE SETEMBRO DE 2011, página 69
NP Nº 193/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 143/2011-SEC – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, Inc. V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 2° TEN PM Mat. 108905 – CARLOS HENRIQUE ROSA DO SANTOS, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte s/n-CPA-III, datada de 30 de agosto de 2011, que versa sobre falta ao serviço de plantão, do Sd PM nº 09556.02 Mat. 120443-2 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, da lavra do Maj QOC PM MANOEL DE FARIAS RODRIGUES – P/3 do CPAI-III.
Em Consequência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 197 DE 20 DE OUTUBRO DE 2011, página 65
NP Nº 237/2011 – 6º BPM
PORTARIA Nº 152/2011: O Comandante do 6º BPM no uso das atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inc. V, do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa a 2° TEN PM Mat. 108913 FLÁVIA RENATA DA SILVA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário), os fatos constantes na Parte nº 554/2011-6º BPM, datada de 02 de outubro de 2011, da lavra do CAP QOC PM RAIMUNDO JOSÉ DE FREITAS LESSA, Supervisor de Operações do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02 – EDUARDO BASTO ÍTALO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 199 DE 24 DE OUTUBRO DE 2011, página 35
NP Nº 245/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 160/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inc. V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1° TEN PM Mat. 94686 – LEONARDO FILOMENO SIQUEIRA DA SILVA, para apurar através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário), os fatos constantes na Parte n° 584/2011-6° BPM, datada de 14 de outubro de 2011, da lavra do 2º Ten QOC PM CARLOS HENRIQUE ROSA DOS SANTOS, Supervisor de serviço ao 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste comando.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 207 DE 07 DE NOVEMBRO DE 2011, página 21
NP nº 251/2011 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 161/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o Cap PM Mat. 73887 JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, para apurar, através de Processo Disciplinar Ordinário (PDO) os fatos constantes na Parte n° 590/2011, datada de 17 de outubro de 2011, da lavra do 2º Ten QOC PM VICTOR LUIZ LOPES DA SILVA, Supervisor de serviço ao 6º BPM que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente Processo Disciplinar Ordinário, compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 216 DE 21 DE NOVEMBRO DE 2011, página 30
NP Nº 259/2011 – 6º BPM
PORTARIA Nº 161/2011: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o Cap PM Mat. 73887 JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, para apurar, através de Processo Disciplinar Ordinário (PDO) o fato constante na Parte 590/2011, datada de 17 de outubro de 2011, da lavra do 2º Ten QOC PM VICTOR LUIZ LOPES DA SILVA, Supervisor de serviço ao 6º BPM que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em consequência, o Oficial responsável pelo presente Processo Disciplinar Ordinário, compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste comando.
NP Nº 261/2011 – 6º BPM
PORTARIA Nº 164/2011: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, Inc. V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa a 1° TEN PM Mat. 86927 MARCIA REGINA S. DE CARVALHO, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte nº 599/11-6º BPM, datada de 24 de outubro de 2011, que versa sobre a falta ao serviço e não ter informado em tempo hábil, da lavra do 2º Ten QOC PM VICTOR LUIZ LOPES DA SILVA, Supervisor de serviço ao 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em consequência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste comando.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 222 DE 29 DE NOVEMBRO DE 2011, páginas 47 e 48
NP Nº 294/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 179/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1º Ten PM Mat. 74136 JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte nº 336/2011-CA, datada de 03 de novembro de 2011, da lavra da 1º Sgt PM SILVIANY DOMINGUES DO NASCIMENTO, Monitora do 1º Pelotão – CFCP/B, que versa sobre a ausência do Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM, das instalações do CFAP, por volta das 15 horas, antes do término da instrução, sem autorização de quem de direito.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
 NP Nº 296/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 181/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, Inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o 2° TEN PM Mat. 108927 JOSIMAR A. FIGUEREDO DA SILVA, para apurar através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na parte nº 618/11-6º BPM, datada de 15 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter comunicado em tempo hábil, da lavra do 1º Ten QOA PM JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, supervisor de serviço ao 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste comando.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 223 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011, página 34
NP Nº 297/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 182/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14 § 1º, VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o Cap PM Mat. 73887 JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na parte nº 663/2011, datada de 05 de novembro de 2011, que versa sobre falta ao expediente, da lavra da 2º Ten QOC PM FLÁVIA RENATA SILVA DE MOURA, supervisora de serviço ao 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
NP Nº 298/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 183/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14 § 1º, VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o Cap PM Mat. 73887 JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na parte nº 663/2011, datada de 05 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente, da lavra da 2º Ten QOC PM FLÁVIA RENATA SILVA DE MOURA, supervisora de serviço ao 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
NP Nº 2992011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 184/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, Inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o Cap QOC PM Mat. 79218 REINALDO SOARES DE LIRA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 670/2011-6° BPM, datada de 11 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente, da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 224 DE 1º DE DEZEMBRO DE 2011, página 66 e 67
NP Nº 300/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 185/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, Inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o Cap QOC PM Mat. 80622 RAIMUNDO JOSÉ DE FREITAS LESSA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na parte nº 616/2011, datada de 03 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter comunicado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
NP Nº 301/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 186/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1° TEN PM Mat. 94686 – LEONARDO FILOMENO SIQUEIRA DA SILVA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 672/2011-6° BPM, datada de 16 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter comunicado em tempo hábil da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
NP Nº 303/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 188/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1º Ten PM Mat. 74136 JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 674/2011-6° BPM, datada de 22 de novembro de 2011, da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
Nº 304/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 189/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa a 2° TEN PM Mat. 108913 FLÁVIA RENATA SILVA DE MOURA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 675/2011-6° BPM, datada de 23 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter comunicado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.
Procuramos saber dos nossos colaboradores na Corregedoria Geral os porquês de tantos procedimentos contra o Soldado Ítalo, e descobrimos que – devido a uma postagem nossa – o mesmo foi apontado pelo Coronel Gilmar Batinga como sendo um dos integrantes deste blog.
A postagem em questão (clique aqui) decorreu de um fato envolvendo o Coronel Batinga e Soldado Ítalo, mas foi presenciada por "umas duas pessoas". Como isso chegou a nosso conhecimento, isso não importa. O que importa é que a enxurrada de partes começou exatamente cinco dias após a divulgação da postagem, bem dizer após uma reunião entre Batinga e Luciano (que marcou a sua passagem pelo comando perdendo tempo e energia perseguindo pais de família) onde ficou decidido que: "já que não temos como provar que ele tem participação, vamos pegá-lo de outra forma". E por conta disso, desde então, um policial está servindo de bode expiatório.
Desejamos boa sorte ao Soldado Ítalo na ação judicial que provavelmente ele irá impetrar contra o Comandante Geral para resolver os seus problemas da corporação, ocasião em que também advertimos e recomendamos: "Ítalo, a PMAL acabou para você! Como é que você tem aguentado passar por tudo isso? Você esqueceu da perda do seu filho (clique aqui)? Você não é mais forte que ninguém. Veja os exemplos do Major Medeiros, Capitães Rocha Lima, Benjamim, Marcelo, Tenente Cláudia, dentre os oficiais e tantos outros praças, todos eles de LTS por conta da perseguição imposta pelo comando".
Para finalizar, fazemos nossas as palavras que dizem: "acredito que o nosso comandante acha que devemos seguir o mau exemplo dele e virarmos presidiários".

36 comentários :

Anônimo disse...

PM Problema;

Caros integrantes do BEF, não tenho, nem de longe, o acesso a tão rico e vasto repertório de denúncias documentadas contra este comando e sua opressora gestão. Mas, caso eu tivesse tal poder em mãos, aproveitaria a chance de procurar o cap. Rocha Lima, o des. Orlando Manso, e principalmente, as redes nacionais de TV (globo, record, band, etc) e colocaria no ventilador, pois Alagoas está no epicentro da vergonha nacional do desmando e criminalidade.

Briosa em Foco disse...

Caro "PM Problema":

Todos os veículos de comunicação aqui do Estado, nobre amigo, recebem as denúncias que postamos aqui no blog, bem como outras mais que nem sequer damos a entender que temos. E isso se confirmar através da seguinte constatação: a de que toda semana a imprensa publica alguma coisa contra a PM. Porém, o que de fato é grave e poderia atingir o comando, o que certamente atingiria o governo, isso "eles" não divulgam. E a razão é bem simples: qual o órgão que está disposto a perder os gordos contratos de publicidade com o governo do Estado? Com isso, vê-se que temos uma imprensa marrom, que publica apenas o que convém, e quando lhe parece conveniente. Mas quando situações como a de hoje, quando veio a público que o presidente do TRE "solicitou" a destituição do comando da PMAL, isso só nos faz crê que somente foi dado importância por que partiu de quem partiu, da forma como partiu, e porque todos os demais setores da imprensa não deixariam passar em branco tal situação. Repito: todos os veículos de comunicação aqui do Estado recebem as nossas postagens e material sobre situações muito piores que as publicadas aqui. Se eles não divulgam e não apuram, ao menos a nossa parte a gente faz, mesmo que forma simplória.

OBS: e o amigo pode então nos perguntar: e porque então vocês não divulgam logo tudo aqui? Calma, amigo, pois nem mesmo o câncer se cura amputando a parte podre. Tudo requer medidas que vagarosamente vão evoluindo e, sobretudo, tempo.

Agradecemos a sua participação em nossa página, volte sempre.

Anônimo disse...

PM Problema;

Caros amigos, obrigado pelo esclarecimento... e ainda tenho muito tempo de pmal para esperar. Vamos lançar a campanha: "Estudemos que a PMAL largaremos". Seria muito bom que os praças de 98 para cá passassem em concursos, e os antigões indo para reserva. Aí os tenentes iriam fazer o serviço de soldado, e assim sucessivamente.
Iria ser legal ver o Cel Gilmar furando na blitz.
Só assim, quando ser policial militar, neste estado, voltasse a ser uma profissão tida como escória, enquanto nos demais estado ela evoluí a sua qualidade e lutam de verdade por salários dignos(vide BM RJ) a PMAL poderá ser motivo de orgulho.

Anônimo disse...

Deputado quer isenção de tributos para PMs que comprarem as próprias armas

22:10 - 06/12/2011 Josenildo Törres

O deputado estadual Joãozinho Pereira (PSDB) pretende aprovar na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) uma indicação ao governo do Estado para que isente de tributos os policiais militares que comprarem suas próprias armas. Apresentada durante a sessão desta terça-feira (6), ela se baseia, segundo o autor, em reivindicações apresentadas por integrantes da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), que muitas vezes têm que comprar o próprio armamento para trabalhar.

Para conquistar a simpatia dos demais 26 colegas de parlamento à aprovação da indicação, Joãozinho Pereira argumentou que um policial militar ganha em torno de R$ 2 mil, não sendo justo ele destinar grande parte deste valor para comprar uma arma. “Quando isso ocorre, certamente vai fazer falta para as necessidades domésticas. Mas se conseguirmos desonerar o preço da arma, vai sobrar mais dinheiro para que o policial possa cuidar da sua família”, destacou o tucano.

O projeto pode não conquistar o aval do poder Executivo, já que a desoneração tributária sugerida pelo deputado do PSDB deve causar despesas extras aos cofres do governo do Estado. O Tudo na Hora contatou o Comandante da Polícia Militar, coronel Luciano Silva, mas ele não atendeu às ligações para se pronunciar sobre o tema polêmico.

Região metropolitana de Palmeira

Ainda durante a sessão desta terça-feira (6), foi aprovado o Projeto de Lei que criou a Região Metropolitana de Palmeira dos Índios. O projeto foi apresentado pelo deputado Ronaldo Medeiros (PT), líder da oposição na ALE.

Também foi aprovado um projeto de Lei, de autoria do deputado Antônio Albuquerque (PTdoB), que proíbe a circulação de pessoas não autorizadas no interior de unidades escolares. Os 19 deputados presentes à ALE aprovaram, ainda, o projeto que autoriza a doação de terreno para construção de unidades habitacionais destinadas a servidores públicos.

Fonte: Tudo na Hora

Anônimo disse...

Seria interessante que POLICIAIS MILITARES DO 6ºBPM comentassem sobre a conduta do SDPM EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA. Só assim saberemos se existi perseguição ou se realmente ele praticou as transgressões disciplinares. Se um superior hierárquico me perseguir, o máximo que ele pode fazer é colocar em escala extra ou transferir para outra unidade da corporação. Parte por falta de serviço, atraso para o serviço, uniforme alterado, ausência do posto de serviço, etc, superior não me pega nunca. Agora o PM se diz perseguido e dar inúmeros motivos para entrar na caneta!!! Depois vem reclamar!!!

Anônimo disse...

Para a reflexção de todos os briosianos, aí vai um comentário de Arnaldo Jabor sobre Alagoas!! Um vídeo bastante interessante! Se possível peço ao pessoal do blog para deixar visível a todos!!!!!

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=GYXmqLMdZDo

Anônimo disse...

082-32961644 6º bpm liguem e procurem saber quem é o sd pm ítalo,

Anônimo disse...

22 anos de serviço duro. Foi isso que foi dito? Esse cara gosta da palavra duro. kkkkkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Este pm foi meu patrulheiro na rp. Pessimo pm, fogaso, nao respeita graduado e ninguem. Na rp ele é famoso. Uma desgrassa. Quem alimenta o mal, vai colher o mal.

Anônimo disse...

Lembre cel. Lampiano que todo cachorro tem um dono e eu sabia que um dia vc ia mexer com alguém que pode mais que vc... Lembre-se sempre quando vc estiver com seus netinhos numa cadeira de balanço bem velhinho no fim de sua vida: VC NÃO É NUNCA FOI E NEM SERÁ DEUS...DEUS só existe um.

stive garboso disse...

o Sd Italo é um cara de bem, so q tem um grande defeito na visão da maioria dos PMs, ele é um cara q reenvindica seus direitos, ai ja viu né???
Na PMAL o cara pode ser ladrão, furão, bebão, BABÂO(pior raca q existe na pm)pode ser o Kão.
Agora se vc se faz respeitar pelos seus direitos ficará mal visto pelos proprios PMs.
Força Italo, não baixe a kbça p esses fracassados.

Anônimo disse...

Senhores editores do Briosa, procurem saber o que o proprietário de um corsa cinza que usa essa placa MUZ 8262 anda fazendo com bandidos no seu veículo. Pois em duas ocasiões nós paramos esse veículo de madrugada num local onde se trafica drogas, mas proprietário deu uma carteirada e o cabo veio deixou passar sem nem ao menos passar para a guarnição quem realmente se tratava. Eu sei que ainda tenho muito a aprender com o serviço policial na PM, mas fica chato a gente sair da casa para trabalhar, e ao tentar fazer uma abordagem a um veículo com malas, o motorista vem, dá uma carteirada, diz que o "pessoal" está com ele, e fica tudo por isso mesmo. Solicito que os senhores cheque a placa acima mencionada, bem como o que o proprietário/condutor anda fazendo de madrugada em locais de venda de drogas. Desde já eu agradeço a atenção e peço que PUBLIQUEM ESSE COMENTÁRIO.

Anônimo disse...

Muito bom os comentarios do Stive acima. Soldado bom na PMAL é o Sd cavalo de carroça, que só olha pra frente e anda ou para ao comando do carroceiro, e com lapada anda mais rápido e melhor. Lute pelos seus direitos e será mal visto.

Jenésio, o Pecador disse...

O Povo de Deus fica revoltado, ante as perseguições que presencia! Sai, Satanás!

Tudo na Hora disse...

Presidente do TRE exclui PM de reunião sobre segurança na eleição de Joaquim Gomes

20:37 - 07/12/2011Plínio Lins

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AL), desembargador Orlando Manso, reuniu nesta quarta-feira (7) o Pleno do Tribunal para comunicar, oficialmente, que não convocará e não quer a Polícia Militar no esquema de segurança para a eleição deste domingo (11) em Joaquim Gomes, que escolherá o prefeito que cumprirá um mandato-tampão até dezembro de 2012.

Orlando Manso confirmou uma reunião para esta quinta-feira (8), às 16 horas, no auditório do 2º andar do TRE, na Praça Sinimbu (Centro de Maceió), com as demais instituições de segurança pública de Alagoas – Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Federal, onde será discutido o esquema de segurança da eleição em Joaquim Gomes. E fez questão de divulgar, no site do TRE, a informação de que a PM não foi convocada para esta reunião.

Segundo o informe do TRE, a PM não foi convocada pelo presidente “pelo fato de o atual comandante da corporação, coronel Luciano Silva, não haver cumprido uma decisão sua em processo tramitado no Tribunal de Justiça”.

O informe acrescenta: “O desembargador salientou que não tem como confiar numa autoridade que sequer respeita as leis, as decisões do Poder Judiciário. Daí a sua iniciativa de convocar para a reunião que será realizada na sede do TRE, às 16 horas desta quinta-feira,8 os representantes das instituições da área da Segurança Pública, excetuando-se a Polícia Militar”.

Manso x Luciano

A decisão de Manso deve-se ao fato de que, em novembro, o comandante da PM, coronel Luciano Silva, não cancelou uma ordem de prisão que dera ao capitão PM Antônio Marcos da Rocha Lima, descumprindo decisão do próprio Manso no Tribunal de Justiça. O desembargador, então, determinou a prisão do comandante da PM. Luciano Silva se apresentou, pagou fiança e foi liberado. Agora, Orlando Manso não aceita ter a PM na segurança das eleições em Joaquim Gomes, por considerar seu comandante “um franco e deliberado transgressor da legislação pátria”.

Na PM e SDS, silêncio

O Tudo na Hora tentou, no início da noite desta quarta-feira, saber a posição oficial da Secretaria de Defesa Social e da Polícia Militar, sobre se fará ou não policiamento ostensivo no domingo em Joaquim Gomes, diante da atitude do presidente do TRE. A assessoria direta do secretário Dário César disse que a informação cabia à assessoria de Comunicação; esta disse que a resposta poderia ser dada pela Assessoria de Comunicação da própria PM; e o assessor da PM, coronel Oliveira, disse que iria consultar a assessoria direta da SDS. Depois, não atendeu mais às chamadas do repórter para seu celular.

Fonte: Tudo na Hora

Anônimo disse...

É uma pena só ver coisas tristes para a corporação aqui neste blog, infelizmente... Trago uma coisa interessante para ser publicado no blog, a respeito do Site do 3º BPM. um site informativo que tem um esquema de intranet que até escala é on-line, uma coisa a ser seguida pelos outros batalhões.
Muita Paz e um 2012 de conquistas para todos nós!

Anônimo disse...

Soldado Italo, entre no site da secretaria nacional de direitos humanos e denuncie todos os fatos a OUVIDORIA, eles com certeza vão solicitar procedimento apuratório, como já o fizeram em muitos casos aqui em Alagoas. A Secretaria Nacional de Direitos Humanos é um orgão ligado a presidência da Republica, denuncie, mande um email para a ouvidoria. Você está doente, deprimido, abalado continue acompanhado por psiquiatras e mande a PMAL e quem diz que voce é macetosos para a P.Q.P. Se aposente meu velho, disturbio psiquiatricos adquiridos na PMAL dá apoentadoria integral, exemplo o caso da Sd LEIDIANE, de 2002, etá na reserva com proventos integrais, siga o exemplo.

Anônimo disse...

Se esse site, companheiro, for igual ao da ASSMAL, muito obrigado, quero não, viu?

Blog do Célio Gomes disse...

Comandante da PM é um fora da lei, afirma o presidente do TER

Não tem acordo. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Orlando Manso, não permite a Polícia Militar atuando na eleição do próximo domingo, em Joaquim Gomes. Foi o que ele informou nesta quarta-feira, oficialmente, ao plenário do TRE, durante sessão ordinária.

No município, sem dúvida, os militares podem atuar no policiamento normal, mas o desembargador deixou claro: os policiais serão impedidos de chegar perto dos locais de votação.

Sim, a PM não é convidada para a reunião desta quinta-feira, quando o presidente do tribunal vai acertar os detalhes da segurança para o dia da votação em Joaquim Gomes.

Na sessão do TRE, Manso disse que a Justiça Eleitoral “não será desmoralizada”. Afirmou ainda, para os demais magistrados do tribunal, que o coronel Luciano da Silva, comandante da PM, é um “fora da lei”. E que, por isso, não pode tratar com essa autoridade.

Para defender seus argumentos diante do plenário, Orlando Manso fez até uma viagem no tempo: lembrou que sempre teve embates com governos.

O desembargador falou muito. Na sessão do TRE, além dos juízes e funcionários, estava o jornalista Felipe Farias. Na Gazeta desta quinta, ele relata o que viu e ouviu.

PM SEM RUMO disse...

Comandante da PM é um fora da lei, afirma o presidente do TRE
Em 08-12-2011

Não tem acordo. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Orlando Manso, não permite a Polícia Militar atuando na eleição do próximo domingo, em Joaquim Gomes. Foi o que ele informou nesta quarta-feira, oficialmente, ao plenário do TRE, durante sessão ordinária.

No município, sem dúvida, os militares podem atuar no policiamento normal, mas o desembargador deixou claro: os policiais serão impedidos de chegar perto dos locais de votação.

Sim, a PM não é convidada para a reunião desta quinta-feira, quando o presidente do tribunal vai acertar os detalhes da segurança para o dia da votação em Joaquim Gomes.

Na sessão do TRE, Manso disse que a Justiça Eleitoral “não será desmoralizada”. Afirmou ainda, para os demais magistrados do tribunal, que o coronel Luciano da Silva, comandante da PM, é um “fora da lei”. E que, por isso, não pode tratar com essa autoridade.

Para defender seus argumentos diante do plenário, Orlando Manso fez até uma viagem no tempo: lembrou que sempre teve embates com governos.

O desembargador falou muito. Na sessão do TRE, além dos juízes e funcionários, estava o jornalista Felipe Farias. Na Gazeta desta quinta, ele relata o que viu e ouviu.

Celio Gomes - Editor-Geral da Gazeta de Alagoas

Anônimo disse...

eles querem expulsar o ítalo antes dele completar 10 anos,pra se quebrar mesmo.deixe não ítalo.

Anônimo disse...

PM Problema;

Quero muito que o coronel Luciano saia, mas muito mesmo.
Mas queria que ele saisse pelas pressões da classe; pelos crimes de abuso e perseguições que ele comete, inclusive, as contra, não só o cap. Rocha Lima, mas como também os demais companheiros.
Mas que a queda dele, por mais desejada que seja, não pode vir de um magistrado pré-histórico, que, garanto, não passaria na prova da OAB, e, assim como os oficiais do Cel Rocha e Denilma, entrou pela janela do favorecimento e da peixada, bem como toda a família, tire o comandante geral de uma instituição secular e decisiva quando quer (vide 17 de julho de 1997, a queda do Suruagy), pois do mesmo jeito que é esse comandante lástima pode ser um bom comandante no futuro que um desembargador déspota queira tirar. Lembrem-se que não é por injustiça contra o cap Rocha lima, e sim porque o coronel Luciano não liberou o desordeiro do filho dele.

Anônimo disse...

é isso ae soldado, temos que ir a luta e fazer a revolução, somos a base da piramide, e temos todo o poder pra m odificar qualquer coisa, mais infelizmnete existe esseS praças fracos, medrosos e babão, por isso Q não vamos pra frente. VAMOS LUTAR POR NOSSOS DIREITOS, NÃO SE DEIXE AMEDRONTAR POR ESSES ESTRELAS BABÃO DE POLITICOS!

Anônimo disse...

é por isso que o MEU DESEMBARGADOR bota parrombar bote parrombar meu desembargador nesse comandante Luciano V... e otário, ortaru, otaru

Anônimo disse...

PM Problema;

Caro anônimo, espero que eu não o ofenda, mas, infelizmente, Orlando Manso, bem como qualquer membro do judiciário não é seu, nem de ninguém. Orlando Manso, bem como qualquer membro do judiciário pertence ao grupo que se acha acima do bem e do mal, do grupo do tudo quer tudo pode, do grupo que acha que nós PM's não passamos de um grupo de semi-analfabetos, e que PM's como nossos bravos amigos Ítalo, Velames, Aldo e mais alguns PM's esclarecidos são raridade, e menosprezam aqueles que são esclarecidos, oriundos, principalmente, das turmas 2002, 2006, 2010, sem desmerecer aqueles das turmas anteriores.
O nosso décimo terceiro, nem sinal, e Orlando Manso não está nem aí; bem como não está nem aí se vamos ou ser escravizados nos festejos de fim de ano, ou festivais bancados por políticos( não é Renan Calheiros?). Cadê que a mulher dele, a Maria Esther julgou nossa carga horária, estão os autos conclusos desde agosto de 2010.
Amigos fiquemos de olho, pois se ele está botando para quebrar no comandante geral, que é babão do sistema escravocrata do Téo, imagina o que ele vai fazer com a gente.

P.S.: Téo Vilela tá torcendo para a Lei Áurea ter sido assinada a lápis.

Anônimo disse...

O POVO ALAGOANO CANSOU DAS DESCULPAS DE DARIO E LUCIANO,A HORA E AGORA,VAMOS COLOCAR ESSES PILANTRAS FORA DO PODER,VEJAM;PRISAO DO CAP MARCELO,PRISAO DO MAJOR BURITI,PRISAO DOS 6 OFICIAIS,PRISAO DO CAP EUGENEO,PRISAO DO CAP ROCHA LIMA,PRISAO,PRISAO,ELES ADORAM PRENDER SUBORDINADOS AGORA VAO FICAR PRESOS,E O FEITIÇO VIRANDO CONTRA O FEITICEIRO.MERECEM UMA PISA NO TRONCO,COMO NA EPOCA DOS ESCRAVOS.ELES DEVEM SENTIR O GOSTINHO DO TRONCO QUE IMPLANTARAM NA PMAL.PARABENS DR DES ORLANDO MANSO O SR SALVOU A NOSSA PATRIA E LAVOU NOSSAS ALMAS,FICA O AGRADECIMENTO DE TODA FAMILIA MILICIANA. P A R A B E N S DR ORLANDO MANSO.

Anônimo disse...

Eita quero vê o governo do: "honestamente nunca se matou tanto em Alagoas" na briga com o Presidente do TRE por causa de uma comandante braba como a LULU. Quero vê se o Desembargador Orlando Manso vai ficar desmoralizado.

ASCOM da PMAL disse...

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 229 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2011, páginas 30 e 31

NP Nº 285/2011 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 175/2011 – 6º BPM:
O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa a 2° Ten PM Mat. 108913 FLÁVIA RENATA DA SILVA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte nº 602/2011-6º BPM, datada de 26 de outubro de 2011, que versa sobre a falta ao serviço e não ter comunicado em tempo hábil, da lavra do CAP QOC PM REINALDO SOARES DE LIRA, Supervisor de Operações do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02 – EDUARDO BASTO ÍTALO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

NP nº 286/2011 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO
PORTARIA Nº 176/2011 – 6º BPM:
O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1º Ten PM Mat. 74136 JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte nº 616/2011, datada de 03 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao serviço e não ter comunicado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM JOSÉ ROBSON DOS ANJOS VILELA, Supervisor de Operações do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO BASTO ÍTALO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM.
Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

NP Nº 199/2011 6º BPM - AUSÊNCIA DE PRAÇA – INVENTÁRIO: Conforme Parte nº 698/2011 do P/1 do 6º BPM, o Sd PM nº 9556.02 – Mat. 96372 – Eduardo Ítalo Basto de Oliveira, está faltando ao quartel desde o início do expediente do dia 05 do corrente, completando às 00:00h desta data vinte e quatro horas de ausência.
Em conseqüência, o Cmt da 1ª Cia, proceda ao inventário e a outras diligências a fim de localizar o faltoso, ficando designados o 2º Sgt PM nº 2690.84 – MARCUS Vinicius da Silva e o 3º Sgt PM nº 6643.91 – Jailson VALDEMAR de Oliveira, como testemunha, o assistirem.

Quartel em Maragogi/AL, 07 de dezembro de 2011.

NEYVALDO JOSÉ AMORIM DA SILVA – TC PM
Cmt do 6º BPM

Anônimo disse...

Mas Neyvaldo é da Panela do LULU, é da turma do balacobaco, ele e o Sampa, o Preferido.
Mas ambos se lambuzam e deliciam ás diárias graciosas do Algoz da Tropa.

Anônimo disse...

Enviem para o TCel Neyvaldo acho que ele perdeu essa matéria quando levou pau, bomba, na Academia de Paudalho/PE e sua mamãe teve que pedir pra Denilma pra voltar para Alagoas para dar um jeitinho, vcs sabem né!!

Deserção vem do latim DESERTIO, que se deriva de DESERERE, significando abandonar, desamparar.
É um delito militar. Já era previsto no direito romano, porém sem estabelecer limite de tempo entre a ausência ilícita e a deserção, caracterizando-se esta pelo afastamento prolongado. O que diferenciava a ausência da deserção era o regresso: Se voluntário, considerava-se ausência; se forçado, deserção.

DILIGÊNCIAS - Após a parte de ausência e antes que a deserção se consume, deverão ser realizadas diligências, com o fim de localizar o ausente e fazê-lo voltar (retornar) ao quartel, evitando com isso a deserção. Essas diligências devem ser providenciadas por determinação do Comandante da Subunidade ou de autoridade superior (Comandante da Unidade, do CPC, CPI, etc). São imprescindíveis essas diligências, podendo sua omissão anular o processo de deserção, confirmando-se depois que o desertor se achava em lugar ou local de fácil localização.
Fonte Manual de Deserção PMAL

Anônimo disse...

POIS É, SE FICAR DANDO EXPEDIENTE NA CAIXA BENEFICENTE EM VEZ DE TIRAR SERVIÇO NO QUARTEL É CERTO, ENTÃO NÃO SEI MAS O QUE FAZER, O MEU AMIGO ÍTALO, SÓ VIVE NA CAIXA BENEFICENTE, TODO DIA TÁ LÁ BABANDO O CEL, AGORA QUER FAZER DOS COMPANHEIROS BABACA, QD NÃO APARECE PRA TIRAR SEU SERVIÇO , ELE SABE QUE QD FALTA SOBRECARREGA A GENTE QUE NÃO TEM NADA HAVER COM A INCOMPETÊNCIA DELE, MEU AMIGO ÍTALO, EU GOSTO DE VOCÊ, MAS, VOCÊ NÃO PRESTA,É PREGUIÇOSO,NÃO QUER NADA COM A VIDA E SÓ QUER RECLAMAR DAS COISAS, POR ISSO MEU GRANDE AMIGO, PROCURE OUTRO EMPREGO E PARE DE NOS SUGAR, VOCÊ É UM DESQUALIFICADO PRA CONTINUAR NO NOSSO MEIO. UM ABRAÇO !

Anônimo disse...

Se você fosse realmente amigo do Ítalo, o conheceria, e então saberia que mesmo ele fazendo parte da diretoria da caixa beneficente, ele só comparece uma vez por semana, e ainda assim no turno da tarde a partir das 14h30min, ficando até por volta das 17h, sendo que tem semanas que ele nem comparece. Por fim, só mais uma observação: se você fosse realmente amigo do Ítalo na estaria dizendo essas coisas dele; agora, se de fato você for amigo dele, essa sua posição mostra a sua verdadeira face, a face de um traíra que só sabe falar mal dos outros pelas costas (anonimamente). Seu FDP.

Agenário Velames disse...

Caro Eduardo Ítalo.

Escrevo estas mal escritas linhas, conforme havia lhe dito logo cedo que escreveria, pois acredito que nas horas de maior precisão é que a gente vê quem é quem, ou seja, quem são os amigos que estão conosco, se compadecendo com os nossos problemas. Contudo, não condeno as pessoas que não tiverem coragem para – publica e explicitamente – prestar-lhe o devido apoio, nem quem seja com uma palavra de conforto.

Há cerca de 2 anos, Ítalo, eu estava sendo preso por falta de tarjeta... Conforme é de conhecimento público e notório. Naquele dia, meu caro amigo, quando eu e a minha esposa derramamos a última lágrima por esta instituição, a PM acabou para mim.

Cada um sabe o fardo que carrega, e o quanto pode suportar. Hoje, meu caro, se antes eu ainda pensava em morrer pela sociedade em nome dessa corporação, atualmente nem questão de usar a identidade eu faço. Porém, não vou dar o gostinho a quem que seja de expulsar-me ou até mesmo dar o gosto de ver-me "pedir baixa".

Pense nessas minhas palavras, Ítalo, e lembre-se: em tempos de crise, busque a paz. O segredo da paz é entregar toda a ansiedade a Deus.

ASCOM da PMAL disse...

BOLETIM GERAL OSTENSIVO Nº 240 DE 26 DE DEZEMBRO DE 2011, páginas 43 a 45

NP Nº 328/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO: PORTARIA Nº 191/2011 – 6º BPM:
O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inciso VI, do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1º Ten PM Mat. 74136 JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, para apurar através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes no Oficio n° 860/2011-6° BPM, datado de 05 de dezembro de 2011, que versa sobre atraso, alteração de uniforme e erro de procedimento, da lavra da Ten Cel QOC PM ANA PAULA DE LIMA PEDROSA, Cmt do CFAP, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM. Em conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6º BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

NP Nº 330/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO: PORTARIA Nº 194/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 11, inciso V do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o 2° TEN PM Mat. 133266 – VICTOR LUIZ LOPES DA SILVA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 624/2011-6° BPM, datada de 18 de novembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter informado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM REINALDO SOARES DE LIRA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM. Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

NP Nº 331/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO: PORTARIA Nº 195/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inciso VI, do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, designa o 1º Ten PM Mat. 74136 JOSÉ DELSON BARROS DOS SANTOS, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 694/2011-6° BPM, datada de 05 de dezembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter informado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM REINALDO SOARES DE LIRA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM. Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

Tem mais...

ASCOM da PMAL disse...

Continuando...

NP Nº 332/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO: PORTARIA Nº 196/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, Inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o 2° TEN PM Mat. 108927 JOSIMAR A. FIGUEREDO DA SILVA, para apurar através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 696/2011-6° BPM, datada de 06 de dezembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter informado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM REINALDO SOARES DE LIRA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM. Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

NP Nº 333/2011 – 6º BPM - DESIGNAÇÃO DE OFICIAL – PDO: PORTARIA Nº 197/2011 – 6º BPM: O Comandante do 6º BPM no uso de suas atribuições legais que lhe confere o Art. 14, inc. VI do RDPMAL, aprovado pelo Decreto nº 37.042 de 06/11/96, Designa o 1° TEN PM Mat. 94686 – LEONARDO FILOMENO SIQUEIRA DA SILVA, para apurar, através de PDO (Processo Disciplinar Ordinário) os fatos constantes na Parte n° 697/2011-6° BPM, datada de 07 de dezembro de 2011, que versa sobre a falta ao expediente e não ter informado em tempo hábil, da lavra do Cap QOC PM REINALDO SOARES DE LIRA, P/1 e P/4 do 6º BPM, que envolve o Sd PM nº 9556.02, Mat. 96372 – EDUARDO ÍTALO BASTO DE OLIVEIRA, pertencente a 1ª Cia/6º BPM. Em Conseqüência, o Oficial responsável pelo presente PDO compareça à Secretaria do 6° BPM, em até 48 (quarenta e oito) horas após a publicação em BGO, para o recebimento da Portaria e demais documentos, ficando estipulado, para conclusão do presente procedimento, o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da data do recebimento, prorrogáveis por mais 08 (oito) dias, a critério deste Cmt.

O Guarani disse...

Meus amigos em todas as polícias são assim, a grande maioria dos Oficiais pensam que são donos da verdade, que Soldados Cabos ou Sargentos por seus postos são incapazes e inferiores sem condição de emitir opinião; ainda bem que isto está mudando com as novas safras de oficiais e pela forma que eles conseguem adentar em suas corporações.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver