O turista acidental

A ineficiente Secretária de Defesa Social, não poderia ter pior Gestor.
Diante dos ataques do crime organizado que, frisemos, cresceram no curto espaço de tempo em que está na desarticulação desta pasta o Sr Secretário não poderia ter dado resposta alguma à sociedade, isto porque estava em BRASÍLIA fazendo turismo novamente com o dinheiro público, na "concorrida" conferência, conforme podemos observar pela sua mais recente postagem no Twitter:
Para Dário, não basta viajar: É preciso divulgar!
Enquanto isso o povo é refém da criminalidade e do PCC que se instalou em ALAGOAS.
O BEF, legítimo representante da Classe Militar estadual, EXIGE do Sr Governador do Estado que siga o exemplo de austeridade administrativa advindo do palácio federal e proceda a IMEDIATA SAÍDA do SECRETÁRIO E TODA A SUA CÚPULA antes que seja tarde demais.
Com a palavra agora, a sociedade civil organizada.

11 comentários :

Anônimo disse...

A pergunta que não quer calar é o que é que tem essa reuniao em BSA de tão importante?
A segunda e mais gritante é: O QUE TEM A VER O SECRETARIO DE DEFESA SOCIAL de ALAGOAS com uma reuniao LGTB? (Gays, Lesbicas, Bissexuais e Travestis?)
Dário deveria ter vergonha nessa cara safada e devolver esse dinheiro aos cofres públicos, seu LADRAO DE GRAVATA

Anônimo disse...

Ele está representando a sua classe kkkk

Anônimo disse...

Segundoo secretario em entrevista hjpela manha a culpa era da IMPRENSA porque noticiava isso, isso nao devria ser noticiado pra nao dar cartaz aos bandidos.

POUPE-NOS, secretario

O Jorna disse...

Dário César diz que autores de ataques aos coletivos foram identificados

Secretário diz que ataques são resposta ao aperto que se está fazendo no sistema prisional

O secretário de Estado da Defesa Social, coronel Dário César Barros, antecipa para hoje à tarde o retorno de Brasília para cuidar pessoalmente de ações de inteligência para localizar o grupo criminoso que tenta, segundo ele, intimidar a população de Maceió nos últimos dias. Em entrevista à Rádio Jornal AM 710, o secretário revelou que a polícia comprovou que a ordem para os ataques aos ônibus tem partido do sistema prisional, em forma de represália às ações de combate ao narcotráfico implementadas pela segurança pública.

Segundo ele, agora pela manhã os policiais que integram o núcleo de inteligência da Defesa Social se reuniram para traçar um plano para prender o mais rápido possível os bandidos. “Tranquilizo a população que já identificamos todos eles, sabemos de onde são e vamos agir à altura na intenção de coibi-los mesmo”, asseguro.

Dário César informa que a segurança pública “tem apertado os mandantes do sistema prisional e vai continuar agindo assim”. Novas transferências de presos perigosos devem acontecer a qualquer momento, conforme ele adianta. A implantação do módulo de segurança máxima também foi motivo para que os grupos criminosos se revoltassem, segundo ele.

O secretário pediu a colaboração da população para ajudar na investigação e denunciar os suspeitos por meio do número do disque-denúncia, o 181. Com a Defesa Social, Dário César revelou que tem o suporte do Ministério Público, com o Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gecoc), da 17ª Vara Criminal da capital e da Vara de Execuções Penais.

“Os grupos querem que a Defesa Social recue, mas não iremos agir desta forma e nem vamos nos intimidar. Nunca se deu um aperto no sistema prisional de Alagoas e nós tivemos esta coragem. Vamos continuar assim e ainda transferir ainda mais presos para outros Estados e diminuir a força dos que querem mandar nos presídios”, ressaltou.

Ele preferiu não revelar quais ações irão ser implementadas na garantir a segurança da população e evitar novos ataques. “Da mesma forma que estou falando para pessoas de bem, os meliantes estão na escuta e estes não podem saber das nossas estratégias. Mas a população pode ficar tranquila que não vamos nos acovardar e estamos agindo”, destacou.

Fonte: O Jornal

Anônimo disse...

Ou seja ele é um ENROLAO INCOMPETNETE ANALFABETO que ate um cabo veio da truma de 88 fala melhor que ele e quer engabelar a populao,
DARIO SAIA SEU NOJENTO vc ja fez muitomal a seguranca desse estado seu asqueroso incompetente, nos o odiamos. o POVO DE BEM o DESPREZA

Gazetaweb disse...

Dário César diz que ordens de ataques a ônibus partiram de dentro de presídios

Secretário diz acreditar que ações criminosas na capital são consequência de insatisfação com transferência de presos; 'Não nos intimida', afirma

O secretário de Estado da Defesa Social, Dário César, afirmou à Rádio Gazetaweb nesta sexta-feira (16) que os ataques a ônibus ocorridos em Maceió saíram de dentro das unidades prisionais de Alagoas. Conforme o secretário, os atentados são uma resposta direta às medidas adotadas pela Intendência Penitenciária para isolar os líderes de grupos criminosos com atuação no estado.

Dário César informou que a Defesa Social identificou os responsáveis pelos ataques a ônibus e que está estudando as medidas que serão adotadas a partir de agora. Embora não tenha revelado nenhuma ação, o secretário informou que os serviços de inteligência da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Intendência Penitenciária se reuniram para cruzar informações e estudar medidas.

“Não podemos adiantar as medidas que serão adotadas, porque o resultado das ações fica comprometido. Mas podemos assegurar a todos que o estado não está parado e que vai dar uma resposta a criminosos. Se for necessário, iremos, inclusive, transferir presos”, explicou o secretário à Rádio Gazetaweb.

OUÇA A ENTREVISTA DO SECRETÁRIO

Conforme Dário César, os ataques foram praticados por “terceirizados”, que seriam homens ligados a criminosos que recebem orientações durante as visitas dentro do sistema prisional. O secretário afirmou que era previsível a reação dos grupos que se sentiram prejudicados com as medidas adotadas nos presídios, mas que os ataques a ônibus são fatos isolados e que não são previsíveis.

“Quando a Segurança aperta os criminosos, eles procuram formas de revidar. Isso era previsível e aconteceu em outros estados. O mais famoso caso aconteceu em São Paulo, quando homens do PCC [Primeiro Comando da Capital] atearam fogo em ônibus urbanos para intimidar a população. Embora imaginássemos que eles reagiriam, nós não tínhamos como prever como e onde”, acrescentou.

Arrastões no Jacintinho e assaltos a agências dos Correios

Questionado sobre denúncias de arrastões no bairro do Jacintinho, o secretário afirmou que eles nunca não existiram. Conforme Dário César, os comerciantes do local receberam denúncias de que criminosos estariam planejando um arrastão, que não foram confirmadas pela Polícia Militar.

“Não aconteceram arrastões, mas nós recebemos denúncias. A polícia foi até o local e não conseguiu constatar nada. Mas estamos desenvolvendo um trabalho de investigação e vamos realizar ações concretas para minimizar o medo da população”, informou Dário César à Rádio Gazetaweb.

Questionado sobre as medidas adotas pela Segurança Pública para combater o elevado número de assaltos a agência dos Correios no estado, o secretário Dário César afirmou apenas que a Paraíba superou Alagoas este ano. “O número de assaltos no estado da Paraíba superou em Alagoas. É algo comum na região Nordeste”.

Fonte: Gazetaweb

O Jornal disse...

26 Presos são transferidos para Módulo de Segurança Máxima

A transferência faz parte das ações adotadas pela Secretaria de Defesa Social para tentar conter a onda de ataques na capital.

por Gabriela Sales e Fernando Nunes

Reeducandos dos presídios Baldomero Cavalcante e Cyridião Durval estão sendo transferidos, neste momento, para o Módulo de Segurança Máxima do complexo penitenciário de Maceió. A transferência faz parte das ações adotadas pela Secretaria de Defesa Social para tentar conter a onda de ataques na capital.

De acordo com o superintendente da Administração Penitenciária, coronel Carlos Lunas, os 26 presos que serão transferidos têm ligações com os crimes ocorridos nas últimas semanas e com os incêndios nos ônibus urbanos.

Além dessa, outras ações também serão tomadas para conter os crimes comandados por reeducandos de diversos presídios em Alagoas. Alguns presos que já estão no Módulo de Segurança Máxima desde o mês passado serão transferidos para presídios federais para que fiquem distantes de qualquer ligação eventual que possam ter com outras pessoas.

Em entrevista à Radio Jornal, o secretário de Estado da Defesa Social, coronel Dário César Barros, afirmou que as ações comandadas por presos de dentro do sistema prisional não vão intimidar as forças policiais. “Nós já identificamos aqueles que estão agindo para atemorizar a população. Não iremos recuar as nossas ações. Sabemos qual é a motivação deles é que nós abrandemos as ações dentro do sistema prisional. Vamos apertar ainda mais o cerco”, disse.

A polícia também está trabalhando para identificar os autores materiais dos ataques aos ônibus que foram cometidos nos bairros do Jacintinho, Cambona e Cidade Universitária.

O Módulo de Segurança Máxima tem capacidade para 96 reeducandos. Inaugurado no dia 17 do mês passado, o módulo recebeu na primeira transferência 31 presos. O local funciona de maneira rígida, onde os presos têm menos privilégios. O banho de sol, por exemplo, só é permitido 3h por dia.

Relembre os atentados: 4 ônibus incendiados em menos de 20 dias

O primeiro atentado contra coletivos aconteceu em 28 de novembro, quando oito homens armados atearam fogo em um ônibus da empresa Tropical, que fazia a linha Cruzeiro do Sul/Mercado, no Tabuleiro do Pinto. Testemunhas disseram à polícia que os criminosos atribuíram o incêndio à Facção Criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC).

O segundo coletivo incendiado foi um microônibus da empresa Maçayó, que fazia a linha José da Silva Peixoto – Joaquim Leão. O atentado ocorreu no terminal do conjunto habitacional José da Silva Peixoto, no bairro do Jacintinho, na tarde do última quarta-feira (14). Três homens, não identificados, invadiram o coletivo ateando gasolina e incendiando o veículo. Ato que deixou a população do bairro aterrorizada.

Na noite de ontem (15), dois outros coletivos foram atacados por bandidos. Um ônibus da empresa Tropical, cuja linha era Rio Largo - Maceió, foi totalmente incendiado na entrada do Conjunto Eustáquio Gomes de Melo. O outro coletivo, da empresa São Francisco, que fazia a linha Rosane Collor – Centro, quase foi completamente queimado no bairro da Cambona, em frente à Vila Olímpica Albano Franco. No local os incendiários deixaram cartazes com as seguintes inscrições: “Contra a opressões das cadeias” e “Queremos melhorias nos sistemas carserários. 100% favelas”.

Fonte: O Jornal

O Jornal disse...

Senador Benedito de Lira condena os atos de violência em Maceió

Os atos criminosos estão sendo “importados” de outros estados do país para Alagoas, diz o senador

O senador Benedito de Lira (PP-AL) falou ao repórter Mailson Franklin, da Rádio Jornal, sobre os ataques incendiários aos coletivos urbanos da cidade. O senador esteve presente, na manhã de hoje (16), a celebração na Catedral Metropolitana de Maceió em memória da deputada Ceci Cunha, assassinada em dezembro de 1998.

Benedito de Lira comentou a ação dos criminosos, que em menos de 48 horas incendiaram dois coletivos em Maceió, assustando a população e deixando a sensação de insegurança e impotência das autoridades diante dos fatos.

“É preciso que se vá em busca das razões desse tipo de coisa, que nunca aconteceram aqui no estado de Alagoas”, disse o senador, que presenciou na noite de ontem (15) um dos ônibus em chamas no trajeto entre aeroporto Zumbi dos Palmares e sua casa. “Esse procedimento de violência não é típico de Alagoas” enfatizou.

O senado relatou que tomou conhecimento do relatório que aponta Alagoas como o estado mais violento do Brasil através de uma matéria do jornal Folha de São Paulo e que, logo que leu, pediu ao ministro da justiça para fazer uma reunião para discutir o assunto.

“É preciso que haja essa consciência do governo federal, que a segurança pública não pode ser mais responsabilidade apenas dos governos estaduais”, desabafou o senador, que acha que este tipo de incidente violente está acontecendo no Estado porque não há uma ação mais dura por parte das autoridades competentes.

Fonte: O Jornal

Tudo na Hora disse...

Governo promete a rodoviários combater atentados a ônibus

Uma comissão de rodoviários foi recebida, por volta das 17h30 desta sexta-feira (16), pelo secretário-chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado, para reivindicar medidas que coibam os atos de vandalismo contra ônibus coletivos. A categoria havia afirmado, nesta tarde, que iria deflagar greve geral na próxima segunda-feira (19), caso o governador Teotônio Vilela Filho ou o secretário Álvaro Machado não os atendessem.

Machado afirmou que a condição para recebê-los seria a desobstrução das ruas do Centro de Maceió, interditadas desde a manhã, em protesto pelos recentes atentados a ônibus na capital. Antes do encontro entre os sindicalistas e o representante do Executivo, os coletivos foram retirados dos locais onde estavam estacionados.

De acordo com o presidente Écio Marques, os motoristas e cobradores estão trabalhando sob o clima de pânico, depois que três coletivos foram incendiados nas últimas 48 horas. Dois deles foram queimados na noite desta quinta-feira (15), nos bairros Cambona e Eustáquio Gomes. Os autores dos atentados cobravam, por meio de recados escritos, o fim da repressão no sistema prisional.

“Nós não suportamos mais trabalhar com este clima de insegurança, porque além dos assaltos convencionais, agora ainda temos que conviver com este clima de terrorismo. A gente sabe que chega, mas não sabe se volta para casa”, ressaltou o presidente do sindicato.

Álvaro Machado assegurou que está mantido “o compromisso do Governo do Estado dialogar com os movimentos sindicais e qualquer outro setor da sociedade. As reivindicações dos transportadores rodoviários serão atendidas dentro das possibilidades, sem que haja prejuízos para a sociedade”, frisou.

Ao fim do encontro ficou acordado o compromisso de que o sindicato deve entregar, na próxima semana, um documento contendo todas as reivindicações da categoria. O presidente da entidade, Écio Marques, se comprometeu em entregar o documentoe e afirmou esperar que “os atos de vandalismo sejam controlados pela Polícia Militar”.

Fonte: Tudo na Hora

Anônimo disse...

É isso que dá, Téo, colocar militares em comando de alguma cisa civil... Esses oficiais só sabem tratar com militares pois os mesmos já estão adestrados a coisas tipo: ARROGÂNCIA, TRUCULÊNCIA, HUMILHAÇÕES, NAZISMO, DITADURA, VERGONHA, SADOMASOQUISMO, BESTEIRAS E RIDICULARIDADES.

Jenésio, o Pecador disse...

Enquanto DC faz viagens para prestigiar eventos de profanadores da Palavra de Deus, LS nem na missa natalina compareceu. Esses são os nossos comandante. Deus, tende misericórdia de nós.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver