Plano "B"

Andei pensando sobre todos esses movimentos nas coirmãs... Muito parecido com a “Primavera Árabe”, que se alastrou pelo Mundo Árabe. Será que todos estes movimentos de policiais militares é uma tendência que irá se alastrar pelas PPMM coirmãs?
Outro dia conversei com uma conhecida que trabalha na Força Nacional (FN), em Brasília, e ela me confidenciou que desde o início de janeiro, o setor de Inteligência da FN (SENASP) vinha acompanhando o desenrolar do movimento da PMSE, assim como vem fazendo com outros movimentos. Ainda no que se refere ao vizinho Estado, existiam até planos de contingência para o caso da PMSE entrar em greve antes do Pré-Caju.
Ao que parece, a Inteligência da Força acompanha de perto todos esses movimentos de reivindicações das PPMM, e quando tem uma chance real de algo acontecer, eles já têm um “Plano B” para ser rapidamente colocado em prática, vide o exemplo da Bahia – onde em menos de 72 horas foram enviados (incialmente) mais de 150 policiais da Força Nacional para Salvador; mas esse número, até o fechamento desse texto, gira(va) em torno dos 500. Disso, é de se perquirir: se cerca de 10 mil policiais militares aderiram ao movimento, o que corresponde a uns 30% do efetivo da PM baiana, vocês acham que 500 militares da Força vão dar conta do recado? Além do mais, se com apenas parte do efetivo dos militares locais em greve já está o caos em Salvador, imagina se 50% aderissem.
Acontece que no caso de Alagoas, o setor de Inteligência da FN não acredita muito na capacidade de mobilização de nossas associações, então não existe sequer um “Plano B”. E isso nos mostra o seguinte: o descrédito da ACS, ASSMAL e ASSOMAL (e qualquer uma das outras associações) é tão grande que já não existe mais fronteiras.
Minha amiga não quis me dar maiores detalhes sobre essa avaliação das nossas associações e me pediu (na verdade implorou) para que não falasse sobre os “Planos Bs” por parte da Inteligência da FN. Eu não sei por que tanto medo; para que tanto cuidado com essa informação se nós nem mesmo conseguimos nos organizar a ponto de impormos respeito?
Passados quase três dias da reunião dos presidentes das associações, os mesmos não visitaram nenhum batalhão e nem se quer pensam em fretar ônibus para levar a tropa do interior para participar da assembleia da próxima quarta. Uma infelicidade, pois deixaremos passar mais essa oportunidade.
Um adendo, o governador sequer sinalizou com os 7% residuais, mas o seu secretário acenou (extraoficialmente) com os 6% do IPCA, sendo que ele poderia tentar com o Téo que fosse dado mais um ou 2% como ganho real... Uma piada de mau gosto.


22 comentários :

Anônimo disse...

Caros amigos, não sei se você perceberam, mas os Estados onde os governos mais tem dado atenção às greves dos PMs são justamente os que são governados pelo PT, ou do partido do vice-presidente, ou então onde haverão jogos da copa do mundo. Seja como for, eu penso que se todas as PMs do Brasil aproveitassem o momento, poderíamos até dobrar os nossos salários, podendo até pressionar para que a PEC 300 fosse aprovada logo.

Ass: Um sd PM 2010 que ainda não tem nem um ano de formado, mas já está sendo perseguido

Anônimo disse...

alguns coroneis esquecem do passado por muito perseguir um praça um demônio por nome de adauto foi para o quinto do inferno perseguir o coisa ruim "memória curta em perseguidor".

Anônimo disse...

Companheiros esses caras (ACS, ASSMAL E ASSOMAL, etc.)eles não estão nem aí. Eles estão administrando furtunas sem nenhuma intervenção. Eles querem saber de quem está passando fome. Que se explodam. Companheiros da ASSMAL não deixem esse SGT THEOBALDO permanecer mais três anos na presidencia. Esse cidadão tem passagem na políca como ladrão de carro, inclusive foi expulso da PMAL por conta disso. O seu SIMAS deixou um rombo na ACS fruto de uma decada que ele passou por lá. Ele está tão acostumado em roubar que já é Presidente da ASPRA em Alagoas. O MAJ FRAGOSO é outro. Esse cidadão tem mais é que ir para reserva. Essa figura passou na frente de muita gente no CHOA. Se brincar ele muda o ESTATUTO da ASSOMAL para se perpetuar. Vamos mudar. Vamos mudar. Vamos Mudar. Ministério Público faça seu papel. Fiscalize essas entidades. Tem muito ladrão. Tem muito ladrão. Tem muito ladrão.

Anônimo disse...

MAIS UMA VEZ DIGO: É PRECISO SER ESTRATEGISTA, SER MAIS INTELIGENTES QUE A CÚPULA DA SEGURANÇA(CÁ ENTRE NÓS :ELES NÃO SÃO TÃO INTELIGENTES ASSIM, MAS TEM O APOIO DO GOVERNADOR) O GOVERNADOR LEVARÁ COMO MARCA TAMBÉM DO GESTOR QUE MAIS FOI CONIVENTE COM A VIOLÊNCIA, DITADURA E O CAOS EM ALAGOAS. O HOMEM QUE CARREGA O SOBRENOME DE UMA PESSOA QUE SEMPRE LUTOU PELA DEMOCRACIA(COITADO DESSE PAI, DEVE ESTÁ MORRENDO DE VERGONHA DO FILHO QUE CRIOU)
E OS POLICIAIS MILITARES DEVEM CRIAR CORAGEM E ENFRENTAR ESSES ONCOMPETENTES E DITADORES... O MOMENTO É AGORA! CASO CONTRÁRIO NUNCA TERÃO A DIGNIDADE DEVOLVIDA. SE TODOS PARAREM NÃO HAVERÁ COMO SUPRIR TODA CARÊNCIA DE POLÍCIAIS...ACORDEM PELO AMOR DE DEUS!!!

Anônimo disse...

O mundo sem polícia
Aurílio Nascimento

Vamos nos ater ao Rio de Janeiro, em um mundo sem policia. Nas primeiras horas, não haveria muita diferença. As pessoas, aos poucos, iriam procurar a certeza de que realmente não mais existia a polícia. Os ricos demonstrariam um pouco de preocupação, ainda sem querer acreditar.
Uma semana sem polícia. Nesta primeira semana, a maioria das pessoas daria início a pequenas transgressões. Os sinais de trânsito não mais seriam respeitados. Os mais afoitos começam a entrar em lojas, restaurantes e supermercados, e de lá sairiam sem pagar. Não agiriam como ladrões, nervosos e correndo. Agiriam com calma e cinismo.
Um mês sem polícia. A Justiça faria uma reunião de emergência. O ponto principal a se discutir seria como viabilizar as decisões dos juízes, sejam prisões, reintegração de posse, ou qualquer cumprimento obrigatório de uma ordem judicial. Não chegaria a nenhuma conclusão, pelo simples fato de que não há mais a polícia para fazer cumprir a lei. Surge um mercado negro efervescente de venda de armas. Todos querem ter uma.
Seis meses sem polícia. Os homicídios multiplicam-se por dez. Os corpos permanecem nas ruas. Não há mais os bombeiros e nem peritos, e nem policiais para investigar. Almas ainda caridosas recolhem os corpos. Os políticos, antes detentores de um imenso poder, são caçados como galinhas gordas, e executados friamente. Alguns oferecem seus bens em troca da vida. Os presídios foram abertos, já que não mais existem guardas, e uma imensa horda de criminosos passa a vagar pelas ruas. As agências bancárias não mais funcionam, face ao grande número de roubos.
Um ano sem polícia. A cidade se torna um caos. Grupos armados passam a dominar ruas e bairros. O dinheiro deixa de circular pela inexistência dos bancos. Os ricos constroem apressadamente bunkers. Não há para onde fugir, pois em todo o mundo não há mais polícia.
Dois anos sem polícia. O comércio como no passado não mais existe. Volta-se ao escambo. A regularidade é o roubo, a extorsão e o homicídio.
Dez anos sem a polícia. A sociedade encontra-se totalmente esfacelada. Todos os sistemas de produção foram dizimados. A população foi reduzida em mais de quarenta por cento, e continua diminuindo face a imensa matança. Mata-se por qualquer motivo, desde uma antiga desavença até mesmo porque não se gostou da forma como o outro nos olhou. Os grupos que se formam tornam-se mais poderosos pela força, expandem seus domínios, e passam a sequestrar e escravizar pessoas, principalmente mulheres. Os homens são obrigados a trabalhos forçados.
Vinte anos sem a polícia. Os limites geográficos antes conhecidos como cidades e bairros não mais existem. Foram reordenados pelos grupos que impuseram seus domínios, e receberam nova denominação. Água, comida e agasalho serão acessíveis apenas aos que possam conseguir pela violência. Os mais fracos mendigam. As mansões e os prédios de luxo foram tomados dos mais ricos. Bandos de vândalos e saqueadores perambulam pela noite, matando, roubando e destruindo. O consumo de drogas é afinal totalmente liberado. A cultura e a produção literária deixaram de existir em dez anos no mundo sem polícia. Os mais novos não aprenderam nem a ler. Aliada aos homicídios generalizados, as doenças matam ainda mais. Não se produz nenhum tipo de remédio, exceto os caseiros. A sociedade como a conhecíamos, com uma policia tentando manter a lei e a ordem, acabou. Prevalece a barbárie, a lei do mais forte. A existência do homem aproxima-se do fim.
No túmulo, a cantora Rita Lee, que dezenas de anos antes chamou os policiais de cachorros e filhos de prostituta, chora ao saber da desgraça, e pede desculpas. Mas agora é tarde. No mundo sem polícia, a sociedade acabou.

Sargento Gilberto disse...

É triste, bem como revolta ver o quanto as nossas associações poderiam se engajar nas mobilizações, mas preferem o comodismo e a conivência com o governo e as opressões do comando. Agora procure ver as diligências que o Teobaldo, no caso da minha associação, tem feito para se reeleger. Contatos pra lá, contatos pra cá, reuniões, articulações, emprenho e tudo mais que se possa imaginar em busca desse objetivo que é a sua reeleição; algo que não se vê, nem mesmo pela metade, nas mobilizações inerentes à dignidade salarial – sé é que podemos dizer que existe algum emprenho por parte desta e das demais associações.

Tudo Na Hora (parte 01) disse...

Exército envia 100 homens de AL para conter tumultos em Salvador

Um contingente de 100 homens do 59º Batalhão de Infantaria Motorizado (BIMtz) se desloca, na noite desta sexta-feira (3) para Salvador, na Bahia, a fim de se integrar às tropas federais e da Força Nacional de Segurança para garantir a segurança da capital baiana. A greve das polícias Militar e Civil deixou a cidade sem segurança e têm ocorrido arrastões, saques, assaltos e até mortes acima da média.

Segundo o comandante da unidade do Exército em Alagoas, coronel Frederico Pinto Sampaio, o deslocamento da companhia de 100 homens do 59º BIMtz foi determinado pelo Comando Militar do Nordeste, e o contingente de Alagoas atuará sob o comando da 6ª Região Militar, sediada em Salvador.

A trope de Alagoas viajará em ônibus e viaturas próprios. Sobre a gravidade da situação em Salvador, principalmente às vésperas de um dos carnavais mais movimentados do país, o coronel Pinto Sampaio diz que o Exército está preparado para cumprir sua missão de garantir a lei e a ordem. “Para o Exército não existe hora boa ou ruim. Vamos cumprir a missão”, disse o comandante.

A guarnição total do 59º BIMtz é composta por cerca de 700 homens, dos quais 100 estão sendo deslocados para Salvador. A previsão é de que o contingente chegue ao destino no amanhecer deste sábado (4).

Situação em Salvador se agravou hoje

Com a greve da Polícia Militar, Salvador viveu um dia de forte alta do número de assassinatos e de ataques ao comércio, nesta sexta-feira. Shows foram cancelados e lojas fecharam após onda de violência.

Shows do Olodum e de outras bandas de axé music foram cancelados até o fim de semana. A apresentação da cantora Ivete Sangalo, marcada para hoje, na Praia do Forte, também foi adiada.

Ontem à noite, o músico do Olodum Denilton Souza Cerqueira, 34, voltava para casa em sua moto quando foi baleado por dois assaltantes no bairro da Mata Escura, onde vivia. O músico foi levado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Da meia-noite até as 18h de hoje, foram registrados 20 homicídios na região metropolitana, segundo a Secretaria de Segurança Pública. No mesmo dia da semana passada, houve 13 assassinatos ao longo de 24 horas.

No Pelourinho, o policiamento passou a ser feito por homens do Exército, com metralhadoras e fuzis. Nem a ostentação das armas de guerra nem a presença dos militares amenizaram o clima de insegurança no local.
A joalheria H.Stern fechou as portas ao meio-dia. Outras lojas do centro histórico também reduziram o horário de funcionamento desde quinta-feira, por temerem que os saques se alastrem para a região turística.

Em outro ponto de grande fluxo turístico, o farol da Barra, a presença de visitantes foi 70% menor ontem, segundo estimativa de comerciantes da região. No local, havia apenas um carro da PM durante a tarde.

Ao menos cinco lojas tiveram os estoques saqueados no bairro da Liberdade, de acordo com relatos de comerciantes e moradores a rádios e televisão. A Polícia Civil diz que os donos das lojas ainda não haviam registrado as ocorrências até as 12h de hoje.

Tudo Na Hora (parte 02) disse...

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, general José Carlos De Nardi, e a secretária Nacional da Segurança Pública, Regina Miki, desembarcam na manhã de sábado (4) em Salvador para acompanhar as operações das Forças Armadas no Estado.

Tropas do Exército começaram a fazer o patrulhamento nas ruas de Salvador no início da tarde desta sexta-feira. Também já estão em Salvador 150 homens da Força Nacional e outros 500 deverão chegar até o fim do dia de amanhã. O Exército também deverá encaminhar, ao todo, 2.000 homens até o próximo domingo (5).

O governo estadual recebeu uma pauta de reivindicações de seis associações de policiais, mas não aceita negociar com a Aspra (Associação dos Policiais e Bombeiros da Bahia), entidade que lidera a greve.

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia informou que a sede da Aspra foi lacrada por determinação da Justiça, após um pedido do Ministério Público.

Com isso, disse a secretaria, fica proibida a realização de assembleias e reuniões entre os integrantes da Aspra.

Fonte: Tudo Na Hora

Anônimo disse...

O triste é que esses cabras-de-peia da "Farça Nacional" também são PMs. É bom que esses safados comecem morrer.

SAMURAI disse...

Belo texto Aurilio, parabéns!

Voltando ao assunto das entidades de classe, está claro que não se pode esperar nada deles de forma voluntária, mas, eles foram eleitos, e tem a obrigação de tomar a dianteira do movimento, nem que seja de forma forçada,ou vão a luta junto com a gente ou pedimos a destituição deles com base no regimento interno.Perdemos uma boa oportunidade de elegermos alguém que tenha um mínimo de compromisso com a tropa nas eleições passadas, mas podemos reparar isso na próxima; eu lanço um nome aqui e agora mesmo sem a autorização dele, e que isso soe como convocação obrigatória para eleo: Luiz Alves. Quanto ao movimento, peço aos companheiros que não esmoreçam, que continuem acreditando que podemos e que faremos da briosa PMAL uma instituição séria e respeitadora dos direitos dos homens de bem que a compoem, peço que não mais postem comentários de desânimo, de descrédito que só servirão para enfraquecer o movimento, ao contrário, postem comentários exortando os companheiros que ainda não aderiram ao movimento,a se fazerem presentes nas próximas assembléias e engrossar o caldo para aumentarmos nossa força cada vez mais. Sei que o passado recente nos levam a pensar que agora não será diferente, e que mais uma vez o movimento dará em nada ou quase nada (7%),mas basta regredir um pouquinho mais no tempo que vamos encontrar exemplos de que com união e coragemse muda muita coisa; relembremos 2007 quando mais de 2000 homens silenciaram o Cmt Geral e o fiseram descer do palanque e obrigaram o governador conceder o mesmo percentual de reajuste que havia concedido aos coronéis; relembremos o heróico 17 de julho de 1997 quando em defesa de seus direitos e da moralidade na política de Alagoas, o povo, tendo a PMAL (diga-se praças)como escudeiros, tomaram a casa de Tavares Bastos e obrigaramos deputados a assinarem a renuncia do então governador Suruagy. Um pequeno e solitário grito por liberdade toma promorções do mais estrondoso trovão se nos unir-mos e juntos gritarmos que podemos até perder essa batalha, mas não vamos JAMAIS DESISTIR SEM LUTAR, E NÃO TOMBAREMOS SEM ANTES SENTIRMOS O GOSTO DO SANGUE DOS NOSSOS INIMIGOS!!!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

BOOOAAAA SAMURAI!!!

To contigo e não abro!

Sd Ex-petista (PMSE) disse...

27/07/2001 - 03h26
Salário mixo justifica greve da PM, diz Lula

LÉO GERCHMANN
da Agência Folha, em Santa Maria

O presidenciável petista Luiz Inácio Lula da Silva acusou ontem, em Santa Maria (RS), o governo da Bahia de ter provocado a violência, saques e arrastões durante a greve da Polícia Militar para enfraquecer o movimento. E defendeu o direito de policiais fazerem paralisações.

"Acho que, no caso da Bahia, o próprio governo articulou os chamados arrastões para criar pânico na sociedade. O que o governo tentou vender? A impressão que passava era a de que, se não houvesse policial na rua, todo baiano era bandido. Não é verdade. Os arrastões na Bahia me lembraram os que ocorreram no Rio em 92, quando a Benedita [da Silva, petista e atual vice-governadora do Rio] foi para o segundo turno [nas eleições para a prefeitura]. Você percebeu que, na época, terminaram as eleições e, com isso, acabaram os arrastões?"

"A PM pode fazer greve. Minha tese é que todas as categorias de trabalhadores que são consideradas atividades essenciais só podem ser proibidas de fazer greve se tiverem também salário essencial. Se considero a atividade essencial, mas pago salário mixo, esse cidadão tem direito a fazer greve. Na Suécia, até o Exército pode fazer greve fora da época de guerra", disse.

As declarações foram feitas durante a Caravana da Agricultura Familiar, que Lula realiza no Sul. Durante todo o dia, Lula falou sobre a prioridade que dará, caso seja eleito presidente, para a agricultura familiar. Usou, como exemplo do quanto isso poderia ser positivo para o país, o casal de agricultores com quem tomou café da manhã, Moacir Aozani, 53, e Inês Aozani, 47.

Eles vivem com renda de R$ 260 vendendo seus produtos para uma feira no centro de Santa Maria, cidade administrada pelo PT. Trocaram o cultivo do fumo pelo de vegetais.

FMI
O petista criticou o acordo que está sendo discutido pelo governo federal com o FMI e o acusou de estar ""engessando" a administração do futuro presidente.

"Acho que o governo está fazendo de tudo para engessar o novo governo. Todo o discurso, o desmonte do Estado, é feito porque, na cabeça doentia da equipe econômica e na subordinação ao capital externo, querem que qualquer governo continue desenvolvendo suas políticas. Só temos interesse em ganhar as eleições para não fazermos as políticas que eles estão fazendo", afirmou Lula.

O governador do Rio Grande do Sul, Olívio Dutra (PT), foi à tarde ao encontro da caravana.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u22803.shtml

Anônimo disse...

SE HOUVER PARALISAÇÃO TÕ DENTRO MAS SE NÃO HOUVER, JA ESTOU EM GREVE BRANCA A ALGUM TEMPO. sÓ CHEGO NAS OCORRÊNCIAS TARDE, INFELIZMENTE QUEM SOFRE É A SOCIEDADE.

SAMURAI disse...

Não concordo com esse tipo de pensamento, se esconder, se amoitar ou coisas do tipo não contribuem em nada para o movimento,precisamos ter a sociedade do nosso lado e não vai ser chegando na ocorrencia depois de uma hora que vamos conseguir isso. Se eu for pra rua, vou pra trabalhar de verdade, agora se tiver que parar geral eu paro tbm, vamos fazer um movimento com coragem,não adianta fazer uma grevizinha de brincadeira.

SAMURAI disse...

No inicio da noite, no Jornal Nacional, uma reportagem mostrava a preocupação da Sociedade Civil Organizada com os animais que participavam de um rodeio. E aí eu me pergunto (não que eu seja a favor de maltratar animais)pq ninguem se preocupa com os PMs que todo dia arriscam a vida em viaturas velhas e sem a mínima condição de segurança que exige o CTB, com coletes balísticos com prazo de validade vencido? Pq a polícia militar é tão mal vista e tão maltratada por todos? Será resquícios da Ditadura Militar? D.Dilma, não fui eu que lhe persegui, que lhe torturei, não foi também minha esposa nem minhas filhas que tanto dependem do meu trabalho para se alimentarem, se vestirem, frequentarem a escola. Juro D.Presidenta, que eu e minha família não carregamos essa culpa, tudo o que eu lhe peço é que a senhora me deixe sustentar minha família com dignidade!!!!!

SAMURAI disse...

No inicio da noite, no Jornal Nacional, uma reportagem mostrava a preocupação da Sociedade Civil Organizada com os animais que participavam de um rodeio. E aí eu me pergunto (não que eu seja a favor de maltratar animais)pq ninguem se preocupa com os PMs que todo dia arriscam a vida em viaturas velhas e sem a mínima condição de segurança que exige o CTB, com coletes balísticos com prazo de validade vencido? Pq a polícia militar é tão mal vista e tão maltratada por todos? Será resquícios da Ditadura Militar? D.Dilma, não fui eu que lhe persegui, que lhe torturei, não foi também minha esposa nem minhas filhas que tanto dependem do meu trabalho para se alimentarem, se vestirem, frequentarem a escola. Juro D.Presidenta, que eu e minha família não carregamos essa culpa, tudo o que eu lhe peço é que a senhora me deixe sustentar minha família com dignidade!!!!!

Anônimo disse...

Devemos parar de reclamar feito velhos resmungões e tirar-mos nosssos traseiros dos sofás e nos unirmos pra enfrentar o governo. É ridículo a nossa falta de coragem e credibilidade, o secretário, o governador até um noieiro não acreditam na possibilidade de parar-mos. Vamos mostrar que unidos somos fortes e iremos conquistar nossos objetivos. UNIÃO, GUERREIROS DA POLICIA MILITAR DE ALAGOAS!!!!!!!!!!!

Tô ligado na censura disse...

O quê???? Tá doido????
Luiz Alves eleito como defensor da classe????
Só pode ser piada...
Já imaginava que a prisão dele tinha cunho político, mas, não tão depressa.
Ele fudeu nossa associação quando recebeu pra enfrentar o Velames, ele dividiria os votos do Velames e ficaria fácil pra o Soares. Só não viu quem é cego.
Prefiro não eleger nenhum policial, principalmente esses com raizes fincadas na politica de Alagoas. Fala sério, todo mundo se dispõe a enfrentar a cúpula, desde que tenham segundas intenções. Ô Samurai, deixa de ser puxa saco desse outro ladrão que gosta de explorar os policiais onde a empresa fantasma dele tem um bico de segurança, onde ele recebe cerca de 100 reais por segurança e passa 50, 60 pra o policial. Adivinha o que ele vai fazer se for eleito tanto nan ACS ou na ALE????
Encher os bolsos como todos os outros. Escolham outro nome e eu apoio.

Anônimo disse...

COMPANHEIRO O UNICO JEITO É A DESFILIAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES, ACHO QUE ESSES CARAS SÃO COMPRADOS É O QUE VEJO,ELES NÃO FAZEM NADA E AINDA FICAM SOMBANDO DE NOSSA CARA, VAMOS DESFILIAR DE TODAS AS ASSOCIAÇÕES JÁ.

Anônimo disse...

MILITARISMO= ditadura do medo

Essa insatisfação é nacional, já é hora de repensarmos esse militarismo arcaico, injusto e ridículo, não existe mais espaço para essa ditadura disfarçada de segurança pública, já que muito antes de sermos militares somos servidores públicos. Medo e humilhação é o sobrenome do militarismo.

Anônimo disse...

Pense uma greve dessa, igual ao da Bahia, na semana da copa 2014? Quero ver se não aprovariam a PEC 300... Dinheiro tem, senão não teria diariamente tantos escanda-los de corrupção, desvios e roubos.

Anônimo disse...

ESTÁ SAINDO ONIBUS DE ARAPIRACA 12:00 DA FRENTE DO BATALHÃO PARA TODAS AS ASSEMBLÉIAS, PORÉM A REPRESSÃO NO 3º BPM É TÃO GRANDE QUE A ADESÃO DA TROPA BEIRA ZERO. ALIADO A ISSO O MEDO E A SERVIDÃO PRECISAM TERMINAR, O PESSOAL PRECISA DEIXAR DE TRABALHAR HORAS EXTRAS DE GRAÇA, OCORDEM! A DITADURA DE 64 ACABOU.PEGANDO UM GANCHO, PORQUE NÃO SE PROMOVE PRAÇAS MESMO EXISTINDO VAGA? O DESRESPEITO PELOS DIREITOS MAIS ELEMENTARES COMO HORAS EXTRA, ADICIONAL NOTURNO,PERICULOSIDADE, INSALUBRIDADE, PAGAMENTO DE DATA-BASE VEM SENDO IGNORADO!UMA VIRAÇÃO NÃO COBRE TUDO ISSO!! PORQUE FICAR PARADO???

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver