Polícia Desmotivada...

...Estado Abandonado, População Entregue aos Bandidos.
A Segurança Pública de Alagoas é uma vergonha mundial, batemos recordes atrás de recordes de Estado mais violento do País e do Mundo, ano após ano os números aumentam e só não enxerga a razão disto quem não quer ver, policiais desmotivados.
Com uma escala excessiva, policiais fazendo extras que não são remunerados, ultrapassando em 50% a carga horária legal (de 160h legais pela Secretaria de Gestão Pública, fazemos 240h na escala 24h x 48h) o resultado é uma polícia desmotivada, que quando saí para uma alteração (chamado 190) leva mais de uma hora para chegar ao local que fica a apenas minutos de deslocamento. Os bandidos sabem disso, a população sabe disso, todos sabem disso, é a famosa OPERAÇÃO TARTARUGA que foi implantada a mais de um ano por todos os praças e o Governo e o Comando Geral fingem que NÃO EXISTE, mais os números e estatísticas comprovam, ano a ano.
Não se tem mais estímulo, levantamos para o serviço já desmotivados, não queremos arriscar nossas vidas pela miséria que ganhamos, temos filhos e esposas nos esperando em casa, não temos reconhecimento dos nossos comandantes nem de nosso governador, então para que nos arriscar? Todo animal, racional ou irracional tem que ter um incentivo para realizar bem sua tarefa. Um cachorro quando está sendo adestrado ganha petiscos para realizar a tarefa, um animal no circo também, até nosso cachorro de casa nos faz festa e abana o rabo para ganhar alguma coisa e nós, que arriscamos nossas vidas diariamente, ficamos a mercê de nossos comandantes, sofrendo perseguições, punições, ganhamos o que para defender a sociedade? Um salário miserável? Responder Processos por falta de apoio? Ter problemas psicológicos e psiquiátricos? Sofremos tudo isto nesta Polícia que outrora já foi motivo de orgulho nacional e hoje está entregue aos mandos e desmandos de um comando inescrupuloso, autoritário, que exorbita em suas ordens ilegais, que tem por único fim arrancar de nós a vontade de desenvolver um trabalho digno para o qual um dia acreditamos que além de ser um emprego, era nossa vocação.
Hoje vejo centenas de amigos policiais esperando o tempo passar, desmotivados, vendo o crime acontecer ao seu lado e dando as costas, saindo de fininho, ou quando recebe um chamado pelo rádio, vai a passo de tartaruga e quando está se aproximando do local do crime, liga a sirene e o rotativo, esperando que o bandido perceba de longe e vá logo embora. As prisões hoje, na grande maioria são de infratores que estão bêbados ou muito drogados, que não conseguem nem sair do local do crime, e ficam até nos aguardando para serem presos e até muito reclamam: “Poxa, vocês demoraram muito”. Só é preso hoje em Alagoas, quem quer ser preso. Esta é a realidade de uma polícia mal paga, desmotivada e mal tratada pelo Comando.
Nos Estados vizinhos, a exemplo Pernambuco, a polícia é motivada por melhores salários, por gratificações e por premiações. Um praça de Pernambuco recebe R$ 1.700,00 de salário, fora as gratificações que somadas com o salário, chega ao todo, quase R$ 3.500,00 (risco de vida, serviço extra, POGV, Etapa de Rancho – vale alimentação, etc.) fora o cumprimento de metas para baixar criminalidade na área (que é remunerado) e também remuneração e folga por armas apreendidas. Além disso, tem aumento sempre acima da inflação, como o recente aumento que teve, agora em novembro, onde a inflação do ano foi estimada em 7,2% e o aumento PARA TODO FUNCIONALISMO PÚBLICO (Isonomia) foi de 10% (dez por cento). As folgas são respeitadas, a escala é de 24h por 72h, os extras remunerados, os equipamentos são novos, as viaturas são novas, armamentos e coletes novos, ou seja, o policial trabalha com dedicação, com motivação e desta forma o resultado aparece, inclusive aparece em nível nacional.
Infelizmente vejo a sociedade alagoana sucumbir com um Comando corrupto e incompetente, aliado a um Secretário de Defesa Social desprovido de inteligência e um Governo Estadual fraco e sem moral, e sem nenhuma vergonha, levando o Estado de Alagoas ao caos social atual em que os bandidos estão aterrorizando a população e matando diariamente, certos da impunidade e do absenteísmo do Governo.
Fonte: recebido por e-mail.

19 comentários :

Jenésio, o Pecador disse...

O Povo de Deus fica indignado com estas coisas, ainda mais quando tudo é verdade.

Anônimo disse...

QUERIDOS COMPANHEIROS SIMPLES DE RESOLVER ESTE PROBLEMA,VAMOS BRINCAR DE POLICIA,MACETE NELES AO SAIR A NOITE VAMOS ENCOSTAR A VTR EM LUGAR SEGURO E VAMOS COCHILAR,AGORA MUITOS VÃO DAR ATÉ A VIDA PARA APREENDER ARMAS E DROGAS POR CAUSA DE MISÉROS 300.00 REAIS,MEU AMIGO SE VOCÊ ACHA QUE A PMAL,MERECE TANTA CONSIDERAÇÃO E RESPEITO DE SUA PARTE PARABÉNS PRA VOCÊ.

Anônimo disse...

INFELIZMENTE CADA UM TÊM O GOVERNO QUE MERECE,E TEVE MUITO MILITAR QUE VOTOU NO CARA DE BURACO A SALVO OS QUE NÃO VOTARAM AGORA É TARDE PARA RECLAMAR INFELIZMENTE.

Anônimo disse...

meu caro, quer se motivado pelo comandante geral, secretário dário, abane seu rabo para ele, faça como seu cachorro também, péssima colocação essa sua... sem juizo... sabemos que nossa briosa estão desmotivados, um bom é sentir na pele, quando na demora de atender uma ocorrência, seja alguém de sua família seu energumeno, temos que atender a sociedade bem, e rápido, e o que temos de fazer, são mobilizações e intervenções nessas associações feitas de pessoas como você, pequenas e mau, que quer fazer toda uma sociedade sofrer, por conta de mal gerenciamento, de um comandante calhorda, de um cmt do cpc imbecil, e um secretário envolvido em desvios de dinheiro, que ele não é santo, enfim, temos que nos reunir e cobrar das autoridades melhorias, ou então, pararemos de vez, não saindo para as ruas, com veículos inadequados, pneus caRECAS, TANQUE VAZIO, CNH, VENCIDA, FARÓIS E LANTERNAS QUEIMADAS, ISSO TUDO VEMOS DIUTURNAMENTE, POR CONTA DE MILITARES, QUE NA MAIORIA DELES SÓ PENSAM EM IR AS RUAS COM VEÍCULOS NESTAS SITUAÇÕES, POR CONTA DE UMA FURADINHA (EXTORSÃO)... SARGENTÃO

Anônimo disse...

O seguinte é estudar e sair dessa merda! Código de ética???? Sei não viu!!!

Anônimo disse...

Não entnedi o comentário do anônimo que na ultima linha fala de furada e depois se refere a SARGENTÃO, pois em nenhuma parte do excelente texto publicado pela BEF não se refere a nada desse texto desconexo, preconceituoso e deprovido de cultura e inteligência. Pelo que o praça diz no texto dá a atender que ele levou uma boa de uma "gaia" de um sargentão" e ficou complexado. Sou soldado 2002 e vejo de soldado a coronel furar nessa polícia, até os 2010 aprenderam a furar muito rápido, portanto seja voce quem for, não se refira a uma categoria, pois TODOS SOMOS POLICIAIS MILITARES E LUTAMOS PELA MESMA CAUSA. Seja homem e seja profissional, cabra da peste, para não tombar por ai sem apoio e sem ninguem ter visto nada.

JESB disse...

O OBJETIVO DO LUCIANO "CORAÇÃO DE LEÃO" É CADA VEZ MAIS APERTAR SEUS SERVOS EM BENEFÍCIO DA CORÔA (PALÁCIO). SEUS SÚDITOS TÊM COMER EM SUA MÃO, SENÃO VAI PARA A MASMORRA. PREJUDICAR A SOCIEDADE SERIA PREJUDICAR A SI MESMO. SABEMOS QUE TUDO HOJE NA PM É ATRAVÉS DA JUSTIÇA, ENTÃO, QUE BUSQUEMOS NOSSOS INTERESSES NA JUSTIÇA. LEMBREMOS O VELHO DITADO: UMA ANDORINHA SÓ NÃO FAZ VERÃO; SEJAMOS COMO O BEIJA-FLOR, CADA UM FAZENDO A SUA PARTE E INCENTIVANDO PARA QUE OUTROS TAMBÉM AJAM. DEUS NÃO ESTÁ ALHEIO AOS NOSSOS PROBLEMAS. MUITA ORAÇÃO E AÇÃO.

Anônimo disse...

PM Problema...
Gazetaweb, com assessoria

Assembleia deve barrar projeto que define Código de Ética da PM

Deputados já se posicionam contrariamente à proposta encaminhada pelo Governo de AL; 'Retirar arma do policial de folga é um absurdo', diz deputado

Um projeto de lei encaminhado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa de Alagoas já causa polêmica antes mesmo de ser levado à votação em plenário. Isso porque a mensagem versa sobre a definição do Código de Ética da Polícia Militar, motivo de preocupação para as associações, que já consideram o documento um retrocesso, pois, da forma com a qual fora concebido, comprometeria aspectos concernentes à conduta do servidor público e ao regime da corporação.

O texto prevê que o militar ficará impedido de prestar informações aos meios de comunicação, realizar bicos (trabalho extra), participar de protestos e até de atos religiosos. A proposta teria como objetivo 'melhor delimitar' a atuação dos militares, o que levou lideranças da classe à porta da Assembleia Legislativa, na tarde dessa terça-feira, na tentativa de sensibilizar os parlamentares a modificarem a matéria, devolvendo-a ao Palácio.

A intenção das associações é promover um amplo debate sobre o tema. "Os policiais e bombeiros militares precisam conhecer o projeto a fundo. Nós devemos ser tratados como profissionais da segurança pública e não como bandidos”, desabafou o presidente da Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (Assomal), major PM Wellington Fragoso, ressaltando a necessidade de se combater 'exageros contidos no Código de Ética'.

Para o presidente da Associação dos Subtententes e Sargentos Militares de Alagoas (Assmal), sargento PM Teobaldo de Almeida, a proposta 'fere a democracia'. “O índice de violência é gigantesco, mas é inadmissível que o militar perca seus direitos por erros administrativos. É necessário que tenhamos um Código de Ética justo e digno”, reforçou.

E entre os parlamentares que já se posicionaram contrariamente à matéria é o deputado Judson Cabral (PT). Para ele, o projeto 'está na contramão da modernidade'. “Defendo que ele seja retirado do plenário ou deixe de tramitar, para que possamos fazer emendas com o objetivo de ajustá-lo às necessidades dos militares”, comentou Cabral.

Já o deputado Dudu Hollanda (PSD) vai além, afirmando que 'retirar arma do policial de folga é um absurdo'.

"O policial militar trabalha incansavelmente no combate ao crime, enfrentando, muitas vezes, escalas excessivas. Além disso, estão sujeitos a tudo, arriscando a própria vida. Por isso, defendo que o militar deve ter o direito de portar arma de fogo também quando não está de serviço, minimizando tamanho risco”, analisou o deputado, sobre um dos pontos do Código que, para as associações militares, devem ser suprimidos.

O referido projeto deve ser alvo de novos questionamentos na sessão plenária desta quarta-feira (28), de modo a pressionar a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) a emitir parecer contrário à matéria.

Anônimo disse...

estou de serviço hoje a noite,só saio as pressas se os demais companheiros precisarem de apoio,ou algum parente meu ou dos companheiros precisarem fora isso,vai ser mais um dia em que eu e minha guarnição fingiremos que trabalhamos.kkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

Bem quem não trabalhar não ganha bonificação de arma de fogo

Anônimo disse...

então a solução é votarmos em politicos serios, que é dificil com esse monte de ladrões que tem por aí, ou então votarmos nulo pois assim teriamos eleições mais serias com politicos serios, é o que um cel. de PE falou agora recentemente, com esses coroneis fracos e esses politicos corruptos, alagoas vai demorar muito a mudar, tem que tirar esse monte de sem moral a começar por esse cara de buraco e todos que o rodeiam

cabo veio cheio de varizes disse...

meu povode alagoas,querem saber da verdade, eu ja fiquei horas e horas em pe para dar segurança ao povo,nunca ganhei pirocas nenhuma,hoje com esse talcmt luciano e dario cesar,e so no macete nego veio,eu so ganhei foi varizes ate no rabo ganhei varizes de tanto trabalhar,hj e so macete ate os recrutas ja aprenderam a operaçao tartaruga.nao vi,nao sei,so tem policia quem pode meu veio.o povo tem o governo que merece,votaram nocara de buraco,agora tem q aturar dario caba de peia e luciano pouca vergonha.

Anônimo disse...

é por aí! só acelero(acelerava) quando a ocorrencia é com algum companheiro, ou para dar apoio, ou para parentes e amigos! esse lulú gosta é de dar aperto e o c#. ele mora na esquina do posto sete, em frete ao hotel jatiúca, na folga andemos por lá!
vamos fazer alguma coisa, vtr sem condições, seviço com restrições!
ande no seu carro sem farol, sem estepe, sem buzina..., pela via expressa, vc vao ver o que acontece!
e por favor, não aguenta mais tantos abusos, denuncie, MP e auditoria militar, SEMPRE estão de portas abertas para nos receber, apenas denuncie, e peça sigilo, vai da certo, uma hora vai!
faça a sua parte, eu faço a minha!

Anônimo disse...

Jacó é morto próximo de batalhão da PM

Um jovem, apenas identificado pelo nome de Jacó, foi assassinado na manhã desta quarta-feira (28) na orla lagunar de Maceió.

A vítima, morta a tiros de pistola 380 e golpes de faca, foi executada no Conjunto Virgem dos Pobres II, em frente a “Favela da Torre”, região Sul da Capital.

O que chamou a atenção foi a ousadia dos criminosos que praticaram o assassinato a poucos metros da sede do 1° Batalhão da Polícia Militar (BPM), próximo também onde a vítima residia junto com a família.

No local as pessoas disseram que não viram nada, o que para a Polícia é a ordem dos traficantes de drogas que agem na região, que em casos de crimes de mortes, não aceitam que as testemunhas falem o que viram.

Uma informação não confirmada pelos policiais é que o jovem tinha envolvimento com a pratica de estupros e consumo de drogas na área.

Anônimo disse...

PM ganha reforço no policiamento ostensivo a partir da próxima semana

A Polícia Militar começa a ganhar um reforço no efetivo a partir da próxima segunda-feira (02), quando a primeira turma de militares da reserva retorna ao trabalho. Com o projeto da Defesa Social, policiais que estavam nos gabinetes serão deslocados para o serviço externo, aumentando o contingente que atua no combate diário ao crime.

A troca dos policiais que estão no serviço administrativo e na guarda patrimonial pelo pessoal da reserva será feita de forma gradativa, já que os aposentados precisam passar por um curso de readaptação. Na próxima segunda-feira, a primeira turma de 28 policiais iniciam as atividades militares.

"Estou muito feliz em ter a oportunidade de voltar a trabalhar numa função que desempenhei por tantos anos", ressaltou o PM reformado Aflaudázio Ferreira, que faz parte da primeira turma de voluntários selecionados para voltar à corporação.

Cada militar contratado para atuar no cargo de Agente Especial recebe um salário inicial no valor de R$ 700. Segundo a PM, quem for selecionado para o serviço administrativo cumprirá expediente em horário comercial, enquanto que o militar recrutado para a guarda patrimonial irá trabalhar por escala de plantão.
Para os interessados em voltar ao serviço militar, as inscrições continuam abertas. Segundo o diretor de pessoal da PM, tenente coronel Louvercy de Oliveira, no período entre 1º e 15 de abril, os voluntários podem apresentar os documentos no Quartel Geral. "No dia 20, será iniciado um novo curso e já no dia 30, eles passam a ocupar os postos de trabalho", afirmou.
A expectativa da PM é de que 750 policiais da reserva retornem ao trabalho. A intenção é substituir todos os militares que estão atuando em serviços administrativos e fazendo a guarda de prédios públicos.

"Essa foi a forma encontrada para aumentar o efetivo da corporação enquanto não realizamos o concurso público", disse o secretário de Defesa Social, Dário Cesar, confirmando para junho o início do processo de contratação de novos servidores para a Polícia Militar, Polícia Civil e Perícia Oficial.

Anônimo disse...

companheiro afraudizio ferreira e sgt pm r/r de santana do ipanema, eu tive o desprazer de trabalhar com ele, era medroso ate a alma, e o pior furao pidia mas do que um irmoler,certa feita ele me pediu 10,00,eu disse a ele que nao dava,ele botou a mao na minha calça da farda e me perguntou que e isso? eu lhe respondi e um colirio ele protamente me disse coloque um pouquinho no meu olho,pra os senhores ver o tipo de militar que vai voltar pra burocracia da briosa,vai cuidar da sua pretinha afraudizio,quem conhece ele sabe quem e a sua pretinha.

Anônimo disse...

Secretário Dário Cesar e os números de homicídios em AL
29mar/2012 – gazeta web
Na edição de ontem, quarta-feira, 28, a Gazeta publicou, na coluna Fatos e Notícias, um comentário a respeito de declarações do secretário de Defesa Social, Dário Cesar: ele disse que alguns estados não tratam com transparência os índices de homicídios – razão pela qual Alagoas figura como o lugar mais violento do país. O secretário enviou a este editor uma resposta, com seus esclarecimentos sobre o polêmico tema. Na edição desta quinta, a Gazeta publica, na mesma coluna, o texto de Dário Cesar. Para quem não acompanhou no papel, reproduzo abaixo (em azul) o comentário da Fatos e a reação do comandante da segurança pública. Vejam aí:
Quem manipula dados oficiais?
O secretário de Defesa Social, Dário Cesar Barros, fez ontem [terça, 27] um discurso controverso diante do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, no Palácio República dos Palmares, sede do governo de Alagoas.
Depois de pedir licença para dispensar o texto escrito, e pegar o perigoso atalho do improviso, fez afirmações duvidosas – que precisam de dados objetivos para serem consideradas verdadeiras.
Disse o coronel da PM: Alagoas é o Estado mais violento do País porque os demais governos “não têm transparência” nos dados sobre homicídios.
Dário Cesar disse que tem perdido o sono com a preocupação de reduzir os índices de violência que tanto atormentam os alagoanos.
Ele não informou quais os estados (e capitais) que estão maquiando os números sobre mortes violentas. Deveria, pois essa é uma acusação séria, feita por um secretário de governo que atinge governadores no país afora.
Caso não aponte quem anda manipulando dados oficiais no Brasil, o secretário alagoano ficará sob a suspeita de produzir ilações e inverdades. Certamente não foi essa sua intenção.
Secretário responde à coluna [na Gazeta desta quinta, 29]
“Caro Célio Gomes,
Fui informado sobre o relato na coluna Fatos e Notícias desta quarta-feira, 28, sobre as dúvidas que foram expostas em relação ao discurso proferido por mim durante solenidade acontecida na terça-feira, 27, no Palácio do Governo.
Agradeço a você a preocupação com a segurança pública do nosso Estado e comigo especialmente. Aproveito o ensejo para lhe manter informado e assim sanar as suas dúvidas.
Durante a minha fala citei a falta de transparência de alguns estados com relação aos números da Segurança Pública, não me referindo em nenhum momento a qualquer governador de estado, autoridade a quem não compete tais divulgações.
A afirmação foi feita com base na publicação do Ministério da Justiça nominada ‘Anuário Brasileiro de Segurança Pública’, em suas páginas 8 e 9; assim como também foi fundada na pesquisa do Ipea, publicada recentemente sobre ‘Mortes Violentas Não Esclarecidas e Impunidade no Rio de Janeiro’. Para facilitar a sua compreensão, envio os links e anexo para que você acesse e comprove tais informações.
Minha fala sobre essa questão foi corroborada logo após na exposição do senhor Ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, testemunhada por todos os presentes, inclusive a imprensa.
Disponibilizo também os números de telefones para que, assim, a qualquer dúvida que venha a surgir, você possa tirar entrando em contato assim que precisar.
Até uma próxima oportunidade,
Dário Cesar Barros Cavalcante, secretário de Estado da Defesa Social de Alagoas”

Anônimo disse...

Associações criticam projeto que reintegra militares da reserva
Discursos que não se afinam. Enquanto a cúpula da Secretaria de Defesa Social (Seds) comemora a reintegração de 32 militares da reserva – no projeto do Governo do Estado que visa incorporá-los em funções administrativas e de guarda patrimonial – representantes da Associação dos Subtenentes e Sargentos e da Associação dos Oficiais declararam que a estratégia do governo de aumentar o efetivo nas ruas “nasceu fracassado”.

A primeira turma de agentes especiais de militares da reserva, que conta com apenas 32 integrantes, recebeu treinamento e assumirá as funções em órgãos administrativos na próxima segunda-feira (2). Eles substituirão os militares que deixam a área burocrática para atuar no trabalho ostensivo, nas ruas da capital e de cidades do interior.

“A previsão do governo é que 800 militares da reserva sejam reintegrados, substituindo nos departamentos burocráticos os militares que deveriam estar nas ruas. Entretanto, das 300 primeiras vagas abertas apenas 32 foram preenchidas. Menos de 11% do quantitativo almejado. Algo que comprova que este projeto já nasceu fracassado em Alagoas”, diz o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos, Teobaldo Almeida.

O fracasso, ao contrário do alarde da cúpula da Seds, que comemora a chegada dos primeiros 32 agentes especiais dos 800 previstos, é atribuído por Almeida à falta de valorização.

“A ideia no papel é interessante e já foi implantada em outros estados – Rio Grande do Norte e Pernambuco – com sucesso. Entretanto, em Alagoas o projeto falha na aplicabilidade. Sem priorizar a valorização profissional, quem deixar a reserva receberá apenas R$ 700 a mais no salário. Além disso, nos outros estados a abrangência dos setores é bem maior, o militar sai da reserva para trabalhar de forma estratégica em escolas e departamentos mais próximos da população” completa Teobaldo Almeida.

Quem também questiona a aplicação da reintegração de militares da reserva é o presidente da Associação dos Oficiais, o major Wellington Fragoso. Segundo ele a ideia nem atraiu, nem vai atrair quem estava na reserva. “O governo adota políticas confusas. Forçou a aposentadoria de militares que tinham apenas 48 anos de idade e que ainda poderiam oferecer muito a corporação. Depois, faz essa convocação atrapalhada que não motiva. O resultado: a falta de adesão e confiança”, expõe Fragoso.

O major evidência que os problemas no efetivo da Polícia Militar de Alagoas se resolvem com concurso público e incentivos para quem estar trabalhando. “Sem incremento na base não há muito o que fazer”, revela o sargento que desconfia do sucesso do projeto em Alagoas.

REGIME – Conforme a proposta de reintegração dos militares da reserva, os agentes especiais trabalharão das 7h às 13h, na área administrativa, os que atuarão na guarda patrimonial seguirão regime de escala. O contrato de trabalho tem validade de um ano podendo ser renovado por mais um.
Já os militares que estavam nestas funções serão encaminhados para os batalhões operacionais de combate ao crime, com atuações nas ruas mais perto da população.

Capitão América disse...

Quem conhece esse crápula do CEL LUCIANO, sabe que ele é um verme, um nefasto, indígno, desumano, agocêntrico, um ébrio mental, psicopata, que tem que passar por uma análise, feita por especialistas em psicopatologia. Procurem saber quem era esse LUCIANO no EXÉRCITO (EB)aí vcs irão vê que ele não presta para a sociedade,e sim, Presta, só para ele mesmo. Como é que um comandante passa pela tropa e não dá um bom dia, não dá valor a ninguém, nem vai ao velório dos seus subordinados, nem visita os batalhões, nem aperta na mão de suborninado, só quando está em solenidade, para dá medalha ou prémio.
Um Oficial que passou sua vida militar com a perna contudida, aí quando é comandante fica bom!, Deu macete a vida inteira dentro da PMAL, até em quantos não tenha cargo que levasse ele ao ápce, à realização profissional, vejam bem passou a vida inteira de muleta, mancando duma perna, mas quando é chamado para ser comandante geral o cara melhora, né dose?.
Luciano, vc não tem moral pra tropa, vc é um pau mandado, vc é subserviente, vc só pensa em galgar altos salários passando por cima dos subordinados, vc para mim é a escória, vc é indesejável, o pior cmt geral que já tive, faço questão de nem lhe vê, porque só de lhe vê me causa náusea (Náusea é a sensação de desconforto no estômago com uma vontade urgente de vomitar). Minha nota a vc Comandante geral é: -0.
Deixo aqui registrado o meu repúdio como Militar e como pessoa da sociedade, obrigado BEF, pelo o espaço a me reservado.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver