Tenente Manoel Cavalcante (outra estatística...)

Como funcionários públicos, especificamente como policiais militares, ficamos por muito tempo esperando que determinadas coisas aconteçam para que outras tantas também possam ocorrer. Um exemplo disso, é esperar que o Comando da Corporação Castrense mude para que possamos ter dias melhores (tanto interna quanto externa corporis) ou então, quiçá, que o governo passe logo, para que possamos renovar as nossas esperanças. Outro exemplo – e este é comum a qualquer um, independente de ser servidor público ou não – é alguém esperar por muitos anos para se aposentar e daí começar a viver a vida.
Certamente esse deve ter sido o pensamento, melhor dizer, o sentimento, do Tenente Manoel Cavalcante da Silva. Um servidor público da Polícia Militar, outro policial da reserva, que não teve tempo para desfrutar a tão sonhada aposentadoria, pois foi morto na tarde desta segunda-feira (02.04), após reagir a um assalto dentro do ônibus em que viajava de Maceió para Arapiraca.
O crime, segundo testemunhas, teve a participação de três homens e duas mulheres, ocorreu por volta das 16h, próximo à Usina Porto Rico, em Campo Alegre. Ainda segundo as testemunhas, o tenente reagiu ao anúncio do assalto e por isso foi executado com um tiro na cabeça.
Diante do exposto, caros briosianos, resta mais que provado que os rumos da Segurança Pública em nosso Estado está entregue nas mãos de pessoas incompetentes. Estamos inertes à imensa onda de criminalidade que nos faz de vítimas a todo instante, e praticamente nada tem sido feito em relação a isso. As autoridades competentes, por sua vez, quando não aparecem para se promoverem com a situação, apenas silenciam.
Em meio a tudo isso, se vocês, guerreiros, estão pensando em sair da PM, cuidado para não perder tempo demais. Aos demais, e agora eu estou me referindo à velha guarda, se vocês estão pensando em “ficar na moita” ou “ter sorte” para poder chegar à tão sonhada aposentadoria, cuidado: do jeito que estão conduzindo a nossa segurança, pode ser que vocês não tenham tempo para desfrutá-la, a exemplo dos dois companheiros nossos que foram assassinados somente este ano.
Ainda em relação à aposentadoria, existe algo que deve ser levado em consideração: quando pensamos desta forma, ou seja, apenas na aposentadoria, nossa força de vontade envelhece e a nossa mente entra num processo de aposentadoria precoce, perdendo duas bases importantes: o raciocínio lógico e a criatividade. Mas por que eu estou frisando neste ponto? Respondo: mais de 70% do efetivo da PMAL já ultrapassou a metade do tempo de serviço necessário para chegar à aposentadoria, e ninguém em sã consciência (e aí eu me incluo, ainda mais com esse comando e com as condições de serviço que nos são ofertadas) quer se arriscar “na reta final”. Isso por si só explica uma das razões para a desmotivação da tropa, algo que não tem sido devidamente analisado e contornado pelos nossos administradores, que para manterem-se em seus altos cargos não querem incomodar o governo com a cobrança de uma oxigenação expressiva.
Resultado: a insegurança em Alagoas é tamanha que a qualquer momento qualquer um de nós pode se ver diante de uma situação onde o preço a ser pago será com os nossos bens, os quais levamos anos para conquistar, ou principalmente com as nossas vidas, nosso bem mais preciso. Por fim, deixo no ar outra singela pergunta: SERÁ QUE É PRECISO QUE UM POLICIAL MORRA A CADA INSTANTE PARA QUE OS NOSSOS SUPERIORES RESOLVAM MOSTRAR SERVIÇO?

17 comentários :

Jovem é morto a poucos metros de base da PM disse...

Vítima de vários tiros de revólver foi assassinado nesta segunda-feira (2) o jovem Jamerson Pedro Gomes da Silva, 18, que residia na Colina dos Eucaliptos II, parte alta de Maceió.

A vítima foi morta quando estava em um lava-jato localizado no Conjunto Osman Loureiro, também na parte alta da Capital. Testemunhas relataram que dois homens em uma moto chegaram ao local e começaram a atirar contra a vítima que teve morte instantânea.

Como detalhe o crime foi registrado a poucos metros da Base Comunitária da Polícia Militar (PM), onde instantes antes de praticarem o crime, os dois homens foram até a frente do posto policial e se certificaram que não havia nenhum policial no local. Toda a guarnição havia saído até o Santos Dumont onde foram abastecer a viatura que faz rondas na localidade.

Parentes de Jamerson Pedro estiveram no local e evitaram conversar com a imprensa. Uma informação chegada a Polícia dá conta que ele teve uma moto roubada a poucos dias e que sabia quem praticou o roubo, o qual havia sido denunciado.

Anônimo disse...

O assassinato de Manoel Cavalcante eleva o número de militares, da ativa e da reserva, assassinados este ano em Alagoas. Até agora foram seis mortes.

Anônimo disse...

já morreu soldado,
já morreu sargento,
já morreu oficial,

e o que estas associações fizeram quanto a isso?

Anônimo disse...

O primeiro teve como vítima o ex-policial militar Stecchini Paulo dos Santos, 56, assassinado na noite do dia 26 de janeiro na Rua Júlio Plech Filho, no bairro da Pajuçara, em Maceió. Segundo a polícia, os assassinos estavam num veículo tipo Pajero, de cor preta. Até o momento ninguem foi preso.

No último dia 14 de fevereiro o sargento reformado Jorge Carlos Pereira Rodrigues, foi assassinado ao deixar a agência bancária do Bradesco localizada na Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol, em Maceió. Dois homens em uma moto teriam participado do crime. Como detalhe os criminosos deixaram o dinheiro sacado pela vítima. Ninguém foi preso.

Já no dia 25 de fevereiro foi morto a tiros o ex-policial militar Miguel Francisco Gomes de Oliveira, 45. O crime foi praticado na Avenida Durval de Góes Monteiro, em frente à Escola Rotary, sentido Tabuleiro / PRF, em Maceió.

Miguel estava no banco do carona do seu veículo, o Kadet de cor vinho e placa HZM 4351/AL, ao lado da mulher, quando foi abordado pelos pistoleiros, que atiraram diversas vezes, com pistolas 380. O crime vem sendo investigado pela Central de Inquéritos. A Polícia já tem pistas de quem matou e os motivos do crime.

No último dia 15 de março a vítima foi o policial militar identificado pelo nome de Walter de Sá Carvalho, que trabalhava no 10° Batalhão da Polícia Militar (BPM) de Palmeira dos Índios, interior de Alagoas. O que chamou a atenção nas investigações é que os dois homens que mataram Walter não levaram o dinheiro que ele havia sacado instantes antes no banco. Até o momento ninguém foi preso.

A pm havia saído do trabalho e apanhou um micro-ônibus que faz a linha Palmeira/Maceió em um ponto de parada na cidade de Maribondo. No Povoado Porangaba, no município de Atalaia, o militar percebeu que quatro homens, que supostamente embarcaram em Belém, estavam armados.

Acreditando que os desconhecidos estariam se preparando para assaltar o coletivo, Walter de Sá telefonou para o 190 e relatou sua desconfiança. Porém, a conversava com a atendente no número de emergência da Polícia Militar (PM) foi ouvida por um dos suspeitos.

Walter estava conversando com outro passageiro, um patrulheiro da Polícia Rodoviária Federal (PRF), quando recebeu o tiro. O amigo da PRF, temendo mais mortes, preferiu não reagir e por está sem o fardamento, não foi reconhecido pelos criminosos. Parte da quadrilha que matou Walter de Sá foi presa na final da manhã da quarta-feira (28).

PQP, só não matam Dadá, Lulu e seus seguidores.

Major Monteiro disse...

HONESTAMENTE GOVERNADOR, nunca se matou tantos policiais!

Anônimo disse...

Esta é a hora das policias fazer uma grande paralisação, Mas infelizmente a covardia e o temor de miutos conpanheiros fortaleçe a cupula maligna. Em sergipe os PMS tem transporte para se deslocar pra seus locais de trabalho. QUE DEUS NOS AJUDE, A PROXIMA VITIMA PODE SER QUALQUER UM DE NÓS ESTAMOS EMCURRALADOS BANDIDOS DE UM LADO E O COMANDO MALIGNO DO OUTRO.

Anônimo disse...

ultimamente ajente viaja neste estado de insegurança,ninguen ver uma blites nas rodovias estadual,ou minto,ver o pessoal do D.E.R,juntos com pm furando e tumando apusso,uma vergonha.

Anônimo disse...

conhecia o tenente cavalcante,nos passamos 30 anos nessa policia, sendo umilhados por certos oficiais coruptos,cachaceiro,passador de cheque sem fundo,quando vai pra reserva morre de graça por esses vagabundos e fica por isso mesmo,companheiros vamos a forra nao podemos estar perdendo pra a bandidagem nao,fora comando bagaço e secretario babao de politicos corruptos.

Anônimo disse...

QUE ASSOCIAÇOES INERTES TEMOS !!! ENQUANTO TUDO ISSO TA ACONTECENDO ELES FICAM SE PROJETANDO POLITICAMENTE, AFINAL DE CONTAS, ESSE E O INTERESSE MAIOR. E QUEM NAO SABE DISSO? VAMOS PROCURAR PESSOAS QUE SINTAM NOJO DA POLITICA PRA NOS REPRESENTAR, AI SIM IREMOS TER ALGUEM QUE NOS REPRESENTE DE VERDADE!

Anônimo disse...

ESSES FATOS ME FAZEM LEMBRAR, OS MAIS ANTIGOS DEVEM LEMBRAR, DA "TULIPA NEGRA". GRUPO DE POLICIAIS DA EPOCA DO CORONEL AMARAL, QUE SÓ MATAVA MANDIDOS.ACHO QUE TÁ NA HORA DE AO INVES DE CAÇA, VIRAR CAÇADOR,SENAO AS POLICIA SERAO UMA INSTITUIÇAÕ EXTINTA. VAMOS A LUTA.

Anônimo disse...

eu queria entender por tanta policia em marechal a furada e grande

Anônimo disse...

caros amigos emquanto esta violência não atingir familiares dos respectivos senhores que estão a frente do nosso estado nada vai ser feito, falta um homem de coragem para assumir a segurança do nosso estado não passaremos de mais uma estatistica, os senhores sabem porque o goverfnador, o cmt da policia e secretario de defesa social não estão nem ai para a situação porque não andam de onibus cada um tem a sau segurança particular então o resto que va para a ......... que .....

Thayanne Magalhães disse...

Acusados de assassinar tenente são presos em Campo Alegre

Criminosos foram presos durante operação da Polícia Militar em Campo Alegre

Três homens e duas adolescentes acusadas de assassinar um policial militar aposentado durante um assalto a um ônibus, na AL -220, nas imediações do município de Campo Alegre, foram presos durante uma operação dos militares da 1ª Companhia Independente de São Miguel dos Campos nesta terça-feira (3).

De acordo com as informações da polícia, Luís Carlos Gomes da Silva, de 31 anos, Leonardo Gomes de Oliveira, de 22, um homem identificado apenas como Raul e as duas menores de 17 anos, foram presos no Centro de Campo Alegre, no interior de Alagoas. Com os criminosos foram apreendidos um revólver calibre 38, uma pistola 9mm com 37 munições, uma motocicleta Honda Biz, uma balança digital, além de uma quantidade de maconha, cocaína e pó de crack ainda não especificada.

Um outro acusado, apontado como o autor dos disparos e indentificado como Jazon de Oliveira barbosa, de 18 anos, está sendo procurado pela polícia.

O grupo foi levado para a Delegacia Regional de São Miguel dos Campos.

O crime
O tenente da reserva da PM, Manoel Cavalcante da Silva, de 56 anos, foi morto dentro de um ônibus quando seguia de Maceió para Arapiraca na tarde desta segunda-feira (2). De acordo com a polícia, a vítima teria reagido quando os criminosos invadiram o ônibus e anunciaram o assalto. Ele foi morto a tiros.

A ação criminosa foi registrada na AL-220, nas imediações de Campo Alegre, onde o grupo foi preso.

Manoel estaria voltando para casa, em Arapiraca, onde vivia com a esposa e filhos.

Anônimo disse...

Companheiros, diante de mais este assassinato de um militar, proponho o seguinte:

- Que todo militar so saia do batalhão com as viaturas devidamente emplacadas, e se emplacadas de posse do porte obrigatório do veiculo, conforme regulamentacao de transito vigente.

- Que todo militar so saia dos batalhões com coletes em validade, armamento em condicoes e capas de colete individuais. Que nao se armem com armamento que jamais usaram e pelos quais nao estejam habilitados para o uso (fuzis, kits taticos operacionais para choque, etc)

- Que todos os militares que estejam na rua abordem as pessoas e peçam os documentos. Caso nao portem, conduzam a pessoa para as delegacias para serem identificadas conforme manda a lei.

- Que todos os militares pecam via requerimento cópias das escalas de servico aos quais estao sendo submetidos, e o embasemento legal das mesmas.

- Que os militares que estao exercendo funcoes burocráticas observem o QO das unidades que servem e realizem as funcoes para os quais estiverem classificadas nela(exemplo: se esta classificado como estafeta, realize as funcoes de estafeta.)

- Que todos os militares que estejam trabalhando nos quadrantes a noite, facam abordagens a veiculos que estejam saindo de bares ou restaurantes e se o condutor esteja apresentando indicios de consumo de bebidas alcoólicas, leve-o para delegacia.

- Que todos os militares que estejam entrando de serviço não deem numeros de celulares proprios para contato e que todo contato via central e vtr seja feito por rádio ou por telefones celulares fornecidos pela corporação.

Anônimo disse...

Eu nao sei nao, o que esse Luciano pensa da vida dele!

Sargento Gilberto disse...

Mais um militar morto. E mais um colega que eu tive a oportunidade de conhecer e trabalhar, e infelizmente vi morrer de forma covarde. Vá com Deus, companheiro.

Prborges disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver