As lições de Luís Alves

De toda a situação em que se envolveu o Soldado Luís Alves, desde a sua prisão arbitrária até a sua absolvição no processo, temos belíssimas lições que deveriam ser aprendidas e colocadas em prática.
Desde a criação deste blog de resistência, estamos batendo na mesma tecla: “temos de dobrar o governo, a SEDS e o comando usando a lei”. Só usando a Carta Magna podemos colocar de joelhos esses corruptos e incompetentes, conseguindo – assim – melhorias em nossos vencimentos e melhores condições de trabalho.
Falamos por diversas vezes no “Movimento Polícia Legal” e no “Tolerância Zero”. Mastigamos tudo e entregamos de bandeja os princípios desses movimentos para que os mesmos fossem colocados em prática por nossas associações, mas ACS, ASSOMAL e ASSMAL (bem como a Caixa Beneficente) fizeram-se de ouvidos de mercador e não deram importância aos avisos. Tiveram a preferência por uma fracassada tentativa de doação de sangue, que apenas resultou em perseguições, transferências e punições aos guerreiros que aderiram a esse movimento natimorto. E o pior, depois de serem iludidos por nossos representantes classistas, os guerreiros foram abandonados a própria sorte contra a fúria da máfia cor de rosa.
Muitos ainda tentaram argumentar que essa doação de sangue era falha, mas nossos brilhantes representantes ignoraram solenemente qualquer ideia contrária, levando vários companheiros a passar a humilhação de serem presos disciplinarmente; isso, num primeiro momento, pois o que se viu em seguida foram “transferências” em massa – e tudo sob a desculpa da “necessidade imperiosa do serviço”.
E essa não foi a única tentativa fracassada de nossas associações, podemos aqui gastar laudas escrevendo sobre os fracassos de negociação de nossos “lideres”. Panelaços, aquartelamentos, assembleias, reuniões, caminhadas, etc., etc. Tudo isso um retumbante fracasso em conseguir melhorias para tropa, mas um total sucesso em conseguir benesses para os nossos representantes, como também um total sucesso em F*** com a tropa.
Então, passadas várias “tentativas” de dobrar o governo, eis que um único soldado conseguiu humilhar e desmoralizar o Comandante Geral, um Secretário de Defesa Social e um governo corrupto. O soldado PM Luís Alves, com um simples papel e com total embasamento na Carta Magna de 1988, fez sozinho o que todas as associações não fizeram em seis anos de governo Téo Vilela. REPITO: SOZINHO!
Luís Alves colocou em prática o Movimento Polícia Legal (MPL) com um homem só, e o que é mais fascinante, saiu-se vencedor sem depender de nenhuma ajuda de associações. O segredo foi usar a lei contra “os foras da lei” da corporação PMAL. Coisa muito fácil, e que vínhamos alertando neste espaço há mais de ano.
A porteira foi aberta, e agora sabemos onde podemos arrombar a cerca, pois o primeiro exemplo foi dado. Devemos agora nos organizar para que no próximo ano durante as negociações de nossa data-base desencadear o MPL, forçando o governo a nos respeitar e nos dar o que nos é de direito: salário justo, escala correta e boas condições de trabalho. Sem contar o retorno de nossos quinquênios, que nos foram roubados por este governo mentiroso.
Só para lembrar ao nosso incompetente comandante, o “curso” que a PMAL anda oferecendo não tem validade nenhuma, pois não é reconhecido pelo CONTRAN e nem vem sendo colocado nas observações constantes nas CNHs dos policiais militares. Resumindo: a PMAL ainda não tem nenhum policial habilitado em dirigir viaturas de emergência! Mais uma vez temos a lei ao nosso lado e com a lei iremos dobrar esses ditadores.


13 comentários :

Motociclista disse...

Parabéns Ten Stive pelo belo texto e espero que desperte nos companheiros este sentimento de revolução e de transformação (pra melhor) das nossas condições de trabalho, bem como nós possamos por em prática o MPL urgentemente.

"No dia do lançamento do Plano Piloto de Segurança alguém informe ao Sr. Ministro da Justiça que nossos quinquênios foram surrupiados!!!"

GRUPO DE PESQUISA EM SEGURANÇA PÚBLICA - GPSEG disse...

ASSISTAM O PROGRAMA SEGURANÇA EM DEBATE, AO VIVO, NESTA SEGUNDA-FEIRA, DIA 25/06/12, ÀS 19 HORAS, NO CANAL 12 DA NET, NO QUAL SERÁ DEBATIDO O TEMA:

IMPLANTAÇÃO DO PLANO NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA EM ALAGOAS

Participe ao vivo: 8137-2510, 9326-3080 ou 8714-1978

Via Facebook: Segurança em Debate

Twitter: @segemdebate

NINJA URBANO disse...

QUANDO E POR QUE O HOMEM MUDA SEU CAMINHO?

“O segredo de qualquer negócio é as pessoas”
Alexandre Costa– Dono e criador da empresa CACAU SHOW.

Cel. Luciano, muito se criticou aqui nesse espaço, sua atuação à frente da Briosa PMAL.
Deixando de lado os motivos dessas críticas, gostaria de fazer essa única observação: a impessoalidade foi o fator gerador da insatisfação que se instalou na tropa.
Eu não o conheci pessoalmente, mas já ouvi falar que o sr. esteve a frente da tropa em conquistas anteriores, por isso, acredito que sabe o caminho para alcançar o apoio de seus soldados, não entendo o porque de não ter colocado isso em prática.

Eu sou da turma de 2002 e estagiei na RP, e por lá fiquei mais 8 anos, aprendi a ser “polícia” com um capitão - subCmt à época - homem dedicado ao trabalho policial e com os resultados desse trabalho junto a sociedade, como verdadeiro líder, brigava com o CPC para que não fôssemos escalados de forma extraordinária, já que nossos resultados eram em muito superior as outras OPMs, numa preocupação verdadeira com seu pessoal “estimulou” o uso do colete balístico, não permitindo que o PM fosse à rua sem este equipamento, e as vezes, até punindo aqueles que resistiam a este elemento que pode fazer a diferença entre viver e morrer.
Nutria grande respeito e admiração pelo homem que ele era, hoje, respeito sua patente, afinal, assim determina o RDPMAL, é uma pena.

Não sei quando nem por que, essa é a resposta à pergunta?

NINJA URBANO disse...

QUANDO E POR QUE O HOMEM MUDA SEU CAMINHO?

“O segredo de qualquer negócio é as pessoas”
Alexandre Costa – Dono e criador da empresa CACAU SHOW.

Cel. Luciano, muito se criticou aqui nesse espaço, sua atuação à frente da Briosa PMAL.
Deixando de lado os motivos dessas críticas, gostaria de fazer essa única observação: a impessoalidade foi o fator gerador da insatisfação que se instalou na tropa.
Eu não o conheci pessoalmente, mas já ouvi falar que o sr. esteve a frente da tropa em conquistas anteriores, por isso, acredito que sabe o caminho para alcançar o apoio de seus soldados, não entendo o porque de não ter colocado isso em prática.

Eu sou da turma de 2002 e estagiei na RP, e por lá fiquei mais 8 anos, aprendi a ser “polícia” com um capitão - subCmt à época - homem dedicado ao trabalho policial e com os resultados desse trabalho junto a sociedade, como verdadeiro líder, brigava com o CPC para que não fôssemos escalados de forma extraordinária, já que nossos resultados eram em muito superior as outras OPMs, numa preocupação verdadeira com seu pessoal “estimulou” o uso do colete balístico, não permitindo que o PM fosse à rua sem este equipamento, e as vezes, até punindo aqueles que resistiam a este elemento que pode fazer a diferença entre viver e morrer.

Nutria grande respeito e admiração pelo homem que ele era, hoje, respeito sua patente, afinal, assim determina o RDPMAL, é realmente uma pena.

Não sei quando nem por que, essa é a resposta à pergunta?

SAMURAI RUMO A ACS 2013.

chico butico disse...

Parabéns Ten pelo texto e pela observação!

R LESS MARKETING disse...

OS POLICIAS QUE VEEM DE OUTROS ESTADOS GANHARÃO QUASE 9MIL EM DIÁRIAS MENSAIS, ENQUANTO NÓS TEREMOS QUE COMBATER ESSA CRIMINALIDADE COM OS NOSSOS SALÁRIOS QUE TEREMOS QUER COMPRAR A COMIDA PARA TRABALHAR E OS VALES TRANSPORTES PARA NÃO MORREMOS NA FRENTE DOS ÔNIBUS - PURA HIPOCRISIA !!!!

PM SE disse...

Uma andorinha só não faz verão! passei no concurso daki em 2006 e na mesma epoca fui chamado no concurso de sergipe, escolhi la devido a escala 24/72. Contei essa breve história p/ voltar a inflamar q eh impressindivel q haja união nas ações. Moro aki em Mcz e gostaria d ver a nossa cidade policiada por homens d bem, q são, com salario digno d sustentar suas familias como eu consigo! Eh senhores, o q o sd luiz fez aki virou rotina para nós lá, eh só pesquisar no youtube "Movimento tolerancia zero PM/BM-SE
Abraço e boa sorte a todos!

Anônimo disse...

PM SE, realmente sergipe está a nos luz a nossa frente, que a atitude do Luis, pelo menos sirva de inspiração para muitos policiais e bombeiros daqui, para que se encorageme vejam que dentro da legalidade nos podemos e devemos ter atitude!

Anônimo disse...

Lulu MULHER, tu já vai he tarde! Pegue descemdo!

Anônimo disse...

bota pra lascar luiz alves!

Sócio da ASSOMAL disse...

Concurso da PM-AL terá 1040 vagas e já acontece em setembro

Conforme foi anunciado ontem durante o lançamento do Plano Brasil Seguro, o Governo do Estado de Alagoas, publicou no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (28) o edital do concurso público para a Polícia Militar de Alagoas (PMAL).

Ao todo serão 1000 vagas para soldado e 40 para oficiais, as As inscrições podem ser feitas de 6 a 27 de julho no site da instituição responsável pelo evento, a Cespe UNB ( www.cespe.unb.br) e custam respectivamente R$ 70 para candidatos ao cargo de soldado combatente e R$ 90 para candidatos ao cargo de oficial combatente.

Para maiores informações clique aqui.

Sócio da ASSOMAL disse...

ALE aprova Projeto que anistia policiais

Vários projetos de autoria dos parlamentares foram lidos e aprovados na sessão ordinária da última quarta-feira, 20, na Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). Entre eles, um Projeto de Lei (PL), de autoria do deputado Judson Cabral (PT) foi aprovado em primeira discussão, por unanimidade, quase um ano após ter sido protocolado na Casa, em agosto passado.

O Projeto de Lei (PL) concede anistia administrativa a policiais civis, militares e bombeiros que participaram de paralisações. “Apesar de chegar ao plenário com um ano de atraso, o projeto de lei é importante para fazer justiça a forma como os militares foram tratados na última paralisação da categoria, ocorrida no ano passado. Ao lutarem por melhores salários, muitos foram punidos apenas por mera perseguição”, destacou Judson Cabral.

Policiais civis, militares e bombeiros, além de outras categorias de funcionários públicos participaram de uma grande mobilização em maio do ano passado, contra a política salarial do governo Teotônio Vilela Filho (PSDB). A série de assembleias realizadas pelos militares resultou em protestos e até no movimento chamado desaquartelamento, realizado em maio do mesmo ano.

Em junho, os policiais voltaram a protestar, desta vez pelas prisões do capitão Marcelo Ronaldson e do sargento Elias Barbosa, por determinação do comandante-geral da PM, coronel Luciano Silva.

Para maiores informações clique aqui.

Luiz Alves disse...

Parabéns!!! Estabilidade assegurada, 10 anos de serviço!
Entre "trancos e barrancos" a maioria sobrevive, entre tristezas e alegrias, realizações e frustações, e muita amizade!
Assim é a vida!
Numa fase ruim, que em breve acabará, para que quem consiga sobreviver, possa novamente sentir o sabor de ser "PULIÇA" ou Bombeiro!
Parabens ao bravos guerreiros e guerreiras formados em 2002!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver