O último, que apague a luz!

Assusta a este velho cabo o rumo que nossa segurança pública está tomando. A nau está cada vez mais à deriva e, ao tentar higienizar a minha mente de mais uma escala extra não remunerada – que roubou mais um dia de convivência com a minha família, e quando que “roubou”, falo com toda convicção, pois aquilo que me é tirado mediante grave ameaça para mim não passa de roubo –, penso que mais cedo ou mais tarde, a polícia militar de alagoas (assim, tudo em letras minúsculas) tende a acabar, no sentido de fechar as portas mesmo.
Assusta também a quantidade de policiais jovens que pediram licenciamento – o que para nós é o desligamento a pedido, ao meio comum castrense a “baixa” – no último mês. Considerando que a cada semana pelo menos dois policiais pedem para sair e, considerando ainda que um ano vigente possui 52 semanas, temos um quadro tenebroso a desenhar-se com uma escura estatística: a de que podemos encerrar o ano com 104 policiais militares licenciados a pedido.
Nunca houve, na história de quase dois séculos na PMAL, quadro semelhante. É preciso entender quais os motivos que levam estes jovens a não mais desejarem permanecer em uma profissão que deveria encher-lhes de orgulho: a vida militar.
Baixos salários e uma estima menor ainda, escalas de trabalho desumanas, dificuldades de ascensão profissional, falta de reconhecimento, perseguições internas e até assédios são os mais os fatores mais frequentemente apontados por estes.
Destacamos a saída da Sd PM Andrea Medeiros – filha do integro Major João Jorge Medeiros, um dos mais injustamente perseguidos pelo maléfico e asqueroso secretário DC –, que de tanto sofrer as represálias por conta das perseguições por parte do demoníaco comando ao seu pai, não suportou a estadia nessa corporação, que está tornando-se cada dia mais nojenta.
A ineficácia dos planos (os quais nem podemos considerar estes arremedos de ideias como planos propriamente ditos) orquestrados pela alta classe da segurança pública alagoana, além de desastrosa sobre o ponto de vista administrativo, resulta num descredito perante a sociedade que arranha a já combalida estrutura estatal: o bandido há tempos não teme mais a polícia. Azar o nosso!
O exemplo crasso desta afirmação é a convocação por parte do secretário, mediante as suas “brilhantes ideias” (devidamente copiadas de Estados onde a polícia é valorizada, à contramão do legado de desmonte de sua própria tropa) de um contingente da reserva remunerada que substituiria os serviços burocráticos, que ao ofertar 750 vagas como em um passe de mágica inseriria de volta à tropa o mesmo número de policiais mais jovens à atividade fim.
Faltou combinar com membros da Reserva Remunerada (RR), pois o resultado mostrou-se mais um desastre na coleção dos desastres operacionais administrativos do ignóbil secretário. Apenas 44 policiais atenderam a este chamado, o que deixa claro dois pontos a serem destacados: o desprestigio dos subordinados ao atual modelo e a desconsideração por parte da tropa ao próprio momento vivido pela PMAL. Só um louco que, ao ganhar a sua alforria após 30 anos de sofrimento numa das profissões mais duras, retornaria a escravidão, usando um braçal amarelo – similar ao que Hitler impôs aos Judeus na Polônia invadida em meados de 1939 para diferenciá-los como raça inferior – para perceber uma remuneração adicional de R$ 700,00 a incidir como função gratificada ao subsídio que já recebe justamente pelo seu tempo de contribuição.
A “otarice” tem limites, Dário. E quem sair por último, feche a porta e apague a luz!

2 comentários :

THAY disse...

Após perseguição, viatura da PM capota e policiais ficam feridos
06:18 - 13/06/2012 Da Redação

Durante uma perseguição no bairro da Santa Lúcia uma viatura pertencente ao 5º batalhão da Polícia Militar capotou, na noite desta terça-feira (12). Apesar do susto, não houve feridos graves.

De acordo com a Polícia Militar, os policiais estavam realizando rondas na região quando abordaram um Golf preto semelhante a um que havia sido roubado no início da manhã de ontem no bairro do Tabuleiro. O motorista ignorou a barreira policial e começou a perseguição. A viatura capotou ao tentar realizar uma curva em uma das ruas do bairro.

O motorista do Golf fugiu. Uma ambulância do Samu foi até o local e encaminhou os policiais para o Hospital Geral do Estado. Os policiais, que não tiveram o nome revelado, sofreram ferimentos leves e já foram liberados.

Sargento Gilberto disse...

Bandidos assaltam e metralham GPM em Senador Rui Palmeira

Um grupo com cerca de oito homens, todos fortemente armados, promoveu na madrugada desta quinta-feira (14) uma sequencia de assaltos e tiroteios que deixou assustada a população da cidade de Senador Rui Palmeira, no alto Sertão de Alagoas.

Inicialmente os bandidos, usando dois carros e motos, arrombaram a Casa Lotérica e a agência dos Correios. A ação foi percebida por um segurança noturno que foi até a sede do Grupamento da Polícia Militar (GPM), onde estava apenas um policial militar de plantão.

Na tentativa de obter ajuda, o vigilante começou a bater na porta do prédio do GPM, acordando o sargento PM Elisiário, que ao abrir a janela foi surpreendido com a chegada de dois assaltantes armados com espingardas calibres 12. Os bandidos ao se aproximarem deflagraram vários tiros no prédio e na viatura que estava parada. O militar e o segurança ainda reagiram, mas o poder de fogo dos bandidos era superior.

O tiroteio durou cerca de dois minutos. Alertados, policiais do 7° Batalhão da Polícia Militar (7° BPM) e do Pelotão de Operações Especiais da Polícia Militar (Pelopes) foram até a cidade e seguiram fazendo buscas na região. Até o momento ninguém foi preso.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver