Reflexões de uma leitora

Geralmente as “Cartas dos Leitores” (clique aqui) são postadas em nome do blog, mas hoje eu vou quebrar o protocolo e postar pela minha conta, pois a participação dos leitores é muito importante na produção dos nossos trabalhos.
Senhores editores,
Antes de tudo, parabéns pela clareza do texto [Causas da violência: eles não enxergam o obvio – clique aqui]. Acrescento que textos nesse nível de debate ajudam muito mais na credibilidade desse blog, e aproveito para fazer um apelo aos senhores: evitem o discurso de enfrentamento, e com conotação de pessoalidade, mesmo que não exista. Para que a união entre nós, que somos tão facilmente manipulados (nós enquanto grande massa, pois sei que formamos um grupo de pessoas com uma capacidade incrível de fazermos a diferença, mas que a maioria ainda não acordou).
Esse assunto (o do texto), apesar de complicado é fácil de entender. Já que vocês têm acesso a tantas informações, gostaria de ver, oficialmente, o número real que representa o CLARO que existe na nossa tropa, principalmente o de Soldado (em agosto esse número era de pouco mais de 8.000).
O mais absurdo é que a grande maioria da imprensa parece cega a essa realidade, pois não vemos alguém combatendo de frente esse assunto, responsabilizando nosso Chefe do Executivo. A minha memória ainda lembra de uma promessa de campanha, que seria um concurso por ano!
Acredito que ele [o governador] conseguiu fazer direitinho a Cartilha do Jogo Político (pelo menos para o favorecimento próprio, como diria JUSTO VERÍSSIMO através de Chico Anísio: que se lasque o povo), mais ou menos como escreveu Maquiavel em o Príncipe: “OS FINS JUSTIFICAM OS MEIOS...”. Diante do exposto, que Deus tenha piedade de nós!
Assina: Uma pessoa que faz a sua parte na luta pela desigualdade.
PS: fiquem à vontade para divulgar, apesar de ficar constrangida por não poder assinar esta postagem, usando meu direito de liberdade de expressão.
Obrigada, Querida! Qualquer coisa estamos à disposição.
Ass: “Soldado Pfem Ana”

2 comentários :

Soldado Pfem Ana disse...

Complementando o texto, em resposta à sua indagação sobre o efetivo, esclareço que atualmente o número de soldados existentes é de 2.015, sendo que de acordo com a lei esse número era para ser de aproximadamente 10.000 (60% do efetivo previsto – e não o existente). Ainda sobre esse ponto, atualmente o efetivo gira em torno de 7.500 policiais, dos quais:

i) Mais de 15% encontra-se de férias ou licença especial (o que dá mais de 1.100);
ii) Quase 500 policiais estão de LTS;
iii) Quase 200 policiais estão “aptos com restrições”
iv) Mais de 200 estão à disposição de algum órgão ou alguma “otoridade”.

Logo, o que “sobra” (algo em torno de 5.500 policiais) é empregado para fazer a segurança de mais de 3 milhões de pessoas, boa parte delas sem educação escolar e, por decorrência, sem perspectiva de vida e de trabalho, entregues à marginalidade e às drogas (a grande vilã disso tudo, segundo o governo – que cinicamente finge não ser o principal responsável disso tudo, conforme você bem observou).

chico butico disse...

Excelente texto e comentário!
Praticamente não há defasagem de efetivo na nossa coorporação, uma diferença tão pequena, por isso que o governo não fez nem faz concurso, pra que?
Gerar emprego e oferecer um melhor policiamento a população; sei lá, de repente aumentado o numero de policiais nossa escala poderia melhorar, pra que?
Com certeza isso não faz parte dos planos individuais de certas pessoas.
Pelo que vejo, vamos passar mais dois anos engolindo sapo!
Um abraço a todos!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver