Decálogo da OPERAÇÃO PADRÃO

A ser seguido por todos nós, que fazemos o policiamento operacional no âmbito do Estado de Alagoas, em resposta à politica adotada por estes farsantes que se dizem “gestores” e suas fórmulas mirabolantes para a solução dos problemas de Segurança Pública Estadual, às custas do nosso suor:
1 – Se não houver alimentação nos quarteis, não será feito policiamento em turnos de 12 ou 24 horas;
2 – Se não houver documentação ORIGINAL E EM DIA para as viaturas locadas e da carga da PMAL, como manda o CONTRAN, ela permanecerá parada;
3 – Se não houver treinamento constante para o uso de determinados equipamentos e/ou armamentos, de acordo com os módulos previstos no SENASP, não portaremos ou nos armaremos com tais equipamentos;
4 – Se não houver verba para compra de material e manutenção das OPMs, nos recusaremos a pegar dinheiro de empresários (furadas oficiais) para custeio ilegal;
5 – Se não houver coletes balísticos dentro do prazo de validade e individuais, não haverá policiamento ostensivo;
6 – Se não houver funcionários terceirizados para a limpeza das OPMs, estas não serão limpas (PMs não são faxineiros);
7 – Se não houver verba para o pagamento das diárias correspondentes a equalizar a discrepância entre a atual diária paga à FORCA NACIONAL, em contraponto a escalas extras não remuneradas para PMAL, não atuaremos quando escalados em ocorrências, realizando a GREVE BRANCA;
8 – Se não houver verba suficiente para a compra de combustível para a realização de rondas ostensivas, estas não serão feitas;
9 – Se as ordens não forem claras, concisas e precisas, serão recusadas;
10 – Se as operações não tiverem o objetivo de servir à comunidade, mas sim arrecadar dinheiro às custas da venda do policiamento ostensivo geral, estas serão DENUNCIADAS AO MINISTERIO PÚBLICO.
A POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS é, por previsão constitucional, pública e gratuita. Portanto, ela tem de ser custeada APENAS pelos cofres públicos.
Todas as omissões do Estado, com relação aos itens acima, deverão ser objetos de ofícios à Procuradoria Geral de Justiça, a fim de isentarem os Militares de eventuais responsabilidades administrativas.
Toda e qualquer ameaça de punição aos Militares, por tomarem estas atitudes, deverão ser objeto de defesa jurídica por parte das Associações de Classes, seguida de denúncia ao Ministério Público e propositura de Ações Civis Públicas contra o Estado, pelo não cumprimento das suas obrigações para com as unidades de policiamento e pelos prejuízos causados à comunidade como um todo.


30 comentários :

GRUPO DE PESQUISA EM SEGURANÇA PÚBLICA - GPSEG disse...

Campanha de desarmamento está com 39 postos de arrecadação

Polícia Militar pede que a população se engaje e entregue as armas que estão em sua posse

A campanha do desarmamento em Alagoas, lançada durante o programa “Brasil Mais Seguro – Quem Ama Alagoas Constrói a Paz” – que ocorreu na última quarta-feira (27), já está com todos os postos cadastrados e prontos para receber as armas que deverão ser entregues pela população. São 39 órgãos públicos, espalhados em todo o Estado. A Polícia Militar apela para que a sociedade civil participe e se desarme.

São 12 postos de arrecadação existentes na capital e outros 27 em várias cidades do interior. Para entregar a arma, basta que o cidadão imprima, diretamente do site da Polícia Federal - www.dpf.gov.br ou no endereço eletrônico www.entreguesuaarma.gov.br -, uma guia de trânsito, onde deverão constar os dados pessoais do portador da arma. Logo após credenciar seus dados no sistema, o site já fornecerá qual é o local mais próximo da entrega. A mesma guia também poderá ser obtida nos próprios postos de entrega.

As armas não deverá ficar recolhidas no local onde serão recebidas. Elas
serão destruídas na mesma hora, na presença de quem as entregou.

A campanha é uma iniciativa do Ministério da Justiça e que conta com a colaboração do Governo de Alagoas e de entidades não-governamentais. Seu objetivo principal é tirar de circulação o maior número de armas de fogo e munições e, consequentemente, diminuir o número de crimes com mortes violentas e acidentais no Estado.

“Pulvernizamos os postos de entrega, que anteriormente estavam resumidos às sedes da PF e da PRF, para mais 37 pontos. Ou seja, em todos os lugares haverá alguma unidade da Polícia Civil ou da Polícia Militar pronta para receber a arma. Pedimos que a sociedade civil organizada ajude ao Estado a combater a violência. Cada um de nós precisa fazer a sua parte”, disse o tenente Thiago Cardoso, oficial que compõe a assessoria de comunicação da PM.

Indenização

O indivíduo que entregar, voluntariamente, a sua arma, vai receber uma espécie de indenização. Após deixar o objeto num dos postos de arrecadação, ele vai receber um protocolo do Banco do Brasil que, num prazo entre 24h e 30 dias, poderá ser trocado por dinheiro. O valor, que pode variar entre R$ 100,00 e R$ 300,00, vai depender do tipo da arma.

De acordo com a ONG Movimento pela Paz, um brasileiro é morto a cada 15 minutos por arma de fogo e uma pessoa armada tem 67% a mais de chance de ser assassinada do que desarmada. No ano de 2011, segundo o Sistema de Gestão Operacional Unificado da Secretaria de Defesa Social de Alagoas, 2.303 homicídios foram registrados em Alagoas e mais de 80% foram por arma de fogo.

E, segundo dados do Ministério da Justiça, o efeito das campanhas anteriores, entre os anos de 2003 a 2009, reduziu em 11% as mortes no Brasil.

Continua...

GRUPO DE PESQUISA EM SEGURANÇA PÚBLICA - GPSEG disse...

Continuação:

Postos de arrecadação

10º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - TRAVESSA CASTELO BRANCO, VILA MARIA, PALMEIRA DOS ÍNDIOS 9º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - RUA VICENTE DE MENEZES, CENTRO DE DELMIRO GOUVEIA

10º DISTRITO POLICIAL DA CAPITAL - RUA 6/A CIDADE UNIVERSITARIA

10º DRP DE NOVO LINO - RUA FLORIANO PEIXOTO, CENTRO

11º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - AVENIDA GETÚLIO VARGAS, CENTRO DE PENEDO

11º DISTRITO POLICIAL DA MACEIO - RUA MUNIZ FALCÃO, CLIMA BOM

11º DRP DE UNIÃO DOS PALMARES - RUA HERMANO PLECH, CENTRO

12º DISTRITO POLICIAL DE RIO LARGO - TRAVESSA INTENDENTE JULIO CALHEIROS, MATA DO ROLO

17º DISTRITO POLICIAL DE MARECHAL DEODORO - RUA DOUTOR TAVARES BASTOS, CENTRO

18º DISTRITO POLICIAL DA BARRA DE SÃO MIGUEL - RUA JOSÉ VIEIRA DE ANDRADE, CENTRO

1ª COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR INDEPENDENTE - TRAVESSA ARISTIDES DE CASTRO, CENTRO DE S. MIGUEL DOS CAMPOS

1º DISTRITO POLICIAL DA CAPITAL - RUA DA ALEGRIA, CENTRO

20º DISTRITO POLICIAL DE MESSIAS - RUA FLORIANO PEIXOTO, CENTRO

23º DISTRITO POLICIAL DE PILAR - RUA EDITE FRANÇA

2ª COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR - AVENIDA FLORIANO PEIXOTO, CENTRO DE NOVO LINO

3ª COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR INDEPENDENTE - AV. EUGÊNIO COSTA, CENTRO DE PARIPUEIRA QUARTEL DO COMANDO GERAL DA PMAL - PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA, CENTRO DE MACEIÓ

3º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - RODOVIA AL 220 PLANALTO, ARAPIRACA

2º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - RUA JUVENAL MENDONÇA, CENTRO DE U. DOS PALMARES

4ª COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR INDEPENDENTE- RODOVIA BR 316, NOVA OLINDA, ATALAIA

4ª DELEGACIA REGIONAL DE ARAPIRACA - AVENIDA MIGUEL CORREIA DE AMORIN, BAIXÃO

4º DISTRITO POLICIAL DA CAPITAL - RUA PROFESSOR EDVAL LEMOS, PINHEIRO

5ª COMPANHIA DE POLÍCIA MILITAR INDEPENDENTE - RUA CAPITÃO BERNARDINO SOUTO, CENTRO DE MARECHAL DEODORO

5º DELEGACIA REGIONAL DE POLICIA DE PALMEIRA P. DOS INDIOS - AV. GOVERNADOR MUNIZ FALCÃO, SÃO FRANCISCO

5º DISTRITO POLICIAL DA CAPITAL - AV. CARLOS GOMES DE BARROS, QUADRA 23, SALVADOR LIRA DELEGACIA REGIONAL DE SANTANA DO IPANEMA - RUA PANCRÁRIO ROCHA, CAMUXINGA

6ª DELEGACIA REGIONAL DE SÃO MIGUEL DOS CAMPOS - RUA JOSE CALAZANS. CENTRO

6º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - RODOVIA AL 101 NORTE KM 125, PATUM, MARAGOGI

7ª DELEGACIA REGIONAL DE PENEDO - AVENIDA BEIRA RIO, CENTRO

7º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR DE ALAGOAS - RODOVIA BR 316 KM 87, LAGOA DO JUNCO, SANTANA DO IPANEMA

8º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR - AEROPORTO INT. ZUMBI DOS PALMARES

8º DISTRITO POLICIAL DA CAPITAL - AVENIDA NORMA PIMENTEL, BENEDITO BENTES

9ª DELEGACIA REGIONAL DE VIÇOSA - RUA PEDRO SILVA, CENTRO

9º DISTRITO POLICIAL DA MACEIO - AVENIDA JUCA SAMPAIO, JACINTINHO

DELEGACIA REGIONAL DE DELMIRO GOUVEIA - RUA 21 DE ABRIL, CENTRO
ACADEMIA DE POLICIA CIVIL - CAMPUS TAMANDARÉ, PONTAL DA BARRA

DELEGACIA REGIONAL DE MATRIZ DO CAMARAGIBE - RUA TABELIÃO DOMINGOS DE SOUZA, CENTRO

SUPERINTENDÊNCIA DA PRF de AL - AV. DUARVAL DE GOÉS MONTEIRO, TABULEIRO DO MARTINS, MACEIÓ SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL DA PF ALAGOAS - AV. WALTER ANANIAS, JARAGUÁ, MACEIÓ

vamos lutar disse...

PESSOAL E O DINHEIRO DO BANCO DO BRASIL QUEM VAI PERGA TODO MÊS SERAR QUE O CEL QUE ESTAR NA REFORMADO VAI

Anônimo disse...

VCS SÃO RIDÍCULOS

vamos lutar disse...

SOLDADO LUIZ ALVES VC É QUEM VAI PEGAR A DOAÇÃO(FURADAS) DO BANCO DO BRASIL PARA O 1ªBPM PORQUE NEM O BALDOMERO QUIZ VC LÁ CARA. CABO F41.1

Anônimo disse...

Não estou mim sentindo confortável de saber que os policiais da força nacional, tem uma diárias de 300 reais por dia, enquanto nós policiais alagoanos que também está envolvido para manter a ordem pública, o que faremos para ser reconhecido por este programa de segurança pública, pois somos todos trabalhadores de segurança pública, tanto da força nacional como da polícia militar, será que eles da força nacional sabem trabalhar, e nós da policia militar não sabemos ? é o que parece enquanto eles tem um salários dígno, e nós não passamos de um salário vergonhoso. Quem é o policial que vai se sentir bem,em saber que o seu parceiro da mesma graduação recebe um salário de nove mil reais só por que faz parte da força nacional, como poderemos render igualmente da mesma forma, tenha santa paciência doutores da lei.

Anônimo disse...

Querem um salário melhor? vão estudar mais. Vamos fazer uma campanha de valorização do policial militar pelo seu mérito intelectual. Quem possuir 2ºgrau recebe um adicional de 5% do subsídio. A cada curso superior que o policial concluir receberá um adicional de 20% do subsídio. A cada pós-graduação que o policial concluir, mais 15% do subsídio. A cada doutorado, mais 45% do subsídio. Se o policial conseguir um pós-doutorado receberá 55% do subsídio e atuará em áreas de formação e gestão dentro da PMAL. Gostaram da idéia?

Anônimo disse...

Eu só queria que o estado viesse a pagar metade da minha faculdade particular, pra mim não existiria incentivo maior aos estudos do que isso, ou até mesmo abrir uma cota nas próprias faculdades estaduais destinadas aos servidores públicos para capacitação intelectual de seus servidores!!

sgt da reserva/remunerada disse...

sou sargento e fui para reserva faz algum tempo, mais vou fazer minhas as palavras desse antigo de outra policia militar...

29/06/2012 foi meu último dia de trabalho na ativa da PMMG. Após 26 anos e 04 meses de serviço, estou sendo transferido para a reserva remunerada. Mas não é sem pesar que isso acontece, pois com 48 anos de idade sei que ainda poderia 'render' um pouco mais. Sou Subtenente há 06 anos e percebo que a PM atualmente incentiva muito os jovens policiais a progredirem na carreira, mas quanto aos mais velhos, os 'convida' a irem embora.

Sem direito a mais nenhuma promoção na ativa e com a pressão do trabalho (risco de vida, cobranças, carga horária, perseguições, etc), minha situação se traduz em um belo convite para ‘pedir a conta’, deixar a farda pendurada no guarda-roupas como um souvenir, e dar novo rumo à minha vida. Na mesma direção e sentido, o ato de transferência para a reserva me agracia com uma última promoção, acrescida do 6° QQ e do Adicional Trintenário, o que me empurra com mais força para a inatividade. Esse contexto, em palavras simples, resulta na absoluta falta de incentivo pra permanecer na ativa, mas com vários para sair.

Isso não é lógico.

Porque a PMMG não estende o plano de progressão na carreira dos praças da ativa até o oficialato? Porque as vagas do CHO não se dividem em um terço por antiguidade, independente do tempo na PM, e dois terços por merecimento? Se isso acontecesse, as promoções seriam mais rápidas e todos teriam incentivo para permanecer na ativa até o último dia possível, mesmo que os direitos resultantes da transferência para a inatividade ainda continuem atraentes. E tenho certeza que muitos militares compartilham da mesma ideia. Eu mesmo já cheguei a encaminhar mensagem com essa proposta ao ex-Cmt Geral, Sr Cel Renato, com cópia ao então Chefe do EM, Sr Cel Sant’anna, entretanto, eles sequer se dignaram a me responder...

Quero deixar claro que não estou sugerindo o corte dos direitos adquiridos com a inatividade, mas em aumento dos incentivos para a permanência na ativa. Em qualquer outra atividade profissional, inclusive nas Forças Armadas, as pessoas são motivadas a continuar produzindo enquanto tem saúde para o trabalho. Isso redunda na manutenção e incremento do funcionário experiente em áreas de chefia, com melhoria da qualidade do serviço prestado pela empresa/corporação. Qualquer empresa responsável tem interesse em manter os bons funcionários em sua equipe. Mas na PMMG, colocam barreiras e mais barreiras para impedir que os praças alcancem o oficialato pleno (como se o oficialato fosse restrito a um seleto grupo de selecionados por Deus, como se super dotados ou super humanos fossem). Mesmo os oficiais do CHO não são comparados aos do CFO, sendo comumente subvalorizados, e até menosprezados. Se não fossem poderiam continuar progredindo na carreira.

a segunda parte está a baixo

sgt da reserva/remunerada disse...

Agora, no final de tudo, só posso olhar pra trás e ver que combati o bom combate, completei a carreira, mas perdi a fé nessa Corporação. Mesmo que me orgulhe (e me orgulho mesmo!) de ter trabalhado na PMMG, levo para a reserva um gosto amargo em minha boca. Os que foram antes de mim, num passado próximo, também estavam amargurados e NENHUM DELES se arrependeu de ter saído. E muitos dos que ainda estão na ativa me confidenciaram sentir uma certa inveja da minha nova condição, pois se pudessem, sairiam imediatamente. Alguns deles chegaram a averbar TODOS os meses de férias-prêmio que dispunham, inclusive os remuneráveis, abrindo mão de receber essa espécie de “fundo de garantia”, com o fito de antecipar sua saída o máximo possível. Essa não é a mesma PMMG em que eu ingressei em 1986. Os colegas daquela época faziam questão de cumprir 30 anos de serviço pela satisfação de trabalhar na Corporação (a tal ponto que muitos adoeceram e até morreram pouco tempo depois de se aposentarem). Mas isso mudou. E mudou radicalmente. E é uma pena que tenha acontecido.

Quanto a mim, agora só me resta olhar pra frente e tentar ser útil e produtivo de outra forma, em outra função, enquanto tenho saúde pra isso. Acaba aqui minha história na PMMG. O que restar, será apenas lembrança.

Que Deus abençoe a todos nós.

Agradeço imensamente a você Renata, se publicar isso. Boa noite a todos.

Emergência 190 disse...

Ladrão rouba dois coletivos em menos de 10 minutos

Polícia permanece inerte, enquanto os bandidos ‘deitam e rolam’

A polícia ainda está inerte em relação a assaltos a coletivos na capital alagoana, mesmo com todo o aparato policial, oriundo do programa de combate a violência. Os assaltantes estão ‘deitando e rolando’. Somente na noite da segunda-feira (02) a Central de Polícia registrou cinco assaltos a coletivos em Maceió. Nos dois últimos registros, o ladrão roubou dois coletivos em menos de 10 minutos.

Esse assalto foi mais um dos casos inusitados que acontece em Maceió. Por volta das 22h30, um homem usando boné deu sinal para o motorista do coletivo da empresa Massayó, que fazia a linha 110, Village Campestre / Trapiche, placa NLY 4965/AL, que prontamente parou. Quando o carro chegou nas imediações do bairro do Feitosa, o assalto foi anunciado. O ladrão levou a renda do cobrador. As vítimas seguiram para a Central de Polícia.

Minutos depois, outros rodoviários, que estavam no coletivo da empresa Piedade, que fazia a linha 104, Benedito Bentes / Trapiche, placa MVJ 6747/AL, chegaram na Central de Polícia, onde relataram que foram assaltados por um homem de boné, que havia pego o coletivo no bairro do Feitosa, no mesmo ponto onde o assaltante desceu.

A polícia contou que vai solicitar as gravações dos coletivos para verificar se o assalto foi praticado pelo mesmo meliante. Enquanto isso os rodoviários seguem temerosos.

Emergência 190 disse...

Ladrão, homicida e estuprador é executado no Vergel do Lago

O reeducando Adeildo Ferreira dos Santos, 20, foi executado com vários tiros na noite da segunda-feira (02), no Conjunto Virgem dos Pobre 1, no bairro do Vergel do Lago, Zona Sul de Maceió. A polícia informou que a vítima já havia sido presa por crime de roubo qualificado, homicídio e estupro.

Segundo testemunhas, Adeildo foi perseguido por dois homens que estavam em uma bicicleta e atiraram diversas vezes em sua cabeça. Equipes do 1º Batalhão da Polícia Militar, sob o comando do capitão Paulo Costa, realizaram os primeiros levantamentos no local do crime. A polícia levantou que a vítima respondia pelos crimes de homicídio, na cidade de São Miguel dos Campos. Em 2010 Adeildo foi preso na cidade do Pilar, sob a acusação de crime de estupro; em Maceió, respondia pelo crime de roubo.

Mais um caso para os agentes da Delegacia de Homicídios.

Emergência 190 disse...

bandido assalta coletivo na Fernandes Lima

Rodoviário suspeita que o assaltante seja o mesmo que cometeu um assalto na sexta

A ousadia é a palavra chave para resumir a onda de assalto a coletivo na capital alagoana, mesmo com todo aparado policial que cobre Maceió. Indiferente ao Plano de Segurança, os assaltantes estão fazendo a ‘festa’ na capital. Na noite da segunda-feira (02), um assaltante novamente rendeu o motorista do coletivo da empresa Real Alagoas, que fazia a linha 012, José da Silva Peixoto / Centro, placa MVJ 6275/AL, e anunciou o assalto.

O crime aconteceu na Avenida Fernandes Lima, no bairro do Farol, um dos pontos mais movimentado da capital alagoana. Segundo testemunhas, o assaltante é o mesmo que roubo o coletivo na noite da última sexta-feira, nas imediações do Parque Gonçalves Ledo.

As vítimas foram para a Central de Polícia, onde prestaram queixa.

oficial/praça=pm. disse...

tenente,capitão,major é pm também porra!será que não tem nenhum que bata de frente com o sistema errado?que entregue as coisas erradas que vê lá dentro?é obrigação sua também caro oficial,de melhorar nossa policia,fazer com que o pm seja valorizado e que se sinta um profissional,logo vocês que odeiam anonimato,não fiquem nele,façam sua parte,não esperem pelos outros pois se depender disso,já era!não joguem o bambão pra o mais fraco,tenha culhões(ou não) e faça sua parte,assuma oque faz porra!a tropa depende de vocês!existem alguns que num instante escrevem aqui só ridicularizando idéias dos companheiros,mas,e você?oque você já fez pra valorizar sua corporação além de tentar de todos os modos subir na classificação oficial?você também é pm!valorizando a pmal,vocês estarão se valorizando.

Anônimo disse...

Quando, no decurso da História do Homem, se torna necessário a um povo quebrar os elos políticos que o ligavam a um outro e assumir, de entre os poderes terrenos, um estatuto de diferenciação e igualdade ao qual as Leis da Natureza e do Deus da Natureza lhe conferem direito, o respeito que é devido perante as opiniões da Humanidade exige que esse povo declare as razões que o impelem à separação.
Consideramos estas verdades por si mesmo evidentes, que todos os homens são criados iguais, sendo-lhes conferidos pelo seu Criador certos Direitos inalienáveis, entre os quais se contam a Vida, a Liberdade e a busca da Felicidade. Que para garantir estes Direitos, são instituídos Governos entre os Homens, derivando os seus justos poderes do consentimento dos governados. Que sempre que qualquer Forma de Governo se torne destruidora de tais propósitos, o Povo tem Direito a alterá-la ou aboli-la, bem como a instituir um novo Governo, assentando os seus fundamentos nesses princípios e organizando os seus poderes do modo que lhe pareça mais adequado à promoção da sua Segurança e Felicidade. É verdade que a sensatez aconselha que não se substituam Governos há muito estabelecidos por razões levianas e momentâneas; e de facto a experiência mostra-nos que, enquanto lhe for possível suportar as contrariedades, a Humanidade está mais disposta a sofrer do que a reparar os erros abolindo as formas a que se habituaram. Mas quando um extenso rol de abusos e usurpações, invariavelmente com um mesmo Objetivo, evidencia a intenção de o enfraquecer sob um Despotismo absoluto, é seu direito, é seu dever, destituir tal Governo e nomear novos Guardas para a sua segurança futura.

Anônimo disse...

certo, seu maquiavel, muito bem.

Anônimo disse...

MAQUIAVEL!!!! SEU MONSTRO é um techo da DECLARAÇÃO DE INDEPENDENCIA AMERICANA!!!! kkkkkk !!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

DESCULPE-O, DEVE SER UM OFICIAL DA TURMA DA DENILMA.

: /

Anônimo disse...

Sou da "turma Denilma", e afirmo que toda generalização é burra, tanto quanto a unanimidade.

Poderia falar que antes de nós, os concursos nem existiam, logo todos os oficiais e praças não prestam.

Poderia falar que depois de nós os oficiais e praças não amam mais a policia militar e são um monte de macetosos e analfabetos profissionais.

Mas prefiro dizer que em policia, temos uma representação da sociedade alagoana, onde existem varios representantes da educação, cultura, política, onde alguns são analfabetos, outros não tem cultura nenhuma e varios não tem caratér.

Não gosto de ver integrantes, companheiros profissionais com opniões pré-concebidas, de que turma "A" ou turma "B" é isso ou aquilo, pois leio muito e tb estudei bastante, estou desistimulado com muitos, pois nem minha inteligência ou vontade os pensantes da polícia utilizam.

O bom aqui é é subserviente, o analfabeto, pois um não tem vontade nem hombridade e o outro não vai questionar as ordens mal dadas, não de pessoas burras, sim por pessoas mal intencionadas.

Acabo esta resposta aos companheiros preconceituosos e burros dizendo que revejam seus conceitos.

FUI EXPULSO-ALDO SERGIO disse...

9. SOLUÇÃO DE SINDICÂNCIA Portaria n° 275/11 - Sind - CG/Correg. de 13.09.2011 Sindicante: 2° Ten QOC PM, mat. 109274, Nyron Fillipe Rodrigues Padilha Sindicado: Sd PM, mat. 96348, Aldo Sérgio dos Santos Silva Ofendidos: José Ramilson da Silva e Carlos Eduardo Gonçalves Escrivão: 1o Sgt PM, mat. 80830, Eronildo José dos Santos Defensor: Marcos Alexandre Azevedo de Miranda - OAB/AL n° 5350 e Cristiano Barbosa Moreira – OAB nº 7563 Motivo: Apurar as circunstâncias do homicídio de um flanelinha, ocorrido na data de 20/08/11, no Clube Fênix Alagoana, Avenida Duque de Caxias, cujos fatos envolvem o Sd PM, mat. 96348, Aldo Sérgio dos Santos Silva, pertencente ao BPRp, em consonância ao Of. n° 302/11-CPC, Of. n° 0582/11-Cmdo, reportagens dos periódicos, Cadaminuto, Gazeta Web, Tudo na Hora e Emergência 190, datadas de 30 e 31/08/11.
Resolve:
1. Discordar do parecer do Oficial Sindicante, quanto ao sobrestamento do presente Processo Administrativo até decisão em âmbito penal, haja vista o Princípio da Independência das Instâncias Administrativa e Penal e não restarem dúvidas do envolvimento do Sindicado nos fatos apurados;
2. Licenciar das fileiras da Polícia Militar de Alagoas, ex-officio, a bem da disciplina e da moralidade da Administração Pública, o Sd PM, mat. 96348, Aldo Sérgio dos Santos Silva, pertencente ao BPRp, nos termos do art. 48, § 1º, I, e § 4º, do RDPMAL, pela prática de atos que afetam a Honra Pessoal, o Pundonor Policial Militar, o Decoro da Classe e a Ética Policial Militar, incurso desta forma no art. 8º, incisos I, III, IV, XIII, XVI, XVII e XIX e art. 40, V, tudo do Decreto nº 37042 de 06/11/1996 (Regulamento Disciplinar da PMAL), c/c o caput do art. 33, art. 34, art. 39, incisos I, III, IV, XII, XIII, XVI, XVII e XIX e Art. 47, inciso IV, § 2º, da Lei Estadual nº 5.346/92 (Estatuto dos Policiais Militares de Alagoas);
3. Determinar ao Diretor de Pessoal que adote as providências necessárias e legais para a efetivação do ato administrativo de licenciamento da Praça em questão, após parecer da PGE;
4. Encaminhar os autos da presente Sindicância à PGE para análise dos requisitos legais, conforme Of. PGE-GAB nº 321/99, publicado no Diário Oficial do Estado nº 183, de 30 de novembro de 1999;
LICENCIAMENTO DE PRAÇA “EX-OFFÍCIO” A BEM DA DISCIPLINA SOLUÇÃO DE SINDICÂNCIA Licencio ―ex-offício” das fileiras da Corporação, a Bem da Disciplina, o Sd PM 9462.02 - Mat. 96348 ALDO SÉRGIO DOS SANTOS SILVA, do BPGd, com fulcro no Art. 65, § 2º, ―a‖, da Lei 5.346/92 (EPMEAL), c/c o Art. 48, § 1º, I, e § 4º do RDPMAL, pela prática de atos que afetam a Honra Pessoal, o Pundonor Policial Militar, o Decoro da Classe e a Ética Policial, incurso desta forma no art. 8º, incisos I, III, IV, XIII, XVI, XVII e XIX e art. 40, V, tudo do Decreto nº 37042 de 06/11/1996 (Regulamento Disciplinar da PMAL), c/c o caput do art. 33, art. 34, art. 39, incisos I, III, IV, XII, XIII, XVI, XVII e XIX e Art. 47, inciso IV, § 2º, da Lei Estadual nº 5.346/92 (Estatuto dos Policiais Militares de Alagoas), com o aprovo do Parecer SUB PGE/GAB nº 4019/2012, emanados nos autos do processo nº 1204-4647/2012 (Decisão de Sindicância Administrativa Disciplinar Militar). O ex-militar é praça de 04.07.2002, nascido em 06.06.1975, Maceió-AL, Mat. 96348, CPF nº 025.916.374-07, filho de Pedro Luciano da Silva Filho e de Telma dos Santos Silva, residente no Condomínio Morada dos Palmares, 32 - Tabuleiro do Martins - Maceió - AL - 57061610à, recebendo nesta data o Certificado Militar de Isenção nº 185776, série ―A‖, da PMAL.

Jose Enaldo da Silva Junior disse...

ALDO SERGIO preciso entrar em contato com você, gostaria de ajudar na sua situação. Por favor, manda um e-mail para mim através de enaldo@oliveiracampaniniadvogadosassociados.com.br um abraço meu amigo.

Jose Enaldo

2002 colega de rp do Aldo e que torce para que ele volte logo,ele é corno mais é meu amigo. disse...

ladrão de cargas,assaltantes,drogados,ladrões,quadrilhas inteiras já foram reincluídas nessa pmal,Aldo é um cara de bem e certamente voltará,ou não!,talvez ele só voltasse se tivesse incluído nos crimes acima,pois esse governo é todo bandido mesmo...!
cai fora dessa canetinha...

Luiz Alves disse...

Caro "vamos lutar", voce esqueceu de colocar algumas pontuações, e de repente o que voce quiz dizer não ficou muito claro, mas não esquente com isso, somos parceiros.
E mantenha a lambedeira amolada, Alagoas está muito violenta. Um abraço!
Aldo, lembro que nos encontramos no CHPM, e te dei o numero de alguem...
Pelo jeito o negocio enganchou de vez, me mande um e-mail com algum numero para mantermos contato, alguns pessoas querem te ajudar.
Boa sorte!

Anônimo disse...

Que coisa patética! Afirmar que tem orgulho de ser Denilma, a meu ver, o é o mesmo que assinar um atestado de burrice. Kkkkkkkkk... Esse nem imagina o que ter brio. Fica quieto pra sair na foto!

Anônimo disse...

esse comentário do anônimo em 5.7.12, demonstra que o imbecil além de tudo não sabe ler pois não tem no texto em lugar nenhum a palavra orgulho.

E quanto a estudar, até continuo sim, mas vc realmente deveria ir se tratar para parar inventar palavras ou sentimentos que não vejo no texto, recalcado.

Sheila disse...

Olá Luiz Alves!! Sou noiva de Aldo sérgio e vi seu comentário sobre querer contato dele para tentar ajudar. Acho que lembra de mim, estava com ele no CHPM quando o encontrou. Como faço para manter contato?

Anônimo disse...

Fico a cavalheiro a questionar o Governo quanto ao estar se colocando ao lado do servidor! Por quê tantos cargos comissionados e em espera saem no DO? Será que com a diminuição dos mesmos e pondo os servidores efetivos para atuarem neles, - sabendo-se que, o valor pago ao funcionário é de 40% do valor total da gratificação - não seria feitas as diminuições orçamentárias que tanto o governo prega? Acho que isso é uma ideia a ser posta em baila e assim, o governo daria mostras da verdadeira valorização do servidor público que tanto tenta se esmerar ao servir o público! Aguardo resposta por parte deste período eletrônico, como também, das autoridades competentes. Bom dia e obrigado ALtempo.

Daniel Marques Dantas Carnaúba.

Anônimo disse...

Como é de se saber, o ALemtemporeal não se fez o direito de citar o fato que elenquei acima, no dia 26-03-2013, naquele periódico eletrônico. Pena, mas é fato que o periódico aqui citado é conivente com os desmandos cometidos pelo governo do estado e se torna mais participe do crime contra o estado de Alagoas e os servidores públicos. Fato é que, sinto-me lesado por não ter sido veiculado o comentário que fiz - como outros que fiz - e sei de que este fato é sempre feito por outros periódicos, que coniventemente, fazem este expediente. Falar a verdade neste estado é crime, ser mal servidor é um prêmio aos dirigentes que temos... Fico muito decepcionado com isso, e sei que vocês são também! É fato e isso é algo que os governos que tivemos, temos e teremos sempre irão fazer! Bom dia à BEF!
Daniel Marques Dantas Carnaúba

Anônimo disse...

Segue em anexo a matéria aqui elencada! Bom dia!

http://www.alagoastempo.com.br/noticia/37278/alagoas/2013/03/26/governador-recebe-coroneis-da-pm-e-do-corpo-de-bombeiros.html

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver