As escandalosas paredes de papel

Os leitores, bem como toda a sociedade alagoana, puderam acompanhar em meados de julho do ano passado, em entrevista coletiva – bem ao seu estilo espalhafatoso – o secretário (e profissional da gatunagem) Dario “Falcatruas”, o César, bradar em alto e bom som para quem quisesse ouvir: “cometeu crime quem pagou e recebeu pela construção desse presídio”, numa alusão às facilidades apresentadas aos prisioneiros que conseguiam fugar do Presídio Baldomero Cavalcante.
Dez meses depois da instalação das badaladas unidades blindadas, mais um escândalo – dos inúmeros que já eclodiram e eclodem frequentemente em seu desastroso reinado – vem à tona escancarando o grau de ladroagem sofisticado, denotando que o modus operandi presente dentro das estruturas da secretaria que, em tese, deveria ser responsável pela Segurança Pública, assemelha-se à uma verdadeira formação de quadrilha, cuja finalidade é uma só: desviar o máximo de dinheiro público possível.
Desta feita, a suspeita, mais que comprovada, recai sobre a Verdi Construções, empresa responsável e escolhida pelo farsante (e ladrão), cujo orçamento pago no valor de 3,6 milhões de reais – segundo denúncia do conceituado jornal Folha de São Paulo – referente à compra de módulos de segurança máxima, foram superfaturados.
O contrato (feito com dispensa de licitação) trazia paredes de apenas 3,5 centímetros de concreto simples, ao invés dos quase 15 centímetros de concreto especial intransponível, unidas a armações de teto que sequer possuíam aço, o que faz com que um simples chute imposto por um preso de maior compleição física ou uma pancada de marreta fossem suficientes para romper a estrutura vendida por “máxima”, “inviolável a disparos de fuzil”, mas que não se arremeda à mínima.
É um verdadeiro bando, uma organização criminosa comandada pelo hoje secretário Dário Cesar, cuja orientação amiúde é roubar o que é do povo.
Não se trata da primeira vez que o malandro Dário “passa a mão” no que é do erário. Em um passado recente, a Operação Espectro mostrou que o guloso Dário estava imerso até os cabelos na podridão que foi o desvio de mais de 300 milhões em alimentação (compradas ou falsamente adquiridas a fornecedores laranjas), cuja blindagem do Governo Estadual preservou seu emprego, a serviço do peculato. Incutindo em seu ser a sensação de impunidade: a licença para roubar.
Não esquecemos também do escândalo dos contratos superfaturados para locação de viaturas (clique aqui) celebradas sempre com empresas como a Acioly Rent a Car, assim como a compra fraudulenta de um helicóptero em São Paulo, na qual a proposta era, além da mais onerosa ao Estado, a pior em aspectos técnicos.
A guerra, ao nosso ver, está perdida. Pois temos um LADRÃO, disposto a tudo para desviar dinheiro estadual, sem o mínimo escrúpulo, comandando a Segurança Pública do Estado, e um FORA DA LEI, cuja prisão já houvera sido decretada pelo mais antigo Desembargador Alagoano em um cargo estratégico, a serviço dos bandidos de colarinho.
Vamos deixar uma pergunta ao secretário, que sabemos ler diariamente este blog: “se quem pagou e recebeu pelo Baldomero cometeu crime, o que dizer de quem PAGOU E RECEBEU por celas de segurança máxima que não existem?”



6 comentários :

Cabo Davi Dantas disse...

Em 12 abril, se não me engano, a nova composição do GECOC tomou posse. Naquela tarde o Promotor Dr. Alfredo Gaspar, quando perguntado pelo repórter Jonatas Maresias, do Cada Minuto, sobre a “Operação Espectro”, disse o seguinte:

“Infelizmente, a sangria não foi cessada. Garantimos que os servidores públicos envolvidos serão responsabilizados. No entanto, é necessário se fazer uma ressalva. Debrucei-me sob os autos e não vi – repito – não vi nenhum nome de servidor público. Havendo, agiremos dentro da legalidade e, tão logo, denunciaremos.”

E agora, Dr Gaspar, o que mais é preciso para que o senhor atue como deve atuar?

Anônimo disse...

Pelos meus cálculos, tem que ter a seguinte quantidade de módulos:
27 deputados estaduais
09 deputados federais
03 senadores
21 vereadores
02 governador e vice
01 prefeito
42 TOTAL
OBS: a vice não assumiu nenhum dia, portanto,ainda não é bandida.
Alguém discorda deste cálculo?

Capitão Rocha Lima, o Virgulino Lampiano disse...

Eu discordo!

Faltou as celas do Lulu e a do Dadá...

Anônimo disse...

O que dizer de um policial?

Ele é aquele que é julgado pela sociedade hipócrita em que vivemos, até porque não são todas as pessoas que sabem o valor de um desses heróis da vida real.

Nem todos sabem que um policial, também tem uma família que ele ama, assim como você também ama a sua família. As pessoas que julgam um policial, esquecem que ele também é um ser humano e , assim como todos nós ele também tem defeitos, erra, sofre ,chora, ama, aprende ,ensina, enfim tem sentimentos.

Mais ao contrario dos que são contra e falam mal dos policiais, eu vim aqui, através deste para falar quem são eles no meu ponto de vista.

O policial é aquele que vive o seu dia-a-dia em uma busca implacável, contra o crime, a violência, e contra aquele que lhe fez sofrer, quando matou seu filho na porta de sua casa assim que ele chegava do serviço, contra aquele que lhe causou angustia quando sequestrou sua filha assim que ela chegou na esquina de casa, contra aquele que roubou o carro que o senhor conseguiu comprar com o suor do seu trabalho.

O policial é aquele que quando acerta ninguém vê, mais quando erra ninguém esquece, ele é aquele que nas noites de temporal, abandona sua casa, sua esposa, seus filhos, para cuidar e proteger a SUA família, sim senhor cidadão a SUA família, o policial arrisca sua vida todos os dias, para proteger a SUA vida, isso mesmo a SUA vida, agora me diz quais são os motivos que o senhor tem para falar mal desse que muitas vezes o senhor julga como, monstro, preguiçoso e até mesmo vagabundo? Muitas pessoas os julgam, quando eles demoram alguns minutos para atender o seu chamado, até mesmo se eles param para tomar uma só xícara de café, mais vejam só... Qual é a pessoa na terra que por opção escolheu trabalhar, sempre com um só lema ; MISSÃO DADA PARCEIRO É MISSÃO CUMPRIDA’ e cumprir o juramento que fizeram ‘MESMO COM O RISCO DA PRÓPRIA VIDA’?

Escrevi isso para que todos possam refletir, antes de pensarem em querer julgar alguém.

Anônimo disse...

ESSE ESTADINHO DE ALAGOAS É DEZ,DESMORALIZADO ESPERAR O QUE DA JUSTIÇA SE ATÉ ESTA ESTA COMPRADA EM TODAS AS SUAS ESFÉRAS.

Sócio da ASSOMAL disse...

ASSOMAL promoveu uma feijoada no sábado (1º)

A Associação dos Oficiais Militares de Alagoas (ASSOMAL) em parceria com o restaurante do clube promoveu no sábado (1º) de setembro, a partir das 10h, uma feijoada para todos os Oficiais da Polícia e do Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas. O evento foi no Clube Social da entidade, situado na Av. Assis Chateaubriand, no bairro do Trapiche da Barra.

Para combinar com a feijoada, foi convidado o Grupo de Pagode Pura Raiz que tocou vários sucessos da nova geração desse estilo musical, como também as músicas que marcaram época.

Para maiores informações clique aqui.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver