Essa é a nossa PMAL

Na minha vasta estupidez e inocência de 20 anos de Polícia Militar como Oficial, atualmente superior, sempre imaginei que uma Reunião de Alto Comando da PMAL tratava de assuntos relevantes para a força, tipo:
– Propostas salariais viáveis para serem apresentadas ao Governo;
– Mudança na política de promoções e movimentações, pois atualmente é uma vergonha os critérios;
– Medidas para construção das sedes operacionais para acabar com os chiqueiros que somos submetidos a utilizar;
– Melhoria do atendimento no CHPM, ou mesmo acabar com o quadro QOS se não existir proposta de melhora e utilizar a Junta Médica.
Entre tantos outros assuntos importantes, que deveriam ser tratados em uma ocasião como esta, onde são empregados recursos públicos para trazerem de Brasília.
Mas, para a minha surpresa – e até pensei na primeira vez que escutei sobre o assunto em uma conversa informal, que se tratava de uma brincadeira da pessoa com quem eu conversava – só acreditei depois de ver o documento oficial (BGO nº 166, de 31/08/2012) com as propostas relevantes apresentadas durante a 1ª Reunião de Alto Comando da PMAL, que foram:
VEJAM AS PÉROLAS
Cel QOC Paulo Sérgio destacou a importância de agregar toda a PMAL e a população na sua confecção (Vamos fazer agora audiência pública para defenir os destinos da PMAL);
Cel QOC Luiz Carlos disse que todo o trabalho deverá começar em observância a legislação (Realmente tem que ser lembrado, pois alguns FULLs esqueceram dessa lição, em especial o Corregedor);
Cel QOC Veríssimo sugeriu que a Educação Física fosse realizada no período vespertino (Acho que ele não tem mulher nem filhos);
Cel QOC Paulo Sérgio corroborou com a ideia, afirmando que haverá uma melhoria para a Administração (Será que ele não sabe que já estamos acima da carga horária);
Cel QOC Gilmar concordou com o aumento da carga horária administrativa, dada a grande disparidade existente em relação à operacional, a fim de otimizar o emprego do efetivo burocrático e dar celeridade aos processos administrativos (O tarado que quando foi praça era macetoso até doer);
Ten Cel QOC Louvercy afirmou ser favorável à continuidade da realização da educação física nos moldes vigentes, isto é, às 2as, 4as e 6as feiras, pela manhã. (Hummm, não quer perder a aula de aeróbica);
Ten Cel QOC Albino chamou à atenção pela importância da preservação de valores na Corporação, pois o aumento da jornada de trabalho não corresponde, necessariamente, à melhoria dos serviços, aduzindo ainda que o turno de seis horas ininterruptas exige um maior condicionamento físico do policial militar Enfim uma pequena luz no fim do túnel).
Depois de tanto blá, blá, blá, ficou deliberado que, a partir de 1º de setembro de 2012, as atividades de Educação Física serão realizadas às terças e quintas-feiras, no período das 07:00h às 08:30h, devendo seus participantes encontrarem-se prontos para o expediente administrativo, às 09:00h.
E para salvar a reunião, o único sopro de bom senso:
Cel QOC Luiz Carlos sugeriu colocar em pauta, para a próxima reunião, o tema Reajuste dos Subsídios dos Militares de Alagoas, uma vez que foi concedido reajuste para os Soldados PM, ficando os subsídios dessa graduação superior aos dos Cabos PM.
Gostaria de saber se quando a Alta Cúpula do Judiciário, ou da Policia Federal, ou da Polícia do DF, ou de outras instituições se reúnem, tratam de assuntos tão “relevantes” como os que nossos chefes discutem?
Não satisfeito, pesquisei e comparei. Resultado: há diferença entre a nossa PMAL e outras instituições públicas.
Foram selecionados alguns itens/objetivos:
PMDF
– Identificar e destinar as fontes de financiamento dos programas e projetos e operações especiais orçamentárias;
– Identificar e destinar as fontes de financiamento dos programas e projetos e operações especiais extra-orçamentárias;
– Iniciativa Estratégica: Ampliar as fontes de receita provenientes de convênios;
– Estimular o desenvolvimento das parcerias público-privadas;
– Elaborar estudo para definição do modelo adequado para alocação e contratação de pessoal técnico-especializado;
– Implantar o Plano de Cargos e Salários da PMDF;
– Desenvolver iniciativas orientadas a melhoria das condições físicas dos policiais militares;
– Desenvolver iniciativas orientadas a melhoria das condições de saúde e qualidade de vida dos policiais militares, seus dependentes e pensionistas;
– Desenvolver estudos sobre doenças relacionadas à atividade policial;
– Desenvolver campanhas de incentivo à atividade física/desportiva;
– Iniciativa Estratégica: Implantar o Centro Médico para a PMDF;
– Iniciativa Estratégica: Descentralizar o serviço de saúde.
PMMG
Definir o perfil do profissional de segurança pública;
Reestruturar o sistema de recrutamento e seleção;
Modernizar o ensino profissional da Polícia Militar;
Modernizar o treinamento profissional da Polícia Militar;
Revisar e atualizar as normas de interesse da Polícia Militar;
Modernizar a atividade de promoção social na PMMG, ampliando programas voltados para a melhoria da qualidade de vida da família policial militar;
Investir na qualidade do ensino assistencial prestado pelo Colégio Tiradentes da Polícia Militar (CTPM) nas suas diversas Unidades;
Empregar os talentos humanos, de forma lógica e racional, priorizando o desenvolvimento da atividade preventiva afeta à PMMG;
Reestruturar as atividades do policiamento velado na PMMG;
Focalizar a atividade de inteligência na prevenção e enfrentamento das condutas delitivas relacionadas à criminalidade organizada, no âmbito do Estado de Minas Gerais;
Modernizar a estrutura organizacional da PMMG;
Garantir o suprimento logístico necessário ao desenvolvimento das atividades de polícia ostensiva;
– Fortalecer a imagem da PMMG junto aos diversos segmentos da sociedade;
– (...)
Ao todo foram 42 objetivos elencados.
FAB
– Estabelecer sua visão de curto, médio e longo prazos, por meio do desenho da Força desejada, considerando cenários em horizontes temporais variáveis;
– Exercitar um processo de planejamento orientado a resultados, dotando a Força de ferramentas suficientemente flexíveis, para que as respostas aos estímulos externos e internos sejam oportunas e consistentes;
– Integrar as funções de planejamento, orçamento e gestão por meio de um sistema corporativo que permita realizar a programação das ações a serem desenvolvidas em horizontes temporais compatíveis com as mudanças e as incertezas que cercam o processo econômico- financeiro;
– Promover o alinhamento conceitual estabelecido pelos documentos condicionantes do planejamento no nível subsetorial, de competência do Comando da Aeronáutica.
VOCÊS CONSEGUIRAM NOTAR ALGUMA DIFERENÇA ENTRE A REUNIÃO DA PMAL E DOS OUTROS ÓRGÃOS ESTATAIS? SERÁ QUE SOMOS TÃO INCOMPETENTES ASSIM? Se formos:



9 comentários :

Anônimo disse...

Algumas ideias para serem colocadas em pauta na proxima reunião:
- mudança da atual e imoral lei de promoção da PMAL, que privilegia os babões e quem não trabalha para combater a criminalidade;
- estudo para que se acabe com o rancho e a alimentação dos PPMMs seja feita através de fornecimento de Ticket refeição;
- criar comissão para que seja elaborado projetos unificados e padronizados para a construção de BPMs, Cias Ind, Cias destacadas e GPMs;
- Implantar uma politica de valorização policial, com ajuda do governo estadual, facilitando a aquisição de casa propria e aumento real do salário;

Anônimo disse...

Um dos grandes problemas da PMAl é a atual falta de efetivo. Vamos fazer igual a Sergipe, que compra as licenças especiais dos seus policiais militares. Assim teriamos mais policiais nas ruas, pois tenho certeza que muitos companheiros iriam preferir vender suas LEs e auferir uma graninha extra para trocar o carro, reformar o imovel ou comprar a casa propria, sem contar que a sociedade teria um incremento de cerca de 10% do efetivo para realizar o policiamento e combater a criminalidade. Mas o Sr. Dário Cesar é tão burro e tapado que não consegue nem copiar uma boa ideia que dá certo.

Anônimo disse...

Isso demonstra claramente a falta de competencia dos coronéis que comandam a PMAL. O Batinga acha isso maravilhoso, pois nas reiuniões do CPC ele caga na cabeça de tudinho. Estamos ferrados com essa atual cúpula da PMAL.

Anônimo disse...

Flagrantes na Central de Polícia serão filmados
Decisão, que não agrada Defesa Social, deve reforçar envolvimento de suspeitos em crimes

Duas decisões do Conselho Estadual de Segurança (Conseg) de Alagoas devem alterar os procedimentos dos flagrantes realizados na Central de Polícia, em Maceió e Arapiraca e dos exames de corpo e delito no Instituto Médico Legal (IML) da Capital.

Os flagrantes, de acordo com o que foi decidido, após inspeção de integrantes do Conseg que estiveram na companhia do juiz Mauricio Brêda, da 17º Vara Criminal de Maceió, na Central de Polícia durante este final de semana, passaram também a serem gravados em vídeo e não somente em papel.

Nesta segunda-feira (10) à noite o próprio magistrado acompanhado da delegada Luci Mônica, da Diretoria de Estatística e Informática, vão estar presentes na Central de Polícia para ‘inaugurarem’ o recurso audiovisual durante os depoimentos de suspeitos.

O juiz esclareceu que este recurso já é adotado pelo Poder Judiciário e pelo Ministério Público Estadual (MPE) e que não há razão para que a Polícia Civil também não faça pois além de todas as vantagens assegura a fidelidade dos depoimentos.

Mas a delegada pondera. "Da forma que é feito hoje, nós imprimimos seis cópias do flagrante e encaminhamos para vários órgãos. Com o audiviosual teremos que mandar cópia dos DVDs e um breve relatório", argumentou Luci Mônica.

A outra decisão dos conselheiros é em relação ao local dos exames de corpo e delito. Os exames deverão ser realizados no Hospital da Polícia Militar (HPM) de Alagoas, que funciona ao lado do quartel geral da corporação, no Centro.

Na reunião desta segunda-feira também foi decidido negar o pedido do capitão PM Rocha Lima para retomar o direito de portar arma de fogo. No último dia 23, o oficial - que já chegou a enfrentar processo de expulsão da PM - foi preso depois de efetuar disparos em direção a residência de um filho de um delegado de PC e urinar em local público no bairro da Serraria, em Maceió.

Anônimo disse...

Só tenho uma coisa a dizer isso é "falta d vergonha na cara" desses superiores q se acham os tampas e nós aqui desestimulados!!!!!!!

Anônimo disse...

E eu que me ferrei pois passava seg qua e sex em casa coçando o saco,agora só irei pasar tte e qui ai é lasca

Anônimo disse...

COMPLETA FALTA DE RESPEITO PERANTE A TROPA... MAS É ASSIM MESMO, COLHEMOS AQUILO QUE PLANTAMOS. DIANTE TODOS ESSES FATOS QUE SÓ NO MEU VER DESANIMAM QUALQUER TRABALHADOR... NÃO FAZEMOS NADA...

Anônimo disse...

Mas a culpa não é dos coronéis não, é da Denilma Bulhões...

Anônimo disse...

comandante geral var para a frete da tropa e der uma palavra concreta para atropa o seu tempo foi carregado a bolsa do senador senador collor

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver