Paulo Brêda, “sua forma de agir perdeu o jogo”

Em 19 de setembro de 2011, o Dr Paulo Brêda, em seus primeiros momentos à frente do Conselho Estadual de Segurança Pública (CONSEG), mais especificamente em seu discurso de posse, destacou que “é preciso haver uma maior participação da sociedade no combate à violência”, e que “o governo não deve combater o alto índice de criminalidade apenas com polícia, mas com investimentos em políticas públicas”.
Na ocasião, apesar de notado no enfadonho discurso de posse que a participação da base tropa não fazia parte dos planos dessa nova gestão do CONSEG, eu quase acreditei que finalmente teríamos alguém que fosse mostrar serviço à frente de importante pasta. Ledo engano. Paulo Brêda, fora a mirabolante ação de “acabar com as regalias dos presos militares do GPMTB (Grupamento Policial Militar do Trapiche da Barra)”, o que fez com que os presos militares fossem conduzidos para o presídio Baldomero Cavalcante, quase sendo misturados com os presos “civis”, expondo-os ao risco de morte, nada mais fez! Durante o período de sua presidência, apesar de ter ficado mais de três anos como conselheiro antes de ser presidente, apesar de ter dito para a sociedade que “os problemas da segurança de Alagoas tem solução, como todos os problemas tem solução”, Paulo Brêda teve uma passagem apagada.
É, senhores... O Dr Brêda acreditou que “pudesse mudar o mundo”. Ele andou dizendo na imprensa que, após três anos de grande aprendizagem, se sentia qualificado para desempenhar altivamente a missão que lhe estava sendo confiada, não obstante tivesse reconhecido que a realidade atual é semelhante à de dez ou cinco anos atrás; com drogas, homicídios, assaltos... Não tendo mudado nada!
Eu poderia, aqui nesse momento, levantar inúmeras teses para revelar em quais pontos esse homem errou. Mas isso não será preciso. Ele já o fez. As postagens ao longo da existência desse blog apontaram inúmeras soluções para os nossos problemas, as quais foram ignoradas; não apenas pelo nosso comando, mas também pelo Dr Brêda (e os demais conselheiros). E se hoje nós (o BEF) fazemos críticas, é porque as nossas sugestões não foram ouvidas, ou seja, parafraseando uma de suas frases, nossas sugestões não foram postas em prática. Porém, se ainda assim me cabe dizer algo, eu devolvo ao Dr Paulo as palavras que ele “profeticamente” disse numa entrevista: “nós perdemos o jogo, a nossa forma de agir perdeu o jogo”. Vejamos o áudio da afirmação:


Por fim, quero deixar uma lição este advogado, que nem mesmo sabe quais são os níveis hierárquicos da PM, e nem mesmo a diferença entre posto e graduação: “se o governo realmente quiser combater o alto índice de criminalidade, antes de fazer investimentos em políticas públicas, deve investir em suas polícias, atendendo aos seus anseios”.
OBS: Ao longo dos 14 meses em que o Dr Paulo Brêda esteve à frente do CONSEG o efetivo da PMAL foi de 7.897 militares, para os atuais 7.328. Pena que “somente as regalias dos presos é que foram enxergadas por ele”.


14 comentários :

Anônimo disse...

É de matérias assim que precisamos. Vocês estão de parabéns pela pertinência e relevância do texto. Concordo com a afirmação de que o governo deve investir nas polícias antes de qualquer coisa, pois o resultado desse investimento é imediato. E somente depois investir nas políticas públicas, pois o resultado que delas requer tempo para percepção dos duradouros resultados. Quanto ao áudio, recomendo que quem puder que ouça com um fone de ouvidos ou que equalize, pois a qualidade não está muito boa. Aproveito o momento para deixar no ar uma pergunta: "como é que o governo coloca à frente de segurança pública pessoas que nem mesmo sabe a diferença entre posto e graduação?"

Anônimo disse...

NÃO SABER OS NÍVEIS HIERÁRQUICOS DA PM É PHODA.

Anônimo disse...

"Uma nação que confia em seus direitos, em vez de confiar
em seus soldados, engana-se a si mesma e prepara a sua própria queda."
Rui Barbosa

Anônimo disse...

O que vai mudar a os indicies de violencia são incentivos, melhores salários, melhores cargas horárias, o policial militar tem que ter orgulho e amor pelo que faz, e o amor acaba quando se é maltratado, humilhado e mal remunerado.

Quando passamos no concurso, além da necessidade, está presente a vontade e vocação, quando passamos uns dois ou três anos, aquela tara inicial acaba, pois começamos a responder PDO´S por besteiras tipo chegar atrasado 15 minutos ao serviço, ou receber transferencias por se negar a ir a um extra por estarmos cansados e isso vai tirando nossa autoestima e tirando a vontade de trabalhar como se deve.

A remuneração baixa, as humilhações sofridas, ver PEIXES se promover mais rápido, VER A DESVALORIZAÇÃO E FALTA DE APOIO PARA QUEM ESTUDA, tudo isto reflete no trabalho, na linha de frente e hoje, os senhores coroneis, gestores de batalhões e da segurança pública não enxergam o que está na frente de seus olhos, que 80% da tropa está fazendo o feijão com arroz e não estão agindo como deveriam, é aquele negocio EU FINJO QUE TRABALHO E O GOVERNO FINGE QUE ME PAGA e desta forma quem sofre é a população com os elevados índices de criminalidade que há três anos não muda, só cresce paulatinamente.

Sem valorização não existe mudanças, sempre será crescimento para pior. E o pior é vermos um guarda municipal de maceió, que não sofre o risco que sofremos ganhar quase o dobro de nosso miséro salário, com adicionais noturnos, periculosidade e demais gratificações ( se tiver curso universitário + 10% , pós + 5% e por ai vai) enquanto nós estamos na linha de frente e perigo, trabalhando a maioria das vezes 60h semanais e ganhando miseros 2.200,00 é REVOLTANTE.

Minha viatura e mais de uma dezena que conheço só faz o feijão com arroz, inventa dados, inventa nomes e tudo certo, trabalhar pra que? se arriscar pra que?

Anônimo disse...

Ele viu com os próprios olhos que quem manda nessa segurança é o Hitler Dário, o Cesar. Hoje, a segurança está fadada a miséria e as vontades pessoais de Dário. Sabemos, infelizmente, que este grupo que aí estar vai durar por um bom tempo, até porque o governador hoje é refém do secretário Hitler. Paulo Breda, te dou um conselho: vá embora, vá cuidar do seu escritório jurídico, vc não entendi nada de segurança pública. Não adianta dá murro em ponta de faca, pois este governo que aí se encontra é um governo perseguidor, hipócrita e ditatorial, pois nunca respeitou os princípios constitucionais dos servidores públicos. Hoje, nós Alagoanos, nos perguntamos: o que será que esse governo têm para segurar em seu starf um secretário tão inoperante e desqualificado como este? um secretário que se envolveu com a operação espectro e nunca apareceu em inquerito nenhum, um secretário que sempre viveu em Brasília se locumpletando das benécias dos gabinetes militares, um coronel que nunca foi para a rua desenvolver a sua atividade fim(policiamento ostensivo) Com a resposta a sociedade e o MP.

Anônimo disse...

Que sugestões o briosa em foco deu? Não me lembro de uma!!!
Realmente vcs perderam o foco! Só criticas sem soluções! Infelizmente, o briosa em foco em nada, repito,EM NADA, ajudou a melhorar a vida dos policiais militares! A escala continua a mesma, o aumento foi ilusório, a alimentação é a merma bosta, as instalações dos batalhões nem se fala!! E cada vez mais, o blog deixa de ser acessado!!!

Anônimo disse...

o cara com o joelho ferrado e ainda sofrendo com ameaças de transferencia...só na Pmal mesmo...

misTÉRIO PÚBLICO disse...

COM A RESPOSTA O MP? MEU AMIGO DO 5º COMENTÁRIO, O QUE É ISSO? O MINISTÉRIO (MISTÉRIO?) PÚBLICO TÁ C... E ANDANDO PARA OS ERROS DA CÚPULA DA PM. NÃO TEM FORÇA. É MINADO PELA ASSESSORIA MILITAR DENTRO DAS TRIPAS DO PARQUET. ESQUECEU DOS MENSALINHOS DAS UNIDADES DA PM, DAS PERSEGUIÇÕES, DOS ABUSOS AOS DIREITOS HUMANOS, DAS DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO, DAS TAXAS ILEGAIS PAGAS PELOS ALUNOS DOS CURSOS DO CFAP E APM? O MP DE ALAGOAS É UM CONSELHO DA ELITE MEU FILHO... SE TOCA. OUTRA COISA, O PAULO BREDA INVENTOU ESSA ELEIÇÃO DA OAB PRA CAIR FORA. ELE NÃO GANHA NADA COMO PRESIDENTE DO CONSEG, E PRECISA ADVOGAR PRA SOBREVIVER, NÃO É ISSO? FALAR EM CONSELHO, EU QUERO AQUI DEIXAR UMA INDAGAÇÃO: SE O CONSEG FOSSE EXTINTO HOJE, QUE DIFERENÇA ISSO FARIA PARA A SOCIEDADE VÍTIMA DA VIOLÊNCIA EM ALAGOAS???

Anônimo disse...

Isso aqui é um blog, não é a associação, nem um sindicato. Como poderá realizar melhorias? Cada cabeça da porra nessa policia! rsrsr

Anônimo disse...

Ao Gerreiro que indagou "que sugestões o briosa em foco deu?"

Sou apenas um leitor, que às vezes discorda com o pensamento exposto em algumas postagens desse blog, mas que ainda assim reconhece que o(s) autor(es) sempre trouxe(ram) sugestões, a exemplo do que foi feito na seguinte postagem: "Recomendações", cujo link é:

http://briosaemfoco.blogspot.se/2012/02/recomendacoes.html

Anônimo disse...

Isso aqui é só um meio de comunicação para nos atualizar-mos das situações adversas que nos desanima a cada dia... O que se esperão desse blog... ? ... kd cabeça da porra...

Anônimo disse...

Por que vcs do BEF não cobram q a PM cumpra a decisao positiva do mandado d segurança q os pms jogados do baldomero conseguiram? O ato arbitrario desse tal breda foi anulado, porem os pms continuam sendo ameaços e humilhados dentro do Baldomero. Por favor, BEF dê uma força para a decisao ser cumprida!!

GRUPO DE PESQUISA EM SEGURANÇA PÚBLICA - GPSEG disse...

A verdadeira face da Segurança Pública alagoana: clique aqui.

Anônimo disse...

O irmão do Advogado Paulo Brêda, o Juiz Maurício Brêda, vai assumir a vaga do irmão e já deu o seu recado: "Sei que o Conselho Estadual de Segurança de Alagoas é heterogêneo e plural. Mas, a minha intenção é de tomar decisões ouvindo todas as partes. Pretendo também seguir e cumprir as metas que me foram estipuladas”.

Esse "Pretendo também seguir e cumprir as metas que me foram estipuladas", a meu ver, soa como: "Vou ser mais uma marionete do governo".

Fora isso, o que me chama a atenção é: o Dr Maurício já começou errado, pois sucedeu ao irmão. Se isso aqui fosse uma monarquia tudo bem, mas o que não está sendo levado em consideração é que a res é pública, e não familiaris; e já que o Dr M. Brêda é tão rigoroso com a observância das leis, ao contrário do governador, deveria ter tido a descência de dizer "NÃO". Até mesmo porque, como disse o atual Presidente do STF certa ocasião, para bem desempenhar esse mister, o Dr Maurício deveria SAIR À RUA, fato que em sua vida social ou nas suas folgas ele não faz...

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver