Chefe do Executivo e SEDS: uma metodologia ajumentada

Leia, por gentileza, a reportagem do TNH1, do dia 22 do mês de outubro:
Número de assaltos a ônibus volta a crescer em Maceió
Violência nos coletivos assusta passageiros, motoristas e cobradores.
[...] Em menos de 20 dias, o Tudo Na Hora reportou mais de dez casos de violência – entre trocas de tiros e assaltos à mão armada – ocorridos dentro de coletivos que circulam na capital alagoana.
No último dia 11, um homem invadiu um ônibus na Garça Torta e atirou na cabeça de um passageiro (clique aqui). No Benedito Bentes, no dia 24 de setembro, outra tentativa de homicídio foi registrada: criminosos conseguiram deflagrar quatro tiros contra o jovem Franz Wagner Carlos de Almeida, de 24 anos (clique aqui), que precisou ser levado às pressas ao Hospital Geral do Estado.
Alguma novidade?
Não. Absolutamente nenhuma. Isso tem se repetido exaustivamente desde o primeiro dia desse governo. A mesma situação, a mesma ladainha.
A gente fica obrigado a constatar que alguns setores da sociedade alagoana são cegos e muito emotivos quando se deparam com o assunto Segurança Pública. Aí, eles são presas muito fáceis da falta de sinceridade política do governo e da esperteza dos gestores do setor de segurança, principalmente dos gestores fardados/estrelados que “estão acima” de qualquer suspeita (bem educados, farda impecável, barbinha feita, “disciplinados”, “moralistas”, capa de profundos conhecedores do assunto etc., etc., etc.).
Quem vai duvidar desses grandes sofistas modernos? Se eles disserem Cibazol é Cibalena, muitos hão de engolir gato por lebre.
Mas num pense que é só o povo que não sabe assinar nome, viu? Eles ludibriam também o “povo” com elevado nível de esclarecimento.
Mas, vamos em frente.
Todos os anos, vimos o repeteco das mesmas notícias sobre violência. Frases até bonitas, como “escalada da violência”, “violência desenfreada”, “caos na segurança”. A diferença fica por conta apenas do número cada vez maior de homicídios. A cada ano, os bandidos melhoram a pontaria: Bang, Bang... Bingo! Enquanto a polícia...
Vejamos o que a matéria diz sobre a polícia:
“Os números e a ousadia dos criminosos preocupam o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Alagoas (Sinttro), que culpa o governo pela falta de segurança nos coletivos [...] Se existisse policiamento ostensivo, isso não ocorreria...”
“Vamos pedir uma reunião com o secretário-chefe do Gabinete Civil, Álvaro Machado. Nós já havíamos solicitado ao Estado para colocar policiais à paisana dentro dos ônibus, mas já disseram que isso não seria possível”, afirma Ronaldo Leopoldino.”
Parecem as mesmas notícias e as mesmas conversas de 2011, 2010, 2009...
Mas, vamos atentar bem para o trecho da reportagem que diz o seguinte: Se existisse policiamento ostensivo, isso não ocorreria”, disse lá o carinha do Sinttro.
Ora, vejam bem, das duas, uma: ou ninguém está mais fazendo policiamento ostensivo na PM ou, de outro lado, tudo que o CPC e o Comando Geral têm “planejado” está redondamente enganado.
Nós ficamos com a segunda alternativa. Explicamos.
Apesar de tudo o que o governo, com o seu discursinho insosso, diz que vem “fazendo” (o que, em verdade, tirando a propaganda oficial, não é muita coisa) a criminalidade simplesmente não diminui.
Será que os bandidos daqui são tão competentes assim?
Para se bem proceder a uma análise da completa situação de ineficiência/ineficácia do Governo na inibição da violência, vamos usar o critério de separar as duas faces do mesmo problema, para arquitetar uma argumentação lógica.
Vamos atribuir a causa dessa colossal incompetência a dois fatores interligados: os FATORES NEGATIVOS EXTERNOS À CORPORAÇÃO E OS FATORES NEGATIVOS INTERNOS.
FATORES NEGATIVOS EXTERNOS:
Dentre outros problemas, podemos destacar:
FALTA DE INVESTIMENTOS SUFICIENTES E/OU ADEQUADOS DO GOVERNO ESTADUAL;
COMPLETA IGNORÂNCIA DO GOVERNO SOBRE A SISTEMÁTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA (polícia na rua é uma pequena parte do trabalho, viu governador? Tem mais coisa pra você fazer);
FALTA DE AVALIAÇÃO PERIÓDICA (EXTERNA) DO DESEMPENHO DOS “GESTORES”/CORONÉIS ENQUANTO MANDATÁRIOS DA CORPORAÇÃO QUE EXISTE PARA SERVIR AO POVO E NÃO A ELES;
CONSELHO DE SEGURANÇA FEITO PARA NÃO FUNCIONAR, PRINCPALMENTE QUANDO SE TRATA DE COBRANÇAS DAS RESPONSABILIDADES DO PODER EXECUTIVO;
INFLUÊNCIA POLÍTICA DOS PODERES SOBRE OS OFICIAIS DE ALTA PATENTE POR MEIO DAS ASSESSORIAS MILITARES (esses oficiais são muito “politizados”: depois de lamber as tetas do Poder se viciam rápido, assim como um usuário de crack, e pouco se lixam para a tarefa final da PM; acabam contaminando resto do sistema);
AUSÊNCIA DE POLÍTICA DE PREVENÇÃO DO CRIME E INCENTIVO AO RESPEITO E AOS BONS CONSTUMES (atenção aos puxa-sacos do governo: a ideia de Base Comunitária tá fora disso aqui, tá bom?);
ZERO DE PARTICIPAÇÃO DOS CIDADÃOS NOS “PLANOS DE SEGURANÇA” (?) DO ESTADO;
OUTRO ZERO DE CONTROLE DOS CIDADÃOS SOBRE OS ÓRGÃOS GESTORES DAS POLÍCIAS;
GOVERNO PREOCUPADO COM AS AÇÕES DE POLÍCIA QUE APARECEM NA MÍDIA. AS AÇÕES PRINCIPAIS, QUE NÃO APARECEM, VÃO FICANDO PRA TRÁS;
ETC... ETERNAMENTE ETC.
FATORES NEGATIVOS INTERNOS (esses, vamos enumerar):
I. DÁRIO CÉSAR E GILMAR BATINGA (isso mesmo, eles são os primeiros);
II. AS MIRABOLANTES IDEIAS DE DÁRIO E GILMAR BATINGA, QUE SÓ ELES, E TALVEZ OS BALANÇA-OVOS, ACHAM QUE UM DIA PODERÃO DAR CERTO;
III. NÃO MUDANÇA NA FORMA DE ADMINISTRAR A PMAL. AS AÇÕES DO COMANDO REPRODUZEM ATOS ROBÓTICOS GUIADOS PELA FRIA ROTINA DO SISTEMA;
IV. DESPREZO PELO ALICERCE HUMANO QUE SUSTENTA A CORPORAÇÃO E EXECUTA O SEU SERVIÇO. FALTA DE POLÍTICAS SOCIALIZANTES INTERNAS;
V. JORNADA DE TRABALHO IRRACIONAL, MAIS PARECIDA COM JORNADA DE SOLDADO EM CAMPO DE GUERRA. OU SEJA, QUASE NÃO TEM DESCANÇO;
VI. INCERTEZA DE TUDO, DESDE A POSSIBILIDADE DE NÃO SER PROMOVIDO ATÉ SE VAI OU NÃO TER O DIREITO A FÉRIAS NO MÊS DESEJADO, OU SE VAI SER PUNIDO MESMO ESTANDO CERTO;
VII. NÃO PAGAMENTO DE ADICIONAL NOTURNO;
VIII. NÃO PAGAMENTO DE HORAS QUE ULTRAPASSAM AS HORAS DAS ESCALAS;
XIX. AMBIENTE DE TRABALHO DEPRIMENTE E INSALUBRE;
X. ALIMENTAÇÃO “PENOSA” (galinha assada, galinha guisada, ovo com cuscuz duro. Dia seguinte: cuscuz duro com ovo; galinha guisada e galinha assada – seguem-se os demais – QSL?);
XI. HIPOCRISIA;
XII. MAIS HIPOCRISIA;
XIII. FALTA DE PERSPECTIVA GENERALIZADA, POR ISSO 99% DOS PRAÇAS QUEREM IR PRA RESERVA AOS 30 ANOS E NÃO QUEREM FICAR NEM MAIS UM DIA (se o escravo pode largar a senzala hoje, vai lá esperar pra amanhã, sô);
XIV. DESCOBERTA PRECOCE – ISSO POR PARTE DOS RECRUTAS (porque os antigões até que demoravam pra descobrir) – QUE “QUANTO MAIS SE DER MACETE, MAIS MELHORA A QUALIDADE DE VIDA E A AUTOESTIMA”;
XV. FALTA DE PREPARO INTELECTUAL E ÉTICO DA MAIORIA DOS COMANDANTES DE UNIDADES (muitos fizeram o CFO, pagaram a monografia do CAO e “passearam” no CSP); E MUITOS NÃO APRENDERAM A COMANDAR, MAS A SER COMANDADOS PELO SISTEMA E GOVERNADOS POR MESQUINHOS INTERESSES PARTICULARES – AMBIÇÃO NEGATIVA;
XVI. FALTA DE CAMARADAGEM VERDADEIRA;
XVII. FALTA DE SOLIDARIEDADE E APOIO AOS PROBLEMAS DOS SUBORDINADOS;
XVIII. COVARDIA DOS OFICIAIS QUE SABEM E COMPREENDERM TUDO ISSO QUE FOI COLOCADO AQUI, MAS NÃO FALAM NEM ESCREVEM UMA PALAVRA A RESPEITO DESSA SITUAÇÃO; SÓ FALAM PELOS BASTIDORES, MAS QUANDO CHEGAM AO ALTO COMANDO, CONSEGUEM FAZER BEM PIOR DO QUE OS OUTROS. TAÍ O EXEMPLO DE DÁRIO CÉSAR E LUCIANO QUE NÃO NOS DEIXA MENTIR;
XIX. FALTA DE CORAGEM E UNIÃO DOS PRAÇAS, PRA “ARREBENTAR” A BOCA DO BALÃO, CHUTAR O PAU DA BARRACA E EXIGIR AS MUDANÇAS QUE A PM PRECISA;
XX. AQUI TAMBÉM CABE UMA RUMA DE ETC.
Consequências dos fatores negativos externos e internos.
Primeira Lei do BEF:
“Duas jumentices podem ocupar o mesmo lugar no espaço. Quando isso acontece é inevitável que tudo dê errado.”
Segunda Lei do BEF:
“em terra de governo cego, quem tem um Dário César só, é rei.”
Terceira Lei do BEF:
“A soma dos dois fatores é igual ao quadrado das cabeças dos coronéis, multiplicado pela arrogância de Dário César e dividido pelas benesses dos cargos ocupados.”
Quarta Lei do BEF:
“A competência da SDS é inversamente proporcional ao aumento da violência.”
Consequência direta das três leis do BEF:
“O aperto nas escalas desumanas e imorais é diretamente proporcional ao aumento da capacidade de dar macete.”
Tudo isso nos permite achar, ainda, a última lei do BEF:
“Se um político A aplica ou dá força política a um coronel B, este aceita, e terá força equivalente a A, mas, ao invés de usar a força para o bem do povo C, o faz em sentido contrário.”
Ou seja: A (governador), incompetentemente igual a B (D. César), é totalmente diferente de C (povo).
Temos, então, a FÓRMULA GERAL DA INCOMPETÊNCIA NA SEGURANÇA PÚBLICA: A = B ≠ de C.
Não sabemos se a teoria científica aqui exposta vai ser aceita pela comunidade alagoana, mas todo mundo tá careca de saber os seus resultados.
Resumo da ópera:
Apesar de tudo o que as praças têm sofrido nas ruas e viaturas de operação, nas escalas extras e na exposição ao terror interno quase oficializado, tudo isso terá do em vão.
Apesar do “Plano Nacional de Segurança Pública” e seus recursos, da Força Nacional, das geniais propagandas oficiais no horário nobre, dos recrutas da RP, apesar do BOPE, das punições em BGO e dos assédios morais contra os indefesos, nada vai mudar.
Sabe por que não vai mudar, briosiano? Porque se o homem não muda a sua cabeça, tudo que ele faz no poder vai tá lá atrás, no passado e no atraso. Não muda porque os oprimidos nos quartéis não levantam suas cabeças.
Para finalizar, se qualquer fração organizada da sociedade, que pode se reunir com o Dr. Álvaro ou outra autoridade, não exigir mudanças e não entender do que está tratando, há de prevalecer sobre todas as outras, a 2ª Lei do BEF: Em terra de governo cego, quem tem um Dário César só, é rei.”
Precisamos eleger um Deputado Estadual para representar os nossos interesses!

8 comentários :

Anônimo disse...

XIV. DESCOBERTA PRECOCE – ISSO POR PARTE DOS RECRUTAS (porque os antigões até que demoravam pra descobrir) – QUE “QUANTO MAIS SE DER MACETE, MAIS MELHORA A QUALIDADE DE VIDA E A AUTOESTIMA”;

pense numa verdade niguem ver um 2010 trabalhando na rua

Anônimo disse...

Parabéns ao escritor da matéria muito bom, já falei uma vez, não adianta esses coronéis caíram na graça do governador, vocês estão cobertos de razão em reclamar, buscar direitos, mas é perca de tempo o que vocês tem que fazer é orar ou rezar para o governador não conseguir eleger seu sucessor. Porque vão ser mais 8 anos de sofrimentos ,a propósito fiquei sabendo que o secretário de defesa social(dario Cesar com d minúsculos) tem um relacionamento com a filha do senador Benedito de lira que ajudou a eleger o ( governador tel com t minúsculo) ,portanto só nos resta pedir a DEUS com D maiúsculo que nos livre das garras desses (coronéis com c minúsculo) .

Anônimo disse...

Cadê os 2% deste mês que ninguem comenta, cade a tabela de realinhamento que ninguem comenta? quanto vai ser o aumento do ano que vem e o realinhamento? cade? cade? cade?

Anônimo disse...

recruta é uma raça da peste, ja fui um, e bem macetoso, agora sou sargento macetoso, passo adiante o que aprendi nessa policia, quem menos faz, que é o cara. Macete neles;

Anônimo disse...

O que temos que fazer companheiros é espera que essa corja nojenta saia do governo, so faltam dois anos isso é nada para quem ja vem sofrendo a seis anos.O Théopinoquio vai ter que sair de qualquer jeito.

Anônimo disse...

SE FOSSE 92 NEGROS MORTOS OU 92 GAYS MORTOS, TODOS OS CANAIS DE REPORTAGENS E ORGÃOS DE DIREITOS HUMANOS DO BRASIL E DO MUNDO ESTARIAM SE PRONUNCIANDO, JÁ TERIA TIDO PASSEATAS NO BRASIL E NO MUNDO, COBRANÇAS NACIONAIS E INTERNACIONAIS, MAIS COMO SÃO APENAS 92 POLICIAIS, NINGUEM FAZ NADA, NINGUEM FAZ PASSEATA, OS DIREITOS HUMANOS NÃO SE PRONUNCIAM, AS NOTAS NA IMPRENSA SÃO ÍNFIMAS E NÃO HÁ PRESSÃO NACIONAL E INTERNACIONAL A RESPEITO DAS 92 MORTES DE POLICIAIS. SOMOS POLICIAIS MILITARES, PORTANTO DESCARTÁVEIS PARA A SOCIEDADE.

Anônimo disse...

É o plano de segurança que o TéoNÓQUIO e a Regina Mickey Mouse nos empurraram.

Anônimo disse...

Nada muda porque somos desunidos e temos uma associação inoperante, já tem 2 meses que os praças do BPESC estão trabalhando sem folga nenhuma, quando eu digo sem folga é de domingo a domingo, ninguém tá aguentando mais, a tropa está exausta e esse povo da associação já tem conhecimento disso e não faz NADA, agora quando é época de eleição aparecem todos com a maior cara lisa para pedir o voto do praça, queremos ver vcs agora pra acabar com essa pouca vergonha que tá acontecendo no Batalhão Escolar, ou melhor, no Batalhão de Policiamento ESCravo.

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver