Ano Novo, Velhas Mentiras

“Gostaríamos que [este] fosse um ano melhor em todos os sentidos, razão pela qual sentiríamos orgulho em chegar aqui e falar o oposto de tudo o que dissemos antes, mas temos a certeza que não será assim” trecho extraído da postagem “Retrato Social”, publicada em 31.12.12.
Ao adentramos este novo ano, por mais que os nossos votos fossem de que tudo fosse diferente, começamos mal no âmbito da Segurança Pública, e prova disso reside nas mentiras proferidas tanto pela Cúpula da Segurança Pública (quando afirmou que a violência foi reduzida em 30%) e, principalmente, pelo Governador do Estado, o Sr. Teotônio Vilela Filho – que teve a cara de pau de ir a uma rádio, ainda há pouco, e falar outro monte de mentiras.
Vamos checar as informações, a começar pelo que a SEDS divulgou:
Ações da Segurança reduzem em 30% o número de crimes violentos em Maceió
Por Sidney Tenório
28-Dec-2012
Durante reunião do GGI, foram apresentados o balanço de seis meses do programa Brasil Mais Seguro
As ações de combate à criminalidade em Alagoas nos seis meses conseguiu reduzir em quase 30% o número de  crimes violentos letais intencionais (CVLI) em Maceió. Em Alagoas, a redução acumulada nos 180 dias de implantação do programa Brasil Mais Seguro é de cerca de 15%, em relação ao mesmo período de 2011. Com essa queda na curva da violência foram poupadas 166 vidas este mês em todo o Estado, enquanto que em Maceió 111 vidas foram preservadas no período.
O balanço de seis meses do Brasil Mais Seguro foi apresentado nesta sexta-feira (28), durante a reunião do GGI-E (Gabinete de Gestão Integrada Estadual), com a presença do governador Teotônio Vilela Filho, do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e da secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki.
“Os números referentes ao combate à criminalidade são animadores; vamos manter esse trabalho integrado para que possamos avançar ainda mais em 2013”, ressaltou o Governador Teotônio Vilela, parabenizando o trabalho que vem sendo feito por toda equipe da Secretaria de Defesa Social, em parceria com o Ministério da Justiça.
O ministro José Eduardo Cardozo destacou a celeridade e a eficácia com que Alagoas conseguiu reverter os índices da criminalidade. “Foi um trabalho muito bem feito. Estão todos de parabéns. Neste segundo momento, é a hora de mostrar para todos que Alagoas venceu a violência e é um local seguro. Passar para todos essa sensação de segurança e que não há mais espaço para impunidade neste Estado”, frisou.
Durante a apresentação dos números do Brasil Mais Seguro, a Secretária Regina Miki destacou o trabalho que vem sendo realizado pela Força Nacional em Alagoas, que somente em dezembro conseguiu prender, desde a implantação do programa, 356 pessoas, fazer mais de 109 mil abordagens e apreender 45 quilos de drogas.
“Outro destaque que é preciso ser feito é o apoio que a população vem dando ao trabalho da polícia através do disque denúncia 181. Passamos de sete ligações por dia em janeiro para 28 em dezembro, com uma média de 24 ligações/dia. Isso mostra a confiança no trabalho que vem sendo executado de combate à violência”, ressaltou Miki.
Com relação às operações de Lei Seca, que também fazem parte do programa Brasil Mais Seguro, os números mostram que foram abordados 3.685 veículos, com 37 prisões em flagrante e 1.242 multas aplicadas por embriaguez ao volante.
O Secretário Dário Cesar agradeceu o apoio que vem sendo dado pelo Governo Federal para o combate à violência em Alagoas, ressaltando que ainda há muito a ser feito, mas demonstrando confiança. “Estamos conseguindo reverter a curva da violência no Estado, coisa que há 13 anos parecia impossível de acontecer. E a expectativa para 2013 é ainda mais positiva, já que conseguimos R$ 200 milhões em recursos para serem investidos na área da Segurança Pública”, completou.
Fonte: PCAL (clique aqui)
A parte que mais nos chama a atenção na matéria acima, é a parte que trata dos R$ 200 milhões... A parte que trata dos índices, que foram apresentados “em quase 30%” e “cerca de 15%”, deixaremos para que a própria Cúpula da Segurança Pública se contradiga. Vejamos:
AL obtém resultado expressivo na redução da criminalidade
Por Mozael Henrique
28-Dec-2012
Secretaria aponta redução de 13,3% no índice de homicídios dolosos no Estado; em Maceió, a queda foi de 19,6% nos últimos seis meses
Alagoas obteve este ano um dos melhores resultados do País na redução da criminalidade, registrando a queda de 13,3% nos casos de homicídios dolosos, enquanto em Maceió a diminuição foi ainda maior: 19,6%. Os números oficiais foram apresentados na última sexta-feira (28) pelo Secretário da Defesa Social, Dário Cesar, durante café da manhã com a imprensa.
Com a meta de redução média de 10% ao ano do índice de crimes violentos letais intencionais, a Defesa Social vem atuando em várias frentes de combate à criminalidade, com ações de repressão e prevenção qualificadas e em projetos de tecnologia. O valor dos investimentos na segurança pública aplicados este ano e em 2013 chegará a R$ 218 milhões.
Desse total, R$ 95 milhões são oriundos do governo federal, por meio do Ministério da Justiça; R$ 35 milhões são recursos próprios do Estado, R$ 79,5 milhões são do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e R$ 8 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
“Foi um ano de muito trabalho na segurança pública. Isso demonstra que estamos fazendo o dever de casa e no caminho certo”, disse o secretário, lembrando que, mesmo com avanços conquistados nos últimos dois anos, “muita coisa ainda precisa ser feita”.
Polícia Comunitária
Na relação de projetos para 2013, a Defesa Social listou a ampliação das Bases Comunitárias de Segurança, com a construção de mais 10 unidades fixas e 5 móveis, com investimentos de R$ 5 milhões, além do Ronda Cidadã, que terá mais 15 quadrantes em Maceió. Em janeiro, será inaugurada a Base Comunitária do Conjunto Santa Maria, no Tabuleiro do Martins.
Vídeo-monitoramento
Para o próximo ano, também está prevista a implantação da segunda etapa do Sistema de Vídeo-monitoramento de Maceió, que já está em funcionamento com 25 câmeras instaladas no Centro e na orla marítima da capital. Com recursos assegurados no valor de R$ 28,7 milhões, será implantado o Sistema de Radiocomunicação Digital.
Com 800 vagas, o novo presídio do Agreste irá abrigar todos os presos custodiados em delegacias do interior. As obras já foram iniciadas na cidade de Craíbas e devem ser concluídas nos próximos seis meses. Também será construído o Presídio Militar, que irá disponibilizar ao sistema prisional 52 vagas para ex-militares condenados da Justiça.
O Corpo de Bombeiros irá implantar no próximo ano o Projeto Gênesis, que contará com o trabalho de seis unidades de resgate para o atendimento de socorro às vítimas de tentativa de homicídio. Com recursos de R$ 3,5 milhões, o processo de licitação será lançado no próximo mês.
Apreensão de armas
Com relação à apreensão de armas, a Defesa Social divulgou que até o último dia 15, foram apreendidas 1.963 armas, contra 1.864 do ano passado. No programa de bonificação a policiais por apreensão de armas e drogas, o Governo pagou até agora a quantia de R$ 259 mil.
Segundo o Secretário Dário Cesar, a partir de 2013, a Defesa Social também vai disponibilizar mensalmente à imprensa e à sociedade todos os dados estatísticos policiais, garantindo a transparência e publicidade da informação oficial. “Queremos mostrar claramente que o nosso trabalho à frente da segurança pública está dando resultados”, afirmou o secretário.
Fonte: PCAL (clique aqui)
Em relação ao teor dessa matéria, o que a Cúpula da Segurança Pública e o Governo do Estado não dizem é que muitos assassinatos não foram registrados como CVLI (Crime Violento Letan Intencional), deixando de serem contabilizados pelos dados oficiais, ou então porque foram inseridos no Cadastro de Mortos do HGE, por “complicações operatórias”, ou então como “outras causas de morte”, conforme a SEDS prefere referir-se.
No que se refere às Bases Comunitárias, estas não servem nem para inglês ver. O policiamento não funciona a contento nos locais onde as bases foram implantadas, sendo que na maioria delas os policias convivem com a falta de estrutura para as necessidades básicas. Inclusive, houveram dois casos de pessoas que foram assassinadas praticamente na porta das Bases Comunitárias.
Sobre o vídeo-monitoramento, que é da Prefeitura de Maceió, ressalte-se, este sistema não salva as imagens que são captadas, pois nem mesmo a dona do aparato logístico possui estrutura para armazenar as informações.
Quanto a “recompensa” pela apreensão de armas e drogas, chega a ser uma piada o que o governo dá como recompensa. Como nós somos suspeitos de falar, vamos apenas revelar a “transparência e publicidade da informação”, que vem contida em letras miúdas no Diário Oficial do Estado:
Sobre as armas, para receber os valores tem que fazer requerimento (pois se não fizer não recebe) e esperar alguns meses pelo deferimento. Já houve ocasiões em que a “recompensa” pela apreensão de um .38 foi “repartida” por nove policiais, o que desmotiva a maioria de perder tempo requerendo as respectivas migalhas.
Agora vamos ao que Governador Téo falou no programa do França Moura, hoje pela manhã:


Ao ouvir o nosso Governador, se não conhecêssemos bem a realidade do nosso Estado, acreditaríamos, pela sua forma mansa de expressar-se, recheada de explicações bonitas e técnicas, que ele realmente está engajado em fazer as coisas que precisam ser feitas em prol da sociedade. Ouvindo o Téo, seus planos e resoluções, temos a impressão que se trata de um homem justo, piedoso, que está correto quando diz que devemos comemorar os resultados dos indicies de violência, mesmo quando os indicadores referem-se ao número de pessoas assassinadas.


Se há motivos para comemorarmos alguma coisa, então devemos concordar com Thomas de Kempis (1379–1471), que escreveu: “Feliz é aquele que tem sempre diante de seus olhos a hora de sua morte e diariamente se prepara para morrer”. E de igual modo com François Fénelon (1651–1715), que escreveu: “Não há como deplorar excessivamente a cegueira dos homens que não querem pensar na morte, e que se afastam de uma coisa inevitável que poderíamos nos alegrar em pensar frequentemente. A morte só importuna pessoas carnais”.
Sabemos bem os motivos pelos quais pessoas como os senhores Teotônio Vilela, Dário César, Dimas Cavalcante, Gilmar Batinga, dentre outros, são movidos. Estes homens não têm preocupação com a morte das pessoas a quem deveriam proteger e cuidar ou a destruição de famílias, mas sim com suas próprias ambições e vaidades – o real sentido da dinâmica de suas vidas.
Enquanto isso, no Estado do Amazonas, a PM local conseguiu (sem pirotecnia, sem investimentos milionários ou a ocultação de dados inerentes a violência) o melhor índice dentre todas as demais Polícias Militares do Brasil. Para sermos mais exatos, deixamos claro que a coirmã conseguiu reduzir a violência em seu Estado em 27% (clique aqui). Contudo, nem assim eles fizeram tamanha festa, como os nossos gestores tem feito com pífios 13% maquiados.
Se não nos unirmos em prol de um objetivo, a exemplo do que fez a PM do Ceará a exato um ano atrás, quando fez greve por 5 dias e passou a ter melhores condições de serviço e a receber o segundo melhor salário das PPMM do Nordeste (clique aqui), continuaremos a trabalham em vão, sendo apenas capachos da Cúpula da SEDS e do Governo do Estado, relegados na nossa importância: a de sermos seres humanos detentores de direitos, servidores públicos, mantenedores da ordem e da paz social, o braço armado do Estado.
Porém, a continuarmos desunidos, diante do exposto, como o salmista Davi, devemos orar: “Dá-me a conhecer, Senhor, o meu fim e qual a soma dos meus dias, para que eu reconheça a minha fragilidade […] Na verdade, todo homem, por mais firme que esteja, é pura vaidade” (Salmo 39:4-5).
Devemos sempre depositamos as nossas esperanças em Deus, contudo, lembremo-nos sempre: “a fé sem obras é coisa morta” (Tiago 2:26).
Precisamos eleger um Deputado Estadual para representar os nossos interesses!

13 comentários :

Anônimo disse...

PARABÉNS PELA PERTINÊNCIA DA MATÉRIA (E OLHA QUE O ANO NEM COMEÇOU).

Anônimo disse...

Vejam quanto recebia um Cel da PMCE antes da greve dos Praças: http://www.opovo.com.br/app/politica/2012/11/06/noticiaspoliticas,2949290/ceara-pagava-pior-salario-de-coronel-da-pm-no-nordeste-aponta-anuario.shtml

Briosa em Foco disse...

A quem interessar,

Quem tiver interesse em receber o áudio da entrevista completa do governador, favor escrever para briosaemfoco@hotmail.com solicitando o material.

Att, BEF

Anônimo disse...

SE EU FOSSE UM DESSES PMS MANDAVA COLOCAR O DINHEIRO NO ......

Anônimo disse...

Vamos criar coragem, ter espírito de união e ter também ombridade e vergonha na cara para podermos realizar UMA PARALISAÇÃO, UM AQUARTELAMENTO reivindicando o piso de R$ 3.000,00 para Soldado, com o devido escalonamento até coronel, pois 90% das policias teve aumento de 25% a 60% e a exemplo da Bahia, Sergipe e Ceará, tem salários mais dignos, mesmo os antigos que foram formados nas coxas e são medrosos tem que entender que são funcionários públicos EFETIVADOS e tem que APOIAR E INCENTIVAR O AQUARTELAMENTO e não ficar com medo e sempre criticando os 2002, 2006 e 2010 que querem reivindicar melhores condições de salário e de trabalho. Vamos nos unir antigos e recrutas e vamos lutar por uma verdadeira melhoria, pois esta nova tabela salarial da ACS É UMA VERGONHA e só demonstra o descaso das associações.

Anônimo disse...

Cabo que trabalha com o comandante de Policiamento da Capital sofre emboscada no João Sampaio

'Índio' foi interceptado por traficantes da região que já teriam matado seu genro

Cabo 'índio' afirma que traficantes têm interesse em sua morte

O cabo C. Correa, conhecido como 'índio", sofreu emboscada no final da tarde desta quinta-feira (04) nas proximidades da sua casa, no conjunto João Sampaio, no Tabuleiro do Martins, em Maceió. Ele foi interceptado por um veículo Fiat Uno, de cor branca, com três homens armados.

Conforme o relato do policial, os homens que têm a pretensão de matá-lo são traficantes da região. O cabo 'índio' teria deixado o CPC e se dirigido ao ponto de ônibus de onde seguiu em um coletivo até o conjunto. Ao descer, segundo ele, foi surpreendido pelo Fiat com luz alta e fazendo uma manobra rápida e parando à sua frente.

Ao notar que se tratava dos traficantes da região, o policial pediu socorro na casa de um amigo na mesma rua onde mora porque não daria tempo de chegar à sua residência.

"A rua que moro é sem saída e se eu corresse pra casa seria morto antes de chegar. Então encontrei abrigo na casa do meu amigo e eles foram embora", declara o cabo. Logo após, o militar pediu e recebeu apoio da Radiopatrulha (RP).

O genro do militar foi assassinado há poucos meses por traficantes da região e teve morte brutal sendo atingido no rosto com tiros de espingarda de calibre 12 e espancamento. Os criminosos também teriam tirado a pele das costas da vítima. Conforme o cabo C. Correa, os traficantes querem matá-lo por ter identificado os assassinos do genro. Ele afirma, inclusive postou em rede social, que o problema ja havia sido detalhado para o Comando de Policiamento da Capital "mas nada foi feito até agora".

Fonte: Correio de Alagoas.

VIRGULINO disse...

ELE AFIRMA, INCLUSIVE POSTOU EM REDE SOCIAL, QUE O PROBLEMA JA HAVIA SIDO DETALHADO PARA O COMANDO DE POLICIAMENTO DA CAPITAL "MAS NADA FOI FEITO ATÉ AGORA"...

TOMA, CACHORRO, ISSO É PRA TU DEIXAR DE SER SUBSERVIENTE E DE DEIXAR DE SER BABÃO DO CORONEL GILMAR BATINGA. EU ACHO É TOMI.

Anônimo disse...

RAPAZ RS 2,50 PARA CADA UM EU ACHO É POUCO CONTINUEM DANDO A VIDA PELA PMAL E RECEBENDO ESMOLAS POR ISSO;E ENQUANTO AO INDIO SE TIRAR UM RAIO X DOS TESTICULOS DO BATINGA A BÔCA DO INDIO VAI SAIR NA CHAPA TAMBÉM BABÃO SAFADO.

Anônimo disse...

Que vergonha... É por isso que não pego nada. É só passear e na madrugada encontrar um local pra relaxar... Trabalho não, não sou besta.

Anônimo disse...

Dois comentários sobre esse post do cabo Indio:
1) ele é nosso companheiro, é praça e nós praças temos que nos unir;
2)como é que pode um PM super operacional que combate o crime e os criminosos, não ter condições de ter um carro e de, pelo menos, morar em local digno?
É por isso que trabalho na área que moro, 5BPM, e só faço o feijão com arroz, não pego traficante nenhum... Infelizmente é assim.

GRUPO DE PESQUISA EM SEGURANÇA PÚBLICA - GPSEG disse...

Assistam hoje, às 19horas, pela TV FAROL, canal 16 (TV ABERTA) ou pela NET canais 8 ou 9, retrospectiva 2012 sobre a SEGURANÇA PÚBLICA em Alagoas, nas visões dos consultores LEONARDO ASSUNÇÃO, MARISTELA POZITANO e FABIO ESPERON.

Anônimo disse...

Parabéns ao(s) autor(es) da matéria, que corajosamente revelaram que esse governo é um enganador.

Vejam essa informação:

Ministro Joaquim Barbosa acolhe parecer da Secretaria do Tesouro Nacional
STF veta empréstimo para AL

Por: NATHALIA PASSARINHO - G1

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, negou pedidos de Alagoas e Sergipe para liberação de empréstimos financeiros junto a bancos nacionais e internacionais.

As decisões foram proferidas no último dia 27 de dezembro, durante o recesso do Judiciário, e divulgadas ontem pelo tribunal.

O governo de Alagoas havia entrado com pedido no Supremo para restabelecer empréstimos com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Caixa Econômica Federal no âmbito do Programa de Apoio ao Investimento dos Estados e Distrito Federal.

O programa do governo federal é destinado a ampliar a capacidade de investimento dos Estados por meio de financiamentos com bancos públicos, desde que seja comprovado o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) nas despesas do ano.

Alagoas teve operações de crédito pelo Proinveste suspensas porque, segundo a União, o Estado não cumpriu a LRF na integralidade em 2012. Ao negar o pedido de Alagoas, Joaquim Barbosa afirmou “que as razões apontadas pela Secretaria do Tesouro Nacional para fundamentar as dúvidas sobre o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal são coerentes”.

Ele afirmou ainda que prefere deixar a decisão sobre o contrato de empréstimo para o plenário do Supremo, já que envolve “vultosa quantia”. Alagoas tinha previsão de liberação de crédito no valor de R$ 219,50 milhões em 2012 e R$ 859,7 milhões, em 2013, no âmbito do programa Proinveste.

Anônimo disse...

SEM CONTAR COMPANHEIRO QUE A AERONAVE ESTA PARADA PORQUE O THÉOPINÓQUIO NÃO VEM PAGANDO O ALUGUEL DA MESMA . É SO ROUBO E PIOR QUE NÃO TEM NINGUEM PRA PARAR ESSE LADRÃO ....

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver