Atestando a INCOMPETÊNCIA

Terça-feira, dia 19 de fevereiro, finalmente o Coronel Gilmar Batinga confirmou a sua incompetência. Contudo, ele jogou a culpa na Instituição Polícia Militar de Alagoas, a quem acusou de não ter estrutura para impedir que haja violência nos estádios.
Se a PM tem a sua parcela de culpa, por ser dela a responsabilidade na manutenção da segurança em jogos de futebol em Alagoas, isso é discutível, pois a Corporação é gerenciada pelos seus comandantes, dentre os quais – a baixo do Comando Geral – está exatamente o Comando da Região da Grande Maceió, que é o incompetente Coronel Gilmar. Que em suas deprimentes explicações assumiu que não tem capacidade de criar uma estrutura que possa impedir que aja violência nos estádios.
Além disso, o Coronel Gilmar Batinga acusou a Federação Alagoana de Futebol (FAF) de “não colaborar”, de “se mostrar muito omissa”, e avisou: “A PM não tem um plano de contingência. Vamos ficar como cego em tiroteio”. Diante dessa colocação, pergunta-se: Será que a FAF fechou a “torneira” do CPC e por isso o Coronel Gilmar resolveu boicotar o policiamento no Estádio Rei Pelé? Que “colaboração” e que “omissão” são estas a que o Batinga se refere?
O Ministério Público Estadual (MPE), local onde foi feito o “desabafo” do coronel deveria investigar a “parceria” entre a FAF e o CPC, bem como a suposta falta de estrutura da PMAL para coibir a violência nos estádios, mesmo porque, segundo o artigo 144, caput, da CF/88, “a segurança pública, dever do Estado, direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, através da Polícia Militar”.
Se é verdade que todo e qualquer cidadão tem a sua parcela de responsabilidade na questão da segurança pública, de igual modo não é menos verdadeiro que as autoridades públicas, responsáveis pelo policiamento, também o são. Nessa linha de raciocínio, não é correto atribuir as responsabilidades sobre a segurança pública somente às torcidas organizadas e torcedores por atos de violência praticados dentro dos estádios durante as partidas de futebol.
E já que o Coronel Gilmar gosta tanto de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), porque é que ele não se senta com as associações e o MPE para definir normas sobre o emprego do policiamento nos dias de jogos? Faça isso, Batinga, defina esta responsabilidade, pois o emprego dos militares das unidades é de competência dos comandantes das Unidades e não do CPC, que jamais era para “criar” serviços extras. Veja:
Lei nº 6.399, de 15 de agosto de 2003
Art. 167. O Comando de Policiamento da Capital tem como encargos o planejamento, comando, coordenação, fiscalização e controle das atividades operacionais das unidades e subunidades que lhe são subordinadas, de acordo com a legislação vigente, diretrizes e ordens baixadas pelo Comandante geral.
Art. 179. O comandante de unidade ou subunidade operacional independente é o responsável pela administração, instrução, disciplina e emprego da tropa sob suas ordens, em consonância com as diretrizes, planos e ordens emanadas do escalão superior.
Art. 190. É vedada a utilização de efetivo de unidade especial, definida nesta Lei, em atividade diversa daquela que lhe é preconizada, devendo tal mister ser realizado por organização militar própria, ressalvado os casos autorizados pelo Chefe do Executivo Estadual.
Para finalizar, vamos refletir um pouco mais em cima das afirmações do Coronel Batinga:
“A Federação Alagoana de Futebol não tem participado das reuniões, o que dificulta o planejamento da Corporação”. – Todo mundo já deve imaginar os motivos...
“Nós temos bandidos e traficantes infiltrados dentro das torcidas organizadas”. – Os bandidos a que o Coronel Gilmar se refere deve o pessoal da sua P2.
“A gente sabia que havia torcidas organizadas e que elas são rivais”. – ...Mas não tomou as providências que deveria tomar!
“Nós temos imagens mostrando pessoas que participaram dos atos de violência”. Mas não fez nada até agora.
“Tudo o que aconteceu era previsto”. – Isso denota duas coisas: incompetência para resolver o problema ou omissão.
“Nós não temos tropas especializadas para os jogos. E a pergunta é: a PM tem estrutura para implementar isso hoje? Não”. Então pede para sair, Batinga. Ceda o seu lugar para quem possa fazer o que você não tem capacidade.
“Nós não temos plano de contingência. Se hoje acontecer uma tragédia dentro de um estádio, a gente vai ficar como cego em tiroteio. Ninguém vai saber o que fazer”. Pede pra sair, coronel. Pede pra sair, seu incompetente!
Depois dessas afirmações que o Coronel Gilmar fez no MPE, perante várias autoridades, ressalte-se, resta concluir que temos um comandante que, além de incompetente, nas funções que desempenha (atualmente), não é a melhor pessoa para comandar o policiamento da capital, pois não sabe administrar os recursos que tem, muito menos se mostra preocupado em aprimorar as técnicas de policiamento em eventos esportivos. Ah, e também não tem a simpatia da tropa sob seu comando.
É por estas e outras que nós do Briosa em Foco entendemos que
Precisamos eleger um Deputado Estadual para representar os nossos interesses!

14 comentários :

Anônimo disse...

As buchechas do batinga parecem as buchechas do Kico (do Chaves).

Gentalha, Gentalha, Gentalha! Mamãe?

XUPA ESSA, BATINGA disse...

QUEM REFRESCA CU DE PATO É LAGOA!

Anônimo disse...

TEM UM SARGENTO POR NOME DE ELIAS (PEIXE DO CORONEL DERALDO), QUE É VISTORIADOR DO DETRAN, ELE ESTÁ EMPLACANDO CARROS EM CASA EM MARECHAL DEODORO, MAIS GRAVE AINDA É QUE AS PLACAS DOS CARROS SÃO JOGADAS NO MEIO DA RUA, COMO ELE CONSSEGUE OS LACRES? COM A PALAVRA O SR. DIRETOR DO ORGÃO.

Silva Junior Escritório Juridico disse...

Notícias

+ Clientes da Silva Jr Advocacia deixam prisão após decisão da Justiça.

Após árdua batalha judicial de dois dias, Juizo criminal de Itapevi-SP revoga prisão preventiva de Policiais injustamente acusados de tentativa de homicidio.

Com Assessoria de imprensa.

Dois clientes da Silva Jr Advocacia acusados injustamente de uma tentativa de homicídio no dia 4 de Abril de 2012 no município de Itapevi-SP, deixaram nesta quinta-feira (31) o Presídio Militar Romão Gomes – PMRG. Os Militares V. G. e A. R. conseguiram, através de seu advogado, a revogação de suas prisões cautelares possibilitando que fossem imediatamente soltos.

Eles haviam sido indevidamente denunciados por uma suposta tentativa de Homicídio cuja motivação seria em tese o recebimento de valores financeiros para a execução de um funcionário público naquela circunscrição.

Após intensa batalha judicial – que durou dois dias entre oitivas de testemunhas de acusação e defesa – definiu o MM Juiz que “os indícios de autoria restaram demasiadamente enfraquecidos, além de não mais remanecer a fumaça do bom direito para a manutenção do cárcere de maneira cautelar”, afirmou na decisão.

Os promotores ainda sustentaram pela manuteção da prisão dos Denunciados, embora sem a contundência e relevância necessárias a desconstruir a livre valoração probatória oriunda do Digno Magistrado, fruto do pedido oral formulado pelo Dr. José Enaldo da Silva Júnior, que segue:

“Excelência, a Defesa de ambos réus explana que a prisão preventiva destes recolhidos à cárcere castrense encontra-se já superada, vez que com o fim dsta instrução finda-se também o supedâneo ensejador de tal medida. Como bem por fim fez este r. Juízo sabiamente ao decidir as fls 119 e 120 destes autos pela medida ora atacada, justificando-a pelo perigo subjetivo consistente na possivel interferência dos réus na colheita da prova em juízo, estas razões não mais subexistem, vez que todo o arcabouço probatório a ser colhido para tal instrução encontra-se acostado aos autos aqui presentes, bem como as referências as provas testemunhais também encontram-se captadas. Vide jurisprudência acostada aos autos por este defensor as fls 378. Nesta esteira, pugna este Advogado pela revogação da restrição punitiva cautelar decretada em desfavor de V. G. e A. R. nos termos do artigo 316 do CPP Brasileiro”.

Por final, encerrou a audiência o MM Juiz com seu decisum: “Outrossim, como ressaltado pela Defesa a prova restou colhida nesta fase, nõ havendo prejuízo à instrução. Assim, por tais motivos, revogo a prisão preventiva dos acusados”.

Familiares festejaram no saguão daquele fórum a liberdade concedida através de muita luta: “Estamos aliviados”, disse emocionada a esposa de um dos militares libertos.

“Esta é mais uma vitória do escritório na defesa incessante dos direitos de nossos clientes”- Ressalta o patrono.

Anônimo disse...

Primeiro que tudo: nós nem devíamos estar fazendo a segurança interna nos estádios, pois é um evento particular... Eu quando sou escalado para extras nos jogos já vou puto porque não ganho nada a mais por isso e meto o sarrafo mesmo nos malas das torcidas organizadas.

Anônimo disse...

ótima colocação briosa, e com referência aos cometários acima, cel gilmar, quando assumiu o cpc, falou que iria reduzir os homicídios, até agora não vi nada, ele é o sabe tudo, nenhum, eu disse nenhum cmt de batalhão manda na sua unidade, há não ser o são gilmar, ta aí, em suas entrevistas, demonstrou total despreparo e incompetência, vai para tua casa descansar, porque tú não vai assumir o cmd geral, seu cunhado (deputado marcos barbosa)não vai ter força para nomea-lo chefe da casa militar de tavares bastos, e outra viu são gilmar, aquele cara que vc odeia, e acho que vc já o puniu, vai ser o nosso representante, e não duvide, que ele sendo eleito, vai virar a PMAL de cabeça para baixo, rumo 2014 sgt brás, tenho a certeza, que nossos familiares o ajudará a ser eleito, e acabar com esse bando de oficiais fuleiros que só pensa em punir e receber promoção.. sgt brás, o senhor é o cara, seja nosso representante, e mude as leis existentes, que só puni os praças, crie uma lei, para que possamos trabalhar em outros locais, de forma remunerada, crie leis, que façam os oficiais QOS, ser exclusivo, porque ganham uma furtuna, e nada fazem, eles tenhem 02 ou 03 empregos como médicos e ainda tem suas clinicas, e a PMAL, é seu bico kkkkkkkkkkkkk... sgt brás, futuro deputado estadual contamos com o senhor... sd carlos

Anônimo disse...

Mulher de policial sofre sequestro-relâmpago

Ana Nubia Mota saía de um supermercado quando aconteceu o crime (Facebook)

A mulher de um policial militar foi vítima na tarde da quarta-feira, 20, de um sequestro relâmpago.

Ana Núbia Mota, 31, residente da cidade sergipana de Neopolis, no Baixo São Francisco, deixava um supermercado quando foi rendida por dois bandidos que exigiram que ela entrasse em seu carro, um Fiat Palio, de cor cinza e placa OEL 6689/SE.

Após seguirem viagem durante alguns minutos, a dupla decidiu libertar a mulher no Povoado Tatu, zona rural de Japoatã, ainda em Sergipe, onde a vítima conseguiu ajuda de um motoboy e seguia até a Delegacia onde relatou o crime.

O veículo da esposa do militar, que é lotado no 11º Batalhão de Polícia Militar, na cidade alagoana de Penedo, foi levado pelos criminosos. A polícia – a principio – não acredita que o fato tenha ligações com a profissão do marido da vítima.

Anônimo disse...

PENSE NUM LADRAO

romilson freitas freitas disse...

kd a merda da notícia da resposta do governo sobre a reunião de hj

Anônimo disse...

:-x se eu fosse o cel gilmar não deixava isso barato.

Anônimo disse...

Da a tua mulher a ele chupao.

Anônimo disse...

ISSO É CRIA DO RUBÃO.

wyll disse...

Situacao de facil resumo,FAF cortou a merenda do CPC($$$$$$$) e o Sr.Gilmar Batinga estar complicando no servico efetuado dentro daquela praca de esporte de forma irregular,quem nao sabe q ali é uma area privada.E agora Batinga? vai cuspir no prato que tanto comeu?????????

Anônimo disse...

Há equivocos nas afirmações do cel gilmar... tropa especializada sim, o problema é a capacitação, reciclagem e má uso do ordinario... O mal da PM é valorizar quem não produz!!!!!!!!!!!!!!

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver