ONDE VAMOS PARAR?

Em meio a tanta violência em nosso Estado, era de se esperar, de certa forma, que nós também figurássemos como vítimas da criminalidade. O problema é que a gente só se dá conta dessas coisas quando alguém do nosso meio é a vítima.

Relembremos os casos, somente deste ano, em que fomos vitimados:

O primeiro caso apresenta como vítima o Sargento do Corpo de Bombeiros Elenilton Tenório de Melo, de 40 anos, encontrado morto, em janeiro, em um canavial que fica no conjunto Village Campestre. O corpo dele foi encontrado por policiais militares em rondas pela região do canavial. O militar foi morto a tiros. O graduado servia ao CBMAL desde 1994, e pertencia ao quadro especialista músico, exercendo a função de corneteiro do Quartel do Comando Geral daquela coirmã (clique aqui).

Já o Sargento Manoel Alves Ferreira Júnior, que era lotado no 2º BPM, foi morto em fevereiro após ficar internado alguns dias quando foi baleado dentro de um bar, durante uma discussão com um suposto colega de farda. Ele foi atingido por quatro tiros na região do abdome e perna. O caso aconteceu em Santana do Mundaú. O acusado dos disparos foi o sargento da reserva remunerada da Polícia Militar de Alagoas, Diogenes Batista de Lima (clique aqui).

Em 16 de março, o Cabo da PM Carlos Pereira de Barros, de 50 anos, foi assassinado e, de acordo com a investigação, pai e filho teriam assassinado o militar. O crime aconteceu numa praça do complexo Benedito Bentes, em Maceió. O militar assassinado era lotado no Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp), mas estava à disposição do CPC, onde atuava como motorista (clique aqui).

No dia 5 de junho, o Cabo PM José Wellington da Silva foi executado, durante viagem que fazia numa van de transporte alternativo, que fazia a linha Maceió – Arapiraca. Os acusados seriam um homem e uma mulher que anunciaram o assalto quando o veículo passava numa estrada vicinal na Barra de São Miguel (clique aqui).

Depois disso a vítima foi o Soldado PM Phelipe Jorge dos Santos Siqueira, que foi baleado nas duas mãos durante um assalto na madrugada do dia 06.07, no bairro do Feitosa, em Maceió-AL. Segundo o informações dos policiais que atenderam a ocorrência, o soldado estava nas imediações das Lojas Americanas (antigo “Carnes e Verdes”), que fica em frente ao Shopping Miramar, quando três indivíduos em um Gol, de cor preta e placa não identificada, armados, aproximaram-se e anunciaram o assalto, levando logo em seguida os pertences do militar. Porém, ao perceberem que estavam assaltando um PM, os meliantes teriam tentado tirar a vida do mesmo, atirando duas vezes contra ele, acertando as suas duas mãos (clique aqui).

Já o Sargento Borges foi atingido quando voltava para casa após o trabalho em um micro-ônibus de transporte alternativo que fazia a linha Maceió – Massagueira. Outro passageiro ficou ferido com um tiro na coxa. Testemunhas disseram que ele reagiu e atirou contra uma mulher que auxiliava os bandidos. O tiro pegou de raspão na cabeça dela. Um dos bandidos revidou atirando também contra a cabeça do PM. Logo em seguida, ele fugiu juntamente com um dos comparsas (clique aqui).

No dia 18 de julho mais um policial militar foi ferido após reagir a um assalto em Maceió. Dessa vez, o crime ocorreu no bairro do Clima Bom. O Sargento José Nildo da Silva estava na porta de casa, após um dia de trabalho, quando foi abordado por dois homens. Ele reagiu e foi baleado nas duas pernas pelos bandidos. Segundo o relato da vítima, durante o socorro, “ao perceber que ia ser assalto, sacou sua pistola, mas os acusados se adiantaram e começaram a atirar contra o ele”, que precisou correr para não ser atingido, mas um dos cinco tiros deflagrados o atingiu na coxa esquerda. Após o caso, o sargento foi encaminhado ao Hospital Geral do Estado (HGE), no Trapiche.

No dia seguinte, ou seja, dia 19, à tarde, mais um assalto a uma van de transporte complementar poderia terminar em tragédia, no município de Matriz do Camaragibe, litoral norte. Isso porque, um dos assaltantes, Fábio Santos Silva, atirou contra um Sargento da Polícia Militar que estava no veículo, mas que não foi atingido. O meliante foi rendido pelo graduado, com a ajuda dos outros passageiros, mas o seu comparsa, identificado apenas como “Moisés”, conseguiu fugir por um canavial. Na ocasião foram apreendidos dois revólveres calibre 38 que estavam com a dupla.

No dia 21 de julho, faleceu, no HGE, o Sargento Santos. Ele sofreu um atentado na última sexta-feira, dia 19, sendo atingido por disparos de arma de fogo. Os disparos atingiram a nuca e o ombro. O sargento ainda chegou a ser socorrido e passou por uma cirurgia, mas não resistiu durante recuperação após cirurgia.

Diante do exposto, pergunta-se: Onde vamos parar conta criminalidade? O que fazer quando nós, as forças de segurança do Estado passamos a ser vítimas disso que dizer ser “simplesmente” CVLI?

Senhores, enquanto não temos repostas para estas indagações, uma convicção é certa:

Precisamos eleger um Deputado Estadual para representar os nossos interesses!

21 comentários :

Anônimo disse...

É preciso uma reação enérgica dos poderes constituídos ou acabaremos todos mortos. Aos operadores dos direitos humanos uma reflexão no tratamento ao conceituar CIDADÃOS e CRIMINOSOS!!!

Soldado 2010 disse...

Senhores, vejam isso:

Homem é espancado após assaltar PM e esposa grávida

Vídeo de agressão foi publicado em rede social

No início da noite desta segunda-feira (22), dois homens assaltaram um policial militar e sua esposa grávida, no bairro da Jatiúca. Como o militar não estava em serviço, não estava fardado. Ele teria reagido ao assalto e conseguido, com a ajuda da população, capturar um dos bandidos, que foi espancado no meio da rua, em frente a outro policial militar, que atendeu à ocorrência.

O espancamento foi filmado e postado em uma rede social.

A polícia foi procurada pela reportagem da Gazetaweb, mas negou que os crimes – tanto o assalto quanto o espancamento – tenham ocorrido. Na última semana, dois policiais foram assassinados, um ficou ferido em uma tentativa de assalto e outro saiu ileso e ainda conseguiu prender um dos assaltantes.

Fonte: http://gazetaweb.globo.com/noticia.php?c=345701

Anônimo disse...

SOLUÇÃO> APROVAÇÃO DA PEC 300 - TEMOS QUE MELHORAR NOSSOS SLARIOS, TEMOS QUE TER SALARIOS DIGNOS PARA NAO TER QUE IIRMOS TRABALHAR DE VANS

Policiais e bombeiros querem ‘parar o Brasil’ nos dias 20 e 21 de agosto

19/07/2013






Policiais militares e bombeiros prometem uma grande manifestação em Brasília (DF) nos dias 20 e 21 de agosto. Nesta semana, representantes dos servidores militares estiveram na capital federal para tentar, mais uma vez, forçar a votação da PEC 300, que estabelece um piso salarial nacional para policiais e bombeiros. No entanto, alguns líderes de partidos se recusaram a assinar o requerimento que pedia a colocação da proposta em pauta, caso do deputado José Guimarães (CE), líder do PT na Câmara.



“O descaso do Governo Federal é tanto que mais uma vez o colégio de líderes rejeitou que fosse colocada em pauta a PEC 300. Está mais do que claro que o Governo Federal não se importa nem um pouco com nossos policiais militares e bombeiros”, disse Edmar Soares da Silva, presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), que levou uma caravana do Estado até Brasília.



Durante a viagem, os militares se reuniram com os deputados sul-mato-grossenses Fábio Trad e Marçal Filho, ambos do PMDB. O primeiro fez um compromisso, registrado em vídeo, de empenho em prol da PEC 300. Já o segundo protocolou um requerimento na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara para conseguir uma audiência pública que debatesse a proposta, empacada na Câmara desde 2010, quando foi aprovada em primeiro turno.



Ainda de acordo com Edmar, que ainda é diretor jurídico da Anermb (Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais do Brasil), caso não ocorra a votação em segundo turno da PEC 300 no mês de agosto, será deliberado aquartelamento geral. “Vamos parar o Brasil. Sem PEC 300, sem Copa”, afirmou.



As entidades ainda recomendaram a todos os servidores da segurança pública do Brasil que liguem para o telefone 0800-619619, da Câmara Federal, identifiquem-se e cobrem a aprovação da proposta.



Jeozadaque Garcia

Assessoria de Imprensa

Anônimo disse...

Policiais e bombeiros querem ‘parar o Brasil’ nos dias 20 e 21 de agosto

19/07/2013






Policiais militares e bombeiros prometem uma grande manifestação em Brasília (DF) nos dias 20 e 21 de agosto. Nesta semana, representantes dos servidores militares estiveram na capital federal para tentar, mais uma vez, forçar a votação da PEC 300, que estabelece um piso salarial nacional para policiais e bombeiros. No entanto, alguns líderes de partidos se recusaram a assinar o requerimento que pedia a colocação da proposta em pauta, caso do deputado José Guimarães (CE), líder do PT na Câmara.



“O descaso do Governo Federal é tanto que mais uma vez o colégio de líderes rejeitou que fosse colocada em pauta a PEC 300. Está mais do que claro que o Governo Federal não se importa nem um pouco com nossos policiais militares e bombeiros”, disse Edmar Soares da Silva, presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), que levou uma caravana do Estado até Brasília.



Durante a viagem, os militares se reuniram com os deputados sul-mato-grossenses Fábio Trad e Marçal Filho, ambos do PMDB. O primeiro fez um compromisso, registrado em vídeo, de empenho em prol da PEC 300. Já o segundo protocolou um requerimento na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara para conseguir uma audiência pública que debatesse a proposta, empacada na Câmara desde 2010, quando foi aprovada em primeiro turno.



Ainda de acordo com Edmar, que ainda é diretor jurídico da Anermb (Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais do Brasil), caso não ocorra a votação em segundo turno da PEC 300 no mês de agosto, será deliberado aquartelamento geral. “Vamos parar o Brasil. Sem PEC 300, sem Copa”, afirmou.



As entidades ainda recomendaram a todos os servidores da segurança pública do Brasil que liguem para o telefone 0800-619619, da Câmara Federal, identifiquem-se e cobrem a aprovação da proposta.



Jeozadaque Garcia

Assessoria de Imprensa

Anônimo disse...

O PROBLEMA É QUE A MORTE DESTES MILITARES NÃO É CULPA DO GOVERNADOR OU DA CRIMINALIDADE, É TOTAL CULPA NOSSA, POIS NÃO NOS UNIMOS, NAO PARTICIPAMOS DE REIVINDICAÇÕES, NÃO VAMOS A PASSEATAS. ALIAS ADORAMOS APERTO, ADORAMOS FALAR MAL DO COLEGA DE TRABALHO, ADORAMOS GANHAR MAL, ADORAMOS TRABALHAR MUITO E NOS ESCRAVIZAR, GOSTAMOS DE LEVAR AQUELE APERTO DO OFICIAL IDIOTA E NÃO REAGIMOS, PELO CONTRARIO, TRABALHAMOS CADA VEZ MAIS E MUITO, ORGULHANDO NOSSOS OFICIAIS QUE RIEM DE NOSSA CARA E RIEM DO QUE GANHAMOS COMO SALARIO. ELES SABEM QUE NAO SOMOS UNIDOS, SABEM QUE SOMOS FRACOS, DESUNIDOS E IDIOTAS. AFINAL SOMOS POLICIAIS MILITARES DE ALAGOAS, A POLICIA MAIS DESUNIDA DE TODA A FEDERAÇÃO BRASILEIRA.

Anônimo disse...

Ora, merecemos tudo isso e pior ainda está por chegar. Acho muito pouco o que está acontecendo, pois vejo colegas de farda se matarem no trabalho, e ainda tem aqueles que são voluntarios para o serviço extra, tem aqueles babãos que NUNCA RECLAMAM, NUNCA REIVINDICAM e AINDA FALAM MAL DAQUELES QUE LUTAM POR MUDANÇAS. Quando é para se manifestarm se escondem dentro dos batalhões e dentro de suas casas, e ainda xingam os colegas que estão ali para defender seus direitos chamando eles de macetosos. Alguns destes que morreram eram deste time de babãos. Enquanto nós mesmos não nos dermos valor e formos as ruas reivindicar e apoiar as mudanças iremos ficar a mercê de governos imundos e inescrupulosos como é o de Teo Vilela. A unica solução é LUTAR, REINVIDICAR, É UNIR, É IR PRA RUA LUTAR PELA PEC 300, PELA DIGNIDADE, PELAS 40 HROAS QUE JÁ É LEI, JÁ CONSTA EM CONTRACHEQUE MAIS COMO CACHRRINHOS AMESTRADOS ACEITAMOS TRABALHAR 60HORAS SEMANAIS CALADOS. Estamos MORRENDO NÃO SÓ NAS RUAS , MAIS MORRENDO NOSSA DIGNIDADE DIA A DIA E QUANDO MORRE NOSSA DIGINDADE MORREMOS NÓS COMO PESSOA, COMO INDIVIDUO E COMO CIDADÃO. A CULPA É TODA NOSSA.

Anônimo disse...

a culpa é nossa , não é dos direitos humanos e nem do governador. matou policia tem que morrer pelo menos 05. Sabemos como fazer, onde fazer e como fazer, em Recife é assim, em são paulo é assim, em curitiba é assim, em salvador é assim, MATOU POLICIA MORRE. Em Nova York é assim também, mais hoje NOSSA FAMA ACABOU, MORREU. Tinhamos a fama de ser a Policia que mais matava bandido, os bandidos tinham medo de vir a Alagoas, tinha medo dos policiais alagoanos, hoje estes bandidos riem da nosssa cara, nos desafiam, nos matam, matam nossos filhos, cuspe na nossa cara, enfim tocam o horror, porque estamos fracos, medrosos e sem estímulo. Então quando um exercito está desunido, ele é dizimado, em qualquer lugar do mundo, mais quando está UNIDO ele dizima todos os exercitos do mundo, para isto falta MOTIVAÇÃO SALARIAL E MOTIVAÇÃO PROFISSIONAL, FALTA LIDERANÇA, FALTA DIGNIDADE E VERGONHA NA CARA.

Anônimo disse...

JA ESTAMOS TODOS MORTOS HÁ MUITO TEMPO, BAIXAMOS A CABEÇA PARA TUDO E PARA TODOS, JA MORREMOS E AINDA NAO SABEMOS, SO ESTAMOS ESPERANDO O DIA DE SER ENTERRADOS. SOMOS FRACOS, DESUNIDOS E MEDROSOS, SOMOS ALAGOANOS AFINAL, ESTAMOS APENAS HONRANDO NOSSO NOME DE COVARDES.

Anônimo disse...

Todas as policiais que foram reivindicar em Brasília este mês tiveram pelo menos mais de 200 pessoas, Alagoas teve nem meia duzia de representantes, foi motivo de chacota e piada. Eita povinho este povo alagoano, tem jeito não. Nem para melhorar o salário tem coragem de sair. Ainda chamam o povo baiano de preguiçoso, mais o alagoano é preguiçoso, acomodado, fraco e burro.

Anônimo disse...

Policiais e bombeiros querem ‘parar o Brasil’ nos dias 20 e 21 de agosto

19/07/2013






Policiais militares e bombeiros prometem uma grande manifestação em Brasília (DF) nos dias 20 e 21 de agosto. Nesta semana, representantes dos servidores militares estiveram na capital federal para tentar, mais uma vez, forçar a votação da PEC 300, que estabelece um piso salarial nacional para policiais e bombeiros. No entanto, alguns líderes de partidos se recusaram a assinar o requerimento que pedia a colocação da proposta em pauta, caso do deputado José Guimarães (CE), líder do PT na Câmara.



“O descaso do Governo Federal é tanto que mais uma vez o colégio de líderes rejeitou que fosse colocada em pauta a PEC 300. Está mais do que claro que o Governo Federal não se importa nem um pouco com nossos policiais militares e bombeiros”, disse Edmar Soares da Silva, presidente da ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), que levou uma caravana do Estado até Brasília.



Durante a viagem, os militares se reuniram com os deputados sul-mato-grossenses Fábio Trad e Marçal Filho, ambos do PMDB. O primeiro fez um compromisso, registrado em vídeo, de empenho em prol da PEC 300. Já o segundo protocolou um requerimento na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara para conseguir uma audiência pública que debatesse a proposta, empacada na Câmara desde 2010, quando foi aprovada em primeiro turno.



Ainda de acordo com Edmar, que ainda é diretor jurídico da Anermb (Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais do Brasil), caso não ocorra a votação em segundo turno da PEC 300 no mês de agosto, será deliberado aquartelamento geral. “Vamos parar o Brasil. Sem PEC 300, sem Copa”, afirmou.



As entidades ainda recomendaram a todos os servidores da segurança pública do Brasil que liguem para o telefone 0800-619619, da Câmara Federal, identifiquem-se e cobrem a aprovação da proposta.



Jeozadaque Garcia

Assessoria de Imprensa

Anônimo disse...

Quando não é o medico monstro AUDIR MARINHO que MATA E ALEIJA, são os bandidos que nos matam ou nos aleijam, se correr o AUDIR MONSTRO pega, se ficar o BANDIDO COME, eita como é difícil a vida de um PM em Alagoas viu?

Anônimo disse...

Sabe quem está por trás destas mortes? O Médico MONSTRO E SÁDICO AUDIR, ele ama PREJUDICAR OS POLICIAIS E COMO ESTÁ ACHANDO POUCO SUAS VITIMAS, ESTÁ PAGANDO OS BANDIDOS PARA MATAR OS PMS.

Anônimo disse...

FUI DE EMERGENCIA SER ATENDIDO NO HOSPITAL DA POLICIA MILITAR DE PERNAMBUCO E QUASE NAO FUI ATENDIDO PORQUE UM OFICIAL DA PM DE ALAGOAS LIGOU PARA O COMANDANTE DO HOSPITAL E FEZ UM ESCANDALO QUERENDO QUE ELES DO HOSPITAL DA PM DE ALAGOAS NÃO FORNECESSEM ATESTADO MÉDICO A POLICIAIS MILITARES DE ALAGOAS E DE PREFERENCIA NEM ATENDESSEM OS POLICIAS MILITARES DE ALAGOAS NO HOSPITAL DA POLICIA MILITAR DE PERNAMBUCO. INFELIZMENTE NAO ME FORNECERAM O NOME DESSE CANALHA PARA QUE EU DIVULGASSE AQUI NA BEF.

Anônimo disse...

TEO VILELA PROMETEU QUE IA AUMENTAR OS MILITARES E VALORIZAR A NOSSA CATEGORIA - ACREDITAMOS E VOTAMOS NELE PELA SEGUNDA VEZ E NOS ARROMBAMOS.

DILMA PROMETEU QUE IRIA APROVAR A PEC 300 - ACREDITAMOS E VOTAMOS NELA E NOS ARROMBAMOS.

ESTÁ NA HORA DE ARROMBAR ELES, VAMOS AS RUAS OU IREMOS VER DIA A DIA UM COMPNHEIRO, UM PAI DE FAMILIA, TOMBAR PELA OMISSÃO DESSES IMBECIS.

Anônimo disse...

os governantes nunca vão fazer nada, pois nao andam de vam, nao pegam onibus e quando estao nas ruas em seus carros, estão cercados por vários seguranças e nós com o salario minguado andamos de van, com carteirada ainda, e estamos morrendo pela miseria que ganhamos que não dá nem pra comprar um carro de segunda mão para nossa propria segurança, e nem lutamos para isso.

Anônimo disse...

Temos que mudar urgente a alta cúpula da Segurança Pública. Está está provado que com conversa e bom papo não se resolve o problema. Temos que mudar sempre quando o time não está ganhando. A hora é agora. Fora Dário César! Fora Dimas! Fora Delegado da Polícia Civil! Fora! Fora! Fora! Queremos um Secretário mais comprometido com as três forças (PM, BM e PC).

Anônimo disse...

Temos que mudar urgente a alta cúpula da Segurança Pública. Está está provado que com conversa e bom papo não se resolve o problema. Temos que mudar sempre quando o time não está ganhando. A hora é agora. Fora Dário César! Fora Dimas! Fora Delegado da Polícia Civil! Fora! Fora! Fora! Queremos um Secretário mais comprometido com as três forças (PM, BM e PC).

Anônimo disse...

BLOG DULCE MELO 25.07.13
O ex-comandante do Policiamento da Capital, coronel Gilmar Batinga, retorna para a ativa após pouco mais de dois meses na reserva. O entendimento foi o de que ele precisa concluir o tempo de serviço enquanto coronel fechado, já que são exigidos cinco anos no posto.

Embora ao completar 30 anos de serviço, o militar tenha a obrigação de 'pendurar a farda' no caso dos coronéis 'fechados', último posto da corporação, devem permanecer nele por cinco anos. Na situação do coronel Batinga, mesmo com o tempo exigido de trabalho, na função ele só tinha dois anos e meio. Logo, terá que trabalhar mais dois e meio para, definitivamente, e sem equívocos, ir para a reserva.

O indeferimento do processo da reserva do coronel foi publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (25).

Anônimo disse...

Esta violência que nunca acaba,e agora eles estão focados só nos pms,mas Deus tem misericórdia de todos os pms de alagoas.

Anônimo disse...

NÓS QUE NÃO ATESTAMOS ESSES FALSOS LÍDERES (MAJ FRAGOSO, SGT TEOBALDO, Cb SOARES, Cb WAGNER SIMAS, ETC) CONCORDAMOS COM ALGUNS LEITORES DESSE SITE QUANDO OS MESMO FALAM QUE SOMOS FRACOS, MEDROSOS, BAJULADORES, ETC. ISSO É FATO. AGORA, NÓS QUE NÃO ATESTAMOS ESSES LÍDERES NÃO PODEMOS E NEM VAMOS APOIAR NADA QUE ELES FAÇAM, POIS JÁ ESTÁ COMPROVADO QUE ELES NÃO NOS REPRESENTAM. QUEREMOS MESMO É A SAÍDA DELES DAS NOSSAS ASSOCIAÇÕES. ESSES CIDADÃOS MACULARAM A IMAGEM DAS NOSSAS ENTIDADES. FORA FRAGOSO! FORA TEOBALDO! FORA Cb SOARES E Cb SIMAS. VOCÊS VÃO DEVOLVER TUDO QUE VOCÊS ROUBARAM E DESVIARAM DAS NOSSAS ASSOCIAÇÕES. QUEM VIVER VERÁ! QUEM VIVER VERÁ! QUEM VIVER VERÁ!

Anônimo disse...

Quanto mais leio este blog, mais me preocupo por ter apoiado tanto meu noivo a prestar o concurso para a PMAL, e, ao passar, tê-lo incentivado a não desistir(apesar do descaso que ocorreu e está ocorrendo durante todos os processos seletivos). Entrar para a PM (que é um trabalho que envolve MUITOS riscos) e não ter a mínima estrutura para trabalhar, é no mínimo desumano...

Alagoas é um Estado RICO e MISERÁVEL, somente os que insistem em votar nessa corja é que não veem isso! Tá na hora de dar um basta e mostrar que apesar da educação precária oferecida pelas escolas alagoanas o povo não é burro e tem consciência dos absurdos que estão sendo cometidos nessa "gestão".

Postar um comentário

Comente, opine, se expresse. Este espaço é seu!
Não se omita, deixe a sua participação.

Se quiser fazer contato por e-mail, escreva para contatobriosaemfoco@gmail.com

Guarnição da bef

Destaque nos últimos 30 dias

 
Meu Profile: Área Restrita - Somente PESSOAL AUTORIZADO pode ver